Como economizar com hospedagem

6

Atualizado em 2 de agosto de 2018

O item hospedagem é, sem dúvida, um dos que mais pesa no bolso quando analisamos o nosso orçamento de viagem. Por mais modesto que seja, dependendo do lugar e do tempo que vamos ficar na estrada, ele vai acrescentar alguns dígitos no total dos seus gastos. Mas, existe uma forma de economizar com hospedagem?

Sim, existem várias maneiras, e a boa notícia é que os programas e as comunidades virtuais para troca de hospedagem estão cada vez mais fortes, tornando ainda mais fácil viajar gastando menos e até zerando a nossa conta do hotel.

Mas, na prática, como é possível economizar com hospedagem? Para que você entenda melhor como funcionam alguns programas, eu preparei estas dicas especiais. Porém, antes, quero lembrar que outro item impactante no orçamento de um viajante é a passagem aérea. Mas, claro, há uma ótima maneira de gastar menos e isso eu já expliquei em: Milhas: o segredo para viajar de graça.

Voltando ao assunto anterior, nós sabemos que a escolha da modalidade de hospedagem já ajuda bastante na economia dos centavos que nos fazem tanta falta no fim da viagem. Hotéis, hostels – ou albergues, como preferirem –, aluguel de apartamentos ou uma hospedagem free são algumas dessas opções.

Como economizar com hospedagem

Hospedagem sem pagar nada

Desde 2008, eu viajo pelo Couchsurfing, um programa internacional que funciona, basicamente, para troca de hospedagem. Eu conheci o projeto enquanto planejava uma viagem de 45 dias pelo Nordeste e, como sabemos, viajar pelo Brasil é sempre caro. Foi, então, que comecei a participar do CS, como, carinhosamente, o chamamos.

Como economizar com hospedagem

No Cairo, além de me hospedar, o anfitrião me levou para conhecer as pirâmides.

No programa, você pode participar de algumas formas e não, necessariamente, precisa receber outros viajantes para poder viajar e se hospedar na casa de outra pessoa. Vou explicar isso melhor: durante um bom tempo eu não podia receber viajantes em minha casa, mas eu viajava e me hospedava na casa de outros couchsurfers. Em alguns casos, eu ajudava outros viajantes dando informações e passeando com eles em minha cidade: o que ajuda muito quem está viajando sozinho.

Como vocês podem ver, o programa não é engessado e a única – e absoluta – exigência é ser cordial e verdadeiro nas informações a seu respeito e sobre o lugar da hospedagem. Além disso, informar sobre seus hábitos e sobre as regras da casa é essencial para uma boa convivência.

Como economizar com hospedagem

Em Cusco, encontrei outros couchsurfers e nos divertimos juntos.

Com esse programa, eu já viajei para muitos lugares no Brasil e no exterior: Egito, Bolívia, Peru, África do Sul, Argentina, Colômbia, China e Canadá são alguns países. Claro que, além de me hospedar de graça, fiz bons amigos e guardei ótimas lembranças.

Agora, você deve estar se perguntando se isso é seguro: sim, é. Existe um sistema de verificação do endereço coordenado pela administração do programa e há também um mecanismo de referência mútua onde o hospede pode avaliar o seu anfitrião e vice-versa. Por isso, eu sempre prefiro os perfis com verificação e com o maior número de referências positivas possível.

De forma geral, os couchsurfers são bastante exigentes. Nós avaliamos o perfil de quem está pedindo hospedagem e o maior erro de um viajante é quando ele procura apenas um pernoite gratuito, sem qualquer tipo de interação: que tal se propor a ajudar nas tarefas de casa ou a preparar um jantar?

Como economizar com hospedagem

Reserve hotel gastando menos

Se você ainda não se sente seguro para participar de programas de hospedagem gratuita, mas quer economizar com hospedagem, há outras duas formas interessante de economizar com a hospedagem. A primeira, é reservar um hotel ou hostel pelo Booking.com. Sempre que não quero – ou não consigo – um lugar para ficar pelo Couchsurfing, eu uso este site.

É verdade que existem vários sistemas de hospedagem, mas o Booking.com, para mim, é o melhor. É que ele, além de ser o maior site de hospedagem do mundo, tem várias vantagens, como o cancelamento gratuito com antecedência e a garantia do melhor preço: se você fizer a reserva e, depois, achar um preço menor, o site cobre a oferta.

Outra opção – que eu não acho muito interessante para quem viaja sozinho – é o Airbnb. Nesse sistema, você pode alugar um quarto ou a casa completa de um morador da cidade que está planejando visitar. Como falei, isso vale muito a pena para quem está em grupo ou em família.

Como economizar com hospedagem

Para economizar com hospedagem

Há, de fato, várias opções para economizar com hospedagem. Os programas são diversos e sempre haverá um que se encaixa com você: há opção para quem quer viajar e fazer trabalho voluntário, para quem quer passar um tempo fazendo atividades rurais, para quem só viaja de bicicleta e até para quem quer ficar em um castelo europeu. Veja todas as opções que conheço:

Couchsurfing | Este programa internacional funciona, basicamente, para troca gratuita de hospedagem,. Site: couchsurfing.com

Booking.com | O maior site de hospedagem do mundo tem várias vantagens, como descontos especiais para usuários frequentes, ideal para quem quer economizar com hospedagem. Site: booking.com

Worldpackers | Esta plataforma conecta anfitriões a viajantes interessados em trocar trabalho voluntário por hospedagem. Site: worldpackers.com

Warmshowers | Comunidade semelhante ao Couchsurfing, porém exclusiva para quem viaja de bicicleta. Site: pt.warmshowers.org

Wooff | Essa comunidade é destinada àqueles que curtem a vida no campo e fazem questão de estar em contato com a natureza. No programa, o viajante se oferece como voluntário em alguma propriedade rural que trabalha com agricultura orgânica pelo mundo. Site: wwoofinternational.org

Wimdu | O site, lançado em março de 2011, lista acomodações privadas disponíveis para os turistas em todo o planeta. É possível alugar desde um quarto compartilhado no subúrbio da Cidade do México até um castelo na Europa. Site: wimdu.com.br

Airbnb | No site você vai encontrar apartamentos para alugar em diversas partes do mundo. Ele é ideal para quem viaja com família ou em grupo de amigos. airbnb.com.br

Alugue Temporada | Este site brasileiro tem várias opções de imóveis disponíveis para aluguel por curto período. Também é indicado para quem viaja de férias com a família ou com amigos. aluguetemporada.com.br

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

6 Comentários

  1. Olá!

    Adorei a matéria, com as informações sobre Couchsurfing. Mas gostaria de corrigir uma pequena informação sobre o Airbnb. Nele também é possível alugar quarto compartilhado e individual, para quem viaja sozinho ou em duas pessoas (casal ou não).

    Em abril fui para a Argentina e me hospedei no apartamento de um americano que mora lá. Viajei sozinha, então aluguei um quarto de solteiro. O mais legal foi a interação com o morador e as dicas de passeio. Foi perfeito!

    É isso. Um abraço e parabéns pelo blog!

    • Altier Moulin

      Oi Antonio,

      É muito simples. Você só precisa se cadastrar no site: https://www.couchsurfing.com. Faça um perfil bem completo falando de si, das suas ideias e planos. Fale do que gosta, do que não gosta e seja muito verdadeiro. Depois, é só começar a fazer contato com as pessoas de onde pretende viajar. Quando receber pedidos de hospedagem, aceite se for possível, mas mesmo se não puder aceitar, não deixe de responder. Isso conta para sua reputação no programa.

      Ah, tudo é totalmente gratuito, mas você pode fazer doações se quiser.

      Um abraço.

Escreva um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.