Quando ir a Buenos Aires: a melhor época para viajar – dicas mês a mês

5

Atualizado em 31 de janeiro de 2022

Escolher quando ir a Buenos Aires depende, puramente, do seu gosto pessoal. Isso porque a capital argentina pode ser aproveitada durante todo o ano.

Mas, é importante saber o que vamos encontrar em cada época do ano, não é mesmo?

As estações são bem definidas, mas, além de levar em conta a temperatura, é preciso considerar a época de alta estação, quando os hotéis e os atrativos turísticos ficam mais lotados – e mais caros.

→ Onde ficar em Buenos Aires

Isso porque a capital da Argentina é um destino muito procurado por brasileiros. Não só porque a cidade é muito agradável – com aquela arquitetura europeia –, mas porque ir a Buenos Aires acaba saindo barato: as promoções de passagem aérea estão aí para nos ajudar.

Eu ainda lembro que o câmbio sempre nos favorece: mesmo com a inflação galopante que a Argentina enfrenta nos últimos anos, ainda vale a pena se planejar para esta viagem – especialmente com a alta do dólar.

Quando ir a Buenos Aires

Quando ir a Buenos Aires

Verão

A estação mais quente do ano vai de dezembro a fevereiro. Se escolher ir a Buenos Aires no verão, você encontrará uma cidade mais tranquila, com pouco trânsito e menos filas nos teatros e museus. Isso se deve ao fato de que, durante as férias, boa parte da população migra para as cidades praianas.

A calmaria pode ser um ponto positivo, mas é preciso lembrar que os dias são, de fato, quentes, podendo chegar a 36 graus e se mantendo, quase sempre, nos 30 graus.

É nessa época que acontece o festival Verano en la Ciudad, com shows em diversos bairros de Buenos Aires, exibindo diferentes estilos de música e – para ficar ainda melhor – com todas as atividades gratuitas.

Inverno

O frio chega por aqui entre os meses de junho e setembro. Durante o inverno, assim como no verão, a cidade fica mais calma, mas por um motivo diferente: raramente as temperaturas vão superar os 10 graus. O ar fica seco e gelado, mas a neve não dá as caras por aqui.

Nesse período, o frio é mais forte de manhã cedo e à noite. Os únicos momentos em que você pode apreciar um calorzinho de quase 15 graus é quando o sol aparece e a sensação térmica sobre um pouco. Julho é o mês mais frio.

Quem escolhe ir a Buenos Aires no frio pode aproveitar o Festival Mundial de Tango, que acontece em agosto.

Como você sabe, esse ritmo musical é um dos elementos mais tradicionais do país e, nessa época, 15 dias são destinados a exibições e concertos em várias áreas da cidade, com a garantia de encontrar um lugar para aprender a dança a qualquer momento.

Quando ir a Buenos Aires

Primavera e Outono

Março, abril, outubro e novembro são, na minha opinião, os melhores meses para ir Buenos Aires. É que, nas chamadas meias-estações, a capital da Argentina tem temperaturas agradáveis, com mínima de 15 e máxima em torno dos 20 graus.

Nesses meses, as programações culturais estão no auge, mas, o ponto negativo desta época é o maior movimento e número de pessoas na cidade.

Quando ir a Buenos Aires

No final do mês de abril, por exemplo, acontece a Feira Internacional do Livro em Buenos Aires, evento que muitos consideram imperdível. Em outubro o Festival Internacional de Buenos Aires chama atenção com muita dança, música, teatro e artes visuais exibindo as novas tendências do mundo das artes cênicas.

O Festival Internacional Buenos Aires Jazz é o destaque de novembro, considerado uma tradição, com diversos músicos locais e internacionais realizando concertos nos principais teatros a ao ar livre.

Mais um motivo para ir a Buenos Aires durante as meias-estações é para aproveitar o Festival Internacional de Cine Independente de Buenos Aires, que acontece em abril. Este é um festival de cinema reconhecido no mundo todo, com prêmios para os melhores filmes em diversas categorias.

Agora que você já sabe quando ir a Buenos Aires, dê uma olhada nos hotéis que eu recomendo. Você encontra várias opções em: Onde ficar em Buenos Aires.

Dicas mês a mês

Janeiro

No auge do verão, as temperaturas altas fazem Buenos Aires ferver: a umidade deixa o clima abafado e sensação térmica chega na casa dos 40 graus em algumas áreas.

Os termômetros ficam entre 20 e 32 graus, o que é muito para a cidade. A possibilidade de chuvas de verão existem, mas são moderadas. Nada que vá atrapalhar de fato os seus planos.

Abuse de roupas leves, protetor solar e não se esqueça de beber bastante água – o vinho tá liberado à noite.

Fevereiro

É o mês mais quente do ano, então esteja preparado para sentir muito calor. Eu realmente acho melhor evitar, mas se você só puder viaja neste período, não tem outro jeito.

Sem praias, os parques de Buenos Aires ficam lotados e qualquer brisa é um acalento, mas isso não é o suficiente.

As temperatura ficam entre 22 e 35 graus, mas umidade continua elevando a sensação térmica para a cada dos 40. 

A chance de pancadas de chuva é maior, mas ainda assim, nada demais.

Março

O verão vai embora e dá lugar ao outono. Nesta época, começa a temporada de chuvas. Aliás, março é o mês mais chuvoso do ano.

É chuva com calor e, assim, a cidade parece um caldeirão, nem tão quente quando janeiro e fevereiro, mas, ainda assim, quente, com temperaturas variando entre 19 e 27 graus.

Casacos de frio não são necessários, mas uma capa de chuva e um guarda-chuvas são indispensáveis.

Abril

É um dos melhores meses para conhecer Buenos Aires.

A temperatura fica mais agradável, entre 14 e 23 graus, as chuvas diminuem de intensidade e a cidade fica começa a ganhar os tons amarelados do outono.

É bom fazer as reservas com antecedência, porque é um mês super concorrido.

Maio

É outro mês interessante, mas com um pezinho no frio. É que maio tem manhãs e noites com ventinho gelado e tardes frescas.

É uma ótima época para caminhar pelas ruas da cidade e sentir o seu estilo europeu, que não está apenas na arquitetura.

As temperaturas variam entre 10 e 20 graus sem risco de muita chuva. No fim de mês, pode ser que o frio seja mais intenso.

Junho

O frio chega em junho. Com pouquíssima chance de chuva, os dias são bonitos, mas o vento gelado pode incomodar.

A temperatura baixa para a casa das 10 graus, podendo bater a oito com facilidade. Então, casacos, luvas, gorros e tudo que pode lhe aquecer deve estar na mala.

Julho

O frio se intensifica em julho, o mês mais gelado do ano.

É inevitável sair todo agasalhado e, ainda assim, sentir o incômodo dos 5 graus que marcam nos termômetros. Então, esteja preparado e se programe para não fazer tantas atividades ao ar livre.

A chance de chover é mínima, e, talvez, este seja é o grande lado positivo do inverno.

Agosto

Ainda faz frio, mas a intensidade diminui.  As temperaturas começam a subir e ficam entre 10 e 18 graus.

É o mês dos vendavais, então a sensação térmica cai com o vento gelado batendo no rosto.

A cidade fica menos agitada, mas tudo continua funcionando.

Setembro

Mês da primavera, é um misto de dias frios e mais quentinhos.

Os dias ficam ensolarados, os jardins mais coloridos e a cidade ganha novos ares, com todo mundo se preparando para retomar a vida ao ar livre.

Os termômetros marcam entre 10 e 20 graus e as chuvas não devem atrapalhar seus planos.

Outubro

Assim como abril, outubro é um excelente mês para conhecer Buenos Aires.

Clima super agradável, cidade vida, várias programações culturais acontecendo e, ainda assim, sem tanta agitação de turistas como nos meses de férias.

As chuvas podem incomodar e atrapalhar um pouco, mas as temperaturas são super agradáveis, na cada dos 13 e 23 graus.

Novembro

Um pouco mais quente, mas, ainda assim, agradável, novembro é um mês da famosa meia-estação, com bons preços de diárias, clima agradável e mil possibilidade de coisas para conhecer na cidade.

O calor não ultrapassa os 26 graus, mas é bom usar roupas leves e não esquecer do protetor solar.

Dezembro

Mês do verão, das festas e do calor que começa a chegar com vontade. Aliás, uma dica que dou é não subestimar o calor de Buenos Aires, porque a umidade é cruel e deixa tudo muito abafado.

Os termômetros chegam perto dos 30 graus, as chuvas de verão começam a dar as caras e é imprescindível estar preparado para isso com roupas leves e um guarda-chuvas.

RECOMENDAÇÕES DE VIAGEM - COVID-19

Devido à pandemia de covid-19, novas medidas de saúde e segurança foram adotadas. Elas são importantes para evitar o contágio, protegendo você, quem trabalha diretamente com o turismo e as comunidades locais.]

Então, antes de viajar, verifique quais as medidas protetivas  estão sendo adotadas no seu destino. Alguns lugares exigem o comprovante de vacinação contra covid-19, o uso de máscara e até seguro viagem.

Veja algumas medidas adotadas:

  • Álcool gel disponível nos quartos e nas áreas comuns dos hotéis;
  • Uso obrigatório de máscaras nas áreas comuns;
  • Respeito às regras de distanciamento social;
  • Uso de produtos de limpeza eficazes contra o coronavírus;
  • Café da manhã pode ser servido no quarto;
  • Restrição de horários e de capacidade de público em museus e eventos.
INFORMAÇÕES BÁSICAS
Visto | Brasileiros  não precisam de visto para entrar no país e o tempo de permanência é de até 90 dias. 
Documentos | Brasileiros podem apresentar o passaporte ou a carteira de identidade emitida há menos de 10 anos.
Moeda | O peso argentino (ARG) é a moeda local. Para sua viagem, leve reais ou dólares e troque nas casas de câmbio.
Vacinas | Nenhuma vacina é obrigatória, independentemente do motivo da viagem, mas é indicado ter um seguro viagem.

SEGURO VIAGEM

Nem todos os países têm um sistema de saúde público e gratuito. Na verdade, na maioria deles, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem –, mesmo que ele não seja obrigatório.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Você já imaginou quanto custa um tratamento médico para esses casos em outros países? Dependendo da gravidade, o atendimento pode custar milhares de dólares, podendo gerar sérias dificuldades financeiras para você e seus familiares para o resto da vida.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

Veja mais sobre a Argentina

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da Argentina.

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

5 Comentários

Escreva um comentário