Viajar de ônibus no Peru: as empresas que operam as principais rotas

49

Atualizado em 25 de junho de 2022

Viajar de ônibus no Peru

Viajar de ônibus no Peru é uma ótima pedida. De forma geral, os veículos são novos, confortáveis e o atendimento é agradável. Então, pode aproveitar, pois você se sentirá melhor viajando assim do que em algumas companhias aéreas brasileiras.

Eu fiz uma viagem muito interessante pelo Peru, passando por Paracas, Nazca, Puno e Arequipa, sem deixar de conhecer o básico que inclui Lima, Cusco e Machu Picchu.

Eu expliquei tudo com detalhes no meu roteiro de viagem para o Peru.

Mas, se você quer mesmo saber como é viajar de ônibus no Peru e quais empresas operam as principais rotas por aqui, anote aí as minhas dicas.

Viajar de ônibus no Peru

A principal dica é procurar empresas legalizadas que oferecem serviços turísticos. Isso é importante porque, assim como no Brasil, há inúmeras rotas feitas por veículos ilegais que não oferecem conforto nem segurança aos passageiros.

Eu até viajei em um desses ônibus alternativos e a experiência não foi muito boa. Então, o conselho que deixo é não fazer isso!

Há boas opções de empresas que fazem as principais rotas do país.

EMPRESA SITE
Oltursa oltursa.pe
Cruz del Sur cruzdelsur.com.pe
Tepsa tepsa.com.pe
Movil Tours moviltours.com.pe
Peru Hop peruhop.com

É sobre cada uma delas que vou comentar a partir de agora.

OLTURSA

Eu considero a Oltursa a melhor empresa ônibus no Peru. Os veículos são super novos, têm dois andares, serviço de bordo, tomada para carregar aparelhos eletrônicos, internet e outras opções de entretenimento em algumas rotas.

Viajar de ônibus no Peru

Os preços não são mais caros do que nas outras empresas.

Quando for comprar sua passagem, prefira ficar no andar de baixo. Diferentemente do andar de cima, são apenas três poltronas em cada fileira e elas são mais largas, bem confortáveis.

Viajar de ônibus no Peru

Uma viagem de Lima a Cusco, por exemplo, custa a partir de S/. 110 e dura 23 horas. Você pode comprar as passagens com antecedência pelo site da Outursa.

CRUZ DEL SUR

A Cruz del Sur é a empresa mais popular no Peru e também é uma ótima opção.

Os veículos são bem parecidos com os da Oltursa e oferecem praticamente os mesmos serviços: dois andares, sendo que no primeiro piso fica uma área mais restrita. Opções de entretenimento, internet e serviço de bordo também estão disponíveis.

onibus-no-peru-05

Se sua viagem for durante o dia e mais curta, opte por ficar no andar de cima para ver a paisagem pelos imensos janelões do ônibus. Se for à noite, escolha o primeiro andar para dormir melhor, porque as cadeiras são muito mais confortáveis.

Viajar de ônibus no Peru

Uma viagem de Lima a Cusco, por exemplo, custa S/. 137 e dura quase 24 horas. Você pode comprar passagem pelo site da Cruz del Sur.

TEPSA

A Tepsa é outra excelente empresa de transporte de passageiros, mas ainda é bem pouco conhecida por brasileiros.

O atendimento é excepcional e os ônibus também são novos, com internet, entretenimento a bordo e muito mais.

Uma viagem de Lima a Cusco, por exemplo, custa S/. 185 e dura 23 horas. É possível comprar passagem pela internet no site da Tepsa – a empresa está com as operações suspensas temporariamente.

onibus-no-peru-02

MOVIL TOURS

A Movil Tours fez, durante alguns anos, a rota de Rio Branco a Cusco, mas deixou de operar o trecho em 2014. Apesar de ter menos opções, ela é uma boa escolha principalmente no quesito preço.

Uma viagem de Lima a Trujillo, no norte do país, custa S/. 72 e dura quase 11 horas. Os ônibus também são excelentes e é possível comprar passagem pela internet no site da Movil Tours.

PERU HOP

O esquema da Peru Hop é totalmente diferente. Ele é, na prática, um ônibus de excursão – se assim podemos dizer.

A ideia surgiu com irlandeses que moram no Peru há alguns anos e, o modelo de hop on hp off foi inspirado nos ônibus que fazem viagens parecidas pela Europa, mas a proposta do Peru Hop é ir a lugares onde as empresas tradicionais não chegam.

  • Vou tentar explicar melhor como funciona o Peru Hop:
  • Você compra um pacote incluindo várias paradas;
  • O ônibus buscará você no hotel em que estiver hospedado – nos bairros indicados;
  • Você fará o trajeto entre dois destinos principais, com algumas paradas para conhecer lugares “diferentes” pelo caminho;
  • Ao chegar ao destino, você será deixado no hotel e poderá ficar nele quantos dias desejar;
  • Quando quiser seguir viagem, você pode pegar o próximo ônibus e ir para o próximo destino;
  • Com apenas uma passagem você pode viajar por até um ano dentro do Peru e também na Bolívia;

Os ônibus da Peru Hop têm 40 assentos semi-leito, banheiro, ar-condicionado, tevês a bordo, travesseiros, GPS e carregador USB.

Viajar de ônibus no Peru

No momento de comprar a passagem, você terá que decidir se quer viajar apenas um dia, de uma a duas semanas, menos que uma semana ou mais que duas semanas – é assim que eles calculam os pacotes e os preços.

Eu fiz uma simulação no site para uma viagem de uma a duas semanas, saindo de Lima. Um dos pacotes duraria oito dias e teria como destino final da cidade de Cusco.

No caminho, eu teria oito paradas para fazer passeios de um dia. Os passeios são para esses lugares:

Parece ser uma boa opção para quem deseja conhecer o país e não está disposto a se preocupar em buscar hotel, organizar passeios e tudo mais.

Você pode ver outros detalhes e fazer a reserva no site da Peru Hop.

INFORMAÇÕES BÁSICAS
Visto | Brasileiros não precisam de visto para entrar no país e o prazo máximo de permanência é de 90 dias, podendo ser prorrogado por mais 90 dias.
Documentos | Você deve apresentar o passaporte, com seis meses de validade, ou a carteira de identidade, emitida há menos de dez anos.
Dinheiro| A moeda peruana é o nuevo sol, identificado pela sigla PEN e pelo símbolo S/. Para sua viagem, leve dólares e troque nas casas de câmbio.
Vacinas | A vacina contra covid-19 não é obrigatória, mas é necessário apresentar um teste RT-PCR. A vacina contra febre amarela é recomendada para quem for viajar para a região amazônica.

INFORMAÇÕES SOBRE COVID-19

Desde que reabriu suas fronteiras, o Peru adotou várias regras de prevenção e controle dos casos de covid-19. Isso significa que é preciso cumprir alguns requisitos sanitários e legais para entrar no país.

De forma geral, os documentos exigidos para a entrada de brasileiros – além dos já citados acima – são os seguintes:

  1. Comprovante de vacinação contra covid-19 com esquema vacinal completo – a terceira dose é exigida para maiores de 40 anos –, esta regra vale para viajantes maiores de 12 anos;
  2. Resultado negativo de teste RT-PCR feito há, no máximo, 48 horas antes do embarque, exigido apenas de viajantes não vacinados;
  3. Formulário Declaração de Autorização de Saúde e Geolocalização preenchido e enviado eletronicamente até 72 horas antes da partida, exigido de todos os viajante.
  4. Comprovante de hospedagem, que pode ser solicitado para que as autoridades peruanas monitorem seu estado de saúde.

É importante saber que, para viajantes vacinados, a dose final deve ter sido administrada pelo menos 14 dias antes da viagem.

Todos os viajantes – vacinados ou não – podem ser submetidos a verificação de temperatura e a testes aleatórios para detecção de covid-19 na chegada ao Peru. Se o resultado der positivo, será necessário seguir as instruções das autoridades de saúde e pode ser necessário cumprir quarentena de até 14 dias.

No caso de crianças menores de 12 anos, basta que estejam assintomáticas para embarcar, não sendo exigido comprovante de vacinação ou teste RT-PCR.

É obrigatório o uso de máscara dupla – uma máscara cirúrgica e uma máscara de pano ou apenas uma do modelo KN95 – durante os voos e nos aeroportos peruanos.

Em todo o Peru, o estado de emergência continua em vigor. Por isso, o comprovante de vacinação contra covid-19 pode ser exigido para entrar em museus, sítios arqueológicos, shoppings, supermercados, restaurantes e em outros ambientes fechados.

Você pode acompanhar os números oficiais da covid-19 no site do Governo do Peru.

SEGURO VIAGEM

Apesar de não ser obrigatório,  viajar sem o seguro viagem durante a pandemia não é uma boa ideia.  Ainda que você esteja com o esquema vacinal completo, é bom saber que terá atendimento médico e hospitalar na hora que precisar.

Além disso, o preço do seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele também garante que você estará amparado em situações como cancelamento da viagem, extravio de bagagem e muitas outras.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

Veja mais dicas do Peru

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas do Peru.