Viagem à República Tcheca: informações essenciais

0

Atualizado em 24 de maio de 2018

Para quem está planejando uma viagem à República Tcheca, esse país que fica na Europa Central, e faz fronteira com a Alemanha, Áustria, Polônia e Eslováquia, é importante saber de algumas coisas que facilitarão seus dias por aqui.

O país é cheio de cidades charmosas. A própria capital, Praga, pode ser considerada um museu a céu aberto e você pode fazer boa parte dos passeios a pé. Mas, claro, além de muitas andanças, existem outros destinos  imperdíveis no país, como a pequena cidade medieval de Cesky Krumlov.

Se quiser organizar melhor seus dias na capital, eu sugiro que você leia: O que ver e fazer em Praga.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

Este era meu lugar favorito em Praga.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

A adorável paisagem de Cesky Krumlov.

Durante sua viagem à República Tcheca, prepare-se para explorar todos os aspectos possíveis. Desde entender um pouco melhor o passado sombrio e triste do país, a mergulhar na culinária diferente e curtir bastante a noite animada daqui.

Informações essenciais

Visto | Para uma viagem à República Tcheca, brasileiros não precisam de visto. O tempo de permanência no país é de até 90 dias.

Documentos | Somente o passaporte é aceito como documento de identificação. Além disso, ele deve ser válido por até três meses depois da data prevista para sair do país.

Para entrar na República Tcheca é preciso apresentar o seguro viagem internacional, cobrindo as despesas básicas de um tratamento médico. Ou seja, é muito importante contar com um seguro de viagem que cubra eventuais gastos de saúde durante sua viagem à República Tcheca.

Vacinas | Nenhuma vacina é obrigatória, independentemente de sua idade e do motivo da viagem.

Dinheiro | O país entrou para a União Europeia em 2004, mas ainda não faz parte da zona do euro. Por isso, a moeda local é a Coroa Tcheca, identificada pela sigla CZK e pelo símbolo Kč. O real ainda não é aceito no país, mas como a maioria das pessoas inclui uma viagem à República Tcheca em um roteiro pela Europa, fique tranquilo. O euro é facilmente trocado em casas de câmbio, assim como o dólar.

Eu explico melhor em: Dinheiro na República Tcheca: câmbio, saques e taxas.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

A moeda local é a Coroa Tcheca.

 Fuso horário | A República Tcheca está 4h a frente do horário oficial de Brasília.

Língua | O idioma oficial do país é o tcheco. A escrita pode ser confusa, pois existem acentos que não estamos acostumados, por isso, não se assuste com as placas. O ideal é você tentar aprender algumas palavras básicas, mas dá para se virar com um pouco de inglês. Aqui, cerca de 30 por cento da população tem domínio da língua inglesa. Para você ter uma ideia, no Brasil, são apenas cinco por cento.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

A escrita muitas vezes é confusa, mas não se assuste.

Clima | Como na maioria do continente europeu, aqui, as estações são bem definidas. Para se preparar melhor para sua viagem à República Tcheca, é preciso entender que as temperaturas chegam aos extremos. Ou seja, durante o verão – de junho a agosto – os termômetros podem marcar 40 graus. Enquanto no inverno – de dezembro a março – o frio é de até 2 graus.

Segurança e Saúde

Saúde | O sistema de saúde do país é de boa qualidade e, comparado a outros países da Europa, costuma ser mais barato. Ainda assim, até procedimentos de emergência são cobrados de estrangeiros, por isso, o ideal é viajar com um seguro viagem garantido.

Consulte e compare os preços do seguro viagem.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

Visitar o Cemitério Judeu de Praga é imperdível.

Segurança | Viajar para qualquer lugar muito turístico exige atenção e certas medidas preventivas. Evite ostentar joias, relógios caros e máquinas fotográficas avantajadas, isso chama a atenção de oportunistas em qualquer parte do mundo.

Na Europa, em geral, o número de roubos registrados é bem menor do que o que estamos acostumados no Brasil. O mais comum são casos de furtos, por isso é preciso estar atento aos seus pertences. A verdade é que, tomando os cuidados básicos que já tomamos aqui, estamos nos prevenindo o suficiente para uma viagem à República Tcheca.

Terrorismo | Ameaças de ataques terroristas são praticamente inexistentes no país.

Drogas | Apesar de esforços no passado, a maconha ainda não é legalizada aqui. A posse para uso individual é aceita e, na prática não há muita vistoria relacionada a erva. A não ser se tratando de grupos e organizações maiores.

Na prática, você pode comprar maconha para seu uso, mas não pode vender. O mesmo vale para outras drogas ilícitas, como cocaína, haxixe e ecstasy, por exemplo.

O mais curioso é que várias lojas vendem produtos de maconha. Cremes para a pele, chocolate e vodca de maconha são algumas coisas que vi.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

Os produtos de maconha são muito curiosos.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

Que tal um chocolate de cannabis?

Vida gay | Praga, a capital tcheca, tem fama de ser um dos melhores lugares para curtir o turismo gay. Desde os anos 90, o país começou a desenvolver um mercado de serviços especialmente para o público GLBT. A população, as boates e a comunidade em geral são extremamente amigáveis em relação a homossexuais. Em 2006 o país legalizou a união oficial de casais do mesmo sexo.

Comida | Aqui, os pratos típicos têm nomes difíceis de pronunciar e, muitas vezes, você nem vai saber direito o que está comendo. Mas, como todo bom viajante, se aventurar na culinária faz parte e – na maioria das vezes – é uma delícia.

O prato nacional da República Tcheca é o Vepro-Knedlo-Zelo. Eu avisei sobre os nomes difíceis, certo? Ele é feito com carne de porco, almôndegas e repolho. É o prato nacional do país, ou seja, você vai encontrar com facilidade em quase todos os restaurantes daqui.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

Este é o Vepro-Knedlo-Zelo, o prato nacional da República Tcheca.

Além dele, o goulash é outra opção que você encontra muito na mesa das famílias tchecas. Um pouco mais conhecido pelos estrangeiros, o goulash é uma carne ensopada com legumes e muita pimenta. Normalmente as almôndegas vêm de acompanhamento. Já deu para percebeu que essas bolinhas de carne também se fazem presente, não é mesmo? As almôndegas são um ingrediente bastante comum no país inteiro.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

Goulash nada mais é que carne ensopada com legumes e molho apimentado.

Quem não vive sem uma sobremesa, não se preocupe, o tradicional trdelnik será o doce mais visto aqui, e vale provar.

Hospedagem | Durante a sua viagem à República Tcheca, você rapidamente irá notar que não é exagero quando as pessoas falam que, por aqui, as coisas são mais baratas. A hospedagem está incluída nisso. São diversas opções de hostel e hotéis que agradam a todos os gostos e bolsos. Na hora de escolher, tudo depende da região onde você está e do seu orçamento.

Na capital, por exemplo, você pode escolher entre se hospedar no bairro Josefov, próximo ao quarteirão judeu ou na Cidade Velha, onde o estilo medieval é mais forte.

Eu dou mais detalhes em: Onde se hospedar em Praga.

Energia elétrica | A tensão elétrica é de 230 Volts e as tomadas são as mesmas usadas em todo o continente europeu: de dois pinos redondos. Levando eletrônicos do Brasil, será preciso colocar na mala um adaptador também.

Internet | A maioria dos lugares, como hotéis, cafés e restaurantes, tem internet sem fio disponível para uso, o que é muito cômodo.

Transporte público

Aeroportos | A República Tcheca é servida por cinco aeroportos, sendo o principal deles o Aeroporto de Václav Havel, em Praga. Não existem voos diretos do Brasil para o país, por isso, para quem tem como primeiro destino a República Tcheca, será necessário fazer escala.

As grandes companhias aéreas da Europa, como TAP, KLM e Air France fazem o trajeto de Brasil até a capital tcheca. Para quem já estiver no Velho Continente, vale chegar as promoções das empresas low cost, como a Easy Jet, Vueling e RyanAir.

Ônibus | É possível organizar sua viagem à República Tcheca contando com o sistema rodoviário. São mais de 500 quilômetros de autoestradas e, muitas vezes, este é o transporte mais barato. Só fique atento ao tempo perdido com deslocamento, já que, apesar de econômico, viajar de ônibus é melhor para quem não está com o cronograma apertado.

O site da Eurolines conta com mais de 30 empresas de ônibus que circulam pelo continente e fazem trajetos que incluem a República Tcheca. Você também pode olhar direto no site da FlixBus, uma das mais baratas.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

Trem | Viajar de trem pela Europa faz parte do imaginário de muita gente. A sensação nostálgica transforma a própria viagem em um passeio turístico, mas, é bom saber que o trem nem sempre é o meio mais econômico. Muitas vezes é caro e demorado, então é preciso avaliar o seu roteiro antes de aproveitar o transporte ferroviário.

No site da Rail Europe você consegue ver os itinerários e preços.

Transporte público | O transporte público no país é de boa qualidade, especialmente em Praga. Na maioria das vezes você consegue fazer muito caminhando, dependendo da região em que estiver hospedado. Mas, se precisar ou quiser usar o transporte público saiba que você precisa comprar o bilhete e validar, tanto de ônibus quanto de metrô, durante o trajeto. Se a fiscalização te flagrar com um bilhete inválido, prepare-se para pagar uma multa.

Você ainda pode usar táxis pelas cidades. O aconselhado é conseguir uma empresa de confiança e de boa reputação, já que os golpes para cobrar mais de turistas acontecem em qualquer lugar. Eu aconselho você a pedir indicação na recepção do hotel.

Viagem à República Tcheca: informações essenciais

Aluguel de carro | As principais empresas internacionais prestam o serviço de aluguel de veículos no país. Para dirigir aqui, é preciso ter a carteira internacional de habilitação, já que a do Brasil não é aceita.

Viagem à República Tcheca

Veja todas as dicas para sua viagem à República Tcheca. Clicando sobre cada item abaixo, você terá informações detalhadas de todas as atividades que fiz em cada uma das cidades que visitei.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.