Quanto custa viajar para Machu Picchu: lista atualizada com todos os preços

Atualizado em 5 de outubro de 2022 – 5 min de leitura

Quanto custa viajar para Machu Picchu

Para chegar a Machu Picchu é preciso fazer uma parada em Cusco, cidade considerada a capital do Império Inca, civilização que construiu as ruínas que você deseja visitar. Então, para saber quanto custa viajar para Machu Picchu, é importante considerar, também, os custos da cidade.

Cusco é destino de viajantes do mundo todo. Gente de diversas nacionalidades e estilos se encontra em suas ruas, antes de seguir viagem para Machu Picchu e para as cidades do Vale Sagrado.

Se por um lado isso é ótimo – já pensou que legal é compartilhar histórias com pessoas de culturas tão diferentes? –, por outro, essa grande quantidade de visitantes faz os preços subirem e, principalmente, nos obriga a fazer as reservas com antecedência.

Antes de prosseguir no nosso cálculo de quanto custa viajar para Machu Picchu, você precisa saber que os preços estão na moeda peruana, o Nuevo Sol, identificado pelo símbolo S/..

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Quando ir a Machu Picchu

A melhor época para visitar Machu Picchu é entre os meses de abril e outubro, quando quase não chove. Mas, em compensação, as temperaturas são bem mais baixas. Os melhores meses são, exatamente, junho e julho.

A temporada de chuvas começa no final de outubro, e os meses que mais chovem são de dezembro a março.

Se você pensa que, nessa época, Cusco fica vazia, se enganou: muitos turistas do hemisfério norte viajam para cá fugindo do extremo frio. Isso significa que Cusco nunca está completamente vazia.

Quanto custa viajar para Machu Picchu

Quanto custa viajar para Machu Picchu

Eu listei os principais custos que você terá para viajar a Machu Picchu. São gastos com transporte, hospedagem, alimentação e passeios. Todos consideraram uma viagem econômica, sem muitas regalias, mas com conforto e segurança.

Passagem aérea

Na hora de comprar sua passagem, você pode escolher um bilhete com destino final em Cusco – fazendo uma escala em Lima, claro – ou comprar trechos separados.

Quando visitei o Peru, eu comprei uma passagem partindo de São Paulo para Lima e, depois de explorar a capital peruana por alguns dias, segui viagem para Cusco em uma das companhias aéreas do país.

→ Companhias aéreas que voam no Peru

Eu fiz isso porque tinha tempo para ficar em Lima por alguns dias e porque havia encontrado preços mais baratos nesta opção.

Uma dica, é fazer uma busca com várias simulações para encontrar o melhor preço. Comprando com antecedência, dá para encontrar passagens de São Paulo para Cusco por cerca de R$ 1.500.

Eu os seguintes sites:

Eu não sugiro viajar de ônibus ou de carro de Lima a Cusco. A estrada é muito sinuosa e, por isso, a viagem é longa e cansativa.

Hospedagem

Cusco tem centenas de opções de hospedagem. Grandes e caríssimos hotéis, pousadas baratinhas e hostels bem legais estão na lista da cidade. Portanto, a escolha vai depender exclusivamente do seu gosto e do seu bolso.

Quanto custa viajar para Machu Picchu

Em hostel, eu encontrei diárias a partir de S/. 20, em quartos compartilhados. Para quem quer mais privacidade, sem gastar um absurdo, há hotéis com diárias entre S/. 60 e S/. 250. Lembrando que esses preços são para uma pessoa.

Mas, se você quer mesmo esbanjar felicidade e gastar seus reais em um bom hotel, fique hospedado no Belmond Sanctuary Lodge, um cinco estrelas com vista para as ruínas de Machu Picchu.

Veja a lista abaixo:

Alimentação

Considerando que somos viajantes econômicos – daqueles que não desperdiçam dinheiro, mas que também não abrem mão do conforto e da segurança –, a boa notícia é que dá para comer bem gastando pouco em Cusco.

O café da manhã varia de S/. 15 a 35. No almoço, você deve gastar entre S/. 30 e 45. Já o jantar fica pouca coisa mais caro, de S/. 35 a 60.

Transporte

Para se locomover na cidade, você pode usar carros de aplicativos ou táxis. Mas, não há taxímetro e, portanto, o preço deve ser combinado antes da partida.

Quanto custa viajar para Machu Picchu

Uma dica valiosa é que os taxistas  nunca dizem o preço real  da corrida, já esperando que você peça um desconto. Então, abuse do seu poder de pechincha e pague o valor que achar justo.

Para você ter ideia, um carro do aeroporto ao centro deve custar em torno de S/. 15.

PARA CHEGAR A MACHU PICCHU

As únicas maneiras de chegar a Águas Calientes, a cidade base para visitar Machu Picchu, são de trem e a pé: não há estradas liberadas para turistas viajarem de carro ou de ônibus. Quem opera a rota dos trens é a Peru Rail.

O tíquete saindo de Cusco para Águas Calientes – a estação de Machu Picchu – custa entre USD 60 e 482. De águas Calientes para Cusco, o valor fica entre USD 65 a 100. Porém, lembre-se que esses preços valem apenas quando compramos ida e volta.

Quanto custa viajar para Machu Picchu

Além disso, as tarifas mais baratas acabam rápido, sendo necessário fazer a reserva com antecedência.

Ingressos

Apenas 2.500 visitantes podem entrar em Machu Picchu por dia. Para o Caminho Inca – a opção de chegar às ruínas a pé –, são permitidos apenas 500 viajantes por dia. Para subir Huayna Picchu e ter aquela visão espetacular de cima de Machu Picchu, somente 400 autorizações são concedidas a cada dia.

→ Como visitar Machu Picchu

A entrada em Machu Picchu custa S/. 152, mas se seus planos incluírem escalar também Huayna Picchu, esse valor sobe para S/. 200. Lembrando que a subida na montanha vizinha a Machu Pichuu deve ser pré-agendada.

As entradas devem ser compradas com antecedência pelo site do Ministério da Cultura ou em agências de turismo em Cusco.

Quanto custa viajar para Machu Picchu

Você sabe que, quando viajamos para o exterior, o ideal é não fazer a conversão de cada item. Isso pode mascarar o orçamento e dar uma ideia errada de valores: lembre-se que você estará em um país diferente, em cidades com custos de vida distintos e que o seu lema será não converter.

Porém, como estamos falando de orçamento, eu disponibilizo abaixo os valores, em real, de alguns itens para mera comparação, apenas para você ter uma ideia de quanto custa viajar para Machu Picchu.

A cotação do Nuevo Sol – S/. – é a da data de publicação deste post. Para consultar o câmbio atualizado, acesse o site do Banco Central.

NUEVO SOLREAL
HOSPEDAGEM
Diária em hotelS/. 60R$ 82
Diária em hostelS/. 20R$ 27
ALIMENTAÇÃO
Café da ManhãS/. 15R$ 20
AlmoçoS/. 30R$ 41
JantarS/. 35R$ 48
TRANSPORTE 
Táxi para o aeroportoS/. 15R$ 20
Trem para Machu PicchuUSD 60R$ 310
Trem para CuscoUSD 65R$ 340
INGRESSOS
Machu PicchuS/. 152R$ 210
Machu Picchu e Huayna PicchuS/. 200R$ 275

Onde ficar em Cusco

Antes de de fazer a reserva, eu acho importante que você entenda mais algumas coisas sobre a cidade.

A mais importante delas é que Cusco fica na Cordilheira dos Andes e, portanto, você deve imaginar que há muitas ladeiras: uma boa comparação é Ouro Preto, em Minas Gerais.

É um sobe e desce o tempo todo. Embora, eu realmente ache que, na parte do Centro Histórico, a gente sente menos isso.

Onde ficar em Cusco

Só que o grande problema é que  Cusco está a 3.399 metros acima do nível do mar  e isso nos deixa mais cansados que o normal, porque acabamos levando menos oxigênio para os pulmões cada vez que respiramos.

→ Aprenda se prevenir o mal de altitude

Além disso, é importante saber que o Centro Histórico não é grande e que as atrações acabam ficando concentradas em uma pequena parte – levando em consideração o tamanho da cidade.

Melhores bairros e hotéis de Cusco

Sem dúvida alguma, o melhor bairro para ficar em Cusco é o Centro Histórico.

É que, como falei, ele concentra várias atrações históricas e serviços que a gente sempre precisa: mercados, restaurantes, farmácias, bancos, caixas eletrônicos, agências de turismo e muito mais.

Enfim, é nas ruas do  Centro Histórico  que as coisas acontecem.

Eu realmente acho que ficar nas áreas mais afastadas do Centro é furada. Porque, além de não serem visualmente bonitas, ficando nessas áreas, você vai ter que se preocupar com deslocamentos o tempo todo.

O que você pode fazer, se tiver tempo, é  tirar um dia para conhecer as áreas mais afastadas  do Centro. Isso é perfeito para viajantes que gostam de conhecer a vida de quem mora na cidade para entender melhor o dia a dia das pessoas.

Se quiser outra opção, eu indico o San Blás. Ele é um bairro vizinho do Centro Histórico e muito conhecido pela vida boêmia e cultural. Nele, funcionam muitos bares, várias lojas de artesanato, alguns cafés e há opções de hospedagem interessantes.

Só é importante lembrar que as ruas do San Blás são bem estreitas – não passa carro em muitas delas – e há bastante escadarias. Isso pode ser um problema para quem estiver com muita bagagem.

Centro Histórico

Agora que você já entendeu onde ficar em Cusco, eu vou mostrar os hotéis e hostels que mais gosto na cidade. No final, eu mostro os apartamentos mais interessantes também.

Eles têm estilos e preços diferentes. Mas, o ponto em comum, é que têm uma localização que facilitará sua vida.

Casa Andina Cusco Plaza

O Casa Andina Classic Cusco Plaza fica no Centro Histórico, perto de tudo. O prédio colonial tem uma decoração rústica que é a cara da cidade e alguns quartos têm vista para a Plaza de Armas. Isso significa que dá para ir andando até as principais atrações de Cusco.

Onde ficar em Cusco

Os quartos são espaçosos, confortáveis e bem decorados, o café da manhã é ótimo, com muitas variedades, e o atendimento é super elogiado. É por isso, também, que o hotel tem a melhor avaliação do custo-benefício de Cusco.

Novotel Cusco

O Novotel Cusco está no coração da cidade. Ele funciona em um prédio do século 16 e tem quartos super espaçosos, restaurados e bem decorados, a apenas três quarteirões da Plaza de Armas. Isso é um ponto muito positivo.

Onde ficar em Cusco

O pátio interno do hotel é sensacional – é bom pedir um drinque, sentar e ficar admirando sua arquitetura. Tem, ainda, o restaurante La Cave, que tem um menu com especialidades locais e internacionais. É uma excelente escolha para ficar em Cusco.

Loreto Boutique

Esta é uma das melhores opções para você que ainda não decidiu onde ficar em Cusco. O Loreto Boutique Hotel fica a apenas dez metros da Plaza de Armas e tem quartos confortáveis, que nem parecem estar em um edifício construído no período dos incas.

Onde ficar em Cusco

O hotel é super bem cuidado, sempre limpo e cheiroso: isso vale para os quartos e para as áreas comuns. Há internet em todas as áreas, serviços de traslado e passeios podem ser agendados na recepção, que funciona 24 horas.

Maytaq Wasin Boutique Hotel

O Maytaq Wasin Boutique Hotel fica a uns 250 metros da Plaza de Armas, o coração de Cusco. O hotel é super aconchegante e tem uma decoração moderna, mas que preserva traços da cultura inca.

Onde ficar em Cusco

Os quartos são espaçosos, com camas grandes e acolhedoras, e os lençóis e travesseiros são de primeira linha. A maioria dos quartos tem vista para a cidade. O atendimento é sempre muito elogiado, o que deixa tudo ainda melhor, não é verdade?

Anahuarque Hotel Boutique

O Anahuarque Hotel Boutique é um hotel pequeno, com poucos quartos e, por isso, o atendimento é super personalizado. E, ainda assim, tem um custo-benefício muito interessante.

Onde ficar em Cusco

A localização é muito boa, a poucos passos da Plaza de Armas, onde estão muitos bares, restaurantes e agências que fazem passeios na região. Se precisar de alguma informação, o pessoal da recepção sempre estará disposto a ajudar.

Ramada By Wyndham Costa Del Sol Cusco

O Ramada by Wyndham Costa Del Sol Cusco funciona em um casarão do século 17 e tem um ambiente ótimo, com funcionários muito atenciosos e que fazem de tudo para nos agradar. Isso a gente percebe na hora do check-in, no café da manhã, que é delicioso e em tudo mais.

Onde ficar em Cusco

Ele também fica bem perto da Plaza de Armas e tem acesso fácil a todas as áreas da cidade. Isso significa que você vai aproveitar melhor seu tempo conhecendo o Centro Histórico. Os quartos são fantásticos, e alguns ambientes lembram o tempo colonial. É demais!

Casa Matara Boutique

O Casa Matara Boutique tem um estilo muito acolhedor, com tudo sempre muito limpo e organizado. O café da manhã é servido na medida, com boa variedade de pães, chás e tudo mais. Esses são apenas alguns atributos que fazem ele ter uma nota de avaliação tão alta.

Onde ficar em Cusco

Os quartos são ótimos, espaçosos e as camas são muito confortáveis. Todos os funcionários são muito atenciosos e simpáticos, e isso faz toda diferença. Como fica um pouco mais afastado da Plaza de Armas, costuma ter diárias mais em conta.

Casa Andina Premium Cusco

O Casa Andina Premium Cusco tem tudo que um cinco estrelas precisa. Ambientes super bem decorados, profissionais qualificados e super atenciosos, limpeza criteriosa e tudo mais. É por isso que ele é tão disputado por turistas do mundo inteiro.

Onde ficar em Cusco

Os quartos são muito espaçosos, com diversas categorias, e o pátio interno é magnífico, revelando a preciosa arquitetura do prédio. Além disso, o hotel tem uma coleção de quadros cusquenhos, que por si só, já é uma atração.

El Truco Hotel Boutique

O El Truco Hotel Boutique nos proporciona uma excelente experiência em Cusco, já que ele funciona em um casarão colonial super tradicional. Os quartos e os ambientes internos foram totalmente restaurados para receber turistas do mundo inteiro e são, de verdade, muito acolhedores.

Onde ficar em Cusco

O hotel tem um restaurante que funciona em um anexo, onde é servido o café da manhã. Também há boas opções para almoço e jantar. A localização é perfeita, a apenas duas quadras da Plaza de Armas, onde Cusco é bem mais interessante.

Onde ficar em Cusco

San Blás

O San Blás é um bairro que faz parte do Centro Histórico, mas ele tem destaque por ser uma região muito cultural, com bares e restaurantes muito interessantes.

Há muitas opções de hotéis nesta parte de Cusco, mas é importante saber que à medida que a gente se afasta da Plaza de Armas, as ladeiras ficam mais íngremes. Então, é bom prestar atenção nisso antes de fazer a reserva.

No San Blás, eu indico as seguintes opções:

Antígua Casona San Blás

O Antígua Casona San Blás é um Hotel muito charmoso, com uma equipe de funcionários super prestativa e atenciosa, sempre sorridente e com muitas dicas interessantes. São eles que prepara o café da manhã que é simplesmente fantástico.

Onde ficar em Cusco

Como a maioria dos hotéis de Cusco, ele funciona em um casarão antigo, mas os ambientes foram reformados para ter quartos espaçosos, com muito estilo e conforto. É uma excelente opção para ficar no bairro mais boêmio da cidade.

Posada San Blás

O Posada San Blás é um hotel com instalações novas, já que tudo foi reformado recentemente. O pessoal que faz o atendimento é excelente e a equipe que trabalha por trás, na limpeza e na cozinha, dá um show. Você pode conferir!

Onde ficar em Cusco

Ele fica numa região mais alta de Cusco, mas é possível conhecer muitos lugares caminhando. É uma boa opção para quem quer um lugar para ficar em Cusco sem gastar muito.

Amaru Inca

O Amaru Inca fica no San Blás, pertinho da Plaza de Armas. Isso já faz dele uma excelente opção para ficar em Cusco para poder explorar a cidade em curtas caminhadas.

Onde ficar em Cusco

Os quartos são muito bons, compactos, bem resolvidos e práticos. Sem luxo, mas com conforto e acolhimento que a gente precisa. O café da manhã é delicioso, com produtos regionais, e, se precisar sair muito cedo, eles preparam para você levar.

Apartamentos e casas de temporada

Se você pretende ficar um tempo maior na cidade ou se simplesmente prefere o conforto e a privacidade de um espaço só para você, alugar uma casa ou um apartamento de temporada vale muito a pena.

Mas, eu vou dar uma dica muito importante: tente, o máximo que puder, ficar na região do Centro Histórico, especialmente perto da Plaza de Armas.

→ Melhores casas de temporada de Cusco

É que Cusco tem muitas ladeiras, como já expliquei, e quanto mais a gente se afasta do Centro, mais cansativas e desinteressantes elas ficam.

Eu selecionei algumas opções no Centro Histórico e no San Blás, as áreas mais interessantes para você ter uma ideia do que pode encontrar.

Plaza de Armas Mini-apartment

O maior ponto positivo do Plaza de Armas Mini-apartment é a localização, a menos de dez minutos de caminhada da Plaza de Armas, onde todo mundo se encontra. Mas, o incrível é que, mesmo ficando perto do burburinho, o apartamento é tranquilo e silencioso.

Onde ficar em Cusco

Ele é pequeno, tem 20 metros quadrados, mas acomoda até três pessoas: duas na cama de casal e uma na cama de solteiro. Tem uma cozinha compacta, mas bem equipada, banheiro bom e o anfitrião é super atencioso e ajuda em tudo.

Casona la Recoleta

A Casona La Recoleta fica no San Blás e tem uma das melhores notas de avaliação da cidade. Só por isso você já sabe que é um excelente lugar para ficar em Cusco, mas existem outros pontos positivos.

Onde ficar em Cusco

O casarão antigo foi reformado e tem espaços arejados, bem decorados e super acolhedores. As camas são excelentes e a roupa de cama e banho também. A única observação é que ele fica em uma rua bem estreita, com difícil acesso para carros.

Del Niño Apartment

O Del Niño Apartment não é o apartamento mais bonito e aconchegante de Cusco, mas o seu ponto forte é a localização e o preço. Dois fatores que podem ser decisivos na sua escolha de um lugar para ficar em Cusco. Certo?

Onde ficar em Cusco

Ele fica a exatos 200 da Plaza de Armas, perto de tudo o que você vai precisar. Por outro lado, não espere que seja o lugar mais tranquilo e silencioso para dormir. Por isso, tem um custo-benefício interessante. Então, é preciso avaliar e definir prioridades.

Apartamentos Quewe

O Apartamentos Quewe é o mais afastado do Centro Histórico, já em uma parte mais “moderna” de Cusco. O ponto positivo é que tudo é mais tranquilo, sem tanta agitação de turistas para todos os lados.

Onde ficar em Cusco

É exatamente isso que faz ele ser interessante, pois, se você pensa em ficar mais tempo na cidade, não vai precisar competir espaço com outros viajantes e poderá fazer tudo com calma. E, hoje em dia, é tão fácil chamar um carro de aplicativo que, no fim das contas, o custo-benefício fica vantajoso.

Melhores hostels de Cusco

Cusco é a Meca dos Mochileiros na América do Sul.

Há tanta gente que viaja de forma econômica na cidade que eles  criaram uma estrutura ótima  para atender a esse público.

→ Melhores hostels de Cusco

Muitos hostels – alguns bem baratos e bem simples – restaurantes com preços baixos, passeios gratuitos, descontos para estudantes. Enfim, há muitas formas de economizar.

Eu listei alguns hostels da cidade para você ter uma ideia do estilo e das faixas de preços deles.

Nao Victoria Hostel

O Nao Victoria Hostel é o meu favorito em Cusco. Ele é super bem organizado, com ambientes arejados, sempre limpos e bem cuidados. Isso é muito importante para mim e acredito que para você também.

Onde ficar em Cusco

O hostel fica no Centro Histórico, a 500 metros da Plaza de Armas, e tem quartos compartilhados, que acomodam até oito pessoas, e suítes privativas. Sem dúvida, é o melhor hostel para ficar em Cusco.

Kokopelli Hostel Cusco

A energia do Kokopelli Hostel Cusco é super legal e tudo começa pelos espaços bem decorados e amplos, que trazem muito aconchego. Além disso, ele tem um jardim nos fundos que é perfeito para relaxar, trabalhar e interagir com outros viajantes.

O hostel tem quartos compartilhados e suítes privativas, todos sempre muito limpos – assim como os banheiros. Há armários individuais e tomadas próximas das camas, e o café da manhã é extraordinário. Vale a pena conferir!

Onde ficar em Cusco

Saqray Hostel

O Saqray Hostel fica um pouco mais afastado da Plaza de Armas e, por isso, tem preços mais em conta: é preciso subir uma ladeira para chegar a ele. Por outro lado, conforto e limpeza são garantias, já que esses dois itens são muito bem avaliados pelos hóspedes.

Ele também tem quartos compartilhados, que acomodam até seis pessoas em camas beliche, e suítes privativas. O café da manhã é muito bom e o atendimento é sempre elogiado. Pontos que podem ser interessantes para sua escolha.

Onde ficar em Cusco

Faixas de preço em Cusco

No mapa abaixo, você encontra todas as opções de hospedagem de Cusco – especialmente as da área mais central. Você só precisa  clicar sobre os pins azuis  para ver mais detalhes de cada uma delas.



Booking.com

Quando estive em Cusco, eu fiquei no hotel Casa Andina Classic Cusco Plaza, que tem um excelente atendimento, ótimos quartos e um custo-benefício muito bom.

Vale a pena ficar em Machu Picchu?

Quem quiser aproveitar mais de Machu Picchu, pode ficar hospedado pertinho da Cidade Sagrada dos incas.

Você já deve saber que ela é  especial para os peruanos e para o mundo  por seu valor histórico, mas há também uma questão espiritual ligada a Machu Picchu.

Muitas pessoas dizem sentir uma energia diferente, algo que toca a alma. Até a atriz Fernanda Montenegro disse que “existe um antes e um depois de Machu Picchu“. Eu tive a minha própria experiência e foi, realmente, magnífica.

Agora, veja os hotéis que eu mais indico pertinho da montanha.

Sumaq Machu Picchu

O Sumaq Machu Picchu Hotel fica na margem do rio Urubamba, em Águas Calientes, a apenas 20 minutos da Cidade Sagrada. Com cinco estrelas, ele tem design andino e oferece conforto e comodidade.

Onde ficar em Cusco

Os quartos são muito bem equipados, com camas grandes e toalhas ótimas. O atendimento é excelente e tem um SPA que funciona no hotel. Perfeito para quem terá tempo para curtir o hotel.

Sanctuary Lodge

Quem quiser um hotel com vista para as ruínas de Machu Picchu deve escolher o Sanctuary Lodge. Ele é o único que tem este privilégio e oferece, realmente, o máximo em conforto.

Onde ficar em Cusco

É um hotel para quem quer viver com intensidade a experiência de Machu Picchu, desfrutando de todos os mistérios que fazem dele um lugar sagrado para os peruanos. Então, se você precisa renovar as energias, este pode ser seu lugar.

Os quartos são maravilhosos, divididos em categorias e até mesmo a mais simples é super aconchegante. A decoração é elegante, as varandas térreas privativas são ótimas e o atendimento é perfeito. Mas, claro, nada é melhor do que a vista.

Onde ficar em Cusco

Informações Básicas

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar no país e o prazo máximo de permanência é de 90 dias, podendo ser prorrogado por mais 90 dias.

Documentos

Você deve apresentar o passaporte, com seis meses de validade, ou a carteira de identidade, emitida há menos de dez anos e em bom estado de conservação.

Dinheiro

A moeda peruana é o nuevo sol, identificado pela sigla PEN e pelo símbolo S/. Para sua viagem, leve dólares e troque nas casas de câmbio.

Vacinas

A vacina contra febre amarela é recomendada para quem for viajar para a região amazônica. Veja como solicitar o certificado pela internet.

Informações sobre covid-19

Desde que reabriu suas fronteiras, o Peru adotou várias regras de prevenção e controle dos casos de covid-19. Isso significa que é preciso cumprir alguns requisitos sanitários e legais para entrar no país.

De forma geral, os documentos exigidos para a entrada de brasileiros – além dos já citados acima – são os seguintes:

  1. Comprovante de vacinação contra covid-19 com esquema vacinal completo – a terceira dose é exigida para maiores de 40 anos –, esta regra vale para viajantes maiores de 12 anos;
  2. Resultado negativo de teste RT-PCR feito há, no máximo, 48 horas antes do embarque, exigido apenas de viajantes não vacinados;
  3. Formulário Declaração de Autorização de Saúde e Geolocalização preenchido e enviado eletronicamente até 72 horas antes da partida, exigido de todos os viajante.
  4. Comprovante de hospedagem, que pode ser solicitado para que as autoridades peruanas monitorem seu estado de saúde.

É importante saber que, para viajantes vacinados, a dose final deve ter sido administrada pelo menos 14 dias antes da viagem.

Todos os viajantes – vacinados ou não – podem ser submetidos a verificação de temperatura e a testes aleatórios para detecção de covid-19 na chegada ao Peru. Se o resultado der positivo, será necessário seguir as instruções das autoridades de saúde e pode ser necessário cumprir quarentena de até 14 dias.

No caso de crianças menores de 12 anos, basta que estejam assintomáticas para embarcar, não sendo exigido comprovante de vacinação ou teste RT-PCR.

É obrigatório o uso de máscara dupla – uma máscara cirúrgica e uma máscara de pano ou apenas uma do modelo KN95 – durante os voos e nos aeroportos peruanos.

Em todo o Peru, o estado de emergência continua em vigor. Por isso, o comprovante de vacinação contra covid-19 pode ser exigido para entrar em museus, sítios arqueológicos, shoppings, supermercados, restaurantes e em outros ambientes fechados.

Você pode acompanhar os números oficiais da covid-19 no site do Governo do Peru.

Retorno ao Brasil

Viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo, ou RT-PCR, coletado até 72 horas antes do embarque.

Seguro viagem

Apesar de não ser obrigatório,  viajar sem o seguro viagem durante a pandemia não é uma boa ideia.  Ainda que você esteja com o esquema vacinal completo, é bom saber que terá atendimento médico e hospitalar na hora que precisar.

Além disso, o preço do seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele também garante que você estará amparado em situações como cancelamento da viagem, extravio de bagagem e muitas outras.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

MAL DE ALTITUDE

Se você vai viajar para o Peru, já sabe que é importante se prevenir do mal de altitude. Também conhecido como soroche, ele é muito comum em viajantes que se aventuram por regiões próximas a 3.000 metros de altitude.

Os sintomas mais comuns são dor de cabeça, enjoo, vômito, tontura, cansaço excessivo e mal-estar. Esses são os principais reflexos da dificuldade do nosso organismo em absorver o oxigênio, e, embora seja raro, em condições extremas, o mal de altitude pode levar à morte.

Isso acontece porque, à medida que a altitude aumenta e a pressão atmosférica cai, o ar fica mais rarefeito. Assim, a concentração de oxigênio diminui e o nosso corpo sente isso. Para prevenir ou diminuir seus efeitos, é bom evitar fazer movimentos rápidos e esforço físico nos primeiros dias.

Mascar folhas de coca é uma forma bastante eficaz de prevenir o mal de altitude. A forma correta de usar a folha é deixar a erva no canto da boca e sugar o sumo que ela libera quando em contato com a saliva. O uso do chá pode ser mais saboroso e nas farmácias é fácil encontrar pílula para soroche.

Veja mais dicas do Peru

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas do Peru.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

53 Comentários

  1. Ylvange Tavares

    Adorei a dica! Sou nordestino se Aracaju e sempre pensei em um dia programar uma viagem a Macchu Picchu em Cusco no Peru. Estou me arrumando para passar o meu aniversário lá. Adorei as dicas!!!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Ianca.

      Esta informação está no texto.
      Um abraço.

      Responder
  2. Kamila

    Bom dia. Pretendemos ir ao Peru no final do ano e ficar em Cusco 10 dias mais ou menos. Acha que precisamos comprar por aqui os ingressos para MP ou como teremos entre 10 e 12 dias será tranquilo comprar por aí? Começaremos por Lima a Ica, Ica a Arequipa, Arequipa a Puno e depois Cusco com final em Lima. Agradeço seu retorno.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Kamila.

      Vocês terão bastante tempo, então acredito que dá pra comprar lá tranquilamente.

      Um abraço e boa viagem!

      Responder
  3. ISAMARA

    Olá, Altier.

    Gostaria de saber se é preciso trocar a moeda do Real pelo PIN antes ou eles aceitam o real?

    Obrigada

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Isamara.

      Eu aconselho a levar dólares e trocar, o quanto precisar, nas casas de cambio peruanas.
      No Brasil, não é fácil achar o nuevo sol (PEN).

      Um abraço.

      Responder
  4. Mayara

    olá eu meu namorado pretendemos ir Machu Picchu em Março so que estamos muito ém dúvida a relação de gastos se compensa irmos com pacote viajem ou por conta própria ?e se no caso como fazemos em relação ao dinheiro levamos em dólares ou soles ja converto aqui no Brasil ou no Peru e se no caso vc teria o valor em média quanto iríamos gastar na viragem?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Mayara.

      Geralmente, não faço orçamentos particulares, pois cada pessoa viaja de uma forma e seria impossível dizer quanto você gastará sem saber o que gosta de fazer, que tipo de hotel prefere, etc.

      Um abraço.

      Responder
  5. Camila

    Ola Altier,

    vi sua planilha onde fala de dois valores para o trem cusco e machu picchu.
    Estando em cusco seria somente o valor trem machu picchu, correto? Ou seriam cusco + machu picchu?

    obrigada

    Responder
    • Altier Moulin

      Sim, Camila. O valor do trem é de Cusco para Machu Picchu.

      Um abraço.

      Responder
  6. Gabriela

    Bom dia
    Parabéns pelo post.
    Eu e meu namorado estamos planejando ir a Cusco no final de agosto. Vamos fazer a trilha de Salkantay até Machu Picchu. Estou com algumas dúvidas quanto aos custos dos passeios em Cusco (city tour, Vale Sagrado, maras y moray etc), vc lembr qto foi, se vale a pena fechar direto com o taxista ou numa agencia? Obrigada

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Gabriela.

      Geralmente, fica mais barato com agência, pois os passeios são feitos em vans ou micro-ônibus. Infelizmente não me lembro dos valores.

      Um abraço.

      Responder
    • Val

      Olá! Acabei de voltar do Peru e os preços que consegui numa agencia são muito convidativos.
      City Tour em Cusco, Vale Sagrado e Maras Moray, Salineras entre 20 e 25 soles cada e duram não menos que 4 horas., quer dizer, é pelo menos dez vezes mais barato que qualquer tour no Brasil. Machu Picchu não tem saída é mesmo caro pois inclui van que te pega no hotel e leva até a estação de trem (quase duas horas). Trem para Águas Calientes e,da cidade, ônibus para Machu Picchu, além do bilhete de entrada entrada. Depois tudo de novo para a volta. Não sai por menos que 1000 soles. Mas vale a pena!

      Responder
      • Altier Moulin

        Muito obrigado pelo depoimento, Val.

        Que bom que conseguiu preços bons, porque o Peru é um país que merece ser explorado (no sentido bom da palavra).
        Machu Picchu é mais caro mesmo, mas a gente entende o porquê quando chega lá, né? 😉

        Um abraço.

        Responder
      • Adriana

        Olá! 1000 soles para ir a Machu Picchu??? Isso saindo de Cuzco até MP? Caramba! Estava pesquisando mas não achei que ficaria tão caro!

        Responder
        • Altier Moulin

          Não é barato, Adriana. Mas tem que ver se você vai ficar hospedada por lá ou se vai pagar apenas o transporte e a entrada.

          Um abraço.

          Responder
  7. Alexssander

    Oi Altier!
    Quando tu foi a Machu Picchu, tu comprou a passagem de trem até Aguas Calientes em Cusco e depois o ingresso de acesso ao parque? Ou a partir de Cusco tu contratou uma agência para fazer o trajeto?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Alexsander.

      Comprei a passagem do trem e o ingresso em Cusco, dois dias antes da ida, nas lojas ao redor da Plaza de Armas. Não fui com agência.

      Um abraço.

      Responder
  8. Aline

    Ola,

    Estamos indo para O Peru agora em 2 junho 2017 para um treinamento e voltaremos dia 29/6/17.

    Estou louca para visitar matchu pitchu, porem vamos chegar sabado la por volta das 12hs … Ficaremos em LIMA conseguimos ir de domingo visitar Matchu Pitchu?

    Me ajude pois pode ser uma oportunidade unica de visitar…
    Onde consigo comprar a viagem de trem e o ingresso chegando lá. ou por aqui ( site não abre que vc indicou).
    De LIMA para Matchu Pitchu consigo ir de trem, em um domingo?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Aline.

      Você precisa ir de Lima a Cusco de avião e depois seguir de trem até Machu Picchu. Acho muito difícil fazer tudo em um dia só.
      Tente fazer assim: vá um dia antes para Cusco, mesmo que seja a noite, e no dia seguinte você vai a Machu Picchu. Tente voltar para Lima no fim do dia.
      Será bem corrido, mas como você disse, é sua grande chance.

      O site abriu normalmente para mim.

      Um abraço.

      Responder
  9. Jareslan fernandes

    Olá, pretendo viajar para o peru e conhecer Machu Picchu.
    Gosto muito de fazer trilhas e escaladas, dai queria saber como é essa opção de “opção de chegar às ruínas a pé –, são permitidos apenas 500 viajantes por dia.”
    Seria de Cusco a Machu Picchu?

    Responder
  10. Mariana

    Boa noite! O ônibus que vai de aguas calientes para o parque, qual o valor e a frequência de horários?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Mariana.

      O primeiro ônibus parte de Águas Calientes às 5h30 e chega a Machu Picchu logo após o nascer do sol. A partir daí, os ônibus partem quando estão cheios, o que para as primeiras horas do dia é de cerca de 15 minutos. O último ônibus sai às 15h30. O primeiro ônibus saindo Machu Picchu, voltando para Águas Calientes, sai às 6h, e o último ônibus parte às 17h30.

      A passagem custa USD 24, ida e volta.

      Um abraço.

      Responder
  11. Camila de Souza Mota Moreno

    Olá! Vou a Cusco em Janeiro/2018 e gostaria de esticar até Uyuni para conhecer o Salar. Tem alguma dica deste roteiro?

    Responder
  12. Franciele

    Olá, vlw pelas dicas, foram ótimas. mas tenho uma pergunta vc disse que o bilhete para MP custa “A entrada em Machu Picchu custa PEN 128” ouvi dizer que tem um valor diferente para turista estrangeiro? prossegui??? Thanks

    Responder
    • Altier Moulin

      Este é o valor para turistas estrangeiros, Franciele. Apenas peruanos pagam mais barato. 😉

      Um abraço.

      Responder
  13. Ester

    Oá Altier,

    Estou pretendendo ir a MP em Setembro-2017.
    Devido ao número de pessoas controladas em MP, devemos comprar o ingresso antes pelo site ou você recomendaria nas vésperas em agências locais?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Ester.

      Isso é sempre incerto. Então, se você já souber direitinho o dia que quer subir a montanha, compre antes. Se tiver um roteiro indefinido, compre quando chegar à cidade, mas aí será na sorte.
      Tem também os tíquetes do trem, que se esgotam rápido nos horários mais baratos. Fique alerta!

      Um abraço.

      Responder
    • Ceneli

      Oi. Estamos indo agora em maio. O ingresso do trem eu já comprei, mas como tive dificuldades para comprar o ticket de MP pelo site em função do uso do cartao Visa security, deixei para comprar lá mesmo. Estou controlando a quantidade de ingressos vendidos no site, e no mês de maio sobra muito, assim como setembro.

      Responder
      • Altier Moulin

        Ótimo, Ceneli.
        Continue acompanhando e compre em Cusco. Vai dar certo!

        Um abraço.

        Responder
      • Jany

        Olá também estou querendo ir em maio me ofereceram um pacote por 5 mil vim hotel trem incluído , será q é bom preço , saida de Florianopolis Santa Catarina para Lima cusco e Mp

        Responder
        • Altier Moulin

          Não sei, Jany. Depende dos serviços oferecidos.

          Um abraço.

          Responder
      • Andre

        Olá você foi p Peru?

        Responder
  14. Paulo de Tarcio Gomes Miranda

    Estamos, eu, minha esposa e um casal de amigos, com viagem marcada para Lima dia 22/12, infelizmente, sem a informação devida, o pacote foi fechado sem incluir Cusco e Macchu picchu. Gostaria de saber como poderíamos, além de avião, ir ate Cusco, tem viagem de trem ou só ônibus. Se formos de avião teríamos que gastar mais de R$ 4.500,00 os quatro, inviável para nós. Nos ajude a fazer este passeio.

    Responder
  15. Roberto Cesar de Oliveira Junior

    Altier, boa tarde!

    Estou vendo junto com um amigo de fazer uma trip Peru, Bolivia e Chile, estou buscando o máximo de infos sobre passeios e locais serem conhecidos.

    Se puder passar infos serei grato.

    Abs

    Responder
  16. cesar

    Olá, vale correr o risco de deixar para comprar a ida para Machi Pichu somente quando chegar em Cusco , por volta do dia 12/dez/2017, e não ter vaga ? Esse risco é real?

    Responder
    • Altier Moulin

      Sim, Cesar. É muito real.
      Os ingressos se esgotam na alta temporada com muita facilidade.

      Um abraço.

      Responder
    • Aurélio

      Nossa, vejo todo mundo comprando com antecedência de 3 a 6 meses.

      Responder
  17. Natalia

    Olá, boa tarde.
    Estou pensando em viajar para o Peru por conta própria, sem fechar pacotes, quero fazer algumas cidades e fechar a viagem em Cusco. Tenho visto alguns pacotes fechados para o passeio para Machu Picchu, mas todos por volta de R$ 1500,00. Os preços que você mostrou estão bem diferentes, você acha que é melhor deixar para comprar em Cusco esse passeio? Como você fez? Saiu do Brasil com o passeio comprado?
    Obrigada!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Natalia, eu comprei em Cusco.

      Um abraço.

      Responder
    • Maciel

      Olá, também pretendo fazer assim, irei sair de Rio Branco/AC, dai a unica reserva que tenho é do hotel em cusco. O resto vou no improviso mesmo.

      Responder
      • Dirceu Santos

        Bom dia MACIEL, nos conte como foi?? estou indo semana que vêm de carro, foi fácil encontrar passagens de trem?

        Responder
  18. Yara

    Olá, gostaria de saber quanto vc pagou na passagem aérea de Lima a Cusco? e qual companhia aérea vc foi? estavamos pensando em ir de ônibus para economizar, mas não sei se vale a pena.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Yara,

      Eu fui com a Latam. Você pode achar preços bem legais usando o Voopter: http://goo.gl/iGKyLA

      Um abraço.

      Responder
  19. Alan

    Olá, boa tarde. A cotação que colocou foi baseado no que pagou lá nas casas de cambio? Ou baseado na cotação oficial? Porque pelo que estou vendo o real valorizou um pouco, mas gostaria de saber quanto está nas casas de cambio de lá.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Alan,

      Para fazer a conversão, a cotação que usei foi a oficial, no dia da publicação do post.
      Mas lembre-se, isso é apenas para ter uma base, já que o ideal é não converter.

      Um abraço.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12