O passeio de um dia no Salar de Uyuni

8

Atualizado em 2 de março de 2018

O passeio de um dia no Salar de Uyuni estava em meus planos desde que comecei a organizar minha viagem à Bolívia, depois de passar pelo Peru. Mas, para chegar a Uyuni, preciso viajar dez horas de ônibus, já que não quero pagar pelo voo que parte de La Paz.

Viajando noite adentro, acordo em uma cidade seca e sob um frio polar. Caminho de um lado para o outro tentando me esquentar nos raios de sol que, timidamente, aparecem, mas nada alivia meu incômodo. É daqui que sigo até a maior planície salgada do planeta. Para ver como é o passeio completo pelo Salar, leia: Viagem de três dias pelo Salar de Uyuni.

Um mundo feito de sal

A extração de sal em Uyuni é artesanal. Não há máquinas, com exceção dos velhos caminhões que carregam o sal do deserto até o vilarejo. Porém, Uyuni é uma máquina de fazer dinheiro. O turismo atrai para a região milhares de pessoas todos os anos. A maioria chega na época da seca e, aqui, fica por, pelo menos, três dias, tempo suficiente para percorrer todo o Salar.

No meio do deserto de sal, as construções são igualmenete salgadas: paredes, bancos, camas, teto e chão feitos de sal. O bom gosto rústico dos bolivianos me agrada, mas não é aqui que dormirei.

O passeio de um dia no Salar de Uyuni

Chegando ao Salar: a infinitude da maior planície de sal do mundo.

O passeio de um dia no Salar de Uyuni

O antigo hotel que virou museu.

O passeio de um dia no Salar de Uyuni

No meio do nada, quase tudo é feito de sal.

Hora do almoço

Por volta do meio-dia, o guia, que também faz o papel de motorista da expedição, anuncia que era hora de comer. Em bom e claro espanhol, ouço: “Aquí paramos para almorzar”. Aqui? Aqui onde? No meio do nada, nosso guia-motorista abre o porta-malas do 4×4 que nos leva e prossegue, em um espanhol já meio corrido: “Solo se tarda cinco minutos para preparar todo”.

Por um milésimo de segundo imagino que preferiria passar a tarde com fome a comer algo assim tão improvisado. Mudo de ideia depois de sentir o cheiro e de ver a ‘cara’ da comida: quinoa, bife de lhama e salada de legumes preparados em casa e transportados em limpos e bem fechados recipientes. Como dois pratos até a barriga estufar.

O passeio de um dia no Salar de Uyuni

O almoço: quinoa, bife de lhama e salada de legumes.

Fotografar em Uyuni é uma experiência única. A ilusão de ótica criada pela imensidão plana e o reflexo das nuvens sobre o lençol d’água possibilitam criar e recriar imagens brilhantes. Na região também está o Cemitério de Trens, uma área onde estão dezenas de locomotivas enferrujadas que datam do início da construção das estradas de ferro bolivianas.

O passeio de um dia no Salar de Uyuni

Fotografar em Uyuni é uma experiência única.

O passeio de um dia no Salar de Uyuni

Depois do período da seca, o Salar fica coberto por uma fina camada de água.

O passeio de um dia no Salar de Uyuni

A paisagem do Salar de Uyuni.

Planeje sua viagem de um dia no Salar de Uyuni

Quanto custa | O passeio de um dia no Salar de Uyuni custa, em média, BOB 250, mas lembre-se que sempre é possível negociar. Nesse preço, estão inclusos o transporte e o almoço. O roteiro pode variar de acordo com o período do ano.

Como chegar | A melhor maneira de fazer esse passeio é contratando um tour que pode partir de San Pedro de Atacama ou de Uyuni. Se for de carro, esteja certo de que estará acompanhado de um bom guia. Aqui, GPS não funciona muito bem e os relatos de pessoas desaparecidas não são raros.

Reserve já o seu hotel em Uyuni e garanta os melhores preços.

Não há ônibus regulares direto de La Paz para Uyuni. Você terá que passar por Potosí ou seguir até Oruro e, de lá, tomar um trem até a cidade destino. A melhor opção é comprar uma passagem em um ônibus turístico em uma das muitas agências de turismo espalhadas pelo centro de La Paz.

O passeio de um dia no Salar de Uyuni

O céu se encontra com a terra.

Quem leva |  Eu escolhi a Uyuni Tour Bolívia. Para fazer a viagem de três dias, eu contratei a empresa Estrella del Sur, mas não a indico. Se preferir, você pode chegar na tarde anterior ao seu passeio e fazer sua reserva em uma das muitas agências que oferecem o passeio.

O que levar | Você vai precisar comprar água, já que isso não está incluso no passeio. Somente durante as refeições é que são servidos refrigerante e água. Jamais se esqueça de passar protetor solar e de levar óculos de sol. Mesmo durante o dia as temperaturas são baixas e o frio pode lhe incomodar.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

8 Comentários

  1. Avatar

    Altier. .porque todos os blogs q leio..não diz os pontos inclusos no roteiro de 1 dia ..no salar? É possível fazer laguna colorada, termas, salar, e hotel de sal..no tour de 1 dia? Grata Vanessa

    • Altier Moulin

      Oi, Vanessa.

      Provavelmente, é porque você está confundindo algumas coisas.
      O passeio de um dia no Salar é exatamente como eu descrevi no texto.
      Se não mencionei as lagunas, os termas e etc, é porque o passeio não contempla isso. 🙂
      Você só vei ver esses atrativos se fizer a viagem de três dias.

      Espero ter ajudado,

      Um abraço.

  2. Avatar

    Olá Altier tudo bem?

    Obrigada pelo relato e pelas lindas fotos, estão me ajudando mto a programar minha viagem para a Bolívia! estou cada vez mais animada!
    Mas deixa te perguntar, que mês vc foi para o Uyuni? (vc foi 2x né? passeio de 1 dia e outra ocasião de 3 dias certo?), quero mto ver o salar espelhado, estou pensando em março…
    Vc sofreu com a altitude? estou planejando levar minha mãe, e ela é senhora 65 anos mto bem de saúde…mas todo cuidado é pouco né, vc chegou a ver senhoras/senhores por lá?

    Abraço!

    • Altier Moulin

      Oi, Letícia.

      Isso mesmo, fui duas vezes à Bolívia. Todas em janeiro.
      Em março, há chance de não ter mais o efeito do espelho, mas tudo depende de como serão as chuvas na estação anterior.
      Olha, não tive problemas com a altitude, mas muita gente tem.
      Se quiser ir com sua mãe, vá subindo gradativamente para se adaptarem melhor à altura.
      Depois que encontrei um casal com mais de 80 anos fazendo a trilha no Atacama, percebi que tudo é questão de querer e de se organizar pra isso.

      Um abraço e ótima viagem para vocês.

  3. Avatar

    Ola Altier,
    Vou em abril com meu esposo e estou conversando com a empresa Estrela Dell sur.No post Vc falou que não recomenda,poderia explicar o motivo? Agora fiquei com o pé atras.

    • Altier Moulin

      Oi, André.

      Essa viagem é feita por uma região de desertos, onde o sinal de GPS oscila muito.
      Já ouvi relatos de pessoas que fizeram a viagem, mas isso exige muito planejamento.
      Acho que é possível sim.

      Um abraço.

Escreva um comentário