O complexo de templos e pirâmides de Saqqara

1

Atualizado em 14 de março de 2018

O conjunto de templos e pirâmides de Saqqara, na cidade de Guiza, talvez seja a primeira experiência dos egípcios na construção de monumentos desse tipo. Só para ter uma ideia, muito antes da construção das pirâmides de Guiza, as estruturas daqui já eram consideradas inspiração para todo o país pela grandiosidade e pela técnica utilizada.

Apesar de sua fama atual, esse conjunto arquitetônico do Antigo Egito esteve coberto por areia até a metade do Século 20. E, na verdade, a pirâmide de Djoser não é exatamente uma pirâmide. Ela foi construída, na primeira fase, em três andares. Depois, foram acrescentados mais dois, atingindo a altura de sessenta metros.

A pirâmide de degraus, como também é conhecida, é misteriosa. A data de sua construção é desconhecida. Com subterrâneos simplesmente únicos e misteriosos, um fato curioso é que nesta área nunca foi encontrada uma múmia.

O complexo de templos e pirâmides de Saqqara

A pirâmide de Djoser: ela não é exatamente uma pirâmide.

IO complexo de templos e pirâmides de Saqqara

A arquitetura inovadora do Templo de Saqqara.

O complexo de templos e pirâmides de Saqqara

Dentro do templo, muitas colunas sustentam a estrutura.

Um pouco mais distante da capital – e também menos famoso –, o complexo de Saqqara é muito mais tranquilo de ser visitado. Aqui, não há aquele tanto de turistas ou vendedores ambulantes como eu encontrei em Guiza. Portanto, é possível caminhar com mais calma pelo gigantesco espaço que reúne as construções.

Quando estiver por aqui, não deixe de apreciar o muro que circula o complexo. Ele é absolutamente incrível. Foi feito de granito maciço, perfeitamente talhado. O muro tem dez metros de altura, 14 portas falsas e apenas uma verdadeira.

Programe sua visita a Saqqara

Quanto custa | A entrada no complexo de templos e pirâmides de Saqqara custa EGP 80. Estudantes pagam EGP 40.

Quando ir | Você pode visitar Saqqara todos os dias, das 8h às 16h. A melhor época para visitar o Egito é de outubro a maio, quando as temperaturas não são muito agressivas. Nos outros quatro meses – junho, julho, agosto e setembro –, é verão no Egito. As temperaturas muitas vezes podem chegar perto dos 50 graus, principalmente em Luxor, Aswan e em outras partes do sul do país. Apesar do calor, é nessa época que dá para ver o país sem aqueles milhões de turistas.

Nos feriados de fim de ano e na Páscoa, tudo fica muito mais tumultuado por causa dos turistas europeus que chegam aqui com frequência – principalmente para fazer um cruzeiro pelo Rio Nilo

Como chegar | As pirâmides de Saqqara ficam a cerca de 30 quilômetros do Cairo, e dificilmente você vai encontrar transporte público que chegue aqui com agilidade. Portanto, a melhor opção é contratar uma agência que leve você aos principais sítios arqueológicos da região, como as pirâmides de Guiza e a cidade de Mênfis.

O complexo de templos e pirâmides de Saqqara

A visita aqui á muito mais tranquila do que eu outros monumentos do Egito.

Onde ficar | Quando visitei a capital do Egito, eu fiquei na parte histórica da cidade, bem perto da Praça Tahir e do Museu do Cairo. É aqui que o coração da cidade parece bater mais forte, mas é aqui também que a confusão é maior. De qualquer forma, não há como conhecer o Cairo sem fazer parte disso tudo. Eu escrevi um post com as minhas dicas de onde se hospedar no Cairo.

Visto | Brasileiros precisam de visto para entrar no Egito. Mas o processo é simples e rápido. Todos os detalhes que você precisa saber estão aqui: Como solicitar o visto para o Egito.

Comida e Costumes | Se você nunca viajou para um país árabe, é importante saber um pouco da cultura para minimizar o impacto. Eu escrevi sobre algumas experiências que tive no post Costumes e comida do Egito.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

1 comentário

  1. Pingback: Saqqara, Pirâmides de Guizá e Mênfis são visitas obrigatórias! – Por Sabrina Saraiva – Uneworld Viagens e Turismo – Blog by Fabian Saraiva

Escreva um comentário