Como chegar a Havana: dicas de transporte para a capital de Cuba

4

Atualizado em 16 de junho de 2021

Como chegar a Havana: dicas de transporte em Cuba

Para planejar como chegar a Havana é preciso ter atenção em algumas questões, porque ainda que Cuba esteja cada vez mais no roteiro dos viajantes brasileiros, as coisas não são tão fáceis e simples de serem organizadas.

Mas pode ter certeza de que todo esforço valerá a pena.

Depois de chegar a Havana e de caminhar pelas ruas da capital, você rapidamente notará o humor leve dos cubanos, a paixão que têm por sua terra – mesmo com tantas contradições – e se sentirá como em uma viagem no tempo, com carros antigos circulando por todos os lados.

Como chegar a Havana

Avião

O principal aeroporto do país é o Aeroporto Internacional José Martí (HAV), em Havana, então, partindo do Brasil, certamente será nele que você vai chegar, pois ele é o principal ponto de conexão com outras cidades do país.

A companhia aérea nacional é a Cubana de Aviación, mas ela não voa para o Brasil. Então, você pode escolher entre as seguintes empresas aéreas: Copa Airlines, Latam e Avianca. Em todos os casos, será preciso fazer escala em algum outro país da América Latina.

Por isso, é importante saber quais os documentos serão exigidos. O Panamá, por exemplo, exige o passaporte e o Certificado Internacional de Vacinação contra febre amarela.

Ônibus

A principal empresa de ônibus de Cuba é a Viazul, mas eu já adianto: comprar passagem é uma saga, já que os horários são reduzidos e os veículos estão sempre lotados.

É aí que está um grande problema, já que a venda só é feita nos guichês da empresa. Ela até tem um site, mas eu nunca consegui fazer uma simulação de compra nele – se você conseguir, por favor, me avise.

→ Veja onde comprar passagem da Viazul

Outra empresa, a Transtur está em todos os lugares, mas serve basicamente para quem compra pacotes com a Cubanacan.

Como chegar a Havana: dicas de transporte em Cuba

Gaviota também faz traslados para alguns destinos turísticos do país, que, geralmente, são vendidos pela Cubatur.

Se você optar por chegar a Havana de ônibus, eu sugiro que você leia: Como funcionam as agências de viagem em Cuba, já que todas são controladas pelo governo.

Carro

Se você é daqueles viajantes que ama colocar o pé na estrada, as coisas podem ser um pouco mais complicadas: não é fácil alugar um carro em Cuba.

E isso não é apenas pelo preço, mas porque nem sempre há veículos suficientes para atender a demanda. Para saber mais, leia: Dicas para alugar um carro em Cuba.

Como chegar a Havana: dicas de transporte em Cuba

De forma geral, as principais estradas e rodovias são razoáveis. Entretanto, é compreensível que a qualidade das vias piore à medida que nos afastamos dos grandes centros.

Em cidades turísticas, como Havana e Varadero, e nas ilhotas, como Cayo Largo, Cayo Largo e Cayo Guillermo, o trânsito pode ser agitado na alta temporada.

Cruzeiro

Há navios de cruzeiro que chegam a Havana. Durante a viagem pelo Caribe, as paradas são rápidas, de um ou dois dias, sem muito tempo para você explorar a cidade além dos pontos turísticos básicos. Mas, claro, é uma opção.

A comodidade de fazer um cruzeiro é que você está em um hotel cinco estrelas ambulante, com todos os serviços ao seu alcance. Isso significa que você não precisará se preocupar com hospedagem e alimentação, por exemplo.

Visto para Cuba

Independentemente da forma que você escolher para chegar a Havana, será preciso apresentar o passaporte com validade de seis meses e o visto.

É muito importante ter o visto antes de embarcar para Cuba. Caso contrário, você pagará multa. Para saber mais, leia: Como comprar o visto para Cuba.

Depois que Cuba unificou a moeda, produtos e serviços têm tido aumentos consideráveis. Portanto, é importante saber que os preços apresentados servem apenas como base para seu planejamento, que deve incluir com uma margem de segurança de 10% a 20%.
Informações Básicas
Visto | Brasileiros precisam de visto para entrar em Cuba. Veja como obter o visto no aeroporto.
Documentos | É preciso apresentar o passaporte dentro do prazo de validade. Carteira de identidade não é aceita.
Dinheiro| Cuba unificou as duas moedas que circulavam no país em janeiro de 2021. O peso cubano tem câmbio fixo: CUP 24 valem USD 1. Saiba mais: Dinheiro em Cuba.
Vacinas | A vacina contra febre amarela é obrigatória e, sem o Certificado Internacional de Vacinação, você não entra no país. Veja como solicitar o certificado.

O seguro viagem é obrigatório. Sem ele, você pode ser impedido de entrar em Cuba. Faça sua cotação.

Veja mais dicas de Cuba

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas de Cuba.

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

4 Comentários

  1. SEBASTIAO ROMULO GUIMARAES on

    Gostaria de conhecer Havana e outras cidades cubanas, mas gosto de estar conectado a internet quando não estou passeando pelas ruas. A mobilidade urbana também me preocupa, paresse ser bastante restrita. A última dificuldade das que tenho notícias é o fato de não haver produtos básicos nas prateleiras dos mercados. É fato ou fake ?

  2. Finalmente viajar a cuba não e garantido nada para o turista, é um pesadelo sim contar aduana no aeroportos q vai quer q você de seus chinelos até seu chapéu, horrível, tem muitos destinada a belos para visitar cuba é um país comúnista q não garanta nem a sua seguridade, gineteras q ejercen a prostituição invadem a sua prova tempo tudo, roubam até suas cuecas, eu não viajo nesse país de jeito nenhum.
    Esteupos roubos asaltos começando pela aduana do aerpto

    • Oi, Julio.

      Felizmente eu não vi nada disso em Cuba. Aliás, me senti muito mais seguro lá do que no Brasil.
      A prostituição sim é um problema, mas de fato não vi situações de risco.

      Mesmo assim, obrigado por seu depoimento e sua opinião.

      Um abraço.

Escreva um comentário