Um dia em Cayo Largo: tudo que você precisa saber para fazer um bate-volta

12

Atualizado em 9 de junho de 2021

um dia em Cayo Largo

Um dos paraísos de Cuba fica a pouco mais de 190 quilômetros de Havana. E, pode acreditar, você vai se arrepender se voltar da viagem sem conhecê-lo. Mesmo se estiver com o orçamento apertado ou com o tempo corrido, se programe para passar – pelo menos – um dia em Cayo Largo del Sur, que chamamos apenas de Cayo Largo.

O bate-volta saindo de Havana é perfeitamente possível. Mas, é preciso estar atento a alguns ponto para sua viagem não ser frustrada.

Com tudo certo, você vai se deparar com o mar mais lindo que já vi e visitar a Playa Paraiso, que já esteve entre as praias mais bonitas do mundo, segundo os leitores do TripAdvisor.

um dia em Cayo Largo

Um dia em Cayo Largo

Antes de passar para as informações práticas, vou explicar como foi minha viagem de um dia a Cayo Largo.

Primeiro, você precisa saber que só é possível chegar à ilha por meio de uma agência.

Então, eu comprei um pacote – que incluía voos de ida e volta, passeio de barco e alimentação –, em Cuba mesmo, logo nos primeiros dias de viagem.

Eu fiz isso porque queria garantir que meu roteiro seguiria como planejado. Mesmo assim, a confirmação do voo só foi feita um dia antes da viagem.

Isso aconteceu por duas razões: a companhia aérea dependia da quantidade de passageiros para definir a rota do voo – com ou sem conexões – e as condições meteorológicas em Cayo Largo deveriam ser favoráveis para o pouso e a decolagem.

Teoricamente, o voo de volta é direto – de Cayo Largo para Havana –, mas o meu teve uma escala no Cayo Santa María.

Você precisa ter muita atenção na hora de marcar os voos. É que eles são cancelados ou saem atrasados com muita frequência e, aparentemente, sem qualquer justificativa compreensível.

Pelo que apurei durante minha viagem, o principal motivo é não ter passageiros suficientes para completar o voo – o que acontece com mais frequência na baixa estação.

Os atrasos também atrapalham o cronograma de voos, já que só há apenas uma companhia aérea que faz a rota até Cayo Largo e ela opera com poucas aeronaves.

Se seu voo tiver um atraso grande – de duas ou três horas –, seu passeio por Cayo Largo vai ser prejudicado, porque você terá menos tempo na ilha.

Nesses casos, é mais negócio remarcar o voo para outro dia, se você tiver flexibilidade de horário e se a agência concordar, claro.

Nos casos de cancelamento, a Cubatur – única agência que vende os pacotes para Cayo Largo – geralmente devolve o valor pago pela viagem e nada além disso. Embora você não fique no prejuízo, a frustração de não chegar ao seu destino é terrível.

Depois de chegar a Cayo Largo, nenhum imprevisto aconteceu. Meu grupo tinha cerca de oito pessoas e a guia nos conduziu até o píer de onde partiu o catamarã que me levou para conhecer as praias da ilha.

A embarcação era confortável, a tripulação era bastante amigável e o serviço de bordo também era muito bom: frutas e bebidas – inclusive alcoólicas –  foram servidas o tempo todo.

Ilha das Iguanas

A primeira parada foi na Ilha das Iguanas, um lugar bem exótico e lindo que surgiu do processo de dragagem dos canais de Cayo Largo.

Para que embarcações maiores pudessem chegar e sair do píer, foi preciso escavar o fundo do mar e a areia amontoada deu origem a várias pequenas ilhas.

Por falar nisso, cayo é como são chamadas as ilhas novas, formadas pela areia que emergiu mais recentemente – naturalmente ou por intervenção humana.

um dia em Cayo Largo

Com o passar do tempo, a vegetação foi crescendo e virou árvores grandes e pequenos arbustos. Em busca de alimentos, chegaram as iguanas.

Nadando entre uma ilhota e outra, elas descobriram que ali poderiam viver tranquilamente sem se preocupar com predadores. O resultado é o que você pode imaginar: a ilha é infestada por esse réptil esquisitão.

Se a pequena porção de areia é dominada por iguanas, a praia é o paraíso que nos resta. Muito procurada por turistas, a água tem uma incrível transparência e é um lugar perfeito para relaxar.

Na pequena enseada, também dá para fazer esnórquel para ver estrelas-do-mar, peixes, arraias e outros animais.

Só não se assuste se encontrar algum iguana, já que, apesar de serem herbívoras, elas saem de vez em quando para dar uma volta.

Mas fique tranquilo, porque iguanas não oferecem risco e, certamente, fugirão de você.

Aproveite, também, para fazer uma caminhada pela ilha. Assim, você percebe um pouco mais da beleza desse lugar, enquanto gaivotas voam alegremente sobre sua cabeça.

Como você deve imaginar, não é permitido tocar ou alimentar os animais.

Nosso tempo na Ilha das Iguanas foi curto, cerca de meia-hora, e logo seguimos para o mergulho.

Mergulho em Cayo Largo

Depois de algum tempo navegando no estonteante mar do Caribe, a embarcação parou em uma zona de corais, onde mergulhei com peixes – muitos peixes – de vários tamanhos e de várias cores.

A sensação é inexplicável e talvez seja impossível descrever bem o que senti. A visibilidade da água, a temperatura, os peixes. Tudo era perfeito e encantador.

Foi uma experiência sensacional, talvez, uma das melhores que já tive, semelhante à de quando nadei com tartarugas em Barbados.

um dia em Cayo Largo

O barco ficou parado por cerca de uma hora. Esse foi o tempo que tive para aproveitar o melhor do meu mergulho em Cayo Largo.

Nadando um pouco mais longe da embarcação, encontrei um recife artificial criado em um pequeno barco naufragado. Tentei me aproximar, mas a guardiã do lugar, uma barracuda de dentes afiados, logo mostrou quem mandava no lugar e preferi não me aproximar.

Atraídos pela comida que os tripulantes jogam no mar, cardumes de peixes coloridos de várias espécies nos rodeiam o tempo todo. Eu levei para a água um pedaço de lagosta e, acredite, os peixes vieram comer na minha mão.

Eu escolhi fazer esnórquel, já que o tempo era curto e a visibilidade da água estava excelente. Para quem tem dificuldade, há coletes salva-vidas na embarcação.

Algumas pessoas escolheram mergulhar com cilindro também, mas confesso que não sei se é preciso pagar alguma taxa extra.

Depois do mergulho, deixei o banco de corais seguido por gaivotas que, em um balé meio desorganizado, completavam a paisagem mais linda de Cuba.

Playa Sirena

Antes mesmo de sair do Brasil, eu já tinha ouvido falar da Playa Sirena. As referências que tinha eram de que a praia é simplesmente espetacular e imperdível. Portanto, não poderia ficar de fora do meu roteiro.

O barco parou no pequeno píer, na parte de trás da Praia da Sereia – traduzindo para o português – numa baía com a água verdinha, que só de olhar nos alegra.

É nesta parte da praia que fica a barraca onde almoçamos. O restaurante era bem no estilo pé na areia, claro, e a comida era boa: básica e bem temperada.

Não há hotéis por perto. Um conjunto de coqueiros plantados em fileira completa o cenário de areia branca e fofa, com o mar azul intenso ao fundo.

O sol, em Cuba, é sempre muito quente. Para isso, o restaurante coloca barracas e espreguiçadeiras na areia, bem perto da praia, e cobra CUP 48 pelo uso.

A praia se estende por dois quilômetros. Suas ondas pequenas – resultado da ausência de fortes ventos – são ideais para a gente relaxar na água quentinha. Ah, as crianças podem brincar sem preocupação.

Eu preferi ficar jogado na areia curtindo a praia, mas você pode fazer esnórquel, windsurfe e caiaque. É só procurar um dos atendentes do restaurante e se informar sobre o aluguel dos equipamentos.

Quem quiser, ainda pode nadar com golfinhos no delfinario que funciona na praia. Infelizmente, quando estive na Playa Sirena as atividades estavam suspensas por tempo indeterminado.

O uso de roupas é obrigatório na Playa Sirena, mas em sua vizinha, Playa Paraiso, o uso de trajes de banho é opcional.

Eu não vi nada além de mulheres fazendo topless, já que o pessoal que curte o naturismo fica mais para o lado oriental da praia.

Playa Paraiso

Longe de hotéis e grandes empreendimentos, a Playa Paraiso fica escondida na parte sul de Cayo Largo.

Só para você ter uma ideia, a praia foi eleita a quarta melhor do mundo pelos usuários do Tripadvisor em 2016.

Longe da agitação das embarcações de dos grandes grupos de turistas, enormes estrelas do mar, dezenas de espécies de peixes e tartarugas marinhas fazem desse lugar sua casa.

Inclusive, durante a época de desova, algumas partes da praia podem ficar interditadas.

Como o nome da praia diz, o mar é lindo e tem um tom azul-turquesa. É um pouco mais de movimentado do que sua vizinha, Playa Sirena, mas nada que nos faça desistir de um banho.

Outra característica dessa praia é que, quando a maré sobe, pequenas lagoas se formam na enseada. Isso se estende por grande parte da área entre a vegetação e o mar.

Também há barracas e espreguiçadeiras que são alugadas. Se você não quiser pagar por isso, apenas estenda algo para se deitar sob as sombras das árvores que ornam a margem do paraíso.

Nas praias, tive bastante tempo livre e eu aproveitei para caminhar, tomar mais banho de mar e até descansar.

O barco retornou ao píer por volta das 17h. De lá, seguimos para o aeroporto, chegando a Havana por volta das 20h.

Planeje seu dia em Cayo Largo

Quanto custa

Você vai gastar, pelo menos, CUP 5.500 para passar um dia em Cayo Largo. Esse é o preço do pacote que inclui as passagens aéreas de ida e volta, saindo de Havana, o passeio de catamarã, os traslados e o almoço.

O passeio de catamarã tem paradas em vários lugares. No valor, estão inclusos o guia, o almoço, todas as bebidas – inclusive alcoólicas – e os equipamentos para mergulho com esnórquel.

A saída de Havana acontece por volta das 4h e o retorno é depois das 20h.

Se quiser comprar tudo separado, será preciso pagar cerca de CUP 3.840, pelos voos de ida e volta, além do passeio de catamarã, que custa CUP 1.150, pelos traslados e pelo guia, se considerar necessário.

→ Dinheiro em Cuba: câmbio, taxas e saques

Eu aconselho comprar o pacote, porque a companhia aérea tem voos cancelados com frequência e sempre dá preferência para quem comprou tudo com a Cubatur.

Para ficar mais de um dia na ilha, dê uma olhada na lista de hotéis all inclusive para sua temporada.

Onde comprar

A Cubatur tem exclusividade nos passeios de Cayo Largo, por isso, os preços são tabelados e é impossível conseguir um desconto.

Apesar de ter um site e um e-mail de contato, a agência não costuma responder as mensagens enviadas. Para contratar, você deverá ir até uma das agências ou procurar um balcão da empresa nos principais hotéis do país.

O pagamento deve ser feito em dinheiro. Eu explico como são esses serviços em: Como funcionam as agências de viagem em Cuba.

um dia em Cayo Largo

Quando ir

A melhor época para visitar Cayo Largo é durante o inverno, que é, simplesmente, a estação seca de Cuba, já que chove menos. A alta temporada vai de dezembro a março, quando os preços ficam mais altos e os hotéis mais lotados. Julho e agosto são os meses mais quentes e o calor é insuportável.

→ Quando ir a Cayo Largo

temporada de furacões vai de junho a novembro, mas claro que isso não significa que vai ter furacão. Na prática, essa temporada significa que começou o período de alerta contra furacões e, portanto, governos e população devem ficar atentos.

Como chegar

A única forma de chegar a Cayo Largo é de avião. O Aeroporto Internacional Vilo Acuña (CYO) é bem pequeno e tem apenas serviços básicos.

→ Como chegar a Cayo Largo.

A Aerogaviota é a companhia que opera a rota, mas, para comprar passagens, você precisará procurar a Cubatur, já que os voos são fretados pela empresa.

As aeronaves partem do Aeroporto de Havana (UPB), que fica na Praia de Baracoa, a 30 quilômetros do Centro, e a viagem dura cerca de 30 minutos.

O que levar

Como esta é uma paisagem natural, há bastante mosquito e, por isso é indispensável usar repelente. Protetor solar e óculos de sol também são itens básicos. Eu ainda aconselho levar água, lanches rápidos e uma muda de roupa para trocar na volta.

um dia em Cayo Largo

Depois que Cuba unificou a moeda, produtos e serviços têm tido aumentos consideráveis. Portanto, é importante saber que os preços apresentados servem apenas como base para seu planejamento, que deve incluir com uma margem de segurança de 10% a 20%.
Informações Básicas
Visto | Brasileiros precisam de visto para entrar em Cuba, mas é possível obter o visto no aeroporto.
Documentos | É preciso apresentar o passaporte dentro do prazo de validade e o seguro viagem é obrigatório.
Dinheiro| Cuba unificou as duas moedas que circulavam no país em janeiro de 2021. O peso cubano tem câmbio fixo: CUP 24 valem USD 1. Saiba como trocar e como usar o seu dinheiro em Cuba.
Vacinas | As vacinas contra covid-19 (veja abaixo) e febre amarela são obrigatórias e sem o Certificado você não entra no país. Veja como solicitar o certificado para febre amarela e para covid-19.

INFORMAÇÕES SOBRE COVID-19

Cuba adotou rígidas medidas para o controle de entrada e saída de viajantes estrangeiros. Por isso, você precisa estar preparado para fornecer os seguintes comprovantes na hora de entrar no país:

  1. Seguro viagem com cobertura para covid-19, exigido de todos os viajantes – faça uma cotação do seguro viagem;
  2. Certificado de vacinação contra covid-19 com pelo menos duas doses (ou dose única) – esta regra não se aplica a viajantes menores de 12 anos ou que não podem ser vacinados por questões de saúde (é preciso apresentar laudo médico) – veja como emitir o comprovante nacional e internacional.
  3. Resultado negativo de teste RT-PCR realizado até 72 horas antes da chegada ao país;
  4. Enviar o Formulário de Saúde preenchido até três dias antes da chegada ao país;
  5. Certificado de vacinação contra febre amarela (CIVP) –veja como solicitar o CIVP pela internet.

O seguro pode ser adquirido antes de sua viagem ou na chegada. Porém, eu realmente indico que você compre com uma empresa brasileira, pois, caso precise de atendimento, todas as instruções serão dadas em português.

Além disso, se necessitar de reembolso ou qualquer outro procedimento que fuja dos padrões – como processos judiciais, por exemplo –, você estará mais bem amparado pela legislação brasileira.

Você pode acompanhar atualizações sobre o controle sanitário no Manual do Viajante produzido pelo governo cubano.

RETORNO AO BRASIL

Viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo ou RT-PCR, coletado até das 72 horas antes do embarque.

SEGURO VIAGEM

 O seguro viagem para Cuba é obrigatório.  Sem ele, você poderá ser impedido de entrar no país.

É que mesmo tendo um serviço de saúde pública considerado referência, os hospitais e clínicas de Cuba só atendem gratuitamente quem moram no país – até os cubanos que vivem no exterior precisam de um seguro viagem.

Esta regra é antiga, foi implementada em maio de 2010, como mostra este comunicado, e a estatal responsável pelo controle e oferecimento dos serviços é a Assistur.

Não é qualquer empresa que pode vender seguro viagem para Cuba. É que o governo controla os serviços e tem uma lista com as operadoras aprovadas. Eu sempre oriento comprar com a Seguros Promo, empresa com quem comprei e, por isso, indico.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Veja mais dicas de Cuba

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas de Cuba.