Dinheiro na China: veja como fazer o câmbio e quais as taxas cobradas

Atualizado em 13 de outubro de 2022 – 2 min de leitura

Quem está planejando uma viagem para o país, já deve ter se perguntado como funciona o dinheiro na China. Dúvidas de como fazer os saques, quais taxas são cobradas e até mesmo de como funciona o câmbio surgem na cabeça de qualquer viajante antes de partir.

Para lhe ajudar, eu resumi as principais informações. Assim, você usa da melhor forma e ainda economiza seu dinheiro na China.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Dinheiro na China

Antes, você precisa saber que a moeda nacional é o yuan renminbi, que, popularmente, é chamado apenas de yuan ou de renminbi. Na gíria, é comum se referir à moeda como kuài e Mao. Ela é identificada pelas siglas CNY e RMB, e pelos símbolos ¥, 元  e 角, em chinês.

Câmbio

De forma geral, o CNY equivale a, aproximadamente, R$ 0,50. Essa é a forma mais rápida de fazer a conversão, mas, claro, é sempre fundamental consultar o valor atualizado para o dia.

As casas de câmbio chinesas não aceitam real, então você deve levar euro ou dólar e fazer a conversão quando chegar ao país. A notas de maior circulação são as de 1, 5, 10, 20, 50 e 100, e o risco de falsificação é muito baixo.

Dinheiro na China: câmbio, taxas e saques

Saques

É fácil sacar dinheiro na China. As principais cidades têm caixas eletrônicos nas ruas e nos comércios. Em sua maioria, esses equipamentos funcionam 24 horas e têm opção para o idioma inglês.

Se preferir, você poderá sacar CNY diretamente de sua conta corrente usando seu cartão de débito. Para fazer isso, você precisará autorizar o uso de seu cartão no exterior e pagará o IOF de 6,38%.

Desde 2013, todos os gastos feitos com cartão no exterior têm um acréscimo de 6,38% de IOF, independentemente da forma como você gasta: crédito, débito ou pré-pago. A menor taxação é para a moeda em espécie, que é de 1,1%.

Taxas

Na hora de sacar seu dinheiro na China, é importante ficar atento às mensagens que aparecem na tela, porque alguns bancos cobram taxas para saques em cartões de outros países. Se isso acontecer, ande mais um pouco para encontrar um que não faça a cobrança. Não será difícil.

Os gastos feitos com cartão de crédito no exterior são convertidos para o dólar turismo – na maioria dos cartões –, e reconvertidos para o real no dia do fechamento de sua fatura. É isso que pode fazer a sua conta dobrar caso haja uma forte variação no preço do dólar.

Dinheiro na China: câmbio, taxas e saques

Dinheiro na China

A maior parte dos hotéis, restaurantes e estabelecimentos comerciais não aceita cartões de crédito. O negócio aqui é pagar com dinheiro, na moeda local, ou via Wechat, um aplicativo semelhante ao Whataspp, que também faz transações financeiras.

Independentemente de você planejar usar ou não o seu cartão, desbloqueie-o para uso no exterior antes de sair do Brasil. No caso de uma emergência, ele poderá ser útil. A mesma regra vale para seu cartão de débito.

Na chegada ao país, se estiver transportando um montante igual ou superior a CNY 20.000, ou o equivalente em outras moedas, você deverá informar isso. Se não declarar a entrada da moeda estrangeira ou fizer declarações falsas, incompletas ou equivocadas, as autoridades poderão reter os valores e impor sanções cambiais.

Informações Básicas

Visto

Brasileiros precisam de visto para entrar no país. Veja como solicitar o visto para China.

Documentos

Você precisa apresentar o passaporte com, no mínimo, seis meses de validade.

Dinheiro

A moeda nacional é o yuan renminbi, identificada pelas siglas CNY e RMB, e pelos símbolos ¥, 元  e 角, em chinês.

Vacinas

A vacinação contra febre amarela é obrigatória. Saiba como solicitar o certificado pela internet.

Informações sobre covid-19

No dia 22 de maio, a China atualizou as regras para entrada de brasileiros no país. A partir de agora, os viajantes devem cumprir os seguintes requisitos:

Apresentar dois exames RT-PCR negativos, sendo o primeiro feito, no máximo, 48 horas antes do embarque, e o segundo, dentro de 12 horas antes da partida do voo. Se ambos forem realizados na mesma instituição, deve-se garantir o intervalo de pelo menos 24 horas.

Com os resultados dos dois exames, é preciso solicitar o Código Verde à Embaixada ou ao Consulado-Geral da China. É preciso apresentar, também, uma cópia da página de dados pessoais do passaporte, roteiro completo de viagem, comprovante de reserva para dois testes RT-PCR no local de conexão, quando houver, cópia do certificado de vacinação (exceto para viajantes não vacinados) e Declaração da Condição de Saúde, disponível online.

Ainda há uma série de especificações para viajantes já infectados pelo novo corona vírus e para aqueles que testarem positivo em um dos exames. Casos assim serão tratados particularmente pelas representatividades chinesas no Brasil, e você pode ver todos os detalhes no site do Consulado da China em São Paulo.

RETORNO AO BRASIL

De acordo com informações da Anvisa, viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo, ou RT-PCR, coletado até 72 horas antes do embarque.

Seguro viagem

Nem todos os países têm um sistema de saúde público e gratuito. Na verdade, na maioria deles, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem. No caso da Bolívia, o  seguro viagem passou a ser obrigatório  depois da pandemia de covid-19.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Você já imaginou quanto custa um tratamento médico para esses casos em outros países? Dependendo da gravidade, o atendimento pode custar milhares de dólares, podendo gerar sérias dificuldades financeiras para você e seus familiares para o resto da vida.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

Veja mais dicas da China

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida é só deixar sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da China.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

4 Comentários

  1. Fred

    Vale a pena trocar yuans por dólar antes de voltar pro Brasil ou é melhor trazer yuans pra trocar aqui?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Fred.

      Dificilmente você vai conseguir trocar yuans na maioria das cidades brasileiras.
      Evite trocar muito dinheiro para não ‘sobrar’ no fim da viagem.

      Um abraço.

      Responder
  2. Marcelo Diniz

    Olá. Estou viajando a Pequim no dia 23/09/19 e tenho dúvidas sobre o câmbio. Vale a pena trocar dolares no aeroporto de Pequim? Teria alguma dica em relação a isso? Muito Obrigado!!! Abraços

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Marcelo.

      Você diz trocar dólares pela moeda chinesa, certo?
      Vale para os primeiros custos. Depois, você pode procurar um local com tarifa menor.

      Um abraço.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *