Onde ficar em Joanesburgo: melhores áreas e preços

0

Atualizado em 21 de agosto de 2019

De uma forma ou de outra, Joanesburgo vai entrar no seu roteiro para África do Sul. É que os voos que saem do Brasil sempre fazem uma parada aqui, mas, para aproveitar melhor a cidade, é muito importante saber onde ficar em Joanesburgo.

Só que essa tarefa não é tão fácil assim.

Na cidade mais importante da África do Sul, que, infelizmente, nem todo mundo vê como destino turístico, a  urbanização aconteceu de uma forma muito peculiar:  durante o Apartheid, regime de segregação racial que vigorou no país até 1994, a população negra foi expulsa para a periferia.

Isso gerou enormes bolsões de pobreza e, ainda hoje, o governo trabalha para reduzir as desigualdades.

Apesar disso, eu adorei tudo aqui e, principalmente, toda a história de luta pela igualdade racial, liderada por Nelson Mandela. Eu queria muito entender melhor o que foi o Apartheid e, de fato, não há lugar melhor para isso do que Joanesburgo.

O que fazer em Joanesburgo

Entenda Joanesburgo: o primeiro passo

Antes de decidir onde ficar em Joanesburgo, o primeiro passo é entender um pouco mais da cidade.

Joanesburgo fica em uma região metropolitana com quase 10 milhões de pessoas, sendo que metade delas vive em Soweto e em outros subúrbios. Grande parte da população é negra e os brancos somam pouco mais de dez porcento da população.

Lembra que falei que os negros e pardos foram empurrados para fora da cidade? É assim.

→ Veja as melhores opções de hotéis em Joanesburgo

Apesar de ser o centro econômico mais importante da África do Sul e referência para toda a África, o contraste entre ricos e pobres levou Joanesburgo a ter a uma das  maiores taxas de criminalidade  do mundo.

Mas, você não precisa desistir de Joanesburgo por causa da violência. É perfeitamente possível fazer uma viagem segura e agradável, se forem tomadas algumas precauções: é bom evitar fazer deslocamentos longos tarde da noite e nunca andar sozinho depois de anoitecer.

Para lhe dar um exemplo de que isso é possível, veja o caso do Rio de Janeiro que, apesar de ser muito violenta, ainda recebe bem o turista.

Para ter uma viagem inesquecível, veja essas dicas rápidas:

  • Vá ao Carlton Centre para ver a cidade do alto;
  • Visite a emocionante Constitution Hill;
  • Passe um dia em Sowetto e aprenda muito sobre o Apartheid;
  • Coma o biltong e depois me conte o que achou;
  • É daqui que partem a maioria os safáris no Kruger Park.

Melhores áreas de Joanesburgo

Quando estava planejando minha viagem para a África do Sul, mesmo depois de ouvir tantas opiniões negativas sobre a cidade, eu estava certo de que ela merecia muito mais do que poucas horas de conexão dentro do aeroporto, mas ainda faltava decidir onde ficar em Joanesburgo.

Então, pesquisando, eu descobri que há duas regiões principaisSandton Rosebank, que são muito procuradas por turistas.

Nessas áreas, eu estaria próximo da estação do Gautrain, o metrô de superfície que vai até o aeroporto, e perto do Nelson Mandela Square, um shopping que é um dos principais pontos de encontro de Joanesburgo.

Mas claro, há muitas outras áreas interessantes para escolher onde ficar em Joanesburgo. Veja essa lista:

  • Sandton, o novo centro comercial da cidade;
  • Rosebank, o bairro mais interessante para viajantes;
  • Melrose, uma boa escolha na região central;
  • Newtown, indicado para quem está na cidade pela primeira vez;
  • Maboneng, bairro com opções mais baratas
  • Soweto, vale a pena só mesmo para visitar – não indico ficar aqui.

No mapa abaixo, você encontra todas as opções de hospedagem de Joanesburgo. Você só precisa  clicar sobre os pins azuis para ver mais detalhes de cada uma delas.

Há pousadas, hotéis, apartamentos e hostels. Então, tem opções para todos os estilos e com diferentes preços.



Booking.com

Eu sempre faço minhas reservas com o Booking.com, o site que mais confio. O processo é sempre muito fácil, as regras de cancelamento gratuito são flexíveis e quanto mais uso o site para fazer reservas, mais descontos ganho.

Agora, antes de decidir onde ficar em Joanesburgo, você precisa saber o que tem em cada um desses bairros.

Sandton

Esse é o novo centro comercial de Joanesburgo, uma área nobre e muito movimentada. De fato, o bairro não é a cara da cidade – são shopping e mais shoppings -, mas acaba sendo uma região mais segura e de fácil acesso ao aeroporto.

Tudo aqui é muito organizado, limpo e caro – para os padrões do país, sim, é caro. Veja as melhores opções desse bairro:

SANDTON EXECUTIVE | HOTEL

Esse conjunto de apartamentos é meu sonho de consumo em Joanesburgo. Muito bem localizado, espaçoso e completamente mobiliado, cada apartamento tem tudo o que a gente precisa – e muito mais. Eu acho essa opção perfeita para quem está viajando com um grupo de amigos ou em família.

Onde ficar em Joanesburgo

A cozinha tem micro-ondas, geladeira e outros utensílios básicos, ideal para quem gosta de preparar as próprias refeições ou para quem tem algum tipo de restrição alimentar. O banheiro tem banheira e um chuveiro mega bom: eu adoro uma boa ducha.

Onde ficar em Joanesburgo

Depois de um dia inteiro andando pela cidade, a gente ainda pode relaxar na piscina ou caminhar tranquilamente pelo jardim. Outro atrativo do Sandton Executive Suites é a sua ótima relação custo-benefício, o que faz dele uma ótima opção para se hospedar em Joanesburgo: a diária do apartamento custa cerca de R$ 260.

THE CAPITAL 20W |HOTEL

Esse hotel também fica bem pertinho do Nelson Mandela Square e tem apartamentos bem modernos. A piscina ao ar livre é sensacional e o terraço é perfeito para o fim de tarde. Assim como a opção anterior, o The Capital 20 West tem uma cozinha completa e você pode preparar, aqui, suas refeições e economizar.

Como fica em Sandton, você terá tudo a um passo do hotel: bons restaurantes e shoppings com lojas famosas estão nessa lista. O atendimento é muito elogiado e todos os funcionários sempre estão disponíveis para lhe ajudar.

Onde ficar em Joanesburgo

Sem dúvida, ele tem um excelente custo-beneficio, porque o valor da diária é muito bom se comparado com hotéis dessa área. A única coisa é que o café da manhã deveria ser incluído no valor da diária, que, para duas pessoas, custa aproximadamente R$ 380.

RADISSON BLU GAUTRAIN | HOTEL

A localização do Radisson Blu é excelente, na esquina do Nelson Mandela Square, onde existem vários restaurantes, bares, cafés e lojas. A estação do Gautrain fica, praticamente, em frente ao hotel e, com ele, você chaga ao aeroporto em menos de 20 minutos.

Onde ficar em Joanesburgo

Os quartos seguem o padrão mundial dessa rede e é sem decepção: a gente já sabe o que vai encontrar, não é mesmo? O café da manhã é fantástico, as acomodações confortáveis e o pessoal que trabalha aqui é muito alegre e educado.

Como tudo na vida, para ficar aqui você precisa pagar um preço: a diária para duas pessoas custa cerca de R$ 450. Em contrapartida, o hotel oferece serviço de traslado gratuito em um raio de quatro quilômetros de distância.

Rosebank

Uma parada depois de Sandton, para quem vai sair do aeroporto usando o Gautrain, Rosebank é um meio termo cultural da cidade. Ele é a mistura de muita coisa bom e está cheio de manifestações de arte e cultura pelas ruas.

Na avenida Jan Smuts há muitos cafés, restaurantes, lojas e galerias de arte. Então, essa região acaba sendo privilegiada para quem quer ficar por aqui.

Rosebank tem áreas mais comerciais e outras mais residenciais e é um bairro que combina perfeitamente a magia da África com as tendências da Europa. Isso faz dele  o bairro mais legal de Joanesburgo. 

HOLIDAY INN ROSEBANK | HOTEL

Muito bem localizado, o Holiday Inn Johannesburg-Rosebank tem uma ótima relação custo-benefício e comodidades essenciais para que seus dias sejam perfeitos. Muito bem conectado com o resto da cidade, fica fácil de explorar todos os cantos de Joanesburgo.

Onde ficar em Joanesburgo

Além disso, o hotel tem um serviço de traslado gratuito, em horários programados, para o Rosebank Mall, a estação Gautrain Rosebank, o shopping Sandton City, a estação Gautrain Sandton e para o Nelson Mandela Square.

Onde ficar em Joanesburgo

O café da manhã é espetacular, sempre com muita variedade e o atendimento realmente é um diferencial desse hotel. Há vários shoppings, restaurantes, bares por perto. Então, não vai faltar opção para sua programação. Uma diária para casal custa cerca de R$ 290.

Melrose

O Melrose fica na região central, perto do Rosebank e também é muito bom: vale a pena ficar aqui, especialmente se você for um viajante que quer tranquilidade, sem estar muito longe da agitação.

Esse bairro tem um ambiente muito acolhedor e é uma excelente escolha para quem viaja em família e ainda não decidiu onde ficar em Joanesburgo.

Para quem gosta de ar puro e de fazer caminhadas e trilhas, os parques dessa área são perfeitos para isso. É uma boa ideia combinar isso com a efervescente cena urbana de Joanesburgo, não acha?

THE CAPITAL MELROSE | HOTEL

O melhor hotel desse bairro se chama The Capital Melrose. Os quartos são extremamente bem decorados, assim como todo o hotel, e o atendimento é precioso. Você vai notar isso na hora do check-in, no bar e até com as camareiras.

Algumas unidades têm uma cozinha completa e isso ajuda muito quem gosta de preparar a própria comida. Mas, de qualquer forma, o café da manhã não pode ser ignorado, porque ele é muito elogiado – muito mesmo.

O bairro, que é muito indicado para quem gosta de apreciar a gastronomia local, também tem ótimas opções para quem viaja sozinho e quer se divertir. Uma diária para casal custa aproximadamente R$ 380.

Centro de Joanesburgo

A região central de Joanesburgo é um tanto quanto caótica, mas pode ser muito interessante pelo preço e, principalmente, porque você terá um contato mais real com a vida da cidade.

Nos arredores da Praça Gandhi, há opções em conta, mas confortáveis o suficiente para lhe garantir uma boa noite de sono. Nessa região, eu sugiro escolher Newtown ou Maboneng.

Newtown

Newtown é um dos bairros mais movimentados de Joanesburgo. Ele fica no Centro e aqui estão as atrações turísticas de Joanesburgo. Por isso, o bairro pode ser perfeito para quem está na cidade pela primeira vez.

O bairro tem várias galerias de arte e museus, como o Museum Africa, que deve estar no seu roteiro. Outro ponto positivo é que há muitos restaurantes, cafés e várias lojas.

No mapa abaixo, você vê todas as opções de hospedagem de Newtown.



Booking.com

Maboneng

Esse bairro também tem uma pegada bem cultural, com muitas lojas, restaurantes e espaços de arte. O mais incrível é que esta área era totalmente abandonada, sem qualquer atrativo para turistas e moradores.

Só que a transformação foi tão grande que, hoje, o Maboneng  virou uma ótima opção  para você escolher onde ficar em Joanesburgo.

Outro ponto muito positivo é que essa é a área da cidade com maior quantidade de opções mais baratas, com excelente custo-benefício.

Veja todas as opções de hospedagem desse bairro.



Booking.com

Perto do Aeroporto

Eu já expliquei que é fácil sair do aeroporto usando o Gautrain, o metrô de superfície de Joanesburgo. Mas, se você quiser ficar mais perto ainda, você pode se hospedar no InterContinental Johannesburg OR Tambo Airport Hotel. Ele fica a poucos metros e você consegue até ir a pé.

Já o Holiday Inn Johannesburg Airport fica um pouco mais longe – mas, ainda assim, bem perto do aeroporto. Ele é mais barato que o anterior e tem serviço de traslado até o OR Tambo, de onde partem os voos internacionais da cidade.

Onde ficar em Joanesburgo

Hostel em Joanesburgo

Para quem procura um  quarto compartilhado em hostel,  as notícias não são as melhores.

É que eu acho que Joanesburgo poderia ter mais opções de hostel e, principalmente, que eles fossem mais bem localizados e estruturados.

De qualquer forma, não custa dar uma conferida nessa lista antes de decidir onde ficar em Joanesburgo.

O melhor hostel da cidade é o Once in Joburg, que realmente tem um padrão muito elogiado.

ONCE IN JOBURG | HOSTEL

Para quem curte hostel, o Once in Joburg é a melhor opção da região central da cidade. Ele tem uma estrutura excelente, com quartos sempre limpos e arejados e uma galera muito animada: curte fazer amigos enquanto viaja? Então, eu acho que você vai gostar daqui.

As camas são muito confortáveis, os banheiros sempre estão limpos e o café da manhã é muito elogiado também – ele é cobrado à parte. O pessoal que trabalha aqui também colabora para que o hostel seja tão querido. É que eles sempre estão prontos para nos ajudar.

Onde ficar em Joanesburgo

Todo dia eles organizam passeios ou atividades no próprio hostel para enturmar o pessoal e para mostrar o que Joanesburgo tem de melhor. Eu realmente acho isso tudo ótimo, mas, o melhor, é o preço da diária: cerca de R$ 45 em quarto compartilhado.

Onde ficar em Joanesburgo: conclusão

Depois e ler isso tudo, você já entendeu que Joanesburgo é uma cidade vibrante, com áreas muito bem estruturadas e com uma vida cultural bastante animada.

Se você tem um perfil baladeiro, a cidade vai lhe dar um monte de opções interessantes. Mas, se gosta de áreas tranquilas e de experiências mais leves, é certo que encontrará algo no seu estilo.

Aqui, você também vai comer bem e se sentir muito acolhido pelos sul-africanos: eles realmente nos deixam muito à vontade e adoram uma conversa.

Embora ainda não seja uma cidade segura, muitos avanços já aconteceram e as coisas tendem a melhorar: você só precisa ter alguns cuidados, como já falei.

Eu mostrei quais as melhores áreas para você escolher onde ficar em Joanesburgo, e, resumindo, é isso:

  • Rosebank é o bairro mais legal da cidade – fique aqui
  • O Centro é bom para quem está na cidade pela primeira vez;
  • Em Maboneng há ótimas opções econômicas;
  • Sandton é cheio de shoppings, não muito a cara da cidade.

Veja todos os posts sobre Joanesburgo

Já conseguiu decidir onde se hospedar em Joanesburgo? Essas foram as minhas sugestões, mas, se ainda ficou com dúvidas, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário