Isla Acuario: o melhor lugar para você conhecer em San Andrés – com preços

Atualizado em 5 de outubro de 2022 – 6 min de leitura

Isla Acuario San Andrés

Assim que coloquei os pés em San Andrés, ouvi falar da Isla Acuario e, também, de Jhonny Cay.

Como estava no glorioso mar do Caribe, já conseguia imaginar o que me esperava: praias de areias brancas, banhadas por um mar azul transparente, quentinho e com vários peixinhos nadando de um lado para outro.

A minha imaginação estava certa, mas foi depois que rodei praticamente todas as praias é que pude decidir: a Isla Acuario é meu lugar favorito em San Andrés.

Mas, antes de falar sobre o meu passeio, eu acho importante que você entenda um pouco mais sobre San Andrés, uma ilha que fica no litoral da Nicarágua, mas que pertence à Colômbia.

Isla Acuario

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

História de San Andrés

San Andrés é a maior ilha do Arquipélago de San Andrés, Providencia e Santa Catalina, e tem uma área de 26 quilômetros quadrados.

Todo esse território pertence à Colômbia desde 1803, quando a Espanha o anexou às terras sob seu domínio.

Apesar de a Nicarágua bater o pé e reclamar soberania sobre as ilhas, a Corte Internacional de Justiça decidiu, em 2012, que o arquipélago pertence mesmo à Colômbia.

Isla Acuario

Geograficamente, a ilha é cortada de norte a sul por uma pequena cadeia de montanhas e daí vem sua origem: a erupção de um antigo vulcão lançou pedras do fundo do mar para a superfície.

Seu incrível mar e seus recifes de coral são os principais atrativos para milhares de turistas que visitam a ilha todos os anos – você vai notar isso.

Outra peculiaridade desse lugar incrível são seus habitantes.

Isla Acuario

A população nativa conseguiu o reconhecimento de sua identidade e seus direitos fundamentais na Constituição de 1991.

A língua falada em San Andrés, o inglês crioulo – kríol ou creole english –, também passou a ser reconhecida como oficial no arquipélago.

Mas nem tudo é beleza em San Andrés.

Um dos problemas que mais aflige os habitantes é a superpopulação motivada pela isenção de impostos. Ela foi concedida pelo governo de Gustavo Rojas Pinilla, em 1953, com o intuito de dinamizar a economia e atrair turistas.

Assim, mais e mais pessoas migraram para a ilha e não encontraram a infraestrutura que mereciam.

Passeio na Isla Acuario

A primeira coisa que você precisa saber é que dá para fazer o passeio para a Isla Acuario e Johny Cay no mesmo dia.

Isso porque as ilhotas ficam bem perto da ilha principal de San Andrés, a cerca de um quilômetro apenas. Então, é um pulo e a gente já chega.

Você vai notar que há muitas agências que vendem o passeio e, geralmente, a visita é feita nas duas ilhas em uma duração total de 3h a 4h – eu achei pouco tempo depois que vi a belezura que era.

Mas, antes que eu me esqueça, sua prioridade deve ser contratar uma lancha segura, já que a única forma de chegar às ilhotas é de barco – não custa nada deixar isso bem claro.

No final do texto, eu inclui uma sugestão de agência para você contratar.

Dito isso, vamos começar o passeio.

Isla Acuario San Andrés

A primeira parada é, justamente, na Isla Acuario.

Eu confesso que, pelo nome, imaginei se tratar de um oceanário, como o que visitei em Cartagena, mas não era nada disso.

Na verdade, a ilha tem esse nome porque é um imenso aquário natural – são várias piscinas formadas pelos bancos de corais, onde nadam livremente peixes de várias cores e tamanhos.

Comparada com as outras, a Isla Acuario é pequena, mas sua estrutura é suficiente.

Isla Acuario San Andrés

Há duas barracas grandes e outras pequenas que oferecem comida, bebida e serviços como guarda-volumes e aluguel de equipamentos para esnórquel.

Se você já tem equipamento de esnórquel, vale a pena levar.

Se não tem, eu vou te dar uma dica: nas barraquinhas que ficam dentro do píer você consegue comprar – máscara e esnórquel – por um preço justo e dá para usar a viagem toda . Aí, não precisa alugar em cada praia ou ilha que chegar.

Isla Acuario San Andrés

Há saídas pela manhã e à tarde, por volta das 8h30 e 12h. Eu fui nos dois horários e achei meio parecido, mas à tarde tinha bem menos gente na ilha.

Talvez foi por isso que eu fiquei com uma impressão tão incrível da Isla Acuario.

Isla Acuario San Andrés

É na Isla Acuario que acontece o encontro com arraias, uma atividade que a gente nada com esses animais na praia.

Foi muito legal estar perto de arraias enormes, mas, hoje, eu não faria novamente porque estou mais criterioso nas questões que envolvem animais.

Visita à ilha Johnny Cay

A viagem de lancha até Johnny Cay é rápida – não demora 15 minutos.

Johnny Cay fica mais ao norte da ilha de San Andrés e tem melhor infraestrutura: barracas estão espalhadas por quase todo lado.

Para entrar na ilha, é preciso comprar um tíquete de preservação ambiental que custa cerca de COP 8.000.

Isla Acuario San Andrés

Depois de passar horas mergulhando na Isla Acuario, você vai considerar as praias de Johnny Cay muito normais – será que isso é possível?

Então, é interessante caminhar pela ilha e conhecer as praias até escolher a sombra de um coqueiro – ou de uma barraca – para deitar e apreciar as belezas do lugar.

Eu só preciso lhe avisar sobre uma coisa.

Johnny Cay é o habitat de répteis muito simpáticos: o lagarto azul – símbolo da ilha – e as iguanas que estão por toda parte. Portanto, não se assuste e respeite o espaço de cada um.

O QUE NINGUÉM CONTA
É raro encontrar a Ilsa Acuario vazia, principalmente se você for na alta temporada e pela parte da manhã – é o horário mais movimentado e nem sempre há partidas à tarde na baixa temporada. Eu fiz dois passeios pela ilha, de manhã e à tarde, e o que aproveitei melhor foi o da tarde, porque fiquei só na Isla Acuário.

Se você for na parte da manhã, combine com o guia de ficar mais tempo em Johnny Cay, porque há a possibilidade de voltar mais no final da tarde. Só fique atendo pois são muitas lanchas e todas partem em horários bem próximos.

Como visitar as ilhas Acuario e Johnny Cay

Quando ir

É possível visitar San Andrés o ano todo, já que as temperaturas são praticamente estáveis: sempre entre 28 e 30 graus.

As chuvas são mais frequentes entre maio e novembro, sendo que  outubro é o mês mais chuvoso. 

→ Quando ir a San Andrés

Para nossa alegria, San Andrés não está na rota de ciclones e furacões que atingem o Caribe todos os anos, entre julho e novembro.

Quanto custa

O passeio de lancha rápida até as ilhas Acuario e Johnny Cay custa COP 60.000.

Se você precisar alugar equipamentos, como esnórquel e sapatilhas, é preciso pagar por fora.

→ Quanto custa viajar para San Andrés

Eu contratei a Puertofino e fui muito bem atendido: os guias foram muito tranquilos – não ficavam apressando a gente, sabe? – e a lancha era segura e nova.

Isla Acuario San Andrés

As lanchas saem do píer Portofino, que fica de frente para o Parque la Barracuda. Você pode comprar o passeio neste mesmo lugar, no dia anterior de preferência, e também pelo site da agência.

Eu não aconselho comer na Isla Acuário nem em Johnny Cay, porque é bem mais caro que na cidade.

Isso é uma questão pessoal e você pode avaliar quando chegar lá, mas, na dúvida, não se esqueça de levar um lanche extra.

Leve, também, protetor solar e uma canga – ou toalha.

Como chegar

Quando decidi viajar para San Andrés, fiz uma busca em várias companhias aéreas e o preço das passagens era, realmente, desanimador.

Então, eu descobri a Viva Air – que era Viva Colombia, empresa colombiana que tem voos para San Andrés saindo de São Paulo – geralmente, com uma escala em Medellín.

→ Como chegar a San Andrés

Além de ter ótimos preços, tem um detalhe que pode fazer diferença: voando direto do Brasil para a Colômbia, você não precisa de passaporte. Se fizesse uma escala no Panamá, por exemplo, seria necessário ter o passaporte.

Isla Acuario San Andrés

É muito importante saber que, antes de embarcar para San Andrés, é preciso comprar a tarjeta de turismo. Ela nada mais é do que uma taxa turística e custa COP 105.000 – este preço é determinado pelo Governo de San Andrés.

Você pode comprar a tarjeta de turismo no aeroporto, no guichê da companhia aérea – tanto no Brasil quanto na chegada à Colômbia –, mas o pagamento deve ser feito exclusivamente em dinheiro.

Eu sugiro comprar na Colômbia, porque sei de companhias aéreas cobrando USD 40 pelo boleto em outros países – não vou dizer que é a Copa Airlines, ok?

A tarjeta de turismo não é obrigatória para quem for permanecer na ilha por menos de 24 horas nem para crianças de até sete anos.

Ao chegar a San Andrés, é preciso fazer um novo processo de imigração, apresentando o passaporte – ou sua carteira de identidade –, a tarjeta de turismo e as passagens de ida e volta.

Isso é necessário porque há um controle populacional na ilha e todo mundo que entra, estrangeiro ou colombiano, deve fazer o mesmo processo.

Onde ficar em San Andrés

Se você me perguntar qual a melhor área para ficar em San Andrés, eu vou responder North End sem precisar pensar muito.

É que este bairro, que fica coladinho com o aeroporto, é onde tudo acontece. Ele é o Centro de San Andrés, onde estão os principais comércios, bancos, serviços e tudo mais.

Como em qualquer lugar do mundo, há áreas mais turísticas e aquelas onde vivem os moradores. A região mais frequentada por turistas é, justamente, o norte da ilha – chamado de North End. De forma geral, é a melhor área para se hospedar na ilha.

Onde ficar em San Andrés; Isla Acuario; O que fazer em San Andrés

A região de San Luis também tem ótimos hotéis, resorts bem avaliados e praias espetaculares. Na verdade, Rocky Cay, a praia mais interessante de San Andrés, fica neste bairro.

Agora, se você quiser saber o grande segredo de San Andrés, eu posso lhe contar: se não quiser ficar em outras áreas, tudo bem, só não acho interessante ficar no sul da ilha e na costa oeste (do lado esquerdo do mapa). É que as duas regiões não tem praias com areia,  são apenas rochas que encontram o mar.

Vale a pena conhecer? Vale sim, mas não são as melhores escolhas para ficar em San Andrés.

Antes de prosseguir eu preciso dizer mais uma coisa, com muita sinceridade, que a cidade de San Andrés não é bonita, e quem disser o contrário estará mentindo. As casas de uma parte da ilha são muito simples e têm até um aspecto de pobreza. Mas, sem dúvida, as belezas naturais da ilha e das ilhotas ao seu redor não decepcionam.

Outra coisa que você vai notar é que os resorts não seguem o estilo de outras ilhas do Caribe: as coisas são bem mais simples. Isso vale para todas as opções de hospedagem.

Onde ficar em San Andrés; Isla Acuario; O que fazer em San Andrés

Depois de falar tudo isso, eu vou explicar o que você vai encontrar em cada bairro e mostrar quais as melhores opções de hospedagem. Assim, vai ser mais fácil decidir onde ficar em San Andrés.

Faixas de preço em San Andrés

No mapa abaixo você encontra todas as opções de hospedagem de San Andrés. Há hotéis, hostels, resorts e apartamentos. Ou seja, tem opções para todos os estilos e com diferentes preços.

Booking.com

Você só precisa  clicar sobre os pins azuis  para ver mais detalhes de cada uma delas.

Hotéis em North End

Grande parte dos hotéis fica em North End, o centro da cidade, e é dele que partem os barcos que nos levam para os principais passeios, como o da Isla Acuario.

Além disso, é em North End que ficam lojas, restaurantes, mercados, agências de turismo e as praias urbanas mais frequentadas, como Spratt Bight.

Vale lembrar que San Andrés é totalmente livre de impostos, então é possível encontrar alguns produtos com preços mais interessantes, como perfumes, por exemplo. Eu não achei nada de tão especial, mas não custa andar pelas lojas e dar aquela olhada.

Eu sugiro ficar nesta área porque  dá para fazer muita coisa a pé,  sem gastar com transporte.

Sea Colors Hotel

O Sea Colors Hotel tem uma localização ótima, a poucos metros da principal praia, e os funcionários são muito receptivos e sempre deixam água, café, chá e alfajor à disposição dos hóspedes. Isso é um diferencial muito positivo.

Onde ficar em San Andrés

Os quartos são excelentes, amplos, claros e muito bem decorados com móveis novos. Camas grandes e macias, travesseiros ótimos e roupa de cama e de banho de boa qualidade completam a lista do conforto que merecemos. Alguns têm varanda com vista para o mar.

Onde ficar em San Andrés

Existem várias categorias de quartos que acomodam até seis pessoas. O café da manhã tem opções diferentes a cada dia e eles preparam tudo com muito cuidado. Vale a pena conferir.

Onde ficar em San Andrés

San Andrés Noblehouse Hotel

A localização do San Andrés Noblehouse Hotel também é perfeita. Perto de tudo, então dá para ir andando até a praia, passar pelos restaurantes próximos e até visitar o Centro onde está o comércio em geral.

Onde ficar em San Andrés

No andar térreo do prédio funciona um mercadinho que vende de tudo um pouco e, do lado, tem uma locadora de carrinhos de golfe, o principal meio de transporte de turistas na ilha.

A equipe de funcionários é sempre muito atenciosa e amável, confirmando o quanto o povo colombiano é acolhedor. O café da manhã é farto e sempre muito elogiado pelos hóspedes.

Hotel Arena Blanca By Dorado

O Hotel Arena Blanca by Dorado também fica na parte norte da ilha, onde a vida pulsa mais forte. Além de estar de cara para o incrível mar do Caribe, tem uma piscina sensacional que nem dá vontade de sair dela.

Tem, também, uma programação de shows e apresentações culturais à noite e, quando as apresentações acontecem em outros hotéis da rede, o hotel disponibiliza transporte gratuito de ida e volta.

Os quartos são espaçosos, com camas grandes e muito confortáveis. Os banheiros são bons, espaçosos e sempre muito bem limpos – alguns têm banheira. O café da manhã é muito bem avaliado e o restaurante tem muitas opções. É um ótimo lugar para ficar em San Andrés.

Hotel Casablanca

O Hotel Casablanca é uma das melhores opções para ficar em San Andrés e, se escolher ficar nele, eu garanto que seus dias serão ainda mais inesquecíveis. Ele fica de frente para o mar, os quartos têm uma vista incrível – imagina acordar todos os dias e dar de cara com a praia – e, na piscina, você pode relaxar no fim da tarde.

Eu acho o hotel é simplesmente lindo, os quartos são super agradáveis, bem decorados e arejados. O café da manhã é excepcional, então, é bom dar um tempo na dieta e aproveitar tudo.

O hotel fica a cinco minutos a pé das praias centrais, incluindo Spratt Bight, e o aeroporto fica a cinco minutos de carro. Uma das principais ilhas do arquipélago, Jhonny Cay, fica a apenas dez minutos de barco: é bem perto mesmo.

Samawi Hotel

O Samawi Hotel é mais um muito bem localizado, pertinho de tudo, e com uma estrutura muito boa. Os quartos são amplos, bem decorados e têm camas grande e excelentes e, ainda, uma vista insuportavelmente linda para o mar do Caribe.

Onde ficar em San Andrés

A piscina também é ótima, perfeita para os fins de tarde do verão, quando a gente só quer sombra e água fresca. Ela é perfeita para desfrutar de uns bons drinques – lembra desse meme?

Onde ficar em San Andrés

O atendimento dos funcionários é muito elogiado, a limpeza é super criteriosa e o café da manhã é ótimo, sempre com muita variedade e tudo fresquinho. Acho que você vai gostar.

Onde ficar em San Andrés

GHL Hotel Sunrise

O GHL Hotel Sunrise Uma das melhores opções para ficar em San Andrés, este hotelzão cumpre bem o que se propõe: hospedagem boa, perto do Centro, mas sem “regalias”. Os quartos, geralmente, são espaçosos e a vista é de tirar o fôlego – o sol nasce de frente para a janela -, mas é bom ficar nos andares mais altos.

Dá para ir caminhando até a praia de Spratt Bight, que é maravilhosa, com toda a infraestrutura de restaurantes, bares e barracas, e o Muelle Portofino, de onde partem vários passeios para as ilhas fica a poucos metros. Se quiser, você pode contratar passeios de jet ski que saem da praia privativa do hotel. Ah! E a piscina fica dentro do mar. Ostentação pura isso, não acha?

Como está perto do Centro, você pode fazer as refeições nos restaurantes baratinhos que a gente encontra facilmente em San Andrés. No mais, é curtir a ilha e dormir cedo, porque a vida noturna na cidade é fraca.

Portobelo Plaza de las Americas

O Portobelo Plaza de las Americas tem um excelente custo-benefício, mas esta não é a única qualidade do hotel. A localização é muito boa, na área mais turística da ilha, pertinho das praias mais urbanas.

Onde ficar em San Andrés

Os quartos são amplos, o café da manhã tem muitas variedades e o atendimento é super elogiado, sempre com a simpatia e o calor do povo caribenho.

Onde ficar em San Andrés

Tem uma piscina maravilhosa e internet que funciona – isso não é tão comum na ilha. É um hotel excelente para os padrões de San Andrés e, por isso, é uma boa escolha.

Onde ficar em San Andrés

Hotel El Dorado

O Hotel El Dorado é bom para quem gosta de curtir a noite e quer aproveitar o máximo até o sol aparecer no horizonte. Ele fica na área mais pulsante de San Andrés, então não espere que seja o lugar mais silencioso do mundo.

Os quartos são excelentes, todos muito bem decorados e com uma varinha que tem uma vista linda, daquelas que a gente precisa para se recuperar da ressaca, sabe? E tem ainda o café da manhã que é delicioso e ajuda a dar um melhorada.

A piscina é excelente, tem um bar muito legal que serve ótimos drinques. O hotel ainda tem uma programação cultural legal, com shows e apresentações musicais.

Le Castel Blanc Hotel Boutique

O Le Castel Blanc Hotel Boutique é para quem quer mais tranquilidade. Ele também fica no norte da ilha, mas em uma área com mais privacidade e sossego. Isso é muito bom, porque dá para curtir o melhor de San Andrés e ter noites tranquilas de sono.

Onde ficar em San Andrés

O atendimento é elogiado por todo mundo e você realmente pode contar com a atenção dos funcionário para o que precisar: eles adoram ajudar e dar dicas sobre a ilha.

Onde ficar em San Andrés

O café da manhã é simples, mas gostoso, os chuveiros têm água quente – isso também não é tão comum em San Andrés – e os quartos são excelentes, com camas grandes e muito aconchegantes. Vale cada centavo!

Hotel Decameron Maryland All Inclusive

O Hotel Decameron Maryland All Inclusive é para quem gosta de resort no estilo all inclusive. O bom da categoria é que a gente não precisa se preocupar com nada, né? É uma excelente opção para quem gosta de aproveitar o hotel e relaxar: tem serviços de SPA e, se precisar, eles ajudam a organizar os passeios que desejar.

Ele fica no norte da ilha, pertinho do aeroporto, de frente para a praia, e tem uma estrutura muito boa, com piscinas excelentes, quartos amplos e um serviço da bar e restaurante muito elogiado para o padrão de San Andrés – os drinques são ótimos.

Decameron IsleñO All Inclusive

Outra opção de resort é o Decameron Isleño All Inclusive. A localização é excelente – só faltou ter uma praia bem linda de frente –, as piscinas são sensacionais e os quartos são bons, sem muito luxo.

Dentro dos padrões de San Andrés, ele tem comodidades essenciais de um all inclusive, com tudo na medida. O atendimento é bom, as comidas são boas e tem a tranquilidade que merecemos.

Onde ficar em San Andrés

Não é um dos melhores no quesito custo-benefício, mas na vida tudo tem um preço e nem sempre ele é justo. Talvez este seja o ponto negativo do hotel. Mas, fora isso, é uma excelente opção para ficar em San Andrés.

Onde ficar em San Andrés

Decameron Los Delfines

O Decameron Los Delfines também está entre as opções de all inclusive para ficar em San Andrés, mas é importante lembrar que os resorts da ilha não seguem o estilo de outras do Caribe: as coisas são bem mais simples.

Os quartos são básicos. O hotel não é grande, mas preza pela tranquilidade e pelo sossego, sem faltar nada. De frente para a praia, tem uma piscina “normalzinha” com serviço de bar.

O café da manhã é bom, mas as reclamações sobre o atendimento não são raras. Para os dias que quiser mudar de ambiente, explore a área comercial de San Andrés, que fica a apenas dez minutos a pé.

Decameron Aquarium All Inclusive

O Decameron Aquarium All Inclusive tem umas das melhores localizações da ilha. São vários prédios circulares construídos praticamente sobre a água e todos os quartos têm decoracão básica e varanda privativa, o que garante uma vista sensacional.

Onde ficar em San Andrés

A praia Spratt Bight está a apenas cinco minutos e, quando quiser explorar mais a ilha, a equipe do hotel pode ajudar com informações e as melhores dicas: pode perguntar mesmo.

quatro restaurantes dentro do hotel em, em alguns, há shows de música ao vivo, mas é importante lembrar que eles funcionam com reserva. Então, faça isso logo que chegar. O serviço de bar funciona 24 horas e, para quem gosta, o hotel oferece tratamentos estéticos e relaxantes no SPA.

Onde ficar em San Andrés

Apartamento Duplex Ocean Blue 1

O Apartamento Duplex Ocean Blue 1 é uma das melhores opções de San Andrés. A localização é excelente, perto do Centro, mas em um área mais tranquila. O prédio é bem cuidado e o atendimento da anfitriã e do pessoal da portaria é muito elogiado.

O apartamento é enorme, tem 190 metros quadrados e acomoda até dez pessoas em três quartos. Ele é todo mobiliado, tem uma cozinha bem equipada e uma vista bem interessante. É uma excelente opção para quem está em família ou com grupo de amigos, porque o custo-benefício fica muito mais interessante.

O condomínio tem uma piscina legal e uma das suítes tem uma jacuzzi com vista para o mar do Caribe. O píer de onde partem os passeios é muito perto, dá para ir caminhando, e o Centro, onde estão os principais comércios, também.

Best Location In Town

Para quem procura um apartamento, o Best Location in Town é uma boa opção. Como nome diz, ele tem uma localização excelente e um custo benefício muito interessante. Sem luxo, mas com tudo que precisamos, é uma boa escolha para ficar em San Andrés.

Onde ficar em San Andrés

O apartamento tem 55 metros quadrados e acomoda até quatro pessoas, duas na cama de casal e duas no sofá-cama da sala. O atendimento do anfitrião é super elogiado e o processo de check-in muito prático, feito com o porteiro do prédio. Vale a pena conferir!

Sea Wolf Apartments

O Sea Wolf Apartments é para quem quer ficar em um apartamento sem gastar muito. Ele tem um custo-benefício muito interessante, sem luxo e com tudo no lugar – posso dizer que é uma típica moradia de San Andrés.

A localização é muito boa, perto do Centro onde estão mercados e restaurantes com bons preços. Também da para ir caminhando até a praia e o píer de onde partem os passeios também é muito perto. São três opções de apartamentos que acomodam até seis pessoas. Todos eles são bem equipados, com camas boas, limpeza em dia e o atendimento do anfitrião é muito elogiado.

Apartamentos Vonblon

O Apartamentos Vonblon é muito bem localizado e isso significa que dá para fazer muita coisa a pé: ir ao Centro, às praias, ao píer e tudo mais. São três opções de apartamento que acomodam até seis pessoas, todos mobiliados e muito bem cuidados.

Onde ficar em San Andrés

É, também, uma excelente opção para quem prioriza o custo-benefício e não faz questão de luxo ou das “regalias” de um hotel. Afinal, o melhor da ilha está do lado de fora, né? Sem dúvida, é uma boa opção para ficar em San Andrés.

Viajero Hostel San Andres

O Viajero Hostel San Andres é super descolado e fica a apenas cinco minutos das praias e do centro. Todos os quartos têm ar-condicionado e uma decoração bem simples, mas original. O atendimento do pessoal da recepção é sempre bem agradável: eles estão sempre prontos para nos ajudar e dar dicas da cidade.

Onde ficar em San Andrés

No terraço, onde é servido o café da manhã, funciona um bar e todo mundo costuma se encontrar lá à noite. Apesar disso, eu não ouvi barulho nos corredores ou das festinhas que aconteciam no quinto andar. Dá para ver o pôr do sol e seu espetáculo de cores sobre o mar do Caribe.

Além de quartos compartilhados com beliches, o hostel tem suítes privativos, ideais para quem quer mais privacidade e para quem viaja em família ficar em San Andrés. Só tem um detalhe: eles sempre ficam lotados, então é bom fazer a reserva com bastante antecedência.

San Luis

A região do San Luis é interessante para quem quer conhecer melhor o modo de vida de quem habita a ilha, mas não vá achando que o bairro é bonito.

Aliás, tudo em San Andrés é muito simples, totalmente o oposto de outros destinos famosos do Caribe, como Cancún, por exemplo.

O grande ponto positivo é que nesta área que fica Rocky Cay, uma das praias mais badaladas de San Andrés.

Decameron Marazul All Inclusive

Descendo do Centro em direção a San Luis, a primeira boa opção é o Decameron Marazul All Inclusive. A estrutura do resort é muito boa, o atendimento é muitíssimo elogiado e a limpeza é super criteriosa. Isso é essencial, né?

Onde ficar em San Andrés

Ele fica de frente para o mar, tem um píer super encantador e as piscinas são maravilhosas. Isso significa que dá para curtir muito o hotel e aproveitar o máximo de San Andrés, com sossego e tranquilidade.

Os quartos são básicos, dentro do padrão da ilha, e a comida não é das melhores, mas há variedade. Para quem gosta, o resort tem uma programação cultural com apresentações de grupos locais e serviços de SPA.

Onde ficar em San Andrés

Hotel San Luis Place

Eu gosto muito do Hotel San Luis Place. Sinceramente, ele tem uma das melhores estruturas de San Andrés, com ambientes bem decorados, claros, arejados e super bem cuidados. Os quartos são muito acolhedores, com leveza e praticidade.

O atendimento é muitoprofissional e eles se preocupam em nos satisfazer o tempo todo. Então a gente acaba se sentindo mais acolhido e isso tem um reflexo direto no custo-benefício, porque bem-estar é fundamental.

Outro ponto muito positivo é que ele fica do ladinho de Rocky Cay, uma das melhores praias da ilha com uma estrutura excelente de barracas. Dá para passar o dia inteiro sem gastar uma fortuna e aproveitar o que há de melhor neste pedacinho do mapa: o mar.

Onde ficar em San Andrés

Hotel Cocoplum Beach

O Hotel Cocoplum Beach é um “basicão” com a enorme vantagem de ficar de frente para a praia de Rocky Cay. É o ponto mais badalado da ilha, depois de Spratt Bight, a praia do Centro e vale a pena ficar nele principalmente por isso.

Onde ficar em San Andrés

Os quartos são agradáveis, o restaurante tem um cardápio bom e a comida é saborosa, mas o café da manhã poderia ser melhor. O atendimento é muito elogiado e o custo-benefício é interessante. Eu considero uma boa opção para ficar em San Andrés.

Mar de Corales

Outra excelente opção é o Mar de Corales. Ele não fica de frente para a praia, mas é só atravessar a rua que a gente está em Rocky Cay. Isso, sem dúvida, é um ponto muito positivo.

Os quartos são modernos, confortáveis, com banheiros bons e camas espetaculares. Os funcionários são muito atenciosos e fazem de tudo para agradar: a gente percebe isso desde o momento do check-in.

É uma excelente área para quem quer aproveitar a praia e ter tranquilidade, mas o ponto negativo é ter que se deslocar para o Centro se quiser ter mais opções de comércio e restaurante. É uma das melhores escolhas para ficar em San Andrés.

Isla Bonita

O Isla Bonita tem uma das estruturas mais modernas de San Andrés para sua categoria, mas o ponto negativo é que ele fica em uma área não muito interessante, na parte menos atrativa da ilha.

Onde ficar em San Andrés

Os quartos são ótimos, amplos, confortáveis, com tudo novinho e sempre bem limpos. O restaurante é bom, tem um cardápio variado e o café da manhã também é super elogiado.

A piscina é muito boa e as áreas comuns são super agradáveis para o fim de tarde, depois daquele cansaço gostoso da praia. Vale a penas dar uma olhada especialmente pelo custo-benefício.

Onde ficar em San Andrés

Chalet del Mar

Os apartamentos do Chalet del Mar, que também fica na região de San Luis, têm uma decoração gostosa em um espaço que nos liberta de toda a “agitação” da cidade.  Eles são ideais para quem quer ficar mais tempo na ilha em busca de uma experiência mais próxima da que os moradores têm.

Onde ficar em San Andrés

Aliás, isso é o que as pessoas sempre comentam quando se hospedam neles: o contato com o povo da ilha é precioso. E se você gosta de viver uma experiência assim, vai se dar bem.

Tudo é novinho, muito bem cuidado e a dona dos apartamentos, a Ingrid, é super atenciosa e receptiva, como a maioria dos colombianos. Vale a pena dar uma olhada com calma!

Hotel Ms San Luis Village Beach House

O Hotel MS San Luis Village Beach House é uma das melhores opções de San LuisConstruído à beira-mar, o hotel tem uma área cheia de coqueiros, onde você pode relaxar e receber uma massagem, e a piscina, que é sensacional.

A maioria dos quartos tem uma vista incrível para o mar de San Andrés e todos são decorados no estilo contemporâneo. Já imaginou acordar todos os dias de suas férias com uma vista assim?

Como falei, San Luis não é a área mais turística de San Andrés, por ser um bairro mais residencial e pobre. Porém, é nesta área que está uma das praias mais famosas da ilha: Rocky Cay. É uma questão de prioridades.

Decameron San Luis All Inclusive

Decameron San Luis All Inclusive fica de frente para uma das poucas áreas de banho de Sound Bay. Além da vista surreal, você vai acordar e dormir com o som do mar caribenho e isso ajuda a relaxar. Não é um resort grande, com muitas opções de entretenimento, mas está dentro do padrão San Andrés.

Onde ficar em San Andrés

Os quartos são confortáveis, mas básicos e há três restaurantes à disposição com muita variedade nos cardápios, incluindo pratos típicos e comida japonesa. De forma geral, a comida é bem elogiada e há shows de música ao vivo no hotel quase todos os dias.

Outros bairros de San Andrés

Como comentei, San Andrés tem áreas mais turísticas e que são mais interessantes para ficar hospedado, porque tudo acaba sendo mais prático. Mas há, também, bairros mais alternativos.

Eu vou falar rapidamente sobre eles, mas, de fato, não acho interessante escolher qualquer um deles para ficar em San Andrés.

É o caso do La Loma que, como o nome diz, fica em uma parte mais alta da cidade, sobre a pequena cadeia de montanha que corta a ilha de norte a sul. É o bairro mais antigo de San Andrés, ocupado basicamente por moradores.

Se escolher ficar nele, leve em consideração que o seu deslocamento para as praias será maior.

Sound Bay fica no sul da ilha e tem esse nome devido ao constante som das ondas que quebram nas rochas. Nesta área, não há muitas praias adequadas para banho além de pequenas enseadas espremidas entre as pedras, mas a paisagem e a tranquilidade podem ser grandes atrativos, especialmente se você for alugar um carro.

West View é uma região muito interessante para conhecer, passar um dia talvez, mas não é a melhor área para ficar, já que não tem praia com areia. Assim, você terá que fazer mais deslocamentos para aproveitar melhor o que San Andrés tem.

Informações Básicas

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Colômbia. O prazo máximo de permanência no país é de 90 dias, podendo ser prorrogado por mais 90 dias.

Documentos

Você pode viajar com o passaporte, que tenha validade de seis meses, ou com a carteira de identidade, desde que ela tenha sido emitida há menos de dez anos.

Dinheiro

A moeda local é o peso colombiano, identificado pela sigla COP. Para sua viagem, leve dólares e troque nas casas de câmbio.

Vacinas

A vacinação contra febre amarela é obrigatória. Veja como emitir o Certificado Internacional de Vacinação.

Informações sobre covid-19

Desde que reabriu suas fronteiras, o Colômbia adotou várias medidas de prevenção e controle dos casos de covid-19. Isso significa que é preciso cumprir alguns requisitos sanitários e legais para entrar no país.

De forma geral, os documentos exigidos para a entrada de brasileiros – além dos já citados acima – são os seguintes:

  1. Comprovante de vacinação contra covid-19 com esquema vacinal completo, com a última vacina aplicada há, pelo menos, quatorze dias – exigido apenas de viajantes vacinados maiores de 18 anos – veja como emitir o comprovante nacional e internacional;
  2. Resultado negativo de teste RT-PCR feito há, no máximo, 72 horas antes do embarque, ou de antígeno (teste rápido) feito, no máximo, 48 horas antes do embarque – exigido apenas de viajantes não vacinados maiores de 18 anos;
  3. Formulário Check-Mig preenchido e enviado eletronicamente entre 72h e 1h antes da chegada à Colômbia – exigido de todos os viajantes – veja como preencher o Check-Mig;
  4. Certificado de vacinação contra febre amarela (CIVP) – veja como solicitar o CIVP pela internet.
FORMULÁRIO CHECK-MIG

O Check-Mig é um formulário online que serve como uma declaração de saúde obrigatória para qualquer pessoa que deseja viajar para a Colômbia. Ele deve ser preenchido tanto para entrada quanto na saída do país.

O formulário funciona como uma medida de segurança durante a pandemia covid-19, tornando mais fácil para as autoridades colombianas rastrear possíveis casos e entrar em contato com viajantes infectados.

O formulário deve ser preenchida dentro de um período de 72 horas a 1h antes de atravessar a fronteira colombiana, a partir do site Migración Colombia e pelo aplicativo disponível na Play Store e na App Store.

→ Como preencher o Check-Mig

Você pode acompanhar atualizações no site do Governo da Colômbia.

RETORNO AO BRASIL

Viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo, ou RT-PCR, coletado até 72 horas antes do embarque.

Seguro viagem

Apesar de não ser obrigatório,  viajar sem o seguro viagem durante a pandemia não é uma boa ideia.  Ainda que você esteja com o esquema vacinal completo, é bom saber que terá atendimento médico e hospitalar na hora que precisar.

Além disso, o preço do seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele também garante que você estará amparado em situações como cancelamento da viagem, extravio de bagagem e muitas outras.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

CARTEIRA DE IDENTIDADE

Viajantes de países que fazem parte do Mercosul ou que são associados ao bloco podem viajar usando apenas a carteira de identidade.

Isso foi possível por causa de um acordo, assinado em 2008, que reconhece a validade dos documentos de identificação pessoal de cada país como documento de viagem válido para Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Venezuela (suspenso temporariamente), Bolívia (em processo de adesão), Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Peru e Suriname.

Embora a carteira de identidade não tenha prazo de validade por lei, as companhias aéreas podem negar identidades emitidas há mais de dez anos, por medida de segurança contra fraudes.

Havendo dúvida quanto ao estado de conservação, quanto à fotografia ou quanto à data de emissão da identidade, a empresa aérea deve ser consultada com antecedência, evitando transtornos no dia embarque.

É muito importante saber que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e carteiras de identificação emitidas por órgãos de classe, como OAB e CRM, por exemplo, não são aceitas.

A certidão de nascimento também não é válida como documento de identificação. Portanto, crianças e adolescentes devem apresentar a carteira de identidade ou o passaporte para viajar.

Nos casos em que o motivo da viagem é diferente de turismo – trabalho, estudo, residência, etc. –, a carteira de identidade não será suficiente, sendo obrigatório apresentar o passaporte válido e visto específico, se for o caso.

Veja mais sobre a Colômbia

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da Colômbia.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

54 Comentários

  1. Carolina Bentivoglio

    Bom dia Altier,
    Você acha que consigo ir por conta para que possa ficar mais tempo entre as Johny Cay e Acuario?
    Quanto tempo você sugere que fique em cada um deles?
    Como faz pra ir pra la piscinita?
    Abraços

    Responder
  2. Rafaela

    Olá Altier, a minha dúvida já foi respondida nos comentários anteriores quanto à Acuario e Johnny Cay. Bem, achei melhor então passar um dia todo em Acuario para fazer à tarde o passeio com as arraias e no outro dia ir só à Johnny Cay. Tem essa programação por lá? Os passeios são comprados em empresas de turismo ou é possível comprar na saída das lanchas? Desde já, obrigada!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Rafaela.

      Você pode comprar os passeios no local de partida das lanchas.
      Eu realmente não vi esta opção de passar o dia todo em uma ilha e depois ir pra outra, mas acredito que você consegui se informando lá.
      Mas as ilhas são pequenas e um dia só na Acuário pode ser demais. Pense.

      Um abraço.

      Responder
  3. regina s. donati

    Gostaria de saber se a comida na ilha de San Andrés e nos lugares que visitou na ilha é boa e segura?

    Responder
    • Altier Moulin

      Sim, Regina.

      Como-se muito bem em San Andrés, e como a ilha é pequena, o índice de criminalidade é baixíssimo.

      Um abraço.

      Responder
  4. Paty

    oieee tudo bem?!!

    Me tira uma dúvida, pela avianca tem os voos com escala até a ilha. No blog vi que vc comenta sobre comprar a passagem de bogota até san andres, em outra empresa, mas isso seria uma opção, na verdade hoje sai o mesmo valor comprando pela avianca do que ficar comprando separado.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Paty.

      Não entendi sua dúvida.

      Um abraço.

      Responder
  5. Neide Freitas

    Queria saber se tanto a ilha do Rosário, qto as praias de San Andrés , tenho que passar pelos corais, pois gostaria de ficar so na beiradas porque tenho uma deficiencia no pé e talvez não consiga calçar as sapatilhas.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Neide.

      Você pode ficar na areia, sim, e aproveitar as águas claras e quentes do Caribe. 😉

      Aproveite!

      Responder
  6. Danieli Broseghini Goltara

    Ei, tudo bem!?!? Muito bom o seu blog. Acompanho muito a suas dicas. Estou indo para SAN Andres em Abril/2017. Já fechei passagem e agora estou a procura de um hotel que tenha alguma opção de entretenimento, como piscina, por exemplo, pq vamos ficar 8 dias. Estou achando os preços dos hotéis caríssimos. Está difícil achar um hotel com uma estrutura um pouco melhor com preço acessível. Faz fui em outros lugares do Caribe e achei os preços de Hotel bem melhores. Será que Abril é alta temporada por lá?

    Responder
  7. Leonardo Klein

    Boa Tarde tudo bem?

    Uma duvida que fiquei no post…. você fez Acuario e Jonhy cay no mesmo dia correto?
    Como funciona, você vai para acuario, depois vai para Jonhy cay e posteriormente volta para Acuario para fazer mantarraias?
    A duvida surgiu pq no post esta falando q a ultima lanhca que sai de Acuario para Jonhy cai sai as 12:50, e que Mantarrais é as 15h..
    Desde ja agradeço a atenção.

    Obrigado.

    Leonardo Klein

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Leonardo.

      Sim, fiz as duas no mesmo dia, mas funciona assim:
      Em um dia inteiro eu fiz a Isla Acuario para aproveitar a praia e nadar com os peixes e, mais tarde, Isla Jhonny Cay para curtir mais praias.
      No dia seguinte, eu voltei a Isla Acuario só para nadar com as arrais. São duas atividades diferentes. Compreendido?

      Um abraço.

      Responder
      • Adriana

        Pena que nã é tao mais seguro assim! No centro não tem problema! Mas na Rua do El Viajeiro conheci uma pessoas que foi furtada de dia e mais uma que tentaram puxar a bolsa! E soube de mais duas! O hostel é realmente muito perto de td! Mas os 200 mts que andamos na rua dele não é muito segura a noite! Eu voltaria a ficar la sim! Mas aconselho a sempre andar em grupo a noite! E nunca va a pé do aeroporto a noite! Porque eu n sabia q era super perigoso, e achei os taxistas estranhos no aeroporto e fui, so descobri quando a menina da rescepcao falou q eu era doida de ter ido!
        Usei a portofino tb pq comprei la na hora e gostei bastante!

        Responder
        • Adriana

          Ps: Gostei mt do blog e peguei varias infos aqui! Me ajudou mt!
          Vi que a portofino tem o passeio duplo mais as arraias no mesmo dia tb! Era acho que 10 mil pesos a mais só!

          Responder
          • Altier Moulin

            Sim, Adriana, eu fiz com eles, mas em horários diferentes. 🙂

        • Altier Moulin

          Oi, Adriana.

          Que triste isso.
          Infelizmente, essa insegurança é terrível.
          Obrigado por compartilhar.

          Um abraço.

          Responder
        • Altier Moulin

          Oi, Carolina.
          Eu fui com a Porto Fino Caribe, mas existem muitas outras que oferecem o passeio.
          É só chegar no pier eu negociar.

          Um abraço.

          Responder
  8. Maristela

    Olá,

    Gostaria de saber se consigo comprar camera fotografica lá em San Andres? pois pelo o que estou vendo as compras por la saem mais barato.

    obrigada

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Maristela.

      Eu não achei tão vantajoso comprar lá.
      Os preços são muito semelhantes aos do Brasil e, aqui, temos a facilidade da garantia.

      Pense bem. Um abraço.

      Responder
  9. Debora

    Olá!!!! Iremos agora em dezembro pra Ilha. Li algumas matérias sobre essas travessias de barco e me preocupei um pouco. Vamos com 3 crianças. Existem realmente trechos mais tensos que devemos evitar por conta delas?? É possível chegar por terra?? Obrigada!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Débora,

      Não vi nada perigoso nos trajetos que fiz até essas ilhas. Há opções de barcos menores ou maiores, mais estruturados. Além disso, a viagem de San Andrés até as ilhas é bem rápida, cerca de 15 minutos.
      Não é possível chegar por terra, já que elas são ilhas.

      Um abraço.

      Responder
  10. Gilliard Assis

    Olá, boa noite.
    Estou pesquisando sobre ir pra San Andrés.
    Você acha que é melhor comprar os equipamentos de mergulho no Brasil, ou lá?!
    Saberia me dizer se por lá é caro? É quanto mais ou menos em Reais?
    É sobre o cambio estou com dúvida também.
    Ir pelo panamá ou bogotá pra tocar o dinheiro?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Giliard,

      Boa parte de suas dúvidas eu respondo nos textos publicados aqui: https://www.penaestrada.blog.br/sanandres
      Sobre os equipamentos de mergulho, eles estão explicados neste texto, no item Isla Acuário.

      Um abraço.

      Responder
  11. daniel

    Gostaria de saber se existe condicao de surf em algum lugar da ilha? alguma ilha perto? ou em algum lado de san andres? vou levar a prancha…nem que seja algo nao tao bom..mas preciso surfar

    Responder
  12. Rebecca

    Olá! Fiquei com uma dúvida:
    Você foi à Isla Acuario em dois dias diferentes? Um para ir a Johnny Cay também e outro apenas para o encontro com as arraias? Por que percebi que os horários de saída para a outra praia e para o encontro com as arraias não batem, e gostaria muito de poder fazer essa atividade também!

    Desde já, obrigada 🙂

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Rebecca,

      Sim, fui em dois dias diferentes: na manhã de um dia para curtir a praia, nadar com peixes e ir a Johnny Cay, e na tarde de outro dia para nadar com arraias.

      Um abraço.

      Responder
      • Nathália

        Eu resolvi ler os comentários porque estava com essa mesma dúvida. No texto não ficou muito claro. Obrigada pelas dicas, realmente são as melhores dicas de San Andres!!!!!

        Responder
        • Altier Moulin

          De nada, Nathália.

          Responder
      • Nathália

        Olá, tenho outra dúvida. Quanto tempo é a viagem de barco até Acuario? A viagem é muito tensa para quem é sensível a barco?

        Responder
        • Altier Moulin

          Oi Nathalia,

          É muito rápido e não balança muito. Vá tranquila.

          Um abraço.

          Responder
  13. Leticia

    Eu sei que é o fotografo que faz a foto e não a câmera, mas… qual câmera você tirou essas fotos espetaculares (principalmente aquela segurando a arraia)?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Letícia,

      Na época, eu usava uma Nikon D5000, mas ela gostou tanto do Caribe que deu um mergulho no mar de Barbados. 😉
      Hoje, a câmera que uso é uma Canon 70D. Ambas me satisfazem.

      Um abraço.

      Responder
  14. Maurilio

    Excelente blog. Pretendo realizar um mochilão na Colômbia e certamente San Andres está no meu destino final

    Responder
    • Altier Moulin

      Não deixe de ir, Maurilio.

      Um abraço.

      Responder
  15. Ronald Barbosa Dantas

    Altier, boa noite! Tranquilo?

    Definitivamente seu blog é o mais completo q encontrei, rs. Parabéns mais uma vez!!!

    Mais uma dúvida: em San Andres um dia p dar um rolé na ilha e outro dia p fazer os passeios q vc sugere acima é suficiente? Ou vc sugere um terceiro dia p um outro passeio? Abração e obrigado mais uma vez

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Ronald,

      É suficiente sim, mas tudo depende do seu tempo e do seu bolso. Se tiver mais tempo, dá pra ir a Cayo Bolívar ou à Isla Providencia, mas são bem mais longe e eu não fui.

      Um abraço.

      Responder
  16. Andrea Pinheiro

    Oi ,
    Adorei seu post!
    Qual o mês que vc foi?
    Queria muito ir em setembro!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Andrea,

      Fui em abril. Setembro e outubro são os meses menos indicados para ir à Colômbia pois chove bastante. 🙁

      Um abraço.

      Responder
  17. Chélen

    Olá vc me indica ir nos meses de setembro ou outubro. Ouvi falar q nessa época chove muito, gostaria de saber se vale a pena. Seu Blog é maravilhoso!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Chélen,

      A temperatura média em Cartagena é 28 graus. Durante todo o ano o sol brilha forte por aqui e o calor encobre qualquer estação, porém o período mais quente e seco está entre os meses de dezembro a abril, quando raramente chove. De maio a novembro é o período mais chuvoso, sendo que historicamente outubro é o mês que mais chove. A temperatura do mar varia entre 27 e 29 graus.

      Um abraço.

      Responder
  18. Luiza Gabriela

    Oi,

    adorei as dicas, mas não entendi muito, pois fala primeiro para irmos na Isla Acuario, ficar até 12:50 para aproveitar melhor, depois fala que o passeio começa às 15:30h, mas que a Isla Johnny Cay termina às 15h, de repente foi erro de interpretação minha, mas irei viajar com umas amigas dia 24/02/16 e quero ir com tudo muito certinho, para criar um roteiro, você poderia me orientar por favor?

    Aguardo ansiosamente!

    Desde já agradeço!!

    Responder
    • Altier Moulin

      Ei Luiza,

      Na Isla Acuário acontecem dois passeios: um que é combinado com uma visita à ilha Johnny Cay e outra que é exclusivamente para nadar com arraias. Isto está explicado no texto.

      Um abraço

      Responder
  19. Loyara

    Oi,

    Adorei o post, mas fiquei com um dúvida: vc fez Acuario e Johnny Cay no mesmo dia? Outra coisa: Estou indo com um bebê de dois anos. Você acha que consigo fazer os passeios bem, mesmo com ele? E a la piscinita, também consigo fazer com ele?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Loyara,

      Como eu conto no texto, sim, fiz os passeios em um único dia. Quanto ao bebê, fique tranquila. Apenas tenha cuidado com o sol.

      Um abraço.

      Responder
  20. Rosana

    Oi,

    Ontem vi uma matéria sobre essa ilha do Caribe e amei. Você foi por conta própria? Eu vi em um site de compras coletivas, mas achei que se fosse sozinha sairia mais barato. Pode me mandar dicas pelo e-mail? E também, qual a melhor época, sem chuva, claro? Obrigada!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi Rosana,

      Não sei se você chegou a ver as outras publicações que tenho a respeito de San Andrés. Nelas eu dou várias dicas para fazer uma viagem realmente barata e falo ainda quando ir, onde ficar e comer.

      Todos os posts estão aqui: https://www.penaestrada.blog.br/relatos/exterior/colombia/san-andres/

      Se tiver alguma dúvida, pode enviar um comentário que responderei.

      Um abraço!

      Responder
  21. Fred Melo

    Boa matéria. Porém, uso de sapatilhas para caminhar sobre os corais é simplesmente absurdo e vergonhoso… É o homem sempre não se contentando em admirar, há de estragar tudo o que vê.
    Sem mais.

    Responder
    • Altier Moulin

      Compreendo seu posicionamento, Fred.

      Responder
  22. Fernando Franasci

    Linda matéria!
    Este mar do Caribe é coisa de outro planeta mesmo!

    Responder
    • Altier Moulin

      Obrigado, Fernando!

      Realmente o mar de San Andres é uma coisa surreal. Em alguns momentos eu pensei que não seria possível ser tão azul.

      Um abraço!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *