Como chegar a Buenos Aires: as opções para conhecer a capital da Argentina

2

Atualizado em 12 de abril de 2021

Sempre há promoções de passagens aéreas para a capital da Argentina, mas se você está planejando chegar a Buenos Aires por terra ou pela água, vale a pena gastar alguns minutos para ler as minhas dicas.

Como chegar a Buenos Aires

Avião

O principal aeroporto de Buenos Aires é o de Ezeiza (EZE), que fica bem longe, a 40 quilômetros do Centro. Daqui, você pode pegar um ônibus convencional por ARS 2, um micro-ônibus por ARS 45 ou um táxi, que custa cerca de ARS 150.

O Uber já chegou à cidade, mas ainda tem poucos carros.

Algumas companhias aéreas operam para o Aeroparque Jorge Newbery (AEP), que fica no bairro de Palermo – onde ficam os melhores hotéis -, a apenas dois quilômetros do centro.

A má notícia é que, em breve, este aeroporto deixará de receber voos internacionais.

Como chegar a Buenos Aires

Para nós, brasileiros, chegar a Buenos Aires de avião esta cada vez mais fácil. O destino se torna mais popular a cada ano e, com isso, mais empresas aéreas criam rotas de voo para lá. A Latam e a Gol são as que têm mais opções de voos para a Argentina, mas também é possível voar com a Aerolíneas Argentinas e com a Qatar.

Ônibus

Chegar a Buenos Aires de ônibus é uma opção – especialmente para quem está no sul do Brasil -, mas já aviso que é mais cansativa. O desgaste das muitas horas de viagem, somado ao valor da passagem, na maioria dos casos, não vale a pena.

Normalmente, o trecho de São Paulo à capital argentina ultrapassa os R$ 300, cada trecho, com duração de mais de 30 horas, enquanto que de avião, o percurso seria feito em duas horas.

Se você já estiver na Argentina e quiser viajar pelo país de ônibus, este site é o mais usado para encontrar passagens pelo país.

Carro

Esta opção é para, provavelmente, quem tem mais tempo: você pode passar por Foz do Iguaçu, conhecer Montevidéu, incluir um trajeto de barco ou ir parando em cada cidadezinha.

Para dirigir na Argentina, você pode usar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), mas é preciso fazer um seguro obrigatório chamado Carta Verde. O preço varia de acordo com a quantidade de dias e é fácil encontrar seguradoras que ofereçam o serviço no Brasil e na fronteira.

Barco

Apesar de não ser barato, dá para atravessar o Rio da Prata e chegar a Buenos Aires de barco. Os buques cruzam o rio todos os dias do ano e, para falar a verdade, eu não achei a viagem a coisa mais maravilhosa do mundo.

Até pode ser uma opção para quem não se programou e decidiu ir do Uruguai para a Argentina na última hora, mas o meu conselho é tentar comprar a passagem pelo menos com um dia de antecedência. As empresas que fazem esse trajeto são: Buquebus, Seacat e Colonia Express.

INFORMAÇÕES BÁSICAS
Visto | Brasileiros  não precisam de visto para entrar no país e o tempo de permanência é de até 90 dias. 
Documentos | Brasileiros podem apresentar o passaporte ou a carteira de identidade emitida há menos de dez anos.
Moeda | O peso argentino (ARG) é a moeda local. Para sua viagem, leve reais ou dólares e troque nas casas de câmbio.
Vacinas | Nenhuma vacina é obrigatória, mas é indicado estar vacinado contra covid-19 (veja abaixo).

INFORMAÇÕES SOBRE COVID-19

A Argentina tem atualizado com frequência os requisitos para a entrada de brasileiros no país. Desde o dia 07/04/2022, é necessário atender às seguintes exigências:

  1. Preencher a Declaración Jurada Electrónica para el Ingreso al Territorio Nacional pelo menos 48 horas antes da viagem;
  2. Apresentar seguro de saúde covid-19 com cobertura para hospitalização, isolamento e transferência médica;

Recomenda-se que os viajantes que não estiverem com o esquema de vacinação completo façam um teste de diagnóstico dentro de 24 horas após a entrada no país.

Se um caso positivo ou suspeito de covid-19 for detectado ou relatado no ponto de entrada, poderá ser necessário fazer quarentena.

Para saber mais, acesse o site oficial da Dirección Nacional de Migraciones da Argentina.

SEGURO VIAGEM

Desde que reabriu as fronteiras,  o seguro viagem com cobertura para tratamento de covd-19 passou a ser obrigatório.  Sem ele, você será impedido de entrar no país.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

Veja mais sobre a Argentina

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da Argentina.