Dinheiro na República Tcheca: câmbio, saques e taxas

0

Atualizado em 17 de maio de 2018

Apesar de fazer parte da União Europeia, a moeda do país é a coroa tchecaKoruna Česká, em tcheco -, identificada pela sigla CZK e pelo símbolo Kč. Provavelmente, depois de 2020, o governo adotará o euro, mas, até lá, nada muda. Assim, você pode planejar como gastar seu dinheiro na República Tcheca.

As notas de papel são de 100, 200, 500, 1000, 2000 e 5000 coroas, e as moedas são de 1, 2, 5, 10, 20 e 50 coroas e de 50 hellers, os centavos. Cada coroa é divida em 100 hellers, assim como cada real se divide em 100 centavos.

Dinheiro na República Tcheca: câmbio, saques e taxas

Nota de 200 coroas tchecas.

Câmbio e golpes

Trocar dinheiro na República Tcheca é muito fácil, mas, infelizmente, o real não é aceito nas casas de câmbio – směnárna, em tcheco. Então, você deve trazer euros ou dólares e fazer a conversão aqui.

As casas de câmbio que funcionam no centro de Praga são ótimas opções para conseguir algumas coroas tchecas. Especialmente as com cartazes dizendo free of charge ou 0% commision. As lojas do aeroporto, os bancos e os hotéis sempre cobram mais caro, embora, muitas vezes, sejam mais cômodos.

Dinheiro na República Tcheca: câmbio, saques e taxas

Procure pelas casas de câmbio que não cobram comissão.

Independentemente do lugar que escolher, quando for fazer a troca, não se esqueça de perguntar quantas coroas você vai receber. Isso porque muitas casas de câmbio cobram comissão e você só fica sabendo depois de fazer o câmbio. Se for trocar mais que EUR 1000, será preciso apresentar o passaporte.

Tenha cuidado com os golpes. Casos de pessoas que recebem notas de outros países, como Hungria e Rússia, são raros, mas acontecem. Por isso, nunca faça a troca nas ruas, porque, além disso, as chances de receber notas falsas são maiores.

Saques e taxas

Eu sempre recomendo viajar com dinheiro em espécie e com cartões. Antes de sair do Brasil, eu desbloqueio meus cartões de crédito e débito para uso no exterior, mesmo que eles não sejam minha primeira opção.

Muitas vezes, eu saco diretamente do caixa automático na moeda local pagando a cotação do dia, mais o IOF de 6,38%. Mesmo com a taxa, essa pode ser uma opção prática. O cartão de crédito fica para o último caso, já que a cotação varia de acordo com o fechamento da fatura.

Dinheiro na República Tcheca: câmbio, saques e taxas

Tenha cuidado para não receber moedas e notas de outros países.

De qualquer forma, na hora de uma emergência, os cartões podem ser uma mão na roda e nos tirar de enrascadas.

Nas maiores cidades tchecas, como em Praga, é fácil encontrar bancos e caixas eletrônicos – chamados de ATM fora do Brasil. Alguns bancos cobram uma comissão para fazer transações com cartões internacionais. Então, fique de olho nas mensagens que aparecem na tela do caixa eletrônico e só confirme a transação se estiver de acordo.

Se achar o valor muito alto, ande um pouco e tente em outro equipamento. Sempre haverá quem não cobre nada pelo serviço, e essa é uma ótima maneira de economizar seu dinheiro na República Tcheca.

Dinheiro na República Tcheca

Os preços na República Tcheca não são caros, mas também não são baratíssimos. Quem vem de países que usam o euro, é claro, percebe a diferença e isso representa um alívio para o bolso. Quando comparamos os valores com o Brasil, é mais ou menos a mesma coisa.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário