Onde comer em Buenos Aires: dicas para o café da manhã, almoço e jantar

0

Atualizado em 12 de abril de 2021

Onde comer em Buenos Aires

A terra dos hermanos atrai turistas brasileiros o ano todo. Aqui, eu descobri que, além de apreciar os atrativos turísticos da cidade, comer em Buenos Aires é um programa indispensável para uma boa experiência de viagem.

A capital da Argentina, queridinha dos brasileiros, além de ter ótimas opções de restaurantes, não nos assusta com preços absurdos.

É só saber escolher. Então, esqueça a dieta e saboreie carnes, alfajores com dulce de leche e vinhos irresistíveis.

Por causa do grande fluxo de viajantes que passa pela cidade, comer em Buenos Aires é possível para todos os gostos e bolsos.

Não é preciso ser apaixonado por carnes para aproveitar a mesa portenha. Você também pode experimentar saladas refrescantes, massas e frutos do mar.

Onde comer em Buenos Aires

O jantar – la cena, em espanhol – é servido tarde, sempre depois das 22h. Estranhamente, em Buenos Aires, você paga para usar os talheres, pratos e copos durante uma refeição.

Isso vem discriminado como cubierto em sua conta. Os valores variam entre ARS 5 e ARS 30.

Em bares e restaurantes, não fique com vergonha de chamar o garçom – mozo, em espanhol – com gestos. Se não agir assim, você vai esperar um bom tempo.

Onde comer em Buenos Aires

O seu café da manhã pode começar com uma media luna, um tipo de croissant, acompanhado de chá ou leite com café. Isso é bem tradicional por aqui.

O Café Tortoni é uma cafeteria que você precisa conhecer pela tradição, já que ela existe desde 1858.

O salón de té La Biela fica na Recoleta, e pode ser uma parada interessante nos dias mais frios. A

lém dele, entrar em uma loja da Havanna também é obrigatório. Você pode experimentar o famoso alfajor ou aproveitar os outros lanches e cafés que eles servem.

É impossível falar de comer em Buenos Aires sem pensar nas famosas empanadas argentinas. O pastel assado é servido como entrada em vários restaurantes e você não pode sair do país sem provar, pelo menos, uma.

Onde comer em Buenos Aires

A sorveteria Freddo também é um símbolo da região e um programa perfeito para dias muito quentes na cidade.

Para escolher a melhor estação na qual visitar a capital portenha, eu sugiro que você leia: Quando ir a Buenos Aires.

O Choripán é tipicamente argentino. Ele é, de forma simples, um cachorro-quente, só que com uma linguiça portenha feita de pernil suíno, peito de frango ou paleta de carneiro, e têm variações com queijo e ervas. O sabor é bem especial.

Onde comer em Buenos Aires

No jantar, aprecie um bife de chorizo acompanhado de um bom vinho tinto argentino, claro.

A região de Puerto Madero é sensacional para esse tipo de programa, e há muitos excelentes restaurantes por aqui, como o Cabana las Lilas. O preço é que eu acho bem caro.

Na hora de pedir sua carne, é válido deixar claro se você quer bem passada, já que, para os argentinos, a carne é servida bem vermelha por dentro. É o padrão que eles seguem.

Onde comer em Buenos Aires

O Santos Manjares é um restaurante muito bem avaliado por viajantes e os pratos valem por cada centavo gasto. O bife de chorizo custa, aqui, cerca de ARG 180.

Não se assuste com a palavra propina, ela é a gorjeta do garçom. Não é obrigatório pagar pelo serviço, mas, sempre que possível, é bom deixar 10 por cento em dinheiro, valorizando o serviço.

INFORMAÇÕES BÁSICAS
Visto | Brasileiros  não precisam de visto para entrar no país e o tempo de permanência é de até 90 dias. 
Documentos | Brasileiros podem apresentar o passaporte ou a carteira de identidade emitida há menos de 10 anos.
Moeda | O peso argentino (ARG) é a moeda local. Para sua viagem, leve reais ou dólares e troque nas casas de câmbio.
Vacinas | Nenhuma vacina é obrigatória, independentemente do motivo da viagem, mas é indicado ter um seguro viagem.

SEGURO VIAGEM

Nem todos os países têm um sistema de saúde público e gratuito. Na verdade, na maioria deles, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem –, mesmo que ele não seja obrigatório.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Você já imaginou quanto custa um tratamento médico para esses casos em outros países? Dependendo da gravidade, o atendimento pode custar milhares de dólares, podendo gerar sérias dificuldades financeiras para você e seus familiares para o resto da vida.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

Veja mais sobre a Argentina

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da Argentina.

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

Escreva um comentário