Quando ir a Pequim: veja como é o clima e qual a melhor época para viajar

Atualizado em 13 de outubro de 2022 – 3 min de leitura

Você vai visitar a China, mas está com dúvida de como é o clima na capital? Realmente, esta é uma preocupação muito importante, porque a cidade muda de acordo com as estações do ano. Então, eu explico quando ir a Pequim e mostro tudo que você precisa saber antes de partir.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Quando ir a Pequim

O clima  é classificado como temperado. Isso significa que as quatro estações são bem definidas, mas, no verão, chove mais e o inverno é seco e frio. Eu estive na cidade em dezembro, um dos meses mais gelados do ano, e vi isso de perto, como mostro em: Como é visitar a Muralha da China.

A temperatura média anual é baixa – cerca de 12 graus – e nos dias mais frios pode chegar a -8 graus. Janeiro é o mês mais frio e, julho, o mais quente, quando os termômetros podem chegar a 30 graus.

A primavera e o outono são estações de transição, com pouca chuva e temperaturas agradáveis.  Além do clima, outra dica é ficar de olho no calendário chinês de feriados.

Quando ir a Pequim

Primavera

A temperatura na estação das flores é agradável, variando entre 10 e 22 graus. Para nós, brasileiros, a dica de levar um casado é essencial, porque faz aquele friozinho à noite.

Nesta época, como você pode imaginar, os parques ficam mais coloridos e há mais atividade ao ar livre. O movimento de turistas, que tem um pico no verão, já diminui e dá para aproveitar melhor os atrativos sem enfrentar longas filas.

Verão

A estação mais quente dura cerca de quatro meses, de maio a setembro. A temperatura média máxima é de 25 graus e as chuvas são frequentes – inclusive, com tempestades, resultado das monções que afetam diretamente o sudeste asiático.

Quando ir a Pequim

É nesta época que Pequim fica entupida de gente: chineses e gringos querem aproveitar os dias para explorar a cidade e o caos se forma. Então, esteja preparado para enfrentar filas e não se esqueça de dar uma olhada nos hotéis com antecedência.

Outuno

O outono é uma boa época para ir a Pequim, porque os dias têm, quase sempre, céu limpo e a temperatura é parecida com a da primavera, entre 10 e 22 graus. A dica de levar um agasalho também é válida.

Inverno

A estação fria chega a Pequim, de fato, a partir de novembro e fica até fevereiro. Nessa época, a temperatura máxima média é de 7 graus. Em janeiro, faz muito frio – muito mesmo. A média mínima do mês é de -8 graus e a máxima nunca supera zero grau.

Como disse, eu estive em Pequim no inverno e afirmo que é indispensável estar bastante abrigado, com roupas quentes e um casaco corta-vento. Não descarte a ideia de levar um gorro e um par de luvas.

Como esta é a estação seca, os dias estavam limpos e ensolarados, mas isso não é sempre, já que é comum ter nevoeiro, o que pode causar o fechamento de aeroportos.

Como visitar a Cidade Proibida, em Pequim

O pior do inverno em Pequim, em minha opinião, é a poluição: com o tempo seco e frio, a gente vê nitidamente aquela massa de impurezas sobre a cidade. Assim, fica fácil ter problemas respiratórios e dor de garganta, por exemplo. Depois de ver isso de perto eu entendi porque muitos chineses usam máscaras no dia a dia.

Melhor época para viajar

Já decidiu quando ir a Pequim? Se não, saiba que os meses de maio, junho, agosto e setembro são os mais procurados por quem quer ir à China, em geral, porque é quando o tempo está mais agradável.

Nesses meses, as temperaturas ficam entre 18 e 27 graus e os dias são limpos, com pouca chance de chuva: ideais para a gente bater perna pela cidade.

No verão, os preços das passagens aéreas sempre sobem e, no inverno, as promoções são mais frequentes. Porém, claro, você precisa pensar no que é mais importante para você: tolerar o frio intenso ou gastar um pouco mais.

Informações Básicas

Visto

Brasileiros precisam de visto para entrar no país. Veja como solicitar o visto para China.

Documentos

Você precisa apresentar o passaporte com, no mínimo, seis meses de validade.

Dinheiro

A moeda nacional é o yuan renminbi, identificada pelas siglas CNY e RMB, e pelos símbolos ¥, 元  e 角, em chinês.

Vacinas

A vacinação contra febre amarela é obrigatória. Saiba como solicitar o certificado pela internet.

Informações sobre covid-19

No dia 22 de maio, a China atualizou as regras para entrada de brasileiros no país. A partir de agora, os viajantes devem cumprir os seguintes requisitos:

Apresentar dois exames RT-PCR negativos, sendo o primeiro feito, no máximo, 48 horas antes do embarque, e o segundo, dentro de 12 horas antes da partida do voo. Se ambos forem realizados na mesma instituição, deve-se garantir o intervalo de pelo menos 24 horas.

Com os resultados dos dois exames, é preciso solicitar o Código Verde à Embaixada ou ao Consulado-Geral da China. É preciso apresentar, também, uma cópia da página de dados pessoais do passaporte, roteiro completo de viagem, comprovante de reserva para dois testes RT-PCR no local de conexão, quando houver, cópia do certificado de vacinação (exceto para viajantes não vacinados) e Declaração da Condição de Saúde, disponível online.

Ainda há uma série de especificações para viajantes já infectados pelo novo corona vírus e para aqueles que testarem positivo em um dos exames. Casos assim serão tratados particularmente pelas representatividades chinesas no Brasil, e você pode ver todos os detalhes no site do Consulado da China em São Paulo.

RETORNO AO BRASIL

De acordo com informações da Anvisa, viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo, ou RT-PCR, coletado até 72 horas antes do embarque.

Seguro viagem

Nem todos os países têm um sistema de saúde público e gratuito. Na verdade, na maioria deles, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem. No caso da Bolívia, o  seguro viagem passou a ser obrigatório  depois da pandemia de covid-19.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Você já imaginou quanto custa um tratamento médico para esses casos em outros países? Dependendo da gravidade, o atendimento pode custar milhares de dólares, podendo gerar sérias dificuldades financeiras para você e seus familiares para o resto da vida.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

Veja mais dicas da China

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida é só deixar sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da China.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

1 Comentário

  1. Celino

    Tenho um Provérbio, quem não viveu a vida não tem História para contar….

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *