Viagem de carro para o Peru: dicas de roteiro e do que ver pelo caminho

Atualizado em 5 de outubro de 2022 – 4 min de leitura

Viagem de carro para o Peru

O jornalista e fotógrafo, Diego Gurgel, embarcou com sua esposa e dois amigos em uma fantástica viagem de carro para o Peru. Eles partiram de Rio Branco, a capital do Acre, em direção ao país.

Durante o percurso, encontraram vulcões entrando em atividade, campos habitados por alpacas, lhamas e vicunhas, praias de água geladas, uma culinária rica e um povo hospitaleiro. Nesse post, Diego conta como é a viagem de carro para o Peru.

Foram doze dias dirigindo pelas belas estradas peruanas e chegando às cidades de Puno, Cusco, Arequipa. Isso sem contar nos tantos outros vilarejos que deixaram pelo caminho.

Viagem de carro para o Peru

Vamos, nos próximos parágrafos, embarcar com Diego nessa viagem fotográfica. São indescritíveis paisagens do nosso país-irmão.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Viagem de carro para o Peru

O que seria apenas uma viagem de carro para o Peru se tornou, na verdade, uma grande expedição. Nela, minha esposa, Juliene Ferreira, os amigos, o gerente de tecnologia, Celso Rocha, e o administrador, Dalvânio Garcia, e eu saímos em busca de merecidas férias no país vizinho.

Deixamos Rio Branco na manhã do dia 5 de setembro, às 5h. Dirigimos até Puerto Maldonado, no Peru, depois de ter feito todos os trâmites com os dois veículos e com a imigração peruana na cidade de Iñapari.

Viagem de carro para o Peru

É essa cidade que faz divisa com o município acreano de Assis Brasil. A cidade é o lugar ideal para fazer a troca do Real para o Nuevo Sol, a moeda peruana.

Chegamos a Puerto Maldonado durante a tarde e nos hospedamos no Cabaña Quinta. O hotel é muito bom em todos os aspectos e está em constante ampliação.

→ Onde ficar em Puerto Maldonado

No dia seguinte, partimos muito cedo rumo à cidade de Puno. O caminho foi às margens do Lago Titicaca, o maior e mais alto lago navegável do planeta. É ele que guarda os segredos das Ilhas de Uros, comunidades que vivem em habitações flutuantes.

Entre Puerto Maldonado e Puno, vimos nitidamente a transição da Floresta Amazônica para a vegetação de alta montanha dos chamados altiplanos peruanos.

Do Lago Titicaca às praias do Pacífico

Já era noite quando chegamos a Puno, depois de passar por Juliaca. Aqui, nos instalamos no Qelqatani Hotel – que também possui ótima estrutura – e logo fomos jantar no Jiron Lima. Esse não é um restaurante, e sim um calçadão onde se encontram os melhores restaurantes da cidade e também vários barzinhos.

→ Onde ficar em Puno

No dia seguinte, depois de visitar as ilhas flutuantes, nos preparamos para partir em direção à cidade litorânea de Mollendo. A viagem duraria sete horas se voltássemos por Juliaca, mas mudamos o trajeto para a Carretera Trancostaneira. Assim, passamos por Moquegua aonde vimos o vulcão Ubinas ainda fumegando, pois entrara em atividade naquela semana.

Viagem de carro para o Peru

Chegamos à cidade portuária e Ilo e de lá seguimos para Mollendo. No caminho, passamos pelas lindas praias de Mejía e Punta de Bonbom.

Finalmente, desfrutamos de uma tarde ensolarada e o dia seguinte em Mollendo, onde fomos à praia vizinha, a aconchegante Catarindo. Mesmo com a água gelada, não nos acanhamos e aproveitamos a manhã inteira. Almoçamos e, em seguida, partimos para Arequipa.

Viagem de carro para o Peru

Chegamos já no fim da tarde na Cidade Branca, como é conhecida a cidade que é Patrimônio Mundial da Humanidade. Aqui, aproveitamos dois dias, depois de deixar os carros nas playas, que são estacionamentos pagos.

→ Onde ficar em Arequipa

A hospedagem foi no Hostal Solar, um casarão histórico como tantos outros em Arequipa. Tinha ótimos quartos e com o refeitório voltado para os vulcões Misty, Chachani e Picchu Pichu.

O Vale do Rio Colca e o voo condores

Depois de conhecer Arequipa, seus charmosos restaurantes e fazer o city tour, seguimos para o Vale do Colca, na cidade de Chivay.

Aproveitamos tudo o que o cânion mais profundo da Terra tem pra oferecer: tirolesa, piscinas termais e, a bordo dos nossos próprios carros, visitamos o Mirador Cruz Del Condor, que além de ter uma paisagem literalmente asfixiante, é a casa dos condores que alçam voo apenas pela manhã num intervalo de tempo muito exclusivo.

Nós tivemos a sorte de vê-los bem de perto.

Depois do Colca, seguimos para Cusco, nosso último destino no Peru. A cidade é bastante conhecida por ser a base para quem pretende visitar Machu Picchu, mas ela também possui muitos outros passeios interessantes pra quem quer um roteiro alternativo à Cidade Sagrada dos incas.

→ Onde ficar em Cusco

Em Cusco, passamos três dias antes de regressar para o Brasil. Nesse tempo, conhecemos os bares e boates do Umbigo do Mundo e encerramos com um almoço no restaurante Tunupa Valle na cidade de Urubamba, que é banhada pelo rio de mesmo nome.

Viagem de carro para o Peru

Nessa versão camping do restaurante localizado na Plaza de Armas, em Cusco, por S/. 50 você aproveita um almoço com comida criolla, incluindo entrada, pratos principais e sobremesas.

Tudo isso com o visual tremendo do Rio Urubamba, de lhamas, alpacas e vicunhas passeando por um jardim que é a descrição perfeita do que seria o paraíso.

Tantas cores, picos nevados, comida típica, personagens folclóricos e uma estrada com cenário perfeito só nos deixaram com um nó na garganta ao ter que partir do Peru – nossa viagem de carro para o Peru estava mesmo acabando.

Viagem de carro para o Peru

Na volta pra casa, começamos a identificar as árvores conhecidas na Amazônia, os rios que deixavam de ser rochosos e de água limpa para se transformarem em águas escuras e barrentas, comuns em nossa região.

Foram doze dias de viagem que mais pareceram um mês de experiências em uma nova cultura.

O custo da viagem

Na ponta do lápis, incluindo combustível, pedágios – que variavam de S/. 2,90 a S/. 8 –, hospedagem, comida, passeios e pequenos presentes, minha esposa eu gastamos cerca de S/. 4.500, um valor absurdamente baixo considerando todas as experiências e regalias que tivemos nessa viagem.

Visitamos picos nevados, lagos de degelo, zonas áridas, pampas, montanhas e praias ensolaradas.

Vale mencionar que a Polícia Rodoviária Federal do Peru é extremamente educada e receptiva.

As polícias das principais cidades como Cusco e Arequipa, por exemplo, têm uma divisão especializada para lidar com os turistas e sempre lhe oferecem informações precisas e mapas para que você encontre qualquer local de visitação turística.

Quanto aos meus amigos que nunca tinha viajado ao Peru, eles próprios me disseram estar “mordidos pelo bichinho da expedição” e já se preparam para nossa próxima viagem, ano que vem, quando iremos para as praias quentes do litoral norte peruano: Trujillo, Piura e Mâncora.

Informações Básicas

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar no país e o prazo máximo de permanência é de 90 dias, podendo ser prorrogado por mais 90 dias.

Documentos

Você deve apresentar o passaporte, com seis meses de validade, ou a carteira de identidade, emitida há menos de dez anos e em bom estado de conservação.

Dinheiro

A moeda peruana é o nuevo sol, identificado pela sigla PEN e pelo símbolo S/. Para sua viagem, leve dólares e troque nas casas de câmbio.

Vacinas

A vacina contra febre amarela é recomendada para quem for viajar para a região amazônica. Veja como solicitar o certificado pela internet.

Informações sobre covid-19

Desde que reabriu suas fronteiras, o Peru adotou várias regras de prevenção e controle dos casos de covid-19. Isso significa que é preciso cumprir alguns requisitos sanitários e legais para entrar no país.

De forma geral, os documentos exigidos para a entrada de brasileiros – além dos já citados acima – são os seguintes:

  1. Comprovante de vacinação contra covid-19 com esquema vacinal completo – a terceira dose é exigida para maiores de 40 anos –, esta regra vale para viajantes maiores de 12 anos;
  2. Resultado negativo de teste RT-PCR feito há, no máximo, 48 horas antes do embarque, exigido apenas de viajantes não vacinados;
  3. Formulário Declaração de Autorização de Saúde e Geolocalização preenchido e enviado eletronicamente até 72 horas antes da partida, exigido de todos os viajante.
  4. Comprovante de hospedagem, que pode ser solicitado para que as autoridades peruanas monitorem seu estado de saúde.

É importante saber que, para viajantes vacinados, a dose final deve ter sido administrada pelo menos 14 dias antes da viagem.

Todos os viajantes – vacinados ou não – podem ser submetidos a verificação de temperatura e a testes aleatórios para detecção de covid-19 na chegada ao Peru. Se o resultado der positivo, será necessário seguir as instruções das autoridades de saúde e pode ser necessário cumprir quarentena de até 14 dias.

No caso de crianças menores de 12 anos, basta que estejam assintomáticas para embarcar, não sendo exigido comprovante de vacinação ou teste RT-PCR.

É obrigatório o uso de máscara dupla – uma máscara cirúrgica e uma máscara de pano ou apenas uma do modelo KN95 – durante os voos e nos aeroportos peruanos.

Em todo o Peru, o estado de emergência continua em vigor. Por isso, o comprovante de vacinação contra covid-19 pode ser exigido para entrar em museus, sítios arqueológicos, shoppings, supermercados, restaurantes e em outros ambientes fechados.

Você pode acompanhar os números oficiais da covid-19 no site do Governo do Peru.

Retorno ao Brasil

Viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo, ou RT-PCR, coletado até 72 horas antes do embarque.

Seguro viagem

Apesar de não ser obrigatório,  viajar sem o seguro viagem durante a pandemia não é uma boa ideia.  Ainda que você esteja com o esquema vacinal completo, é bom saber que terá atendimento médico e hospitalar na hora que precisar.

Além disso, o preço do seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele também garante que você estará amparado em situações como cancelamento da viagem, extravio de bagagem e muitas outras.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

MAL DE ALTITUDE

Se você vai viajar para o Peru, já sabe que é importante se prevenir do mal de altitude. Também conhecido como soroche, ele é muito comum em viajantes que se aventuram por regiões próximas a 3.000 metros de altitude.

Os sintomas mais comuns são dor de cabeça, enjoo, vômito, tontura, cansaço excessivo e mal-estar. Esses são os principais reflexos da dificuldade do nosso organismo em absorver o oxigênio, e, embora seja raro, em condições extremas, o mal de altitude pode levar à morte.

Isso acontece porque, à medida que a altitude aumenta e a pressão atmosférica cai, o ar fica mais rarefeito. Assim, a concentração de oxigênio diminui e o nosso corpo sente isso. Para prevenir ou diminuir seus efeitos, é bom evitar fazer movimentos rápidos e esforço físico nos primeiros dias.

Mascar folhas de coca é uma forma bastante eficaz de prevenir o mal de altitude. A forma correta de usar a folha é deixar a erva no canto da boca e sugar o sumo que ela libera quando em contato com a saliva. O uso do chá pode ser mais saboroso e nas farmácias é fácil encontrar pílula para soroche.

Veja mais dicas do Peru

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas do Peru.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

92 Comentários

  1. VICTOR CESAR FERNANDES DA SILVA

    Sou do Ceará. Quero muito viajar no Perú de carro, já fui a LIMA, mas só fiquei lá. Estou com uma dúvida enorme: Se saiu de Rio Branco rumo a Cusco ou se saiu de Lima com destino a Cusco. se eu pudesse escolher, escolheria ir de avião até Lima, pegar um carro ir até Cusco, de lá pra Rio Branco e devolver o Carro em Rio Branco e pegar um voo de volta pra casa, mas acho que dessa forma seria muito complicado alugar um veículo desse modo, além de conseguir essa passagem. Tem alguma dica?

    Responder
  2. Enzo

    Olá Altier, que belo relato.
    Vou de carro também. Estou programando em dormir em Assis Brasil – AC. Lá é tranquilo com relação a violência, visto que é fronteira?
    Na volta do peru passarei Vale do Colca. Sabe informar se a estrada do Vale do Colca até Assis Brasil é pavimentada e em boas condições?
    Obrigado

    Responder
    • Altier Moulin

      Infelizmente, não tenho esta informação, Enzo.

      Um abraço.

      Responder
  3. Jéssica Amaral

    Olá, Altier!
    Já fui uma vez ao Peru, especificamente à Cusco e me apaixonei!
    Pretendo ir novamente na segunda quinzena de Julho e estamos torcendo para encontrar neve na estrada, no pico Abra Pirhuayani.
    Bom, desta vez pretendemos conhecer lugares diferentes, somos de Porto Velho e pretendemos seguir a rota de Puerto Maldonado até Puno, depois seguirmos para Moquegua – Arequipa – Chivay – Cusco.
    O que vc achou das estradas nesse trecho?
    Poderia me passar a rota de vcs para eu ver direitinho qual estrada seguir?

    Um abraço 😀

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Jéssica.

      A rota seria essa: https://goo.gl/KW7ZQm. De forma geral, as estradas peruanas são boas, mas por causa da Cordilheira dos Andes há muitas curvas e a velocidade deve ser reduzida. Isso faz alguns trechos serem longos e cansativos.

      Um abraço e boa viagem.

      Responder
      • GIOVANNI NOGUEIRA DA SILVA

        Prezado, Sebes informar se consigo alugar um carro em rio branco para fazer Cuzco, Puno e Arequipa?
        Liguei na localiza e a mesma disse que se alugar em Rio Branco não poderei sair do Brasil. Somente se eu alugar internacionalmente em Cuzco ou Arequipa.
        Tens contato de alguma empresa ou particular que alugue?

        Responder
        • Altier Moulin

          Oi, Giovani.
          É bem difícil mesmo.
          Não tenho contatos. 🙁
          Um abraço!

          Responder
  4. Radija

    Moro em Rio Branco mais queria levar minha filha de 4 anos …
    Será que ela vai sentir esse problema que todo mundo diz que tem com a altitude??

    Responder
    • Altier Moulin

      Difícil dizer, Radija. Isso é imprevisível.

      Um abraço.

      Responder
  5. sidivan

    O que precisa para entrar de carro no peru? posso entrar com um carro alugado? valeu

    Responder
  6. Jeter

    olá Altier! bom dia!
    Nunca fiz essa viagem. estou programando para 2017 pelo menos uns 20 dias. então gostaria de tirar algumas dúvidas! quanto a DOCUMENTAÇÃO DO VEÍCULO-DOCUMENTAÇÃO PESSOAL-GASOLINA A SER USADA- E UM ROTEIRO ATÉ O PACÍFICO-SUGESTÕES DE POUSO SERÁ BEM VINDO! Desculpa pelas perguntas, marinheiro de primeira viagem sabe como é néh? kkkkkkkkkk! desde já agradeço!

    Responder
  7. Isaac Mendes

    Olá Altier!
    Gostaria de ir a Cusco, partindo de são paulo capital.
    Gostaria de pernoitar em camping no caminho, você acha possível?
    Você acha que o melhor caminho seria SP, MS, Bolivia, Peru?
    Você acha que consigo fazer o trajeto ida e volta em 15 dias?

    Obrigado!
    Abraço!
    Isaac

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Isaac,

      O ideal seria: São Paulo, Mato Grosso, Rondônia e Acre.
      Acho que em 15 dias sua viagem vai ficar um pouco corrida, ne? O ideal seria parar, pelo menos, dois dias em cada capital para você conhecer um pouco do lugar e para descansar.
      Em Cusco, você precisa de uns quatro dias para conhecer a cidade, incluindo Machu Picchu e o Vale Sagrado.

      Um abraço.

      Responder
  8. Beatriz

    Olá Altier, boa tarde!
    Gostaria de estar viajando de carro também para o Peru, sou de Macaé-Rj e tenho uma pergunta que é em relação ao combustível, no caso meu carro é gasolina e GNV, gostaria de saber se você sabe me dizer até onde eu encontro o GNV no caminho até o Peru?
    Desde já, agradecida.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Beatriz,

      Não sei se entendi bem a sua pergunta, mas pelo que compreendi, você encontra o GNV em postos brasileiros, como o que você costuma abastecer.
      Se você quis saber se há GNV no Peru, sim, você encontra GNV nos postos do país.

      Um abraço!

      Responder
  9. Tânia Oliveira

    Olá, Altier!!
    Todos os seus comentários e informações foram muito importantes. Como nunca fui ao Peru e não sei como estará o clima, não sei que tipo de roupa levar. Sobre vestimenta, o que vc aconselha? Tenho que levar roupas muito quente, luvas ou outras vestimentas leves?

    Um abraço

    Responder
    • Altier Moulin

      Tânia, preciso saber em que época do ano você está planejando ir. Assim fica mais fácil lhe ajudar.

      Um abraço.

      Responder
  10. ângelo

    esse valor é em dólar?

    Responder
    • Altier Moulin

      Ângelo, todos os preços estão identificados com a sigla da moeda peruana, o Nuevo Sol (S/.).

      Um abraço.

      Responder
  11. Diogo ferreira

    Ola, boa tarde !
    Estarei saindo do Rio de Janeiro no dia 20 para cusco(Peru).
    Ficaria grato em saber exatamente o ponto ideal para se adquirir o SOAT depois da fronteira entrando por assis brasil no acre?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Diogo,

      Você pode adquirir o SOAT no posto de controle de Iñapari ou nas principais cidades do Peru.

      Um abraço.

      Responder
  12. ronaldo basttos

    Bom dia, gostaria de saber a duração da viagem de Rio Branco a Puerto Maldonado. É possível viajar à noite ou parte da noite em segurança? Há alguma época do ano que seja desaconselhável andar neste trecho até Puerto Maldonado? Por último, há horário de funcionamento para a aduana/imigração do Peru?
    Muito bom seu relato

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Ronaldo,

      São 570 quilômetros até Puerto Maldonado. Todo o trecho da interoceânica é melhor quando feito durante o dia devido às muitas curvas. Não há um período desaconselhável para a viagem. O horário de funcionamento na aduana é até 19h.

      Um abraço.

      Responder
  13. Afonso

    Bom dia!

    Estou iniciando o planejamento de uma viagem de carro até Machu Picchu. Gostaria de informações sobre o trajeto, custos e pontos seguros de parada, Estou em Ribeirão Preto e somos quatro pessoas.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Afonso,

      Uma boa rota é a que passa por Cuiabá, Porto Velho e Rio Branco. Há várias cidades interessantes no entorno dessas capitais com atrativos muito bons. O custo depende do tipo de carro que você tem, de quantos dias vai viajar e, principalmente, do seu estilo de viajante. Então, não posso lhe ajudar com isso.

      Dê uma olhada no blog que há várias dicas do que fazer nessas cidades que citei.

      Um abraço!

      Responder
  14. Raquel

    Prezado,
    Li o seu relato e ele restirou o medo que estava de Chegar em Arequipa e alugar um carro para ir ao Colca Canyon.
    A estrada é tranquila?
    Estava pensando em alugar um carro, pois gostaria de ficar em um Hotel no meio do Canyon, mas o transfer é caro, 50 dólares por pesoa, somos quatro amigas, assim, pensei em locar um carro. O que achas?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Raquel,

      A estrada não é tão ruim, mas poderia estar melhor. Você pode alugar um veículo de passeio que ele dará conta.

      Um abraço.

      Responder
  15. Catia

    Adorei seu blog, tenho uma frontier 4×4 e quero muito ir ao Peru, como acho que terei que ir so, pois meu filhos nao poderão ir, vc acha que dá certo? Saindo de Belo Horizonte? Abraço.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Catia,

      Super dá certo. Vá e depois nos conte como foi. 🙂

      Um abraço.

      Responder
  16. Leia araujo

    Amei esse blog. Só conheço Peru por fotos e me encantei com tanta beleza. Tô pretendendo ir no final do ano com meu filho de 8 anos. Quais são as restrições em relação a ele? Será que mil reais daria para uma viagem de uma semana?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Leia,

      Seu filho vai adorar a viagem. Há duas questões que você deve prestar atenção: a primeira é com a documentação. Para entrar no Peru ele deve ter o Passaporte ou a Carteira de Identidade. Crianças, independente da idade, não entram com a Certidão de Nascimento. A segunda questão diz respeito ao Mal de Altitude. Sugiro que você leia este artigo: https://www.penaestrada.blog.br/dicas-para-cuidar-da-saude-peru/

      Quanto ao orçamento, fica difícil dizer um valor, pois isso depende do seu estilo.

      Um abraço.

      Responder
  17. Martinho

    Altier, também sou de MT – Cuiabá – eu e minha esposa planejamos ir pro Peru, a exemplo da Mariza. Gostaria, se vc pudesse, me passar o contato dela para planejarmos, se for do interesse deles, uma viagem juntos, cada um em seus carros lógico. Sou servidor da SEFAZ, Contador. Minha esposa Gislaine é profissional da Saúde em Cuiabá. Fico no aguardo. Obrigado

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Martinho, não tenho autorização para compartilhar os contatos. Espero que compreenda.

      Um abraço.

      Responder
  18. Mariza

    Oi Altier, eu e meu marido estamos planejando uma viagem para o Peru de carro, moro no MT, pretendemos ir por Rio Branco sentido Cuzco, Machu Picchu, Lima e quero conhecer também Huaraz. Mas acabei ficando com medo… você tem conhecimento de roubos, assaltos, nas rodovias? Ir de carro próprio pode ser problema? Agradeço muito se responder.

    Responder
    • Altier Moulin

      Mariza,

      Há muitas lendas sobre essa rota. O cuidado que você deve ter é o mesmo que tem no Brasil. Vá em paz!

      Um abraço.

      Responder
      • Mariza

        Obrigada!

        Responder
  19. Carlos

    Altier,

    Tem como alugar um carro em Rio Branco e entregar somente em Cusco? Ou mesmo alugar em Puerto Maldonado?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Carlos,

      Apenas a Localiza e a Hertz, que operam em Rio Branco, permitem locações para viagens internacionais. Você deverá consultá-las sobre sua necessidade de deixar o carro em Cusco. Geralmente há uma taxa bem carinha.

      Um abraço.

      Responder
  20. Alecsander

    Olá! Há muito tempo eu tenho interesse em conhecer o Peru, Macchu Picchu principalmente. Quando descobri que não era tão difícil ir de carro, me interessei mais ainda! Sou fascinado por viajar de carro e poder parar onde quiser, quando quiser.

    Comprei um Clio 2015 0km semana passada e acho que em Julho vou testá-lo indo até o Peru. Pra mim a aventura será maior ainda, pois sou do Paraná.

    Você tem conhecimento sobre se seria melhor eu ir para Rio Branco e depois Peru, ou passar pela Bolívia? (visto que seria mais perto). Como é a questão do combustível lá? Mais barato, mais caro? Você encheu o tanque quantas vezes no Brasil e quantas vezes no Peru?

    Responder
  21. Leticia Fernandes

    Fiquei extremamente entusiasmada com o relato de viagem de vocês! Gostaria de saber se é seguro as estradas, e deixar o carro estacionado.
    Tenho um carro sedan um pouco chamativo e estou apreensiva em relação a isso.
    Obrigada,
    Leticia

    Responder
    • Altier Moulin

      Leticia,

      Não ouvi relatos de roubo de veículos nessa rota, mas, para evitar problemas, escolha se hospedar em hotéis que ofereçam estacionamento. Isso é uma mão na roda.

      Um abraço.

      Responder
  22. Tami Martins

    Altier, primeiro parabéns pelo blog e pelo app do Peru. Praticamente nos convenceu que a viagem valia a pena.

    Estamos em Rio Branco agora e acredito que buscaremos passagens de ônibus amanhã. Porém, gostaria de saber se sabes acerca do Aluguel de carros, se tem como alugar um aqui e devolvê-lo em Cuzco.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Tami,

      Dê uma lida nos comentários pois me lembro de alguém ter respondido essa mesma pergunta indicando quais empresas disponibilizam veículos pra viagens internacionais em Rio Branco.

      Um abraço.

      Responder
  23. Guilherme Andrade

    Bom dia Altier,

    Estou pretendendo ir ao Perú de carro em fevereiro. Vou sair de carro de Porto Velho, e entrar pelo Acre.

    Quais seriam suas recomendações sobre viajar de carro pelo Peru?
    O que devo fazer em relação à imigração?
    As estradas no Peru são seguras, tanto fisicamente, quanto em relação a assaltos?
    Pretendo visitar Cusco (Machu Picchu), depois ir a Nazca, Puno (Lago Titicaca) e depois descer à Bolívia.

    Tenho 30 dias disponíveis. Acredito que seja tempo suficiente, o que vc acha?

    Responder
  24. Yane

    Olá! Primeiro parabenizo o blog e generosidade no compartilhamento de informações para viajantes!
    Estou planejando viajar de Campo Grande, MS até o Peru para conhecer Machu Pichu. Mas como a cidade é mais distante, fiquei preocupada com segurança, uma vez que vamos atravessar a Bolívia. Você tem conhecimento e dicas para realizar esse trecho? Ou sabe algum blog que compartilhe a experiência? Nao precisa necessariamente ter saído do MS, mas que tenha feito o caminho por estradas bolivianas.
    Agradeço, desde já, a atenção!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Yane,

      Conheço várias pessoas que fizeram a viagem por Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Busque informações sobre Trem da Morte. Apesar dos relatos serem quase sempre exagerados, viajar pela Bolívia está cada vez mais tranquilo. Eu estive há uma semana no país e foi muito tranquilo.

      Um abraço.

      Responder
  25. fabulo

    É tentador, mas o custo é alto.

    Responder
    • Altier Moulin

      Quando nos programamos com antecedência tudo fica mais fácil, Fabulo.

      Responder
    • diego

      Eu discordo Fabulo! Cusco mesmo com o cambio ruim dessa época, não costuma ser caro não! Já muito muitas vezes, e o faço porque é mais barato do que viajar no Brasil! A propósito, eu sou o Diego Gurgel, das fotos em questão!
      Abraços

      Responder
  26. Lizandra

    Olá, estamos planejando sair de Rio Branco-Acre rumo a Lima, voce poderia sugerir um roteiro, queremos tambem no caminho passar por puno, arequipa. Pode nos ajudar?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Lizandra,

      Quantos dias você têm disponível?

      Responder
  27. Jane silva

    Estou indo por estes dias para o peru. Pretendo chegar bem perto do oceano Pacífico. Gostaria de informações do percurso mais rápido saindo de Puerto Maldonado. Obrigada, aguardo resposta. Quais cidades devo ir?

    Responder
  28. Tayana Sampaio

    Altier, muito obrigada por sua contribuição com este post. Eu e uma amiga estamos planejando ir ao Peru em Dezembro/2014, fazer uma viagem de carro do começo ao fim do mês, e as informações que você nos dá aqui são exatamente as que eu precisava. Agora só tenho um “porém”, o meu carro é 1.0… Acho que terei que reavaliar neh.. Nós não temos pressa na viagem, você acha que eu consigo fazê-la com o meu milzinho? rs … Abração.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Tayana,

      Que bom que gostou do post. Fique tranquila, tenho relatos de pessoas que fizeram essa viagem com carro 1.0 e deu tudo certo.

      Aproveite. Boa viagem!

      Responder
  29. LUCAS DO CARMO

    Boa tarde, Altier Moulin!

    Amei seus comentários e fotos dos locais turísticos do Peru. Em 2015, por volta do mês de maio que é meu aniversário, irei de moto para o Peru e Chile, saindo de Salvador-BA. Me passa algumas dicas?

    Fique sempre com Deus. Um forte abraço.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Lucas,

      Obrigado, cara. Diz aí o que você precisa pra eu poder te ajudar.

      Um abraço.

      Responder
  30. Adriano

    Bom dia =)

    Estou curtindo muito o Blog. Moro em Rio Branco há 6 anos e finalmente decidi ir ao Peru. A questão é: ir de carro ou de ônibus? Li outro post, aqui, mencionando sobre as vantagens de ir de carro e fiquei empolgado com a ideia, mas tenho ainda uma dúvida importante sobre a questão. Como fica a questão do combustível? A diferença de octanagem e a presença de chumbo no mesmo? Como você lidou com esses problemas?

    Grato pela atenção e parabéns pelos posts.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Adriano,

      Olha, vou ser bem sincero contigo, desconheço esta informação e nunca ouvi nenhum comentário a respeito entre as pessoas que já fizeram essa viagem.

      Um abraço.

      Responder
      • Jairton Silvério

        Olá, fiz essa viagem de carro e a informação que me deram aobre combustível é que usássemos sempre o de numeração mais baixa, que equivale a gasolina comum. Se eu não me engano existe a gasolina 80 (comum) e a 90 (aditivos). O aditivo da gasolina peruana é o chumbo, o que acaba prejudicando o motor em viagens longas. Então, embora oa frentistas ofereçam, prefiram a gasolina com numeração mais baixa. Fui e voltei sem problemas e digo mais, não vale a pena ir de avião de tão bela que é a rodovia. Abs

        Responder
        • Altier Moulin

          Obrigado pela sica, Jairton.

          Responder
  31. Diego Tejada

    oi, eu amei o seu blog, e eu acho que é porque eu moro em uma das cidades mencionadas: Mollendo, eu amei que você veio aquí, um abraço a distancia de Mollendo, Perú 🙂

    Responder
    • Altier Moulin

      Obrigado, Diego!

      Sempre que puder dê uma passada para ler mais artigos do blog.

      Um abraço.

      Responder
  32. Victor Oliveira

    Caro Altier,

    Seus comentários são esclarecedores e motivadores! Pretendo ir ao Peru nas férias de julho de 2015, e já estou estudando as possibilidades. Agradou-me bastante poder ir de carro, mas ficou uma dúvida: já que moro em Recife, poderia alugar um carro em Rio Branco e entrar no Peru com um carro alugado?

    Agradeço.

    Responder
    • Altier Moulin

      Olá Victor,

      Obrigado por ler o blog. Para cruzar a fronteira com carros de terceiros, você terá que solicitar ‘Constância Consular’. Somente com esse documento você poderá trafegar em território peruano. Para fazer a solicitação será necessário apresentar autorização do proprietário do veículo com firma reconhecida e uma cópia simples do documento do veículo, além de cópias do RG, do CPF e da CNH de quem está emprestando o veículo e de quem está tomando emprestado. O prazo para liberação do documento é de dois dias.

      Sobre a locação de automóveis, apenas a Localiza e a Hertz, que operam em Rio Branco, permitem locações para viagens internacionais.

      Espero ter ajudado.

      Um abraço!

      Responder
  33. Alex Castro

    Bom dia,

    Show de bola esse blog e o relato então sobre essa viagem ao Peru foi mágico.

    Moro em Rondônia e ano passado fomos eu, esposa e nossos três filhos para o sul do Brasil. Passamos por Paraty e litoral paulista. Enfim, andamos 10 mil quilômetros.

    Esse ano queremos, se Deus nos conceder a graça, ei até o Peru. Quero ficar um pouco mais, tipo 30 dias. Tem ideia de quanto gasto como combustível e hotel? Lembrando que somos eu, esposa e três filhos. Esse relato já me ajudou muito e quanto mais ajuda melhor.

    Abraços!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Alex,

      Olha, fica complicado eu fazer uma análise dos seus gastos porque isso envolve vários fatores: o tipo de hotel que você gosta, se dormirão todos no mesmo quarto, qual o modelo do seu carro, etc. Eu te aconselho a colocar tudo na ponta do lápis para evitar surpresa. Mas tenha em mente que a viagem é o mais importante e não deixe que nada estrague seus planos. Sempre há uma saída pra tudo.

      Eu tenho outros posts sobre o Peru e como viajar de carro de de ônibus pra lá. Aproveite para da ruma olhada aqui: https://www.penaestrada.blog.br/relatos/exterior/peru/

      Uma braço!

      Responder
  34. Luciano Horácio

    Olá amigo. tenho que fazer uma viagem para Chincha no Peru, e observando os valores das passagens de avião, e que um casal gastou em torno de 4.500, sendo eu sozinho, no qual estarei 10 dias por lá, com 3 mil reais daria para ir e voltar ?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Luciano,

      Olha, é bem difícil dar qualquer opinião assim com poucas informações. Cada viajante tem um estilo e mesmo que você considere o valor do casal, eles podem ter sido muito mais econômicos que você, por exemplo. Portanto, se eu afirmar qualquer coisa serei leviano.

      Te aconselho fazer uma programação e a organizar um orçamento bem próximo de sua realidade. Acho que é o melhor caminho.

      Um abraço!

      Responder
  35. Carolina

    Olá…

    Estou com tudo pronto para conhecer o Peru, minha viagem esta agendada para 19 de outubro… é uma época de muitas chuvas? Fiquei preocupada com esta questão do tempo.

    abraços

    Responder
    • Altier Moulin

      Carolina,

      Fique tranquila pois não há uma época específica para conhecer o país. O que acontece por lá é que quando está seco no litoral, chove na Cordilheira e vice-versa. Então, tente aproveitar o máximo de cada lugar da forma que você o encontrar. Machu Picchu, especialmente, tem um tempo muito instável. Eu sugiro reservar pelo menos dois dias para ir até lá, caso a primeira tentativa seja em um dia de chuva. Outro detalha: suba logo no primeiro horário e você terá o dia inteiro para esperar os raios de sol aparecerem.

      Um abraço e boa viagem!

      Responder
  36. Fernanda

    Bom Dia Altier!

    Gostei muito das informações sobre os pontos turisticos bem explicativos, mas sabe sempre quando se trata de fazer uma viagem fora do nosso Pais temos varias duvidas, pois tive uma experiencia muito triste moro no Esto de Rondonia e programemos uma viagem de carro pela Argentina e quando chegamos na fronteira não podemos entrar pois minha filha de 11 anos não tinha identidade e nem passaporte assim foi o fim da viagem.

    gostaria de ter informações sobre documentação pois estou planejando de ir de carro minha familia eu meu esposo e minha filha de 12 anos.

    Responder
  37. Ana Paula Fequis

    Qual o período que neva lá??

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Ana Paula,

      O Peru tem, basicamente, duas estações principais: a seca, que é a mais fria e que vai de Abril a Outubro e a úmida, que é o verão e vai de Novembro a Março. Mas, para misturar tudo, o país apresenta três diferentes zonas geográficas: a zona de costa, a selva amazônica, e as montanhas dos Andes e isso também interfere no clima. Nos altos montes dos Andes é mais provável ver neve ou geada entre julho e setembro.

      Um abraço!

      Responder
  38. Luiz Braz

    Achei muito legal esse relato com fotos de alguns pontos do Peru. Estarei indo dia 27. Espero muito conhecer esses lugares maravilhosos bem de pertinho.
    Parabéns!

    Responder
  39. Licia Alencar

    Olá, Bom dia!

    Preciso de uma opinião, estou planejando uma viagem para o Peru, saindo de Rio branco, indo até Cuzco, meu carro é um Honda Fit 1.4, alguns amigos sugeriram um carro mais potente, devido a altitude e a baixa quantidade de oxigênio, meu carro poderia falhar. Qual a sua dica neste caso?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Licia,

      Você pode sim usar o seu carro. Já fizemos o trajeto com carro 1.0 e foi tranquilo.

      Um abraço!

      Responder
  40. Alaora

    Muito legal! Pela experiência de vocês, daria para fazer uma viagem desse tipo com crianças maiores acostumadas a viajar de carro? Adoramos esse tipo de viagem.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Alaora,

      Certamente! Essa é uma viagem que agrada a todos os públicos. Além disso, você pode parar em diversos pontos para que as crianças não se cansem tanto. Você deve, porém, ter atenção aos sintomas do Mal de Altitude, que pode causar enjoo, dor de abeça, vômito e até dificuldade para respirar.

      Dê uma lida nesse post, ele explica como superar esse desafio: https://www.penaestrada.blog.br/como-e-viajar-de-onibus-para-o-peru/

      Um abraço!

      Responder
  41. Deise

    Fotos maravilhosas, hein?
    Eu simplesmente amo road trips…a liberdade de parar onde der na telha…muito bom!

    Responder
    • Altier Moulin

      Viajar é sempre bom, né Deise?! Mas pode ir parando e conhecendo cada pedacinho de terra é sempre bem melhor.

      Um abraço!

      Responder
  42. Fernanda Dantas

    Viajar é trocar a roupa da alma!!! Fotos lindas!!! Lugares maravilhosos!!! Adorei tudo!!!

    Responder
    • Altier Moulin

      Obrigado, Fernanda!

      Responder
      • Ana Lucia

        Dá par entrar de carro alugado? Estamos pretendendo ir de avião de Curitiba a Rio Branco e alugar um carro para ir ao Perú. Tem alguma dica para nós?

        Responder
        • Altier Moulin

          Oi Ana,

          Para cruzar a fronteira com carros de terceiros, você terá que solicitar ‘Constância Consular’. Somente com esse documento você poderá trafegar em território peruano. Para fazer a solicitação será necessário apresentar autorização do proprietário do veículo com firma reconhecida e uma cópia simples do documento do veículo, além de cópias do RG, do CPF e da CNH de quem está emprestando o veículo e de quem está tomando emprestado. O prazo para liberação do documento é de dois dias.

          Sobre a locação de automóveis, apenas a Localiza e a Hertz, que operam em Rio Branco, permitem locações para viagens internacionais.
          Espero ter ajudado.

          Um abraço.

          Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

44