Como chegar a Uyuni: a cidade base para visitar o Salar de Uyuni

0

Atualizado em 12 de abril de 2021

Como chegar a Uyuni

Para conhecer o maior deserto de sal do mundo, é preciso, primeiro, chegar a Uyuni. Ou seja, esta cidadezinha simples e com pouca infraestrutura, é a porta de entrada para este destino tão exótico.

Este é um dos lugares mais procurados por viajantes que visitam a Bolívia. Fácil entender, já que o Salar de Uyuni é, de fato, uma maravilha da natureza. Entretanto, é durante o verão, devido às chuvas, que o salar fica alagado e é possível observar o fenômeno do espejismo. Com isso, o chão e o céu parecem uma coisa só.

Para ver de perto o poder e grandiosidade da natureza é preciso descobrir como chegar a Uyuni. Eu também sugiro que você leia: Onde se hospedar em Uyuni.

Como chegar a Uyuni

Há várias maneiras de chegar a Uyuni. Eu, por exemplo, estive duas vezes na cidade. Na primeira, cheguei de ônibus partindo de La Paz. A viagem demorou a noite toda, mas foi tranquila – eu durmo o tempo todo. Na segunda vez, saí de Potosí rumo a Uyuni, também de ônibus. Dessa vez, a viagem foi mais curta e, por isso, eu aproveitei o dia para ver a paisagem na Cordilheira dos Andes.

Também dá pra chegar a Uyuni partindo da Argentina, num roteiro que inclui a região de Salta, e do Chile, saindo da região de San Pedro de Atacama.

Avião

A cidade de Uyuni é atendida pelo Aeroporto Joya Andina (UYU) e, atualmente, somente a Amaszonas e a Transporte Aéreo Militar voam regularmente para cá, partindo das capitais La Paz e Sucre.

Saindo do Brasil, os trechos são para Santa Cruz de La Sierra e La Paz. Por isso, apesar de chegar a Uyuni de avião ser o jeito mais cômodo e rápido é também o mais caro devido à falta de oferta.

Ônibus

De ônibus, as principais empresas que fazem o trajeto até Uyuni são Todo Tourismo e Trans Omar. Porém, antes de comprar sua passagem, é importante saber que, devido ao relevo dessa região, uma viagem que parece tranquila, quando olhamos no mapa, pode demorar muito mais do que esperamos.

Partindo de La Paz, por exemplo, são 540 quilômetros, mas a viagem dura cerca de 12 horas. De Potosí, a viagem dura quatro horas. São apenas 200 quilômetros de estradas cheias de curvas que vencem uma região desértica e linda.

Como chegar a Uyuni

Carro

Rodovias ligam Uyuni a cidades como Potosí, Oruro, La Paz, Sucre e Ollagüe, no Chile, mas, em alguns trechos a sinalização é precária ou inexistente. Embora grandes investimentos tenham sido feito nas rodovias nacionais nos últimos anos, a atenção deve ser dobrada. Eu estive no país em 2012 e, depois, em 2015 e percebi a evolução em infraestrutura.

A forma mais comum de chegar a Uyuni de carro é contratando um passeio de três dias pelo Salar, como eu explico eu: Viagem de três dias pelo Salar de Uyuni. Entretanto, na estação chuvosa, entre novembro e janeiro, é mais arriscado trafegar nessa.

Trem

Uyuni é um importante centro de transporte ferroviário, por onde passam quatro linhas de trem que vão a La Paz, Calama, Potosí e Villazón, na fronteira com a Argentina, onde a linha férrea termina.

A Ferroviaria Andina, empresa que opera o trem de passageiros, tem tarifas em classe executiva, econômica e popular. A viagem partindo de Oruro, por exemplo, custa de BOB 32 a 120. No Expreso Sur, o trem mais rápido, a viagem dura cerca de sete horas.

Informações Básicas
Visto | Brasileiros não precisam de visto para entrar no país e o prazo máximo de permanência é de 90 dias.
Documentos | Você pode usar o passaporte ou a carteira de identidade, emitida há menos de dez anos.
Dinheiro | A moeda oficial é o boliviano, representado pela sigla BOB. Veja como usar seu dinheiro na Bolívia.
Vacinas | A vacinação contra febre amarela é obrigatória. Saiba como solicitar o certificado.

Depois da pandemia de covid-19 o seguro viagem passou a ser obrigatório para entrar no país.

Veja mais dicas da Bolívia

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida é só deixar sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da Bolívia.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

Escreva um comentário