Memorial Slavin: monumento lembra ataques a Bratislava na Segunda Guerra

Atualizado em 10 de outubro de 2022 – 3 min de leitura

Memorial Slavin

As tropas alemãs alcançaram a região onde hoje é a Eslováquia no início do maior conflito armado que o mundo já viveu. Isso foi em 1939 e, ainda hoje, você pode visitar lugares que vão lhe fazer entender melhor como era Bratislava na Segunda Guerra.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

COMO SURGIU A ESLOVÁQUIA

Essa complexa história começa por causa da influência que Adolf Hitler exercia sobre os países da Europa Central.

Na região, o chefe do partido nazista comandou a divisão da antiga Tchecoslováquia.

Uma parte era composta pelas províncias Moravia e Bohemia, e à outra foi permitido escolher entre ter o território divido entre a Polônia e Hungria ou se tornar um país independente.

Os políticos eslovacos escolheram começar uma nova nação, e Bratislava, a maior cidade do território, foi eleita a capital.

Só que o novo país teve vida própria por apenas seis anos, tempo que durou a guerra.

Logo depois as regiões foram reunificadas como antes, mantendo o nome de Tchecoslováquia. A nova separação só aconteceu décadas mais tarde, com o fim do comunismo.

Assim, surgiram a República Tcheca e a Eslováquia.

No período em que a Eslováquia era aliada da Alemanha, milhares de tchecos e judeus foram expulsos do país – muitos perderam a vida nos campos de concentração.

Antes que a guerra terminasse, com a libertação de Bratislava pelo exército soviético, em junho de 1944, as forças aéreas norte-americanas bombardearam a cidade e seus arredores.

A destruição foi grande e até mesmo os pequenos vilarejos do país tiveram que começar a enviar soldados para a guerra.

O memorial da Guerra

O lugar mais emblemático dessa triste história se chama Slavin.

Ele fica em uma pequena colina rodeada de mansões e representações consulares, perto do Centro de Bratislava.

Memorial Slavin

O memorial foi inaugurado em 1960 e comemora a libertação do país e o fim das atrocidades cometidas pelos nazistas alemães e eslovacos.

Ele também lembra os milhares de soldados soviéticos que lutaram para proteger a cidade.

Esta é uma magnífica obra de arquitetura do governo comunista, que comandou o país até o fim da Guerra Fria, em 1989.

A construção tem certa similaridade com outros prédios erguidos na Europa, durante esse período, como o Palácio da Cultura e da Ciência, em Varsóvia, na Polônia.

Construído sobre um antigo cemitério, o monumento abriga os restos mortais dos soldados.

No topo de uma coluna, a imponente escultura de um combatente soviético com onze metros de altura.

Complexo de Slavin

O Complexo de Slavin é composto por vários elementos.

A visita começa pela escadaria solene, que vai nos conduzindo à essa parte triste da história mundial a cada degrau.

No final da escada, estão 278 sepulturas individuais e uma cova coletiva com os restos mortais de 6.845 soldados soviéticos.

Na área central, fica o salão solene, que tem várias estátuas e um sarcófago simbólico esculpido em mármore branco.

É nesse edifício que fica o obelisco de quase 40 metros onde está a enorme estátua do soldado.

Memorial Slavin

Do lado de fora, nas paredes, estão gravadas as datas de liberação de vários lugares do país, que aconteceu entre os anos de 1944 e 1945.

Na área do Slavin, também há várias estátuas de artistas eslovacos famosos, como Jan Kulich, Tibor Bartfay e Jozef Kostka.

Além de toda a beleza do lugar, daqui dá para ter uma vista bem legal de Bratislava.

O memorial de Bratislava na Segunda Guerra

Quanto custa

A entrada no complexo de Slavin é gratuita.

Quando ir

Você pode visitar o memorial todos os dias do ano. No dia 4 de abril, quando se comemora a libertação do país, acontecem cerimônias públicas.

Memorial Slavin

A Eslováquia tem um inverno frio, com muita neve, e um verão ameno, mas bastante chuvoso. O melhor período para visitar o país é na primavera, entre maio e junho, e no outono, entre setembro e outubro.

Como chegar

O memorial e cemitério de Slavin fica a quase quatro quilômetros da Cidade Velha, no distrito consular, e para chegar aqui você pode pegar os bondinhos da linha 203 e descer na última parada.

Depois, caminhe por apenas 500 metros pelas ruas Vinárska e Pažického.

Onde ficar em Bratislava

Como expliquei, o melhor lugar para ficar em Bratislava é o Centro Histórico, onde estão os principais atrativos turísticos.

Com base nisso, eu selecionei os melhores hotéis, hostels e apartamentos para você ter uma ideia do que vai encontrar.

No mapa acima, você consegue ver a localização de cada um deles e, assim, ter uma visão melhor de como a cidade está organizada.

Faixas de preço em Bratislava

Agora que você já viu as minhas opções preferidas – não só as minhas, mas as de muita gente também – é hora de dar uma olhada nos preços antes de decidir onde ficar em Bratislava.



Booking.com

No mapa acima estão todas as opções de hospedagem da cidade, especialmente as da Cidade Velha.  Para saber mais, você só precisa clicar nos pins azuis e pronto. 

Ibis Bratislava Centrum

O Ibis Bratislava Centrum é uma boa opção para quem não quer ter surpresas desagradáveis durante a viagem, porque a gente já conhece bem o padrão desta rede internacional, não é verdade?

Onde ficar em Bratislava

Boa limpeza, funcionários sempre muito receptivos e prestativos. A localização e ótima, perto de vários pontos turísticos e bons restaurantes. Isso significa que você vai fazer muita coisa a pé, em poucos minutos de caminhada.

Onde ficar em Bratislava

Radisson Blu Carlton Hotel

O Radisson Blu Carlton Hotel é uma das melhores opções para você ficar em Bratislava. Ele fica no Centro Histórico e, durante o verão, oferece um terraço ao ar livre onde são servidas as refeições do restaurante que funciona no hotel.

Onde ficar em Bratislava

Tem uma vista linda para o surpreendente do Teatro Nacional e da Praça Hviezdoslav. Funcionando em um prédio do século 13, o hotel tem um bar que é um famoso ponto de encontro e oferece coquetéis, lanches e música ao vivo.

Hotel Devín

O Hotel Devín tem uma excelente localização, em frente ao píer dos barcos que vem de Viena e ao lado do Centro Histórico. Os quartos foram reformados e a decoração é moderna, muito acolhedora e a vista dos quartos voltados para o Rio Danúbio é deslumbrante.

Onde ficar em Bratislava

O café da manhã é excelente, com grande variedade de pães, frutas, doces, queijos, iogurte e muito mais. Tem um mercado pertinho e um shopping a cerca de dez minutos de caminhada. Há muitos restaurantes nesta região do Centro Histórico, bem perto do hotel. É uma ótima opção para ficar em Bratislava.

Bluebell Hotel

O BlueBell Hotel tem uma localização perfeita, perto do Rio Danúbio e do Castelo de Bratislava, em uma área tranquila. Os quartos foram recentemente reformados e tudo está muito limpo e funcionando perfeitamente bem.

Onde ficar em Bratislava

Roupas de cama, de banho e travesseiros de ótima qualidade, atendimento muito elogiado e café da manhã muito saboroso, com boa variedade de pães, bolos e outras coisinhas gostosas. Vale a pena dar uma olhada com calma neste hotel.

Aplend City Hotel Perugia

O Aplend City Hotel Perugia também tem uma localização perfeita, bem central, mas sem barulho excessivo. O café da manhã é básico, mas cumpre seu papel de nos dar energia pelas manhãs. Os quartos têm um espaço bom, com camas ótimas e tudo é muito limpo e bem cuidado.

Onde ficar em Bratislava

O estilo acolhedor do hotel, as músicas típicas tocadas durante o café, a proximidade com os pontos turísticos e o restaurante maravilhoso que funciona no térreo são outros pontos fortes do hotel, que é uma excelente ideia para ficar em Bratislava.

Patio Hostel

O Patio Hostel fica perto da praça principal de Bratislava e tem estacionamento, cozinhas de uso compartilhado em todos os andares e a internet funciona bem.

Onde ficar em Bratislava

As roupas de cama e toalhas estão incluídas nas diárias. Ao redor do hostel, há vários pubs, clubes e restaurantes, e um supermercado funciona no prédio em frente ao Patio Hostel.

Hostel Folks

O Hostel Folks é um dos melhores da cidade. Ele fica no centro de Bratislava e tem quartos com banheiro compartilhado e a internet funciona de verdade. A cozinha é liberada para quem quiser preparar as próprias refeições, e lençóis e toalhas são oferecidos a todos os hóspedes.

Onde ficar em Bratislava

Alguns quartos têm ar-condicionado e sofá. Pertinho do hostel, você encontra bons restaurantes, muitos bares e lojas super legais e ainda dá para ir andando até o Castelo de Bratislava.

Vip Apartments

Praticamente ao lado do Portão Michalská e pertinho do Castelo de Bratislava, o VIP Apartments tem várias unidades muito confortáveis e equipadas com ar-condicionado, máquina de lavar, televisão, internet e cozinha completa.

A um passo, estão restaurantes, lojas, mercados e as principais atrações da cidade. A Catedral de San Martin e o Teatro Nacional ficam a uma curta caminhada. É uma excelente opção para ficar em Bratislava.

City Center Best Place Apartments

Os apartamentos do City Center Best Place Apartments passaram por uma reforma recentemente e tudo ganhou cara nova, com decoração de muito bom gosto. Nesta mudança, os ambientes ficaram ainda mais aconchegantes, com móveis maravilhosos e espaços perfeitos.

Onde ficar em Bratislava

Todos os apartamentos são muito bem equipados e o prédio tem uma localização excelente, do ladinho do Centro Histórico, em uma área mais tranquila. Há apartamentos que acomodam até oito pessoas, então o custo-benefício fica muito interessante.

 Best View Apartment

Os apartamentos do Best View Apartment são espaçosos, sempre muito limpos e bem cuidados. O prédio fica na Cidade Velha, o Centro Histórico e a vista das janelas é magnífica: é realmente um privilégio.

Onde ficar em Bratislava

Os anfitriões são super simpáticos e ajudam em tudo – o check-in é automático e isso facilita muito. Se você tem pouco tempo e quer aproveitar o melhor da cidade, este é o lugar para você ficar em Bratislava.

Informações Básicas

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar no país e permanecer por até 90 dias.

Documentos

É necessário apresentar o passaporte com seis meses de validade.

Dinheiro

A moeda do país é o euro e a maioria dos lugares aceita cartões de crédito e débito internacional.

Vacinas

Nenhuma vacina específica é exigida de brasileiros embarcados no Brasil.  

Informações sobre covid-19

Desde o dia 6 de abril de 2022, a Eslováquia suspendeu todas as restrições de controle sanitária da covid-19.

Isso significa que não é mais necessário apresentar comprovante de vacinação contra a doença nem exames negativos de teste RT-PCR ou antígeno. Também fica suspensa a necessidade de fazer quarentena na chegada ao país.

RETORNO AO BRASIL

De acordo com informações da Anvisa, viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo, ou RT-PCR, coletado até 72 horas antes do embarque.

Seguro viagem

O seguro viagem  é obrigatório para todos os países europeus  que fazem parte do Tratado de Schengen: a Eslováquia é um deles.

Sem o seguro, você pode ser impedido de entrar no país. E tem mais: há uma cobertura mínima de EUR 30.000. Portanto, você precisa informar para qual – ou quais – país vai viajar antes de comprar o seguro.

Eu sempre indico o Seguros Promo, um site que compara os preços de várias seguradoras e nos mostra os melhores valores para cada cobertura.

Além disso, nem todos os países têm um sistema de saúde público e gratuito. Na verdade, na maioria deles, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

Você já imaginou quanto custa um tratamento médico para esses casos em outros países? Dependendo da gravidade, o atendimento pode custar milhares de dólares, podendo gerar sérias dificuldades financeiras para você e seus familiares para o resto da vida.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Veja mais dicas da Eslováquia

Ficou mas fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, é só deixar suas pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da Eslováquia.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

2 Comentários

    • Altier Moulin

      Obrigado, Adriana.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18