Portal da Chapada das Mesas: como vistar o cartão-postal de Carolina

14

Atualizado em 4 de agosto de 2020

Portal da Chapada das Mesas

Um dos lugares mais emblemáticos da cidade de Carolina, no Maranhão, é o Portal da Chapada das Mesas. Sabe como são aqueles lugares que emanam uma energia positiva e que fazem qualquer viagem valer a pena? É exatamente assim.

Mas, eu vou contar essa história direito.

Depois de chegar à Chapada das Mesas, eu tenho certeza que você vai se sentir uma pessoa de muita sorte. É que as atrações parecem não acabar e, em cada uma delas, a gente experimenta sensações diferentes.

CLIQUE E SAIBA MAIS SOBRE A CHAPADA DAS MESAS

O Parque Nacional da Chapada das Mesas foi criado em 2005 para proteger cerca de 160 mil hectares do Cerrado Maranhense – uma área que equivale a quase 160 mil campos de futebol, administrada pelo ICMBio.

Com formações rochosas exuberantes, o Parque ganhou esse nome por causa das montanhas de cumes achatados, moldadas há milhões de anos pela chuva e pelo vento.

Neste pedaço de terra tão privilegiado, a gente encontra cavernas, rios caudalosos, cânions, cachoeiras e piscinas naturais, atrações perfeitas para quem gosta de destinos ainda pouco explorados e um contato direto com a natureza bruta.

Entre as muitas cachoeiras, a de São Romão e a do Prata, que ficam dentro da área do Parque Nacional, são as mais impressionantes pela grandeza, mas as belezas dessa região parecem incontáveis.

O Morro do Chapéu, o Portal da Chapada e as cachoeiras gêmeas do Itapecuru entram na lista de lugares para visitar em Carolina, a cidade que é base para conhecer a Chapada das Mesas.

Além de Carolina, o Parque Nacional da Chapada das Mesas se estende até as cidades de Riachão e Estreito.

Em Riachão, a aproximadamente 135 quilômetros de Carolina, fica a Reserva Natural Cachoeira do Rio Cocal, uma propriedade privada por onde passa o rio Cocal, que forma quatro cachoeiras, entre elas a de Santa Bárbara, a mais alta da região, com 70 metros de queda.

Na Reserva também fica o incrível Poço Azul, que pelo nome já dá para imaginar do que se trata: uma piscina natural com água cristalina e azulada.

Outra maravilha da natureza que encontramos em Riachão é o Encanto Azul, um lago formado por uma nascente que brota entre paredões de rocha maciça e que ganha tons azulados com os raios solares que atravessam a mata.

Assim foi quando fiz a trilha  do Morro do Chapéu, quando desci na maior tirolesa do país e quando mergulhei em um dos lagos mais incríveis que já vi: o Poço Azul.

Portal da Chapada das Mesas

Portal da Chapada das Mesas

Naturalmente esculpido na rocha, o Portal da Chapada das Mesas é uma imensa abertura em forma de pirâmide, de onde a gente tem uma das mais belas vistas da região.

Dá para ver boa parte da extensa vegetação do Cerrado, os Pilares da Chapada e o fabuloso Morro do Chapéu com todo seu esplendor.

Portal da Chapada das Mesas

Há quem prefira conhecer o Portal da Chapada das Mesas pela manhã, antes do sol nascer para ver o astro-rei surgir por detrás do Morro.

Eu escolhi ir à tarde, no pôr do sol, para ver o Morro do Chapéu todo iluminado de frente.

Foi um momento de contemplação, de absoluto êxtase e de alegria: a sensação que senti foi uma das melhores e eu desejo que você experimente o mesmo, mas eu já viso que não dá vontade de ir embora.

Portal da Chapada das Mesas

Ouça a natureza

Na região do Portal da Chapada, há vários animais – incluindo algumas cotias – e não será difícil encontrá-los.

Para isso, evite falar durante sua caminhada e, ao chegar mais perto do Portal, ande devagar.

A melhor coisa para fazer em um lugar assim é sentir e ouvir a natureza.

Como visitar o Portal da Chapada

Se você ficou com vontade conhecer o Portal da Chapada, veja algumas informações importantes que vão fazer muita diferença na sua experiência.

Quando ir

Você pode visitar o Portal da Chapada o ano inteiro. Eu sugiro ir à tarde, quando a paisagem está mais bem iluminada – especialmente depois das 17h.

Não esqueça de levar água, protetor solar e repelente.

O aniversário de Carolina é no dia 8 de julho e na primeira semana do mês acontecem os festejos na cidade.

Como chegar

Para chegar ao Portal, você precisa dirigir cerca de dez quilômetros, saindo de Carolina. Pouco antes dos Pilares da Chapada há uma entrada à esquerda.

Depois, são cerca de 500 metros em uma estrada que é pura areia.

Portanto, não arrisque se estiver com um veículo de passeio.

Depois de parar o carro,  é preciso fazer uma leve caminhada e pronto: a mais bela paisagem da Chapada das Mesas estará à sua frente.

Portal da Chapada das Mesas

Muitas áreas da Chapada das Mesas só podem ser visitadas em veículos 4×4, porque algumas estradas são de areia e outras viram um atoleiro na estação chuvosa.

Além disso, em algumas áreas, não há placas indicando o caminho. Por isso, é importante estar acompanhado de um guia local.

Eu fui muito bem atendido pela Cia do Cerrado, empresa pioneira em ecoturismo na região.

Informações Básicas
Quando ir | O melhor período para visitar a Chapada das Mesas é a estação seca, que vai de maio a setembro. Quando ir a Chapada das Mesas.
Como chegar | Você pode partir de Imperatriz, no Maranhão, ou de Araguaína, no Tocantins. Como chegar à Chapada das Mesas. 
Onde ficar | Carolina, no sul do Maranhão, é a cidade base para conhecer a Chapada das Mesas.  Onde se hospedar na Chapada das Mesas
Onde comer | A culinária da região tem aquele gostinho caseiro, perfeito para repor nossas energias. Onde comer na Chapada das Mesas.

Veja mais sobre a Chapada das Mesas

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se ainda tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo, e aproveite para ver outras dicas.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um viajante apaixonado pelas coisas desse mundo. Um jornalista que adora contar boas histórias e compartilhar informações de viagem. Meu propósito de vida é ajudar outras pessoas a conhecerem lugares novos e a viverem experiências inesquecíveis.

14 Comentários

  1. Avatar

    A cobrança das pessoas que visitam o Portal da Chapada das Mesas é um tremenda maracutaia, pois o Portal em si não é de propriedade privada, de vez que está localizado em uma serra que pertence a nação. O que ocorre é que uma pessoa legalizou uma área de terra no pé da serra e pessoas que nem sequer são dono da área estão cobrando dos turistas que são visita-lo. Eu moro nas proximidades e sei do que está se passando. Tudo errado!

    • Altier Moulin

      Oi Jefferson,

      Como Carolina fica em um ambiente de natureza, sim, há mosquitos. Mas nada quem um bom repelente não resolva.
      Lembre-se de passar também protetor solar: primeiro o protetor, depois o repelente. 🙂

      Aproveite.

  2. Avatar

    Olá,
    Sabe dizer se em Carolina tem locadora de carro?
    É possível se locomover de ônibus para Riachão e Pedra Caída?
    Estou querendo economizar e fazer passeios com agencia apenas se for necessário o carro 4×4.

    Obrigada

    Magda

    • Altier Moulin

      Oi Magda,

      A sugestão que lhe dou é alugar um carro em Imperatriz – como tem mais opções, os preços ficam melhores – e seguir viagem até Carolina. Não há transporte público na cidade, portanto você deverá se locomover de carro para as cachoeiras. Riachão e Pedra caída são bem fáceis de fazer de carro comum, mas alguns outros, como São Romão, só de 4×4.

      Um abraço.

Escreva um comentário