Quando ir ao Egito: as melhores épocas para viajar – com dicas mês a mês

28

Atualizado em 14 de junho de 2022

Quando ir ao Egito

Para escolher quando ir ao Egito, você precisa ter algumas informações básicas. A primeira delas é saber que o país fica numa região desértica e que a variação da temperatura pode ser muito grande em algumas áreas durante o ano e até no mesmo dia.

→ Onde ficar no Cairo

Dá para resumir o clima do Egito assim: verão quente e inverno suave. Eu falo isso porque, o frio do inverno não chega nem perto de compensar o calor da estação mais quente.

Eu vou explicar tudo isso e muito mais com detalhes a partir de agora.

Quando ir ao Egito: estações do ano

O clima do Egito tem, na prática,  duas estações: inverno suave, de outubro a abril, e verão quente e seco, começando e maio e terminando em setembro.

Como você pode imaginar, o calor é intenso nos meses do verão, que é no meio do ano – junho a agosto – já que o Egito fica no Hemisfério Norte.

Por isso, as estações seguem os mesmos meses da Europa, com dias mais quentes no meio do ano e inverno no final, ao contrário do que acontece no Brasil.

Baixa e alta temporada

O verão é considerado baixa temporada no Egito. Só que, mesmo com o aperto do calor o período mais quente pode ser interessante para quem quer fugir do tumulto de turistas que chegam aos montes na alta temporada – que coincide com os meses mais agradáveis, de outubro a abril.

Quando ir ao Egito

Com isso em mente, é bom saber de algumas peculiaridades.

A região onde está Alexandria é a mais chuvosa do Egito. O Cairo, a capital, tem chuvas mais frequentes no verão. Já em algumas regiões do interior, como Aswam e Luxor, chuva é uma raridade.

Na primavera, especialmente em abril, é comum ter tempestade de areia. O fenômeno é chamado de siroco – khamsin em árabe – e também acontece em outras partes da África.

Inverno

De outubro a abril, o Egito tem um clima bem agradável. A média de temperatura fica em torno dos 16 graus, na região do Cairo, contando que as noites são mais frescas – não deixe de levar um casaco.

Nessa época, é possível caminhar pelas ruas e conhecer os pontos turísticos sem tanto desconforto, mas o sol ainda se faz presente e o calor também.

Por ser a melhor época para conhecer o Egito sem desmaiar de calor – acredite, isso acontece – os preços também ficam mais altos, então seu orçamento deve estar preparado para isso.

Verão

O calor fica mais intenso entre maio e setembro. Ir ao Egito durante o verão significa sentir o que você sempre imaginou que sentiria em um deserto: muito calor.

Junho, julho e agosto são os meses mais quentes, quando os termômetros marcam em torno dos 35 graus, mas a sensação térmica pode chegar a 50 graus.

Quando ir ao Egito

O calor do verão desafia a força de vontade de qualquer um, principalmente porque diversos programas turísticos envolvem ficar em baixo do sol, com roupas que cobrem boa parte do corpo, e ouvindo longas explicações de guias turísticos.

Dentro das grandes pirâmides o calor transforma o lugar em uma sauna – eu não indico fazer isso no verão.

Dicas mês a mês

Janeiro

Janeiro costuma ser um mês ensolarado e com possibilidade de chuvas ocasionais, que não chegam a atrapalhar a viagem.

É um mês de alta temporada, já que as temperaturas estão agradáveis, entre 10 e 19 graus.

Isso significa que hotéis e cruzeiros devem ser reservados com antecedência e que e pontos turísticos podem ficar mais movimentados.

Fevereiro

Com características semelhantes às de janeiro, fevereiro é um bom mês para conhecer o Egito e suas riquezas arqueológicas.

A temperatura dá uma leve subida, variando entre 12 e 22 graus. Este é o mês da Maratona da Cisjordânia – que pode ser no final de janeiro ou no começo de fevereiro.

Quando ir ao Egito

Março

Março é mais interessante até a primeira quinzena do mês, quando a temperatura ainda é bastante agradável. No final do mês, os termômetros já podem marcar 26 graus, com sensação térmica de quase 30 graus.

Ele é o último mês da estação de chuvas, que são raras  – lembre-se de que o Egito é um país de grandes desertos.

Abril

O clima já fica mais quente, mas ainda é possível visitar o país sem passar aperto. O período da Semana Santa é super movimentado e os preços ficam bem mais altos.

Em abril é muito comum acontecerem tempestades de areia trazidas pelo siroco, vento que sopra forte do deserto.

Em abril também acontece o Sham al Nessim, um festival cristão que teve origem no Antigo Egito e que celebra a chegada da primavera.

Maio

Em maio, as temperaturas já estão sempre acima dos 30 graus e o ar seco nos lembra constantemente que estamos em um deserto.

Por isso, não se esqueça da hidratação, da proteção solar e de cuidar dos olhos, porque muitas pessoas sentem ardência nas vistas.

Junho

Junho é o início do calor escaldante do verão, mas as temperaturas ainda não atingiram o pico. Portanto, pode ser um ótimo momento para visitar o país, se você não se importar com o calor.

É que, como já falei, os preços são muito mais baixos do que durante os meses mais amenos do ano.

Julho e Agosto

Julho e agosto são considerados os picos do verão, com temperaturas absurdamente altas e a sensação térmica pode chegar a 50 graus.

Como mencionei antes, além dos preços mais baixos, você terá mais tranquilidade, já que o volume de turistas é infinitamente menor do que o da alta estação – entre outubro e abril.

Se fosse você, eu tiraria esses meses da lista de quando ir ao Egito. Porém, eles são bons meses para quem quer fazer um cruzeiro pelo Nilo.

Setembro

O clima em setembro é bastante semelhante ao de junho. As temperaturas ainda estão altas, mas a brisa do mar torna o calor mais suportável e os preços geralmente são mais baixos do que entre outubro e abril.

Pode ser a melhor época para visitar lugares como o Mar Vermelho, já que você escapará das férias escolares e das multidões da alta temporada de outono e inverno.

Outubro

A chegada do outono marca o começo da alta temporada. Neste período, de outubro a abril, as temperaturas estão agradáveis e caminhar sob o sol já não é tão incômodo.

Na região do Cairo, a temperatura máxima pode chegar aos 30 e a mínima fica em torno de 20 gruas. Geralmente, os fins de tarde são lindos.

Novembro

Em novembro, as temperaturas caem bastante, podendo chegar a mínimas de 13 graus no Cairo e 11 graus em Luxor.

É o mês que a gente percebe com mais clareza o aumento do número de turistas chegando de várias partes do mundo.

Os hotéis já costumam a lotar e os grupos de turismo estão cada vez mais cheios.

Dezembro

Dezembro é o mês de transição entre outono e inverno, mas vale lembrar que o inverno não significa frio severo – mas, claro, que um casaco bom nunca será demais.

No Natal e no Ano Novo, os hotéis e cruzeiros aumentam significativamente as tarifas e as reservas precisam ser feitas meses antes. Por isso, eu aconselho planejar sua viagem com antecedência.

Melhor época para ir ao Egito

Provavelmente, você já se sente mais confortável para escolher quando ir ao Egito. Certo? Mas antes de bater o martelo, veja minhas conclusões.

A  melhor época para conhecer o Egito é entre outubro e abril,  quando as temperaturas são mais frescas em todo o país.

Nesta época, é mais confortável explorar as ruas movimentadas do Cairo, visitar as pirâmides no deserto e explorar as antigas tumbas faraônicas pelo interior do país.

Quando ir ao Egito

O verão, que vai de maio a setembro, é muito quente, embora as altas temperaturas sejam atenuadas pelo ar muito seco. Nesta época há menos visitantes e os preços ficam mais baixos.

Isso significa que o verão ainda é uma estação viável para sua viagem. Quem pretende fazer o cruzeiro no Nilo, o verão também é uma boa escolha.

Eu estive no Egito em janeiro, no inverno, e peguei dias ensolarados, agradáveis, mas a temperatura caia um pouco à noite, sem frio intenso.

INFORMAÇÕES BÁSICAS
Visto | Brasileiros precisam de visto, mas o pedido pode ser feito na chegada ao Egito.
Documentos | É necessário apresentar o passaporte e o seguro viagem é obrigatório.
Dinheiro| A moeda local é a libra egípcia (EGP). Você pode levar euros ou dólares e fazer o câmbio no país: veja como usar seu dinheiro no Egito.
Vacinas | A vacina contra covid-19 não é obrigatória (veja abaixo), mas é necessário estar vacinado contra febre amarela: veja como solicitar o certificado.

INFORMAÇÕES SOBRE COVID-19

De acordo com as informações da Autoridade de Turismo do Egito, antes de viajar para o país, você precisa estar preparado para apresentar os seguintes comprovantes:

  1. Seguro viagem com cobertura para covid-19, exigido para todos os viajantes, vacinados ou não – faça uma cotação do seguro viagem.
  2. Certificado de vacinação que tenha um QR Code válido – veja como solicitar o certificado internacional de vacinação contra covid;
  3. Resultado negativo do teste RT-PCR ou de antígeno (teste rápido) realizado no máximo 72 horas antes da partida do seu voo para o Egito – exigido de viajantes que não estiverem com o esquema vacinal completo;
  4. Formulário de declaração de saúde fornecido pela companhia aérea ou no aeroporto de chegada.

Testes de detecção de covid-19 estão disponíveis em nos aeroportos internacionais do Egito e custam, em média, USD 30, o RT-PCR.

As vacinas recebidas devem ser aprovadas pelo Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Autoridade de Medicamentos do Egito, e você deve ter recebido a segunda dose para vacinas que requerem duas doses (Moderna, AstraZeneca, Sputnik V, Sinovac e Sinopharm) ou a primeira dose para vacinas que requerem apenas uma dose (Johnson & Johnson e Sputnik light) pelo menos 14 dias antes de entrar no Egito.

Todos os viajantes estão sujeitos a exames de saúde na chegada, como verificações de temperatura e avaliação visual. Outros testes de saúde podem ser necessários para aqueles que apresentam sintomas gripais.

SEGURO VIAGEM

Devido à pandemia de covid-19,  o Egito tornou o seguro de viagem um requisito para todos os visitantes internacionais.  Sem ele, você poderá ser impedido de entrar no país.

Os dados da apólice do seguro viagem serão necessários para preencher o formulário de declaração de saúde, exigido para entrar no país.

Não há requisitos mínimos de cobertura para o seguro de viagem, exceto que a duração da cobertura seja equivalente ao período que você planeja ficar no país.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

Veja mais dicas do Egito

Ficou mas fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, é só deixar suas pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas do Egito.