Comidas da Polônia: veja o que comer e beber em sua viagem pelo país

Atualizado em 15 de novembro de 2022 – 3 min de leitura

Comidas da Polônia: o que comer e beber no país

Uma das coisas que, sem dúvida, mais marcam nossas viagens é a comida. Quem não se lembra daquele prato exótico, de um tempero marcante e do cheiro gostoso de um prato local? Pois é, todos nós temos isso na memória, e com as comidas da Polônia não será diferente.

A culinária polonesa é rica e os alimentos são, quase sempre, pouco condimentados – o que não significa que não sejam bem temperados.

Como o país viveu os horrores da Segunda Guerra Mundial, a maior que já aconteceu no planeta, os poloneses tiveram que ser criativos para superar essa terrível fase: a crise na economia levou à escassez de carne, ovos, café e outros alimentos básicos.

Nessa situação, as refeições eram preparadas com o que eles tinham disponível no momento.

O período socialista, regime que vigorou no país até o final da década de 1980, também teve influência na forma da população se alimentar.

Bem ou mal, o resultado disso tudo a gente pode experimentar nas comidas da Polônia e, então, tirar a nossa própria conclusão.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Comidas da Polônia

Durante a minha viagem ao país, eu fiz questão de experimentar o máximo de pratos locais. Com a mesa farta, meu paladar foi se revezando entre uma e outra comida típica. O bigos, por exemplo, é muito tradicional e considerado o principal prato do país.

Ele é feito com repolho – levemente fermentado – e carne de porco desfiada. Geralmente, é servido com pão ou batata. Há certa divergência quanto à história desse prato, mas acredita-se que ele chegou ao país por meio do príncipe Ladislau IV, lituano que virou rei em 1385.

Comidas da Polônia: o que comer e beber no país

Pierogi

O pierogi também é muito presente na mesa polonesa. Ele é um pastelzinho cozido e pode ter vários recheios: purê de batatas com requeijão, carne e repolho são os mais comuns.

Comidas da Polônia: o que comer e beber no país

Originalmente, esse é um prato do interior do país, mas, com o passar dos anos, ele se tornou popular também nas cidades maiores e entre todas as classes sociais.

O pierogi também pode ser servido como sobremesa, com recheios de frutas como cereja, morango e maçã.

Barszcz Czerwony

As sopas também são muito comuns entre as comidas da Polônia, especialmente a barszcz czerwony, feita de beterraba. Geralmente servida como entrada, ela está presente na mesa de todos os países eslavos.

A sopa é bem líquida e, em alguns casos, é servida com um pierogi menor recheado com cogumelos, que vem dentro da sopa.

Zapiekanka

Nas ruas de Cracóvia, principalmente, é muito comum encontrar o zapiekanka, um pão cortado ao meio e recheado com iguarias que você escolhe. Ele é um dos mais famosos pratos da chamada comida de rua que as cidades maiores cultivaram a partir da década de 1970, durante o regime socialista.

Comidas da Polônia: o que comer e beber no país

Ele é realmente uma delícia e eu aconselho que você experimente. Veja mais em: Zapiekanka: o sanduíche da Polônia.

Outros pratos

Há ainda muitos outros pratos tradicionais na culinária polonesa: a zurek é uma sopa verde, também servida como entrada.

A placek po znójnicku, é um tipo de panqueca feita de batata.

A kielbasa, uma linguiça bem temperada, é muito encontrada em barraquinhas pela rua. Ela é consumida com ketchup ou com o chrzan, um molho bastante apimentado.

Comidas da Polônia: o que comer e beber no país

Restaurante comunista

Durante o regime socialista, todos os restaurantes passaram a ser comandados pelo governo. Preços e cardápios eram controlados, e nada fugia da regra imposta pelos líderes socialistas.

Nessa mesma época, surgiram os refeitórios destinados aos trabalhadores das fábricas nacionais, que vendiam refeições mais baratas. Para a população, de forma geral, foi criado o que ficou conhecido como bar mleczny – bar de leite, em tradução livre.

Esses pequenos negócios familiares eram destinados ao preparo e ao comércio de refeições básicas a preços muito, muito baixos. O objetivo era possibilitar que todas as pessoas pudessem fazer três refeições por dia.

Ainda hoje, existem alguns desses pequenos restaurantes – infelizmente, a maioria não foi capaz de se manter cobrando preços tão baixos.

Para identificar esse tipo de estabelecimento, procure uma placa com a frase bar mleczny na fachada.

Apesar dos preços não serem mais tão baixos – mas, ainda assim, baratos –, você estará comendo, aqui, o melhor das tradicionais comidas da Polônia.

Bebidas da Polônia

A bebida mais tradicional do país é a vodca. Se você quiser ofender um polonês, diga que a bebida produzida na Rússia é melhor. Originalmente, feita de uma mistura de álcool e água – voda, em polonês –, na Polônia, a vodca tem bares especializados na maioria das cidades e, aqui, ela ganha sabores diversos.

Uma das redes mais famosas, onde você pode provar vários tipos de vodca e outras bebidas, é a Pijalnia Wódki i Piwa.

Mantendo sempre o mesmo padrão estético e de qualidade, esses bares são sempre movimentados em qualquer lugar do país. Aqui, eu provei vodca de cereja, menta, morango e avelã – essa última, quando misturada com leite, fica parecendo Nutella.

Mas se você prefere algo mais leve, peça uma piwa – cerveja, em polonês. A marca local é a Van Pur Premium, mas você encontra todas as internacionais com facilidade.

Se álcool não é sua praia, vá de Mirinda, refrigerante concorrente da Fanta que ainda é fabricado e comercializado no país.

Informações Básicas

Visto

Brasileiros não precisam de visto e o período de permanência é de até 90 dias, podendo ser prorrogado para mais 90 dias.

Documentos

É necessário apresentar um passaporte com validade mínima de seis meses, após a data da saída do país, e com uma página em branco.

Dinheiro

A moeda da Polônia é o złoty, identificado pelas siglas PLN e zł. Para sua viagem, leve euros e troque nas casas de câmbio.

Vacinas

Nenhuma vacina específica é exigida, independentemente do motivo da viagem e da idade do viajante. O seguro viagem é obrigatório.  

Informações sobre covid-19

Desde 28 de março de 2022, não há restrições de entrada na Polônia relativas à pandemia de covid-19, o que significa que já não é necessário apresentar o certificado de vacinação ou teste negativo.

Com a medida, todos os viajantes internacionais não estarão sujeitos a quarentena. Também não é mais obrigatório preencher o Formulário de Localização de Passageiros (eKLP) antes de chegar ao país.

RETORNO AO BRASIL

De acordo com informações da Anvisa, viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo, ou RT-PCR, coletado até 72 horas antes do embarque.

Seguro viagem

O seguro viagem  é obrigatório para todos os países europeus  que fazem parte do Tratado de Schengen: a Polônia é um deles.

Sem o seguro, você pode ser impedido de entrar no país. E tem mais: há uma cobertura mínima de EUR 30.000. Portanto, você precisa informar para qual – ou quais – país vai viajar antes de comprar o seguro.

Eu sempre indico o Seguros Promo, um site que compara os preços de várias seguradoras e nos mostra os melhores valores para cada cobertura.

Além disso, nem todos os países têm um sistema de saúde público e gratuito. Na verdade, na maioria deles, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

Você já imaginou quanto custa um tratamento médico para esses casos em outros países? Dependendo da gravidade, o atendimento pode custar milhares de dólares, podendo gerar sérias dificuldades financeiras para você e seus familiares para o resto da vida.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

DINHEIRO NA POLÔNIA

A moeda da Polônia é o złoty, identificado pela sigla PLN e pelo símbolo zł, e raramente você vai encontrá-la nas casas de câmbio do Brasil. Portanto, a sua melhor opção é viajar com euros e fazer a troca quando chegar à Polônia. Eu sugiro que você troque, pelo menos, um pouco de dinheiro no aeroporto para usar nas despesas imediatas, como no transporte público.

Você pode trocar facilmente o seu dinheiro na Polônia, em grandes e pequenas cidades, mesmo que seja na recepção de um hotel – só em último caso. As casas de câmbio – identificadas com a palavra Kantor – aceitam praticamente todas as principais moedas estrangeiras, menos o real. Elas geralmente funcionam das 9h às 19h, nos dias úteis, e até às 14h, aos sábados.

Você pode usar o seu cartão para fazer saques de dinheiro na Polônia. Mas, para isso, você pagará uma taxa – que varia de acordo com o banco -, além do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 6,38%. É importante lembrar que o seu cartão precisa estar desbloqueado para uso no exterior. Para isso, você deve solicitar a liberação em sua agência ou no aplicativo do banco.

As bandeiras de cartão de crédito e débito mais comuns – MasterCard, Visa, American Express e Diners – são aceitas amplamente no comércio polonês, mas, em cidades menores, é sempre bom perguntar antes de qualquer coisa.

Ao consumir algo em um bar ou restaurante, é recomendado dar uma gorjeta de 10% sobre o valor total da conta. O mesmo vale para táxis e outros serviços.

Veja mais dicas da Polônia

Ficou mas fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, é só deixar suas pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da Polônia.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

12 Comentários

  1. Barbara Alice E. S.

    Adorei conhecer a Polônia por você

    Responder
    • Altier Moulin

      Que maravilha, Barbara.

      Esse país é realmente incrível pela história, pela comida e pelo povo acolhedor que tem.
      Vale a pena conhecer.

      Um abraço.

      Responder
  2. Mario

    Estou de malas a fazer para a Polonia , e ter lido seu post me fez bem… sou um amante do vinho , no entanto. E carne de porco tem la ??

    Responder
    • Altier Moulin

      Sim, Mario. Há alguns pratos com carne de porco.

      Um abraço.

      Responder
      • Luiza

        Excelente artigo! As opções gastronômicas simplesmente maravilhosas! Também estou praticamente de malas prontas para conhecer a Polônia, pois foi berço dos meus bisavós! E quanto a confeitaria…encontra-se por lá?

        Responder
        • Altier Moulin

          Oi, Luiza.

          Infelizmente, não tive oportunidade de experimentar pratos da confeitaria polonesa. 🙁

          Um abraço.

          Responder
  3. MARA RUBIA CEDRO MOREIRA MOREIRA

    Ler suas histórias,minha alma se alegra e sinto vontade de programar minha próxima viagem.Você conta de uma forma simples e rica,o necessário para fazer as malas e partir mesmo.Obrigada pelas duas histórias,Altier.

    Responder
  4. Lemes

    Dá água na boca só de olhar essas maravilhosas opções! Obrigada por compartilhar!

    Responder
    • Altier Moulin

      Realmente há muita coisa boa na Polônia, Lemes.

      Um abraço.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15