Comidas da Colômbia: o que comer e beber no país

2

Atualizado em 23 de abril de 2018

As comidas da Colômbia têm forte influência espanhola, andina, africana, caribenha e crioula – os descendentes de espanhóis nascidos, aqui, sem miscigenação indígena –, e há muitos pratos feitos com milho, banana, mandioca e abacate.

Na costa caribenha e do Pacífico, os frutos do mar estão mais presentes na mesa colombiana. Para quem gosta de frutas, o país é um paraíso e sempre haverá barraquinhas e mercadinhos que vendem tudo fresquinho.

Eu indico que você experimente a lulada, o suco do lulo. Também conhecido como naranjilla, essa é uma planta da família do tomate, mas tem a casca alaranjada. A fruta é muito rica em vitamina C e sua polpa é bem azedinha.

Comidas da Colômbia: o que comer e beber no país

A saborosa e refrescante lulada.

Se você é chegado em café, não deixe de experimentar o que é produzido na Colômbia. Ele é, simplesmente, um dos melhores do mundo e sua colheita é feita manualmente, grão por grão. A rede de cafeterias Juan Valdez é um bom lugar para se sentar e experimentar essa maravilha.

Comidas da Colômbia

A bandeja paisa é um prato nacional e você vai encontrá-lo em todos os cantos. Bem robusto, ele tem arroz branco, feijão, carne moída, linguiça, torresmo, ovo frito e abacate. Existem variações que podem incluir outras coisas, entre elas a arepa, um tipo de pão de milho.

Você também não pode deixar de experimentar o tamal. Ele é feito na folha de bananeira, é servido no café da manhã, geralmente com chocolate quente, e pode ser recheado com arroz temperado, frango, legumes e muito mais. É uma refeição bem reforçada.

O ajiaco é o prato mais típico de Bogotá. Ele é uma sopa de milho com frango, servida com abacate e arroz de coco. Outros pratos interessnates são o caldo de costilla, um tipo de sopa de costela bovina, e o caldo de panela, servido nas manhãs frias dos arredores de Bogotá.

Comidas da Colômbia: o que comer e beber no país

O caldo de costilla.

Cáli

Cáli tem uma culinária bastante diversificada e, sem dúvida, uma das melhores comidas da Colômbia. Com tanta fartura, fica mesmo difícil escolher quais pratos provar.

Eu recomendo que você experimente o sancocho de gallina, que é um prato festivo que se caracteriza por um caldo aromatizado feito com coentro, mandioca, banana e frango. Geralmente é servido em uma panela de barro com pimentão, abacate e arroz.

O arroz atollado parece com o nosso arroz de carreteiro e leva costelinha de porco, linguicinha e torresmo.

Comidas da Colômbia: o que comer e beber no país

O caldo de panela é, geralmente, servido com arepa.

O manjar blanco é a sobremesa típica da região. Feito de doce de leite, ele é vendido em embalagem de cabaça.

A aguardiente é uma das bebidas alcoólicas favoritas da Colômbia e, em cada região, há uma marca preferida. Em Cáli, a mais famosa é a Aguardiente Blanco del Valle. O guarapo, o nosso famoso caldo de cana, é muito consumido na região, que é grande produtora de cana-de-açúcar. A chicha, que aqui é feita a partir da fermentação do abacaxi, é ligeiramente alcoólica e também bastante apreciada.

Cartagena

Cartagena tem uma rica cozinha que combina ingredientes e métodos do passado, do presente e das heranças africana, árabe e espanhola. Um prato típico e bem comum aqui é o peixe frito, servido com arroz de coco, banana frita e salada.

Aqui, você também encontra as famosas empanadas e também um tipo diferente de arepa. Na receita local, esse bolinho de milho vem recheado com ovo e é chamado simplesmente de arepa de huevo. Presença certa no café da manhã, muitas vezes ele substitui o tradicional pãozinho. No cardápio da cidade, ainda estão sopas como o sancocho e o mote de queso.

Reserve já o seu hotel em Cartagena e garanta os melhores preços.

Comidas da Colômbia: o que comer e beber no país

O peixe frito é servido com arroz de coco e banana frita.

Medellín

Em Medellín, a maioria dos pratos típicos tem sua origem na culinária crioula. Um café da manhã bem típico aqui tem arepas de choclo – pãezinhos feitos de milho –, queijo branco e café.

No almoço, o típico antioqueño também é muito comum. Esse prato tem arroz, feijão, frango, ovo frito, chicharron – um belo pedaço de torresmo – e patacon – que é uma banana frita bem sequinha.

Entretanto, o prato mais típico da cidade é a bandeja paisa. Ele tem arroz, feijão, carne moída, linguiça, torresmo e ovo frito. Sempre bem servido, esse é o prato colombiano que mais se aproxima da nossa feijoada, em termos calóricos.

Há uma grande variedade de restaurantes em Medellín, especialmente na Zona Rosa. Um excelente lugar para provar as comidas da Colômbia é o Hatoviejo.

Comidas da Colômbia: o que comer e beber no país

Talvez a bandeja paisa seja o prato mais calórico do país.

San Andrés

O rondón é um dos pratos mais típicos da ilha de San Andrés. Historicamente, esse tipo de ensopado é preparado pelos homens e leva peixe, mariscos, banana verde, leite de coco, mandioca, pimenta e pimentão. Tradicionalmente, esse prato é cozido ao ar livre, em um fogo alimentado com folhas de coqueiro e cascas de coco.

É comum encontrar mulheres vendendo doces tradicionais – como as cocadas – nas praias e esquinas da cidade. Outras especialidades da ilha são as empanadas de cangrejo e a torta de plátano.

Comidas da Colômbia: o que comer e beber no país

O ajiaco é muito consumido em Bogotá.

Em San Andrés, há vários restaurantes especializados em frutos do mar, assim como barracas que vendem comida típica. O Restaurante-Bar La Pergola, que funciona no San Luis Village Hotel, oferece o melhor da cozinha do Caribe e é um lugar ideal para experimentar algumas das comidas da Colômbia, especialmente as baseadas em frutos do mar.

Entretanto, para quem busca opções para comer sem gastar uma pequena fortuna, há vários restaurantes mais simples, com um bom tempero.

No El Parquedero, por exemplo, eu paguei muito barato por um almoço que inclui uma sopinha de verduras para a entrada, um farto prato principal com frango frito ou ensopado, arroz, banana frita e salada, e tem ainda um refresco. O restaurante serve refeições o dia inteiro, e é ideal para quem chega dos passeios com muita fome.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

2 Comentários

  1. Avatar

    Olá Altier, Vc é um viajante nato e seus relatos parece que está contando estórias.Tenho 62 anos,conheço TDS capitais brasileiras,muitas cidades do interior, Venezuela e Aruba.Sou mochileira,só fico em hostel e conforto,tenho na minha casa.rs.Faço viagens econômicas,prá viajar muito mais.Irei ao Chile final de maio,e quero conhecer TD América do Sul,depois a Central,prá depois partir para outros continentes.Vou amar receber suas ” estórias” maravilhosas.Um.grande abraço fraterno em seu coração.

Escreva um comentário