Subindo o Cerro de Monserrate, em Bogotá

30

Atualizado em 23 de abril de 2018

A capital colombiana é cinza por natureza. Seu clima, sempre nublado e frio, muitas vezes nos faz experimentar as quatro estações do ano em um único dia. É difícil se acostumar com ele logo de cara e pode ser que você sinta alguns efeitos colaterais.

Outro fator que pouco ajuda é Bogotá estar a exatos 2.640 metros acima do nível do mar. Logo, alguns sintomas como cansaço além do normal, dor de cabeça, enjoo e até ânsia de vômito podem afetar os viajantes que chegam aqui. Então, a principal dica para os primeiros dias é pegar leve, deixar o seu corpo se adaptar e se hidratar bastante.

Eu, como sou mais acostumado com essas loucuras, resolvi encarar a subida ao Monserrate logo no primeiro dia. Eu sentia uma leve dor de cabeça, mas ela não me parou. Tomei algumas pílulas e um café reforçado. Eu comi o tamal, um prato bem típico que inclui arroz temperado com carne de frango, servido em folha de bananeira. Depois, segui rumo à minha primeira aventura colombiana.

Cerro de Monserrate | Essa montanha é um dos principais pontos turísticos de Bogotá. São 2.350 metros de subida, vencidos com dificuldade em aproximadamente uma hora de caminhada. Eu fiz várias paradas para recuperar o fôlego. Enquanto isso, via colombianos mais bem preparados subirem e descerem correndo as escadarias, que parecem não ter fim. Monserrate é ideal para atletas em fase de preparação antes de campeonatos, mas há também os que escalam a montanha por simples prazer.

Há, ainda, os que fazem esse trajeto motivados pela fé. No alto de Monserrate está a Basílica Santuario del Señor Caído de Monserrate, construída no século XVII. Muita gente vem aqui especialmente para prestar-lhe a devoção que cultivam.

Durante o percurso, encontrei várias barracas que vendem frutas e água. Elas foram ideais para restaurar minhas energias, enquanto descansava olhando Bogotá aos meus pés.

cerro-de-monserrate-bogotá-03

Caminho: são 2.350 metros de subida.

cerro-de-monserrate-bogotá-05

Pausa para descansar e apreciar a cidade.

cerro-de-monserrate-bogotá-06

Bogotá aos meus pés.

Depois de muitos degraus e subidas íngremes, alcancei a parte mais alta do monte, chegando a 3.200 metros acima do nível do mar. Aqui no topo, há uma feirinha de artesanato, onde o chá de coca custa COP 3.000. Esse chá é livremente consumido entre os povos que vivem na Cordilheira dos Andes – um aliado no combate aos sintomas do mal de altitude. Aproveitei e comprei um pacotinho para levar (pode parecer estranho, mas eu amo esse chazinho!).

Prepare-se para subir o Cerro de Monserrate

Algumas informações são importantes para que você desfrute mais do seu passeio, como não fazer refeições pesadas antes de subir, levar uma garrafinha com água e passar protetor solar, reforçando a proteção no caminho, pois o sol tímido de Bogotá pode facilmente queimar sua pele.

Leve um casaco, mas tenha uma camiseta mais leve para usar por baixo, pois na caminhada você sentirá calor. É importante que você não ultrapasse os limites do seu corpo. Evite fazer a subida no primeiro dia, logo depois de sua chegada à cidade, pare sempre que achar necessário e descanse: é melhor se acostumar com a altitude a fim de aproveitar mais a subida.

cerro-de-monserrate-bogotá-09

Basílica: construção do século XVII.

cerro-de-monserrate-bogotá-07

Interior da basílica em dia de missa.

cerro-de-monserrate-bogotá-08

A feirinha de artesanato: todo turista ama.

cerro-de-monserrate-bogotá-12

O prédio do restaurante Casa Santa Clara.

Como chegar | Do Aeroporto El Dorado (BOG), por exemplo, você pode tomar a linha K6 do Transmilenio, o sistema de ônibus articulados, e descer na estação Universidades. Você pode, ainda, escolher entre um táxi e o Uber, que funciona bem na cidade. Se não quiser fazer essa longa caminhada para chegar ao topo, você pode usar o funicular – similar a um bondinho que se movimenta sobre trilhos –, pagando uma tarifa de COP 8.200, ou o teleférico, que custa COP 7.900.

Reserve já o seu hotel em Bogotá e garanta os melhores preços.

Quanto custa | A entrada para o Monserrate é gratuita, mas para usar o banheiro você pagará COP 800. Para saber mais, acesse o site do Cerro de Monserrate.

Onde comer | No topo de Monserrate há dois restaurantes. O Casa de San Isidro serve pratos da culinária francesa (confesso que achei meio sem sentido) e tem os preços bem elevados. Já o Casa de Santa Clara tem comida típica bogotana e preços mais amigáveis. Eu almocei um delicioso ajiaco, que é um prato típico com uma sopa de milho e frango, servido com abacate e arroz de coco. Minha refeição custou COP 25.900.

Para acompanhar, tomei uma lulada, um tipo de suco feito com uma fruta local, o lulo, e que custou COP 8.300. O Santa Clara funciona em um casarão construído em 1924 na parte baixa da cidade. Há 37 anos ele foi desmontado e novamente montado no alto do morro, onde passou a funcionar como restaurante.

cerro-de-monserrate-bogotá-10

Ajiaco: comida de primeiro com preço justo.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

30 Comentários

  1. Avatar

    Olá! Vou a Bogota dia 29,30 e 31 de Dezembro
    Qual o melhor horário para realizar este passeio?
    Manhã ou a tarde?
    Quero fazer teleferico e museu do ouro no mesmo dia

  2. Avatar

    Cheguei em Bogotá num sábado à noite e subi a escadaria de MonteSerrate logo no domingo. Paguei todos os meus pecados, e não tomei nem chás e nem nenhum remédio…. kkkkkkkkk

  3. Avatar

    Olá, tenho apenas o horario das 8h até 11h para fazer esse passeio pois estarei só de escala em Bogotá, será que dá tempo? preciso estar no aeroporto ao 12:00h mas queria muito aproveitar o tempo para algo legal.

    • Altier Moulin

      Oi, Ana.

      Sugiro que você faça outros programas em Bogotá. Esse vai lhe tomar muito tempo, além de exigir muito fôlego.

      Um abraço.

  4. Avatar

    Me tira uma duvida estou querendo ir em Outubro, nas minhas férias os hostel que vc ficou, foi reservado todos com antecedência, ou vc foi escolhendo conforme chegou lá.

    • Altier Moulin

      Ei, Bernadete.
      Até que dá tempo, mas se prepare para a altitude, porque muita gente passa mal nos primeiros dias.
      Bogotá está a 2.640 metros de altitude e o Monserrate a 3.152.
      Sair do nível do mar para essa altura não é mole.

      Uma opção é visitar o Centro Histórico, o Museu do Oro e a Catedral, que ficam na mesma região.

      Um abraço.

  5. Avatar

    Olá, Altier!
    Bom dia!
    Estou programando minhas férias para 15/20 dias em março/abril de 2018. Estou dissecando seu blog, que é muito bom.
    Quando fui para Uruguai, fiz do mesmo jeito com viveruruguai, que também é muito bom.
    Vocês nos ajudam muito com as dicas.
    Enfim, passando só para agradecer e parabenizá-lo.
    Abraços.

  6. Avatar

    Boa tarde. Vamos em fevereiro/2018 mas ainda tenho dúvidas com relação ao melhor hotel pra ficar. Prefiro ter segurança pra sair a noite então já sei que não dá pra ficar no centro. Qual hotel voce me recomendaria além do Morrison 84.

  7. Avatar

    Bom dia!

    Estarei viajando para Bogotá dia 12/05 a 15 e de 16 a 19/05 Cartagena, tenho duvidas de quantos dólares vou precisar em media para esta viagem. Onde estarei trocando no aeroporto quando chegar por la

  8. Avatar

    Olá., estou acostumado com trilhas e altitude. Tenho 8 horas de conexão e 4 horas (liquidas) para subir e descer o mont. Seria suficiente tendo como referencica o inicio do percurso a pe ? quanto tempo vc levou so pra subir ?
    Abs

Escreva um comentário