10 coisas imperdíveis para fazer em Joanesburgo: o essencial da cidade

Atualizado em 25 de outubro de 2022 – 5 min de leitura

fazer em Joanesburgo

Antes de embarcar para a cidade, eu conversei com algumas pessoas e li alguns relatos na internet sobre o que fazer em Joanesburgo, mas quase todos foram categóricos em afirmar que era melhor não ir com tanta expectativa.

Ainda bem que não me deixei levar por essas opiniões, pois Jozi – apelido carinhoso usado por quem mora na cidade – me surpreendeu.

É que, normalmente, Joanesburgo não é escolhida como um importante atrativo para o turismo. Mas, se você aguçar o olhar, vai descobrir que há muito o que fazer em Joanesburgo.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Um pouco sobre Joanesburgo

Joanesburgo é a porta de entrada para todo o sul do continente africano. A maior cidade da África do Sul tem mais de cinco milhões de habitantes e é sede da Corte Constitucional, órgão responsável por preservar o direito de todos os cidadãos do país, independentemente da cor de sua pele.

Escala obrigatória para destinos mais desejados como Cape Town e Durban, é também dela que parte grande parte dos viajantes que fazem o safári no Kruger National Park.

Na maior reserva ambiental do país, um enorme número de viajantes chega a cada ano para apreciar os big five – os animais mais difíceis de serem encontrados da savana – e tantas outras espécies  sul-africanas.

Mas eu também preciso dizer que Joanesburgo é considerada uma das cidades mais desiguais do mundo pela ONU, e isso se reflete também na segurança pública.

Não é indicado caminhar sozinho – ou até mesmo acompanhado – em boa parte da cidade depois do pôr do sol. Como os níveis de criminalidade são muito elevados, sempre é bom ter cuidado.

Quem está acostumado com as grandes cidades brasileiras já se tornou especialista no assunto. Manter o olhar na mochila e não ostentar objetos caros são fundamentais.

O que fazer em Joanesburgo

Carlton Centre

O Carlton Centre tem cinquenta andares e um mirante, chamado Top of Africa, e é um bom começo para ter uma visão geral da cidade é ver tudo do alto.

Dele, você pode ter uma vista bem ampla de Joanesburgo: os principais bairros, os estádios da Copa do Mundo e as avenidas mais movimentadas estão ao seu alcance.

fazer em Joanesburgo

A entrada custa ZAR 15, e crianças pagam ZAR 10. A visita pode ser feita de terça a domingo, das 7h às 19h.

Gandhi Square

Pertinho do Carlton Center fica a Gandhi Square.

Essa é uma praça que homenageia o ativista político e pacifista indiano Mahatma Gandhi que viveu em Joanesburgo por mais de vinte anos e defendeu a minoria hindu durante o apartheid.

fazer em Joanesburgo

Nos anos do período de segregação racial que vigorou no país de 1948 a 1994, os direitos da maioria da população foi restringido pelos governos da minoria branca.

Constitution Hill

Gandhi foi um dos prisioneiros da Número 4, uma antiga cadeia para presos políticos acusados de se rebelarem contra o governo separatista.

Nela, também ficaram Nelson Mandela e tantos outros que ousaram levantar a voz contra os abusos cometidos por quem comandava o país.

fazer em Joanesburgo

Hoje, a prisão é um centro de memória que lembra os horrores do apartheid.

Dentro do antigo forte que protegia a prisão, foi construída a Corte Constitucional da África do Sul, o que seria para nós brasileiros o Supremo Tribunal Federal.

Visitar a Constitution Hill é uma viagem introspectiva, reflexiva e que nos leva a um passado que jamais deve ser esquecido.

Nelson Mandela Square

Esse shopping tem uma excelente praça de alimentação, e aqui você pode aproveitar para descansar e renovar as energias. Curtir o fim de tarde em um dos seus espetaculares bares e restaurantes sempre será uma boa pedida.

Lion and Safari Park

Quem procura um pouco mais de aventura, deve visitar o Lion and Safari Park.

Essa imensa área verde fica na cidade vizinha chamada Lanseria, onde você poderá não apenas contemplar os animais, mas também tocá-los. Esse é um passeio que você jamais pode deixar de  fazer em Joanesburgo, como eu já expliquei em outro artigo.

fazer em Joanesburgo

Museu do Apartheid

Esse museu deve estar no topo de sua lista do que fazer em Joanesburgo. Uma visita ao Apharteid Museum vai lhe dar uma verdadeira aula histórica que você nunca vai esquecer.

Nas paredes, fotografias e outros objetos retratam o peso da lei dos brancos aplicada sobre negros, mestiços, gays e asiáticos.

A entrada para adultos custa ZAR 65. Crianças, aposentados e estudantes pagam ZAR 50.

Um adicional de ZAR 5, por pessoa, é cobrado caso deseje ser acompanhado por um guia local. Para essa opção, você deverá agendar com antecedência. O Apharteid Museum não abre na Sexta-feira Santa nem no Natal.

fazer em Joanesburgo

Museu África

Esse museu fica no prédio onde funcionou, por longos anos, o mercado de frutas e verduras de Joanesburgo.

Ele retrata fatos importantes e características geográficas, populacional e também aspectos da sociedade contemporânea, mas as exibições do Museum Africa são muito mais que quadros, fotos e objetos.

fazer em Joanesburgo

Elas apresentam, na verdade, a memória de momentos-chave da trajetória da cidade e da África do Sul.

Jardim Botânico

Com mais de 80 hectares, esse é um dos melhores parques da cidade e, por isso, deve estar em sua lista do que fazer em Joanesburgo.

Construído em um antigo campo de golf, com pouquíssimas árvores, hoje o Botanical Gardens é um espaço democrático onde você pode fazer caminhadas, piquenique ou simplesmente descansar à sombra de uma de suas frondosas árvores.

Em ocasiões especiais, há shows de artistas sul-africanos e internacionais que deixam o ambiente ainda mais agradável.

Soweto

Esse é um passeio que você jamais pode deixar de fazer em Joanesburgo.

Neste território, onde vive um aglomerado de gente unida pela cor da pele, a história de resistência contra a discriminação racial não ficou no passado.

Ainda hoje, aqui se respira a memória daquele tempo de segregação, e isso pode ser visto quando visitamos a casa onde morou Nelson Mandela ou a igreja onde atuou o arcebispo Desmond Tutu – eu já expliquei como é visitar a Casa de Mandela e como conhecer Soweto.

fazer em Joanesburgo

Provar as comidas típicas

A culinária sul-africana é rica e fortemente influenciada pelos indianos que chegaram aqui muito cedo. A papa, um cozido semelhante à polenta, é a receita mais famosa. Feita da farinha do milho branco, ela serve de acompanhamento para carnes e legumes.

Outro prato comum é o bobotie, preparado com pão e carne moída. Há quem afirme que essa era a comida preferida de Nelson Mandela, o maior ícone da nação.

fazer em Joanesburgo

Já o biltong – com sua aparência nada agradável – é um tipo de carne desidratada que pode ser feita de vaca ou de carne de caça, como avestruz, gnus e impalas. É comum ver lojas especializadas que oferecem os muitos tipos e sabores dessa especiaria. Os nativos degustam o biltong como petisco.

Para adoçar a sua vida, experimente a amarula. A bebida local produzida com os frutos da Maruleira é muito comum no país. Nos bares, há uma infinidade de drinques que eles preparam tendo como base essa delícia com um leve gosto de chocolate.

Onde ficar em Joanesburgo

Quando estava planejando minha viagem para a África do Sul, mesmo depois de ouvir tantas opiniões negativas sobre a cidade, eu estava certo de que Joanesburgo merecia muito mais do que poucas horas de conexão dentro do aeroporto, mas ainda faltava decidir onde me hospedar.

Então, eu descobri que há duas regiões ideais para ficar em JoanesburgoSandton Rosebank, que são muito procuradas por turistas do mundo todo.

→ Melhores hotéis de Joanesburgo

Nessas áreas, eu estaria próximo da estação do Gautrain, o metrô de superfície que vai até o aeroporto, e perto do Nelson Mandela Square, um shopping que é um dos principais pontos de encontro de Joanesburgo.

Mas claro, há muitas outras áreas interessantes para escolher onde ficar em Joanesburgo. Veja esta lista:

  • Sandton, o novo centro comercial da cidade;
  • Rosebank, o bairro mais interessante para viajantes;
  • Melrose, uma boa escolha na região central;
  • Centro, os melhores bairros são Newtown e Maboneng.

Eu sempre faço minhas reservas com o Booking.com, o site que mais confio. O processo é sempre muito fácil, as regras de cancelamento gratuito são flexíveis e quanto mais uso o site para fazer reservas, mais descontos ganho.

Agora, antes de decidir onde ficar em Joanesburgo, você precisa saber o que tem em cada um desses bairros e quais as melhores opções de hospedagem de cada um.

Antes de prosseguir, eu só quero dizer mais uma coisa muito importante: em Johannesburgo, tudo é longe e espalhado, então não espere encontrar um hotel que fique perto de todos os atrativos da cidade. Escolha um com uma  localização segura  e com bons serviços e comodidades no entorno.

Para ter uma viagem inesquecível, veja estas dicas rápidas:

  • Vá ao Carlton Centre para ver a cidade do alto;
  • Visite a emocionante Constitution Hill;
  • Passe um dia em Sowetto e aprenda muito sobre o Apartheid;
  • Coma o biltong e depois me conte o que achou;
  • Estique a viagem e faça um safári no Kruger Park.

Sandton

Este é o novo centro comercial de Joanesburgo, uma área nobre e muito movimentada. De fato, o bairro não tem a cara da cidade – são shopping e mais shoppings –, mas acaba sendo uma região mais segura e de fácil acesso ao aeroporto.

Tudo é muito organizado, limpo e caro – para os padrões do país, sim, é caro. Veja o que acha destas opções:

Radisson Blu Gautrain Hotel

A localização do Radisson Blu Gautrain Hotel é excelente, na esquina do Nelson Mandela Square, onde existem vários restaurantes, bares, cafés e lojas. A estação do Gautrain fica, praticamente, em frente ao hotel e, com ele, você chega ao aeroporto em menos de 20 minutos.

Onde ficar em Joanesburgo

Os quartos seguem o padrão mundial da rede e é sem decepção: a gente já sabe o que vai encontrar, não é mesmo? O café da manhã é fantástico, as acomodações confortáveis e o pessoal que trabalha no atendimento é muito alegre e educado.

Onde ficar em Joanesburgo

Como tudo na vida, é preciso pagar um pouco mais para ter coisas boas. Em contrapartida, o hotel oferece serviço de traslado gratuito em um raio de quatro quilômetros de distância e tem uma piscina maravilhosa. Por isso tudo, é uma ótima opção para ficar em Joanesburgo.

Onde ficar em Joanesburgo

Signature Lux Hotel

O Signature Lux Hotel é uma opção bem prática. Ele fica coladinho no Nelson Mandela Square e perto de tudo. Os quartos não são grandes, mas sempre estão limpos e têm camas boas. O café da manhã é delicioso e o atendimento é sempre muito elogiado.

Onde ficar em Joanesburgo

O hotel tem uma decoração bem interessante, uma fachada incrível e um custo-benefício bastante vantajoso. É uma das melhores escolhas para ficar em Joanesburgo sem gastar muito e desfrutar da área mais moderna da cidade.

Onde ficar em Joanesburgo

Protea Hotel by Marriott Babalaika

Subindo bastante o nível, temos o Protea Hotel by Marriott Balalaika. A localização é excelente, a cinco minutos do Nelson Mandela Square. Os quartos são sensacionais, com camas muito macias e banheiros amplos. Eles têm vista para a piscina e para o jardim, de onde vem o canto dos pássaros todas as manhãs.

Onde ficar em Joanesburgo

O atendimento é impecável e o café da manhã é excelente, com todo tipo de comida que você imaginar. O hotel também tem um restaurante excelente que serve jantar e um bar com ótima carta de vinhos.

Onde ficar em Joanesburgo

O hotel preza pelos detalhes e eles fazem muita diferença: saquinhos de chás e chaleiras nos quartos, televisão com acesso a internet, decoração colorida e várias obras de artes fazem a gente se sentir em uma verdadeira exposição. Vale cada centavo!

Onde ficar em Joanesburgo

The Capital 20W

O The Capital 20 West também fica bem pertinho do Nelson Mandela Square e tem quartos modernos que parecem apartamentos de tão grande. Alguns têm cozinha completa e você pode preparar suas refeições e economizar. A piscina ao ar livre é sensacional e o terraço é perfeito para o fim de tarde.

Onde ficar em Joanesburgo

Como fica em Sandton, você terá tudo a um passo do hotel: bons restaurantes e shoppings com lojas famosas estão na lista. O atendimento é muito elogiado e todos os funcionários sempre estão disponíveis para nos ajudar.

Onde ficar em Joanesburgo

Sem dúvida, tem um excelente custo-benefício, porque o valor da diária é muito bom se comparado com hotéis desta área. A única coisa é que o café da manhã deveria ser incluído no valor da diária.

Onde ficar em Joanesburgo

Sandton Executive Suites

O Sandton Executive Suites é um conjunto de apartamentos muito bem localizado, com ambientes espaçosos e completamente mobiliados. Cada apartamento tem tudo o que a gente precisa – e muito mais. Eu acho esta opção perfeita para quem está viajando com um grupo de amigos ou em família.

Onde ficar em Joanesburgo

A cozinha tem micro-ondas, geladeira e outros utensílios básicos, ideal para quem gosta de preparar as próprias refeições ou para quem tem algum tipo de restrição alimentar. O banheiro tem banheira e um chuveiro muito bom: eu adoro uma boa ducha.

Onde ficar em Joanesburgo

Depois de um dia inteiro andando pela cidade, a gente ainda pode relaxar na piscina ou caminhar tranquilamente pelo jardim. Outro ponto positivo é ótima relação custo-benefício, o que faz dele uma ótima opção para ficar em Joanesburgo.

Onde ficar em Joanesburgo

Rosebank

Uma parada depois de Sandton, para quem vai sair do aeroporto usando o Gautrain, Rosebank é um meio-termo cultural da cidade. Ele é a mistura de muita coisa boa e está cheio de manifestações de arte e cultura pelas ruas.

Há, também, muitos cafés, restaurantes, lojas e galerias de arte. Então, a região acaba sendo privilegiada.

Rosebank tem áreas mais comerciais e outras mais residenciais e é um bairro que combina perfeitamente a magia da África com as tendências da Europa. Isso faz dele  o bairro mais legal de Joanesburgo. 

Holiday Inn Johannesburg-Rosebank

Muito bem localizado, o Holiday Inn Johannesburg-Rosebank tem uma ótima relação custo-benefício e comodidades essenciais para que seus dias sejam perfeitos. Muito bem conectado com o resto da cidade, fica fácil de explorar todos os cantos de Joanesburgo.

Além disso, o hotel tem um serviço de traslado gratuito, em horários programados, para o Rosebank Mall, a estação Gautrain Rosebank, o shopping Sandton City, a estação Gautrain Sandton e para o Nelson Mandela Square.

O café da manhã é espetacular, sempre com muita variedade e o atendimento realmente é um diferencial do hotel. Há vários shoppings, restaurantes, bares por perto. Então, não vai faltar opção para sua programação.

Easy Stay

O Easy Stay é bem localizado e dá para explorar bastante a área em curtas caminhadas: há muitos restaurantes ótimos ao redor do hotel e, pelo menos, uma boa experiência gastronômica já está garantida. Se precisar de dicas, é só perguntar ao pessoal da recepção que eles ajudam com tudo.

Os quartos são espaçosos, bem arejados, sempre muito limpos e organizados. A decoração é leve, as camas são boas, os banheiros também,  e a maioria dos quartos tem uma sala de estar, que deixa tudo mais confortável. É um bom hotel com custo-benefício justo.

54 On Bath

O 54 on Bath é um espetáculo e nunca decepciona. Sua arquitetura estilosa, os jardins super bem cuidados, a piscina, as mesinhas e cadeiras do lado de fora mostram que ele é um hotel diferente, com aquele aconchego bom de encontrar em uma viagem.

Onde ficar em Joanesburgo

Os quartos são extremamente confortáveis, com camas grandes, salas de estar, banheiros muito bem planejados e são limpos várias vezes por dia. O nome disso é cuidado!

O café da manhã é ótimo, com muitas variedades, e o atendimento é sempre muito elogiado, já que um dos pontos fortes é contar com a simpatia do povo sul-africano. É uma excelente opção para ficar em Joanesburgo.

Modern Apartment In Rosebank

Se você vai ficar mais tempo e procura um apartamento de temporada, o Modern Apartment in Rosebank é a melhor opção do bairro. Ele fica pertinho da estação do Gautrain, em uma área bem movimentada e segura, perto dos melhores shoppings, restaurantes, bares e lojas.

O apartamento tem 75 metros quadrados e acomoda bem até duas pessoas. Todos os ambientes são muito bem decorados, com móveis bons, novos e bem cuidados. A cama é maravilhosa, o banheiro é ótimo, a cozinha é completa e a varanda deixa tudo mais arejado.

O anfitrião é muito atencioso e facilita todo o processo de entrada e saída. Se precisar de alguma ajuda, ele também estará à disposição. Vale a pena dar uma olhada com calma!

Melrose

O Melrose fica na região central, perto do Rosebank e também é muito bom: vale a pena ficar na área, especialmente se você for um viajante que busca tranquilidade, sem estar muito longe da agitação.

O bairro tem um ambiente muito acolhedor e é uma excelente escolha para quem viaja em família e ainda não decidiu onde ficar em Joanesburgo.

Para quem gosta de ar puro e de fazer caminhadas e trilhas, os parques dessa área são perfeitos. É uma boa ideia combinar esses refúgios de natureza com a efervescente cena urbana de Joanesburgo, não acha?

The Capital Melrose

Um dos melhores hotéis do bairro é o The Capital Melrose. Os quartos são extremamente bem decorados, assim como todo o hotel, e o atendimento é precioso. Você vai notar isso na hora do check-in, no bar e até com as camareiras.

Onde ficar em Joanesburgo

Algumas unidades têm uma cozinha completa e isso ajuda muito quem gosta de preparar a própria comida. De qualquer forma, o café da manhã não pode ser ignorado, porque ele é muito elogiado – muito mesmo.

O bairro, que é muito indicado para quem gosta de apreciar a gastronomia local, também tem ótimas opções para quem viaja sozinho e quer se divertir à noite.

Oxford Healthcare Retrea

O hotel mais bem avaliado da área é o Oxford Healthcare Retrea. Ele é soberbo, cercado por jardins bem cuidados, com uma piscina maravilhosa e atendimento de primeiro mundo. É uma ilha de bom gosto e privilégios na agitação de Joanesburgo.

Onde ficar em Joanesburgo

Os quartos são extremamente aconchegantes, muito espaçosos e bem cuidados. Todos tem área de estar, banheiro grande, com chuveiro bom e roupa de cama e de banho de qualidade: o hotel preza por isso em todas as áreas.

É um lugar para quem precisa relaxar e vai ter tempo de curtir o hotel, porque vale a pena passar o dia revezando entre a cama, a sauna, a piscina e o restaurante, não acha? Isso também faz parte de uma viagem.

Onde ficar em Joanesburgo

Melrose Arch Luxury Apartment

Já o melhor apartamento de temporada é o Melrose Arch Luxury Apartment. Pelas fotos a gente já vê que ele é um espetáculo e a localização é ótima, em uma área mista entre residencial e comercial, com tudo perto.

O apartamento é grande, tem 110 metros quadrados e acomoda até quatro pessoas. Isso ajuda a deixar o custo-benefício ainda mais interessante e vantajoso para quem viaja em grupo de amigos ou com a família,

Todos os ambientes são muito bem decorados, tudo novinho e bem cuidado. A cozinha é completa e o prédio tem uma piscina boa. É uma ótima opção para ficar em Joanesburgo.

Centro de Joanesburgo

A região central de Joanesburgo é um tanto quanto caótica, mas pode ser muito interessante pelo preço e, principalmente, porque você terá um contato mais real com a vida da cidade.

Nos arredores da Praça Gandhi, há opções em conta, mas confortáveis o suficiente para lhe garantir uma boa noite de sono. Na região, eu sugiro ficar nos bairros Newtown ou Maboneng.

Newtown é um dos bairros mais movimentados de Joanesburgo. Ele fica no Centro, onde estão algumas das principais atrações turísticas de Joanesburgo. Por isso, pode ser perfeito para quem está na cidade pela primeira vez.

O bairro tem várias galerias de arte e museus, como o Museum Africa, que deve estar no seu roteiro. Outro ponto positivo é que há muitos restaurantes, cafés e várias lojas.

O Maboneng também tem uma pegada bem cultural, com muitas lojas, restaurantes e espaços de arte. O mais incrível é que esta área era totalmente abandonada, sem qualquer atrativo para turistas e moradores.

Só que a transformação foi tão grande que, hoje, o Maboneng virou uma boa opção para você escolher onde ficar em Joanesburgo.

Outro ponto muito positivo é que essa é a área da cidade com maior quantidade de opções mais baratas, com excelente custo-benefício.

City Lodge Newtown

O City Lodge Newtown tem a melhor localização do bairro, coladinho no Museum Africa, com acesso fácil a várias partes da cidade: lembrando que, em Joanesburgo, tudo é espalhado e longe. Não adianta! Esta é a lógica da cidade e não existe um hotel que seja perto de tudo.

Onde ficar em Joanesburgo

O hotel tem uma pegada mais para turismo de negócios, mas atende muito bem quem está de férias e quer uma estadia prática e segura. O atendimento é super profissional e sempre muito elogiado, o que eleva o padrão de qualidade do hotel.

Os quartos são ótimos, com camas grandes e há várias categorias para você escolher o que cabe melhor no seu bolso. Então, dê uma olhada com calma, porque o custo-benefício é interessante.

The Franklin Loft Apartments

O The Franklin Loft Apartments é um prédio de apartamentos de temporada que eu considero os melhores desta parte de Joanesburgo. Todos são muito bem decorados, com móveis de boa qualidade e conforto sem medida.

Eles são perfeitos para até duas pessoas e são bem completos, com cozinha super bem equipada e tudo mais. Além disso, o pé-direito é alto e dá mais amplitude aos espaços – a paredes de vidro na fachada nos proporcionam uma vista linda ao anoitecer.

O atendimento da administração do condomínio é sempre muito elogiado pelos hóspedes e você pode apostar que será muito bem atendido. Depois, me conta se estou certo ou não. Combinado?

12 Decades Art Hotel

O 12 Decades Art Hotel reflete bem o símbolo da transformação que o Maboneng viveu nos últimos anos, deixando seu jeitão abandonado para se tornar uma das áreas mais cult da cidade. Eu digo isso porque o estilo do hotel se encaixa perfeitamente com o do bairro.

Onde ficar em Joanesburgo

Há várias opções de quartos, incluindo estúdios e apartamentos com decoração moderna, sem luxo, mas com muito bom gosto: o hotel parece até uma galeria de arte vintage. Há bons restaurantes nos arredores e o atendimento da recepção é impecável, um show de simpatia.

Cozy, Modern Living In Maboneng

O Cozy, Modern Living in Maboneng é um loft muito interessante para quem quer mais privacidade e vai ficar mais tempo na cidade. Ele também tem muita personalidade, com a mesma pegada do bairro.

A cama é grande, boa e macia. A cozinha tem todos os itens que precisamos no dia a dia e a localização é muito boa, a uma quadra da Rua Fox, onde estão vários bares e restaurantes super descolados. Eu curto muito essa coisa mais alternativa.

Curiocity Backpackers Johannesburg

O Curiocity Backpackers Johannesburg é o hostel mais interessante desta parte de Joanesburgo. Ele é super descolado, tem ambientes arejados, com quartos compartilhados ou suítes privativas: sempre é bom ter opções, né?

O hostel é muito bem avaliado e tem um custo-benefício muito interessante. Por isso, é uma ótima opção para quem quer se hospedar no coração da cidade sem estourar o orçamento. Avalie com calma, porque pode ser um bom lugar para você ficar em Joanesburgo.

Perto do Aeroporto

Eu já expliquei que é fácil sair do aeroporto usando o Gautrain, o metrô de superfície de Joanesburgo. Mas, se você quiser ficar mais perto ainda, você pode se hospedar no InterContinental Johannesburg OR Tambo Airport Hotel. Ele fica a poucos metros e você consegue até ir a pé.

Já o Holiday Inn Johannesburg Airport fica um pouco mais longe – mas, ainda assim, bem perto do aeroporto. Ele é mais barato que o anterior e tem serviço de traslado até o OR Tambo, de onde partem os voos internacionais da cidade.

Faixas de preço em Joanesburgo

Antes de ver as minhas opções preferidas – não só as minhas, mas as de muita gente também – é bom dar uma olhada nos preços antes de decidir onde ficar em Joanesburgo.



Booking.com

No mapa acima estão todas as opções de hospedagem da cidade.  Para saber mais, você só precisa clicar nos pins azuis e pronto. 

Informações Básicas

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar no país e o prazo máximo de permanência é de 90 dias.

Documentos

É exigido passaporte com validade de pelo menos seis meses da data de chegada e 30 dias da data de saída.

Dinheiro

O rand (ZAR) é a moeda local. Para sua viagem, leve dólares ou euros e troque nas casas de câmbio.

Vacinas

A vacinação contra febre amarela é obrigatória. Veja como emitir o Certificado Internacional de Vacinação.

Informações sobre covid-19

Todos os viajantes internacionais que chegam à África do Sul devem observar as seguintes instruções:

  1. Estar vacinados contra a covid-19 e apresentar um certificado de vacinação válido veja como emitir o comprovante nacional e internacional; ou
  2. Apresentar um certificado válido de teste RT-PCR negativo, reconhecido pela Organização Mundial de Saúde, que tenha sido obtido até 72 horas antes da data de partida; ou
  3. Apresentar um certificado válido de um teste de antígeno (teste rápido) negativo realizado por um médico, autoridade de saúde pública registrada ou laboratório credenciado e que tenha sido obtido até 48 horas antes da data de partida; ou
  4. Apresentar um certificado válido de um teste RT-PCR positivo, reconhecido pela Organização Mundial da Saúde, para uma data de teste inferior a 90 dias antes da data de chegada e mais de dez dias antes da data de chegada, juntamente com uma carta assinada de um profissional de saúde, registrado no país de origem, declarando que a pessoa se recuperou totalmente da covid-19, não apresenta novos sintomas e está apta a viajar.

Se o viajante não cumprir a regulamentação, ele poderá ser submetido a teste de antígeno (teste rápido) no momento da chegada. Mesmo que o viajante teste positivo, ele será admitido no país, mas, se estiver apresentando sintomas, deverá fazer quarentena obrigatória de dez dias após a chegada.

Essas regras não se aplicam a crianças e adolescentes menores de 12 anos.

O governo sul-africano passou a reconhecer todas as provas de vacinação verificáveis ​​com QR-Code, em papel ou eletrônicos, em 27 de maio de 2022.

Os detalhes no certificado devem corresponder às informações do viajante conforme aparecem no passaporte.

Seguro viagem

Nem todos os países têm um sistema de saúde público e gratuito. Na verdade, na maioria deles, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem –, mesmo que ele não seja obrigatório.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Você já imaginou quanto custa um tratamento médico para esses casos em outros países? Dependendo da gravidade, o atendimento pode custar milhares de dólares, podendo gerar sérias dificuldades financeiras para você e seus familiares para o resto da vida.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

Veja mais dicas da África do Sul

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da África do Sul.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

20 Comentários

  1. Lívia Santos

    Adorei o blog, as dicas e a boa escrita. Logo vi a era profissional. Sou graduanda do curso de jornalismo e valorizei muito seus textos. Parabéns! Estou indo a África no final de abril, começo de Maio. Obrigada pelas dicas.

    Responder
    • Altier Moulin

      Muito obrigado, Livia.

      Você vai adorar a África do Sul. Paisagens lindas e muita história.

      Um abraço.

      Responder
  2. Sarah S.

    Olá! Ótimo blog, fui em Joanesburgo em julho com minha família, ficamos aproximadamente uns 5 dias lá e tive dificuldades de achar blogs falando bem da cidade, então o seu foi muito útil ! Para todos aqui que tem receio de ir para lá, saibam que Joanesburgo é uma cidade muito legal e nos sentimos muito seguros em todos os momentos da viagem e eu diria que se não tivesse passado por lá teria ido embora da África do Sul sem ver uma parte incrível da cultura do país. Única coisa que não gostei muito foi do Lion Park, como fomos ao Pilanesberg anteriormente para fazer safári, o parque me pareceu muito artificial, não gostei da vibe do lugar hehe. Um abraço!

    Responder
    • Altier Moulin

      Que legal, Sarah.

      Sem dúvida alguma, Joanesburgo é uma parte muito importante de uma viagem à África do Sul.
      Uma pena que pouca gente valorize isso.

      Um abraço.

      Responder
  3. Rafael Cita

    Altier boa noite,

    Estou planejando viajar no próximo mês com a minha família (mulher e filho de 1 ano e 10 meses).

    Gostaria de saber a sua opinião para tal viagem, por favor.

    Obrigado.

    Abraço.

    Responder
  4. Bruno Santos Souza

    Boa Noite!

    Adorei o post!

    Estou indo com esposa e dois filhos em Janeiro, gostaria de saber se acha melhor alugar um carro para rodar em Joanesburgo, o trânsito e estacionamento é muito complicado ou no fim vale a pena?
    Abração!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Bruno.

      Eu acho muito mais prático usar táxi ou Uber. Além disso, para dirigir na África do Sul, você precisa ter uma permissão internacional.

      Um abraço.

      Responder
  5. FERNANDA DE MATTOS SAUDINO

    Olá, Altier, tudo bem?
    Você tem dicas de bares ou bairros com vida noturna mais agitada?
    Vou em agosto!

    Beijos e obrigada!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Fernanda.

      Não sei exatamente o que você procura, mas tenho algumas sugestões que incluem bons restaurantes, bares e boate: Jamies Italian Restaurant, Gemelli, 86 public, Hogshead, Babylon Bar, Marble e Randlords (que fica no Tooftop Building).

      Aproveite.

      Responder
  6. Marthon

    Olá amigo.
    Adorei suas dicas…
    Estou indo em agosto para Africa, e queria saber, consigo ir por conta própria para Soweto?
    Encontro guias por lá mesmo, ou preciso obrigatoriamente de agência?
    Abraço

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Marthon.

      Você pode sim. De táxi, de Uber ou de van.
      Apenas lembre-se de que Joanesburgo tem um alto índice de criminalidade e é bom evitar passear por esta área no período noturno.
      Além disso, evite ostentar objetos de valor. Você vai curtir demais o lugar.

      Um abraço.

      Responder
  7. Ana

    Oi, Altier!
    Gostei muito das sugestões. Irei com marido e dois filhos no final de Julho. Estamos ansiosos!! Você falou to hop on/hop off como solução para locomoção. Mas gostaríamos de ir ao Lion Park e ao Santuário de Elefantes. O taxi não funciona bem? Viajamos bastante e sempre tive facilidade para montar nossas viagens e nos deslocamentos…será que desta vez vamos ter que ficar contratando serviço privado para transfers e tours?
    Agradeço desde já a ajudinha 😉

    P.S:À propósito, você é parente da Daniele Moulin aqui do Rio de Janeiro?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Ana.

      O táxi funciona bem sim, o ônibus que faz o city tour é apenas mais uma opção.
      Você também pode usar o Uber.

      Devemos ser parentes, mas não a conheço.

      Um abraço.

      Responder
  8. Rafael Ferreira

    Muito bom o Blog , pretendo visitar a Africa do Sul em Janeiro de 2018 , quero conhecer Joanesburgo , é uma cidade que me instiga , mesmo diante da má fama , porém depois destas dicas me animei bastante.

    Responder
    • Altier Moulin

      Obrigado, Rafael.

      Boa viagem!

      Responder
  9. Ana Felisberto

    Adorei o blog

    Responder
    • Altier Moulin

      Obrigado, Ana.

      Responder
  10. Lia Leal

    Oi, adorei seu blog, muito útil e bem escrito. Foi o primeiro a falar bem de Joanesburgo, por isso queria saber como você fez os passeios? Grata

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *