Como funciona a internet em Cuba: quanto custa estar conectado no país

26

Atualizado em 19 de junho de 2021

Num país onde a imprensa ainda é controlada com mão de ferro pelo governo, o acesso à rede mundial de computadores ainda é precário e está longe de satisfazer nossos desejos de conectividade. Na prática, a internet em Cuba é restrita a poucos pontos onde você pode se conectar. E já adianto: será preciso pagar por isso.

É que, em Cuba, não existe internet de graça, como encontramos em hotéis, restaurantes, cafés e até praças públicas ao redor do mundo. Então, mesmo que exista a rede wi-fi, você precisará pagar pelo cartão que dá acesso à internet.

Quanto custa internet em Cuba

Os cartões são vendidos nos comércios locais e nas lojas da ETECSA, a empresa estatal de comunicação e custam entre CUP 12,50 e 125, como mostro na tabela abaixo, mas pode ser que você encontre variações nos preços quando comprar os cartões na rua.

Eu vi gente cobrando o equivalente a CUP 70 pelo cartão de uma hora. Há também quem negocie o acesso no mercado paralelo. Nessa modalidade, o cartão de uma hora sai por mais ou menos CUP 25.

Duração Preço
Cartão de 30 minutos CUP 12,50
Cartão de 1 hora CUP 25
Cartão de 5 horas CUP 125

Para usar os cartões, é preciso se conectar ao sinal wi-fi, entrar no site portal.nauta.cu (você só vai conseguir acessar quando estiver em Cuba) e digitar o usuário e a senha que aparecem no cartão.

Assim que terminar de usar a internet, é muito importante fazer o log-out no aparelho, pois, caso contrário, seu saldo continuará sendo consumido.

Velocidade e restrições

A velocidade da internet não é lá grandes coisas. O grande problema é que, como são poucos, os pontos de internet sem fio vivem cheios. E, como sabemos, o sinal nem sempre fica bom quando há muitas pessoas conectadas a uma mesma rede.

Ao caminhar pelas ruas das cidades cubanas, como Havana, você logo notará onde estão esses pontos de internet.

É que as pessoas ficam aglomeradas, sentadas em bancos, nas calçadas, dentro dos carros ou em pé segurando seus celulares, tabletes e até computadores: a cena é realmente um fato antropológico.

Você pode consultar os locais neste site.

De forma geral, não percebi restrições às redes sociais. O Whatsapp funciona bem, apesar de ser um pouco difícil de enviar e receber arquivos por causa da velocidade da conexão. Instagram e Facebook também demoram um pouco para carregar.

Eu também consegui usar o Google Maps com todas as marcações de lugares que queria visitar no país, aproveitando, inclusive, o GPS do aplicativo.

Alguns sites que têm relação financeira com os Estados Unidos não funcionam a partir da Ilha. O PayPal, por exemplo, nem abre.

Cenexão no celular

Antes da viagem, eu já estava pronto para ficar longe do celular por algum tempo. Mas, ainda bem, isso não aconteceu: logo que desci do avião, em Havana, eu vi que meu aparelho registrava o sinal de 3G – não existia sinal 4G quando visitei o país – e isso foi motivo para uma pequena euforia.

Como tinha um plano de roaming internacional, consegui me conectar em todas as cidades por onde passei. Claro que em algumas áreas o sinal era péssimo e carregar qualquer página da internet era impossível, mas pelo menos o Whatsapp nunca me deixou na mão.

Isso foi possível porque minha operadora no Brasil, a Vivo, tem uma parceria com a Cubacel, a empresa de celular de Cuba. Mesmo quem não tiver o plano ativo no aparelho pode comprar acessos diários.

Para saber mais, leia todas as informações sobre o roaming.

Depois que Cuba unificou a moeda, produtos e serviços têm tido aumentos consideráveis. Portanto, é importante saber que os preços apresentados servem apenas como base para seu planejamento, que deve incluir com uma margem de segurança de 10% a 20%.
Informações Básicas
Visto | Brasileiros precisam de visto para entrar em Cuba. Veja como obter o visto no aeroporto.
Documentos | É preciso apresentar o passaporte dentro do prazo de validade. Carteira de identidade não é aceita.
Dinheiro| Cuba unificou as duas moedas que circulavam no país em janeiro de 2021. O peso cubano tem câmbio fixo: CUP 24 valem USD 1. Saiba mais: Dinheiro em Cuba.
Vacinas | A vacina contra febre amarela é obrigatória e, sem o Certificado Internacional de Vacinação, você não entra no país. Veja como solicitar o certificado.

SEGURO VIAGEM

O seguro viagem é obrigatório para entrar em Cuba. Sem ele, você pode ser impedido até mesmo de embarcar para o país.

Eu sempre indico o Seguros Promo, um site que compara os preços de várias seguradoras e nos mostra os melhores valores para cada cobertura.

No caso de Cuba, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

Você já imaginou quanto custa um tratamento médico para esses casos em Cuba? Dependendo da gravidade, o atendimento pode custar milhares de dólares, podendo gerar sérias dificuldades financeiras para você e seus familiares para o resto da vida.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Veja mais dicas de Cuba

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas de Cuba.

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

26 Comentários

  1. aqui no brasil deveria ser a mesma coisa
    meu primo fica o dia inteiro no quarto nem come direito (LITERALMENTE)
    mas como Bolsonaro faz droga nenhuma…
    sem contar que as crianças invés de brincar nem que seja 5 min na rua; nao ! e só celular e videogame o dia todo ! ninguem merece ! parece tudo prisioneiro !
    tomara que nas eleiçoes do ano que vem tudo isso mude !

    • Desculpe, Mile, mas seu comentário não faz sentido. Seu primo precisa de regras impostas pelos pais/familiares. Não é o presidente (seja ele quem for) que vai resolver isso.
      O acesso à internet é importantíssimo para a vida atual. Não dá para misturar as coisas.
      Um abraço!

    • Oi, Luiz.

      Sim, se quiser acessar o wi-fi tem que pagar. Eu paguei algumas vezes para testar.
      Sim, usando meu celular, eu acessava fora dos locais determinados, mas não é sempre que funciona e a velocidade é muito lenta.

      Um abraço.

  2. Oa. Se entendi bem. A internet em Cuba só funciona aonde tem o post wifi ou em qualquer lugar ? No caso o plano Vivo V . ê ilimitado geral. Eu teria que pagar mais alguma coisa lá ?

  3. Ola, gostaria de saber como faz esse “log out” do celular… É só desativar o wifi do proprio celular? Ou precisa entrar novamente no site da ETECSA e apertar em algum lugar??

    • Oi, Gabriel.

      Se conseguir uma conexão, você poderá acessar a maioria dos sites.
      Apenas alguns serviços que envolvem pagamentos via Estados Unidos não funcionam. Isso vale para alguns sites de reserva de hotéis, por exemplo.

      Um abraço.

    • Oi, Angela.

      Não dá pra dizer exatamente porque isso depende da operadora e do plano que você contratar.
      Para ter uma ideia, a Vivo tem um pacote que custa R$ 29/dia e tem cinquenta minutos de ligações e internet ilimitada.
      Pesquisa com sua operadora.

      Um abraço.

  4. Olá!
    Viajo para Cuba no próximo mês e tenho muitas dúvidas em relação aos planos de telefonia. Você poderia me informar qual o valor do plano de roaming internacional que usou durante a viagem? Obrigada!

    • Oi, Caroline.

      Como expliquei no texto, eu uso o roaming da Vivo. Veja:

      “Isso foi possível porque minha operadora aqui no Brasil, a Vivo, tem uma parceria com a Cubacel, a empresa de celular do país. Mesmo quem não tiver o plano ativo no aparelho pode comprar acessos diários. Para saber mais, leia todas as informações sobre o roaming. Em Cuba não existe sinal 4G”.

      Um abraço.

Escreva um comentário