10 dicas para uma viagem econômica

0

Atualizado em 16 de novembro de 2017

Um dos principais empecilhos na hora de conhecer novos lugares é o dinheiro. E, já que para nós, viajantes, a prioridade é se jogar pelo mundo, eu preparei algumas dicas para que você faça uma viagem econômica e consiga carimbar mais o seu passaporte.

Mesmo que, muitas vezes, seja preciso juntar dinheiro por um bom tempo, acredito que ninguém se arrepende de gastar a poupança com uma viagem. Afinal, não é a toa que a frase viajar é a única coisa que você compra que te deixa mais rico é um clichê.

O principal para que a sua viagem econômica saia do papel é a organização. Além disso, dê uma olhada em outras dicas que podem lhe ajudar.

10 dicas para uma viagem econômica

dicas para uma viagem econômica

1. Saiba escolher o destino

Uma das coisas que mais pesa o bolso na hora de viajar é a passagem. Para que você consiga fazer uma viagem econômica é importante escolher um destino que caiba no seu orçamento.

Para isso, uma boa dica é filtrar a pesquisa de passagens nos sites de busca com o preço que você pode pagar. O Skyscanner, por exemplo, lhe deixa acessar um mapa do mundo e você coloca o quanto você pode pagar na passagem. Depois disso, aparecem todos os destinos que encaixam no seu orçamento.

Dicas para uma viagem econômica

2. Evite altas temporadas

Essa é uma dica que muita gente já sabe, mas às vezes não dá para fugir desses períodos, não é mesmo? Para quem puder, ou quem ainda não sabe se vale o esforço de mudar a datas das férias, não tenha dúvidas: viajar fora de temporada é muito mais barato. Eu já até separei alguns destinos para viajar na baixa temporada.

A diferença de preço não se aplica apenas à passagem. Nos destinos mais turísticos, tudo fica mais barato. Comida, hospedagem, passeios, então a economia acontece em todos os setores. Assim dá para ter uma viagem econômica de verdade.

Dicas para uma viagem econômica

3. Seja flexível com as datas

Assim como no caso da alta temporada, não é sempre que dá para escolher qualquer data. Porém, o preço das passagens é tão louco que, às vezes, de um dia para o outro você consegue uma economia considerável.

Com isso em mente, sempre que possível, use a ferramenta dos sites de busca que permite você ver os preços das passagens para dias próximos ao que você escolheu. Dá para economizar bastante se adaptando aos melhores dias da semana.

Dicas para uma viagem econômica

4. Viaje com pouca bagagem

Está aí um desafio para muita gente, mas que pode contribuir para uma viagem econômica. Viajar com pouca bagagem depende só de nós, não é preciso esperar promoção e nem mudar datas, é questão de organização e – muitas vezes – desapego.

Principalmente para quem vai fazer viagens longas que passam por mais de um destino, levar apenas um volume que não precise ser despachado pode fazer muita diferença. Na Europa, as queridinhas companhias aéreas low cost têm regras bem específicas quanto à quantidade e tamanho do volume e, caso sua bagagem não se encaixe no permitido, a multa vai ser salgada.

5. Entenda as burocracias de cada país

Para nossa sorte, o passaporte brasileiro é o suficiente em vários países, sem a necessidade de visto. Em alguns lugares, a burocracia é tão amigável à nossa nacionalidade que podemos viajar sem passaporte.

Mas, como nem sempre é assim, o importante é se informar bastante antes de viajar. Tanto para poder considerar um destino mais barato, quanto para fazer os pedidos de visto com antecedência, por exemplo, e não ter nenhuma surpresa desagradável na viagem.

Dicas para uma viagem econômica

6. Fique mais tempo em cada destino

Essa dica serve não só para fazer uma viagem econômica, mas também para diminuir o cansaço, já que pular de país em país muito rápido pode ser bem desgastante.

Se você puder passar mais tempo em cada destino, dá para descobrir os lugares mais baratos de comer, os dias que alguns passeios são gratuitos, conhecer os bairros que os locais mais frequentam e, assim, é possível poupar um pouco o bolso.

Dicas para uma viagem econômica

7. Saiba como ir do aeroporto até a hospedagem

Essa dica faz parte da organização antes mesmo de viajar. Nós já mostramos aqui como ir do aeroporto ao centro de Cape Town, por exemplo, e isso pode facilitar muito. Quando deixamos de olhar como fazer o trajeto do aeroporto até o local de hospedagem, muitas vezes temos que optar pelo mais fácil e, nem sempre, isso é o mais barato.

A maioria dos sites de reserva indica como fazer o trajeto das mais diversas opções, como ônibus, táxi ou metro. E, mesmo que no site não tenha, pesquise antes de ir, assim você evita o estresse de ficar perdido depois de um longo voo e não gasta um dinheiro desnecessário por falta de informação.

8. Escolha hospedagens alternativas

Depois da passagem, o que mais pesa na hora de fazer uma viagem econômica é a hospedagem, por isso, vale buscar alternativas mais em conta. O Booking.com é o maior site de reservas e, na maioria das vezes não é preciso pagar antecipadamente para fazer a reserva.

Antes de escolher definitivamente onde vai ficar, pesquise bastante já que, nem sempre ficar em um quarto com várias pessoas em um hostel é o mais barato. Tudo depende do destino. Em Cuba, por exemplo, a super dica de hospedagem que eu dou é ficar em casa de família, sai mais em conta e você vive um pouco da cultura cubana.

O Couchsurfing também é uma ótima opção na hora de economizar com a hospedagem. No site, você se conecta com pessoas que oferecer um lugar para você ficar, sem custos.

Dicas para uma viagem econômica

9. Saiba onde comer

Não estou falando de procurar os restaurantes mais badalados e turísticos da cidade, isso não deixaria sua viagem econômica. Também não é para recorrer ao cômodo fast food. Aqui, a melhor opção é experimentar as comidas de rua, que deixam você mais próximo da rotina dos locais, e lhe oferecem sabores super diferentes. E sim, é bem mais barato.

Outra dica é tirar proveito dos hostels que têm cozinha de uso comum. Você pode ir ao supermercado e exibir seus dotes culinários, pagando mais barato e comendo bem.

10. Anote seus gastos

Antes de você torcer o nariz para essa dica, saiba que ela é muito valiosa. É verdade que pode dar preguiça, ou não ter muito tempo, ou simplesmente parecer que não faz diferença. Mas, ter consciência de onde seu dinheiro esta indo ajuda muito a controlar os gastos com o passar dos dias.

Claro, não precisa ser um dever de casa que você fica estressado para fazer todos os dias. O objetivo de anotar os gastos é saber até que ponto pequenas comprinhas como um docinho ou um chaveiro estão atrapalhando seu orçamento até o fim da viagem.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário