Dinheiro em Cuba: entenda as regras e aprenda a fazer câmbio e saques

Atualizado em 5 de outubro de 2022 – 2 min de leitura

Dinheiro em Cuba

Até pouco tempo era mais complicado planejar como gastar nosso dinheiro em Cuba. É que havia  duas moedas em circulação  e isso acabava complicando a nossa mente.

Mas, desde janeiro de 2021, Cuba considera apenas o peso cubano – identificado pela sigla CUP – como moeda nacional, que pode ser utilizada por cubanos e turistas. Mas isso não era assim.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Como era antes da mudança

Durante longos anos, Cuba conviveu com duas moedas oficias: o peso cubano (CUP), que era usado por quem vive no país, e o peso conversível (CUC), usado exclusivamente por turistas.

Essa estratégia adotada pelo governo revolucionário em 1994, afetava diretamente o nosso bolso, já que o CUC era, praticamente, equivalente ao euro.

Dinheiro em Cuba

Nos comércios locais, nos hotéis, no táxi e em qualquer outro serviço – com raras exceções – a cotação era de um para um (EUR 1 = CUC 1).

Com o fim do CUC, eliminamos esse problema da lista.

Qual moeda você deve levar?

Como o real não é aceito em Cuba, a melhor opção é levar dólares e trocar por CUP na chegada ao país. Você também pode levar euros, claro. Mas, real, definitivamente, não.

Como a cotação é fixa –  um dólar equivale a 24 pesos cubanos  – não adianta procurar por algo abaixo disso. Da mesma forma, é bom evitar trocar a moeda em hotéis e restaurantes, por exemplo, pois esses tipos de estabelecimentos costumam ter uma taxa de conversão desfavorável.

Dinheiro em Cuba

Você também pode pagar alguns serviços com dólar, mas é melhor andar com a moeda local, porque você terá mais vantagens.

Tenha pesos cubanos no bolso

Uma coisa que eu percebi logo no primeiro dia foi que, para economizar dinheiro em Cuba, a gente precisa ter sempre no bolso algumas notas e moedas de CUP.

Nas padarias, nos mercados e nas barraquinhas de rua, por exemplo, você poderá pagar em CUP, sem ter que fazer conversão o tempo todo.

Cartões e saques de dinheiro em Cuba

É muito importante saber que Cuba é um país onde tudo se faz com dinheiro, então esqueça o cartão de crédito, já que são bem poucos os lugares que aceitam o pagamento com tarjeta.

Isso pode acontecer até mesmo em cidades mais turísticas, como Varadero, Cayo Largo e Cayo Guillermo, por exemplo.

Em algumas lojas, onde, supostamente, você poderia pagar com cartão, os atendentes quase sempre alegam que a máquina não está funcionando.

Isso é compreensível, já que Cuba é um país onde a conexão com a internet ainda não é universalizada.

Dinheiro em Cuba

Caixas eletrônicos

Há, também, poucos caixas eletrônicos para consultas de saldo e saques de dinheiro em Cuba. Esses raros maquinários, quando encontrados,  colecionam filas  e, provavelmente, você terá que esperar um pouco para conseguir seu dinheiro.

Na maioria das cidades, os bancos funcionam de segunda a sexta, das 9h às 15h. O comércio funciona de segunda a sábado, das 9h às 17h.

Algumas lojas abrem aos domingos, das 9h às 12h. Restaurantes, de forma geral, abrem às 10h30 e fecham às 23h. Sistemas de pagamento online, como Paypal, não funcionam no país.

NOTA
Como tem acontecido com vários países ao redor do mundo, Cuba tem registrado uma escalada nos preços de forma geralizada. Em 2021, a inflação registrada no país foi de 70% e, em 2022, tem permanecido irredutível.

Informações Básicas

Visto

Brasileiros precisam de visto para entrar em Cuba, mas é possível obter o visto no aeroporto.

Documentos

É preciso apresentar o passaporte com validade mínima de seis meses e outros documentos obrigatórios.

Dinheiro

Cuba unificou as duas moedas do país em janeiro de 2021, mas o ideal ainda é é levar euros e trocar seu dinheiro em Cuba.

Vacinas

A vacina contra febre amarela é obrigatória e sem o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP) você não entra no país.

Informações sobre covid-19

Desde o dia 6 de abril de 2022, Cuba flexibilizou as medidas para o controle de entrada e saída de viajantes estrangeiros. Com isso, não é necessário apresentar certificado de vacinação ou testes negativos para covid-19, independente se você estiver vacinado ou não.

Atualmente, estas são as regras para entrar no país:

  1. Seguro viagem com cobertura para covid-19, exigido de todos os viajantes – faça uma cotação do seguro viagem;
  2. Testes de antígeno (teste rápido) podem ser realizados de forma aleatória e, caso o resultado dê positivo, as autoridades podem sugerir medidas cabíveis, como a quarentena;
  3. Enviar o Formulário de Saúde preenchido até 48 horas antes da chegada ao país;
  4. Certificado de vacinação contra febre amarela (CIVP) – veja como solicitar o CIVP pela internet.

Você pode acompanhar atualizações sobre o controle sanitário no Cuba Travel divulgado pelo governo cubano.

Retorno ao Brasil

Viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo ou RT-PCR, coletado até das 72 horas antes do embarque.

Seguro viagem

 O seguro viagem para Cuba é obrigatório.  Sem ele, você poderá ser impedido de entrar no país.

É que mesmo tendo um serviço de saúde pública considerado referência, os hospitais e clínicas de Cuba só atendem gratuitamente quem mora no país – até os cubanos que vivem no exterior precisam de um seguro viagem.

→ Veja como comprar o seguro viagem certo para Cuba

Esta regra é antiga, foi implementada em maio de 2010, como mostra este comunicado.

A Seguros Promo é a plataforma que eu sempre uso para comparar os preços do seguro viagem, mas, apesar dela oferecer várias opções de seguro para a América Central, a única seguradora aprovada pelo governo cubano é a Assist Card, e o plano mais indicado é o AC 35 MUNDO COVID-19 (Exceto EUA).

→ Faça uma cotação do seguro viagem

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

INTERNET EM CUBA

Num país onde a imprensa é controlada com mão de ferro pelo governo, o acesso à rede mundial de computadores ainda é precário e está longe de satisfazer nossos desejos de conectividade. Na prática, a internet em Cuba é restrita a poucos pontos onde você pode se conectar. E já adianto: será preciso pagar por isso.

É que, em Cuba, não existe internet de graça, como encontramos em hotéis, restaurantes, cafés e até praças públicas ao redor do mundo. Então, mesmo que exista a rede wi-fi, você precisará pagar pelo cartão que dá acesso à internet.

Os cartões são vendidos nos comércios locais e nas lojas da ETECSA, a empresa estatal de comunicação, e custam entre CUP 12,50 e 125, mas pode ser que você encontre variações nos preços quando comprar os cartões na rua.

Eu vi gente cobrando o equivalente a CUP 70 pelo cartão de uma hora. Há também quem negocie o acesso no mercado paralelo. Nessa modalidade, o cartão de uma hora sai por mais ou menos CUP 25.

velocidade da internet em Cuba não é lá grandes coisas. O grande problema é que, como são poucos, os pontos de internet sem fio vivem cheios. E, como sabemos, o sinal nem sempre fica bom quando há muitas pessoas conectadas a uma mesma rede.

De forma geral, não percebi restrições às redes sociais. O Whatsapp funciona bem, apesar de ser um pouco difícil de enviar e receber arquivos por causa da velocidade da conexão. Instagram e Facebook também demoram um pouco para carregar.

Veja mais dicas de Cuba

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas de Cuba.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

13 Comentários

  1. Flavio Cabral

    Estou com pesos cubanos sobrando ..Caso alguém se interesse, faço câmbio de 1 dólar por 100 pesos

    Responder
    • Fernando

      Eu estou interessado. Vc é do Rio de Janeiro?

      Responder
  2. Pedro

    Olá! Vou para Havana mês que vem. As casas de câmbio lá não não compram real? Como funcionam o western union lá?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Pedro.
      Não, não compram real.
      Não existe Wertens Union em Cuba.
      Um abraço!

      Responder
    • Ana Monteiro

      Não funciona o western.feoqie no câmbio pq pagam 90 ou 100 por 1 dolar ao invés de 24.

      Responder
  3. Maikily Luchtenberg

    Oiê! Tudo bem? Então em dezembro vou estudar em Cuba, aluguei Airbnb, está tudo certo. O que mais tenho dúvida é quanto dinheiro eu deveria contar por dia. Eu não tenho ideia dos preços, comida e bebida. Será que poderias tvz me dar uma luz??? Muito obrigada desde já.
    P.s adorei o blog, ótimas dicas e informações.

    Responder
  4. Maria Tereza

    Olá Altier. Estou planejando ir a Cuba agora em unho e vi sua sugestão da casa Mercy. Mas não entendi direito- Santa Clara, que onde ela fica é um bairro de Varadero? E vc disse também que ela fica numa avenida em frete ao mar..e no mapa, Santa Clara está nomeio de uma cidade…o que eu não entendi, por favor? Gostaria de uma opção assim, mas próximo ao mar….

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Maria Tereza.

      Não entendi sua pergunta. Eu não falei que a Casa Mercy fica em Santa Clara, mas em Varadero.

      Um abraço.

      Responder
  5. Inês Araújo Pais

    Olá Altier, estou a planear viajar para cuba, e queria saber onde encontrou a casa Mercy porque não estou a encontrar. Quando carreguei no link apareceu um e mail, é o e-mail do responsavel? Já agora nao encontrou nenhuma casa particular em cayo largo pois nao?

    Responder
    • Altier Moulin

      Sim, Inês.

      O contato é por email apenas.

      Um abraço.

      Responder
    • fernando

      em cayo largo do sul ou outros cayo de Cuba ,não tem casas que alugam quartos,só hotel,essas casas chamadas de renta…casa de renta pode encontrar em internet

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *