10 lugares perfeitos para fazer uma viagem de autoconhecimento no Brasil e no exterior

Atualizado em 22 de novembro de 2022 – 6 min de leitura
viagem de autoconhecimento

Foto: Matteo Di Iorio

Na correria do dia a dia, a gente acaba perdendo aquela conexão que temos com o que é mais precioso: nós mesmos. Por diversos motivos, nossa paz vai embora e tudo parece confuso, sem saída. Ansiedade, inquietude, algo aperta o peito nos chamando a atenção para a hora de parar tudo e embarcar em uma viagem de autoconhecimento.

Essa viagem pode ser – para mim, sempre é – uma oportunidade de nos voltar para aquilo que nos faz bem, que nos enche de esperança, de prazer e de fé em dias melhores.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Lugares para sua viagem de autoconhecimento

Com base nos lugares que já visitei, e em outros que certamente ocupam um lugar de destaque em minha lista de próximos destinos, eu separei lugares que podem ser inspiração para seu próximo roteiro, para receber o ano novo ou, quem sabe – para começar um período sabático ou uma viagem de autoconhecimento.

1. Jerusalém, Israel

Cidade sagrada para três importantes religiões – judaísmo, cristianismo e islamismo –, Jerusalém é cheia de misticismo e fé. Suas ruas estreitas com mais de três mil anos de história recebem gente do mundo inteiro em busca de um sentido novo para a vida.

viagem de autoconhecimento

Foto: Sandro Gonzalez

Muito mais do que visitar monumentos, você vai entender melhor porque a cidade é tão especial. Seu ambiente cheio de simbolismo, a convivência de tantas culturas diferentes e seu legado espiritual poderão ajudar você no processo de busca interior, encurtando o caminho para que você se reconecte consigo mesmo.

Independentemente de sua prática religiosa, Jerusalém vai lhe impressionar: eu estou falando de uma cidade que superou guerras, catástrofes e que já comprovou o seu poder de superação e de reconstrução. Tudo o que precisamos para nos incentivar em uma nova fase.

2. Atacama, Chile

O Deserto do Atacama é um lugar que vai lhe mostrar como somos pequenos diante de tudo o que o mundo nos oferece. Ele é um lugar ideal para você reavaliar metas, objetivos de vida e, principalmente, para entender o seu lugar no mundo.

viagem de autoconhecimento

Foto: Nicolas Gutierrez

Com regiões onde não chove a mais de 25 milhões de anos, o deserto mais seco do mundo é desafiador, solitário e imperdoável. Durante o dia, paisagens deslumbrantes vão lhe dar um novo fôlego e, à noite, o céu mais estrelado que já vi lhe conduzirá a uma viagem de autoconhecimento cheia de pensamentos revigorantes.

San Pedro de Atacama é o ponto de partida para desbravar esse lugar, mas se quiser fazer um percurso incrível para marcar de vez essa fase, siga até o Salar de Uyuni, na Bolívia. Neste cenário, vulcões, salares e lagoas coloridas lhe farão agradecer por cada segundo de vida.

3. Whistler, Canadá

Ao me falar desse lugar, um amigo o descreveu como sendo a sua “catedral”. No começo, eu não entendi, mas quando olhei para as montanhas geladas que surgiam no horizonte do alto da Black Comb Mountain, eu entendi que aquilo simbolizava um lugar de reconexão com o que lhe faz bem.

viagem de autoconhecimento

Foto: Dominic Spohr

Whistler é uma cidade pequena, famosa por ter um dos melhores centros de esquis do mundo, mas o que me chamou atenção  foi sua impressionante beleza natural, capaz de nos levar a uma viagem de autoconhecimento sem muito esforço.

Novamente, você será desafiado a perceber seus valores, reencontrar seus princípios e a priorizar aquilo que é importante. No verão, quando a neve vai embora, o sol brilha suavemente nessa parte do globo deixando tudo mais vivo e alegre. É nessa época que eu sugiro que você programe sua inesquecível viagem para Whistler.

4. Havana, Cuba

Cuba é uma experiência para o resto da vida. Além de sua cultura e de seu mar incrivelmente azul, você vai aprender uma lição muito importante: dinheiro nem sempre vai lhe trazer tudo o que você precisa.

Foto: Elcarito

Longe dos princípios capitalistas, Havana é o símbolo dos desafios que o regime comunista impôs à ilha: ainda hoje, há racionamento de alimento, a infraestrutura é precária e não podemos dizer que existe liberdade de expressão na ilha.

Por outro lado, os cubanos são educadíssimos, felizes e a violência é um tema com que eles não se preocupam. Por isso, uma viagem de autoconhecimento poderá lhe fazer pensar sobre seu estilo de vida e, principalmente, sobre suas prioridades como ser humano.

5. Auschwitz, Polônia

Essa será, sem dúvida alguma, uma viagem dolorosa, mas muito importante para você perceber os rumos da nossa sociedade. A Polônia foi o país que mais sofreu com a Segunda Guerra Mundial e seu poder de recuperação e superação é inspirador.

viagem de autoconhecimento

Foto: Leonor Oom

Cracóvia, umas das cidades mais lindas do país, tem um belo castelo, avenidas largas e muita história. Pertinho dela, fica o antigo Campo de Concentração de Auschwitz, onde milhões de pessoas foram escravizadas, torturadas e mortas.

O legado dessa gente é comovente e desperta sentimentos humanitários, nobres e de empatia. Afinal, não é fácil compreender como o ser humano pode ser tão cruel com seu semelhante. Depois dessa viagem, eu tenho certeza que você nunca mais verá o mundo da mesma forma.

6. Canoa-quebrada, Ceará

Balneário mais alto astral do Ceará, Canoa-quebrada é uma antiga aldeia hippie que cresceu com a pesca e com o turismo. Seu jeitão leve e tranquilo é um convite para desacelerar e para perceber que o tempo tem seus mistérios e que, certamente, não há como lutar contra isso.

Foto: Nestor Roco

Se você precisa de uma pausa para se reencontrar, esse é o lugar perfeito. Caminhar pelas falésias, mergulhar na praia quentinha, comer um peixe fresquinho e encontrar gente do mundo inteiro vão lhe fazer um bem danado.

E não precisa pensar que isso pode ser entediante. À noite, a Broadway, a rua mais movimentada da cidade, é cheia de opções para você comer e se divertir. Uma dica especial é ir fora da alta estação, quando tudo fica mais calmo e barato.

7. Itaúnas, Espírito Santo

Esse vilarejo no extremo norte do Espírito Santo é minha paixão. Longe de cidades grandes, com ruas sem calçamento – por opção dos moradores –, Itaúnas é um lugar para se encontrar com a paz e com a vida que há em cada um de nós.

Foto: Jonathan Borba

Se você não sabe, as famosas dunas de Itaúnas soterraram o antigo vilarejo e os moradores tiveram que reerguer tudo do zero, em uma árdua tarefa de recomeço. Então, se é inspiração o que você procura, nada melhor do que esse exemplo.

Perto da natureza, do mar e sentindo a receptividade de seu povo, em Itaúnas, você terá dias especiais durante sua viagem de autoconhecimento. Em julho, quando acontece o Festival de Forró, as ruas ficam abarrotadas de gente, então, acho bom evitar essa época.

8. Três Coroas, Rio Grande do Sul

O Khadro Ling é outro lugar de paz, mas só que bem longe do mar. Esse templo budista fica na Serra Gaúcha, na cidade de Três Coroas, e é imperdível para quem procura momentos de meditação e concentração.

Foto: Gustavo Kunst

Os retiros periódicos são grandes oportunidades para você aprender mais sobre a cultura tibetana, seus princípios e para viver dias especiais. Você pode, também, aproveitar para dar aquele pontapé na reeducação alimentar, já que o primeiro restaurante tibetano do Brasil, o Espaço Tibet, tem pratos especiais para lhe ajudar nessa tarefa.

Imerso na natureza, no silêncio desse lugar, você se sentirá mais leve e mais conectado ao que realmente é necessário.

9. Imbituba, Santa Catarina

Essa cidade do litoral catarinense fica em uma região muito gostosa, com natureza, belas praias e turismo comunitário, a poucos quilômetros de Florianópolis. Em Imbituba, eu descobri um lugar muito especial, a Pousada Mevlana Garden.

Foto: Divulgação

Quem a vê de fora não imagina a preciosidade que é esse lugar: tudo é decorado no estilo oriental, e tem até um templo, o lótus branco, onde acontecem várias práticas como meditação e ioga. Sabe aquele lugar onde você tem vontade morar? Para melhorar, a pousada fica perto da lagoa onde o pôr do sol nos brinda com uma energia nova a cada dia, enquanto garças voam em bando.

A filosofia da pousada é algo que eu nunca tinha visto antes, e você sente tão leve que é impossível explicar. Periodicamente, eles organizam retiros e você pode passar vários dias se conhecendo melhor e se preparando para ser outra pessoa depois dessa viagem de autoconhecimento.

10. Santuário do Caraça, Minas Gerais

Este era um lugar de penitência, de reclusão e de arrependimento dos pecados, mas hoje o Santuário do Caraça é um centro de espiritualidade erguido em meio às montanhas de Minas Gerais.

Foto: Fpcamp

Destino ideal para uma viagem de autoconhecimento e para cumprirmos aquela nossa velha promessa de tirar uns dias para relaxar em contato com a natureza, sem preocupações, baladas e internet, o Caraça tem tudo para lhe proporcionar uma viagem leve e com efeitos duradouros.

Nos quartos, nada de luxo: as camas são simples, mas confortáveis, e não há ar condicionado, e nem precisa, porque a mais de 1200 metros acima do nível do mar, a temperatura é sempre amena. Quando o sol se esconde por trás da montanha e os pássaros se recolhem na copa das árvores, um grupo de lobos-guarás aparece para comer no pátio da igreja.

Veja mais dicas importantes

Gostou das minhas dicas e sugestões? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

2 Comentários

  1. Heleno Araujo

    Muito bom o post. Eu estive agora em Novembro na Polônia e fui a Auschwitz, realmente é uma visita que te deixa emocionalmente abalado, não só pela história do lugar, mas por saber que onde você está pisando, milhares de pessoas percorreram a caminho da morte. Embora seja um país extremamente conservador, percebi que muitos evitam falar sobre o passado, mas tiveram força e se reergueram. Cracovia é sensacional, mas para quem estiver por lá e puder incluir uns 2 ou 3 dias em Varsóvia, também não se arrependerá. Andar pelo Gueto de Varsóvia também é uma viagem que te faz pensar até que ponto o ser humano é capaz de cometer tantas atrocidades.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Heleno.

      Essa viagem pela Polônia também me fez pensar muito no que somos e para onde nossa sociedade está caminhando.
      Varsóvia e Cracóvia são realmente incríveis, mas pisar em Auschwitz foi uma das maiores experiências que já vivi.

      Um abraço.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *