Pesquisar
Close this search box.

O que ver e fazer em Praga: atrações imperdíveis da cidade

Atualizado em 9 de janeiro de 2024 – POR ALTIER MOULIN

O que ver e fazer em Praga

A capital da República Tcheca não é uma cidade grande. Ainda assim, é cheia de lugares interessantes, paisagens lindas e muita história. Para aproveitar ao máximo a sua visita, eu sugiro que fique, pelo menos, três dias na cidade e que tenha em mãos essa lista do que fazer em Praga.

Se puder dar mais uma dica inicial, saiba que a cerveja tcheca é deliciosa e muito barata. Até há pouco tempo, ela era mais barata que a água, mas o governo aprovou uma lei mudando isso, justamente para incentivar o consumo de água. Curioso, não acha?

Outra coisa que deixa muita gente surpresa no país é a liberação do uso da maconha. Sim, isso é normal em alguns países, mas em Praga parece que eles levam isso muito a sério: você encontra inúmeros produtos que tem a cannabis como base – de chocolate a cremes para a pele.

O que fazer em Praga

Quando chegar à cidade, você também vai perceber que não é à toa que a capital da República Tcheca tem ficado cada vez mais popular entre os brasileiros. Além de uma vida cultural diversificada, Praga tem preços camaradas e recebe muito bem seus visitantes.

Castelo de Praga

Considerado o maior castelo antigo do mundo – e um dos mais bonitos também –, o Castelo de Praga é a sede do governo nacional desde o século 9.

O que ver e fazer em Praga

Só que eu acho bom você saber que o Castelo de Praga não tem nada a ver com aquela ideia de castelo medieval, cheio de fortalezas. Na verdade, ele é um conjunto de belos palácios e prédios conectados por ruazinhas estreitas.

Um desses prédios é a Catedral de São Vito, maior igreja do país e um incrível exemplo do esplendor da arquitetura gótica.

Para conhecer tudo, você vai precisar de metade de um dia e, mesmo assim, pode ser que não veja algumas coisas. Então, já deu para perceber que o Castelo deve ser prioridade em sua lista de coisas para fazer em Praga.

Praça da Cidade Velha

A Cidade Velha – Staroměstská, em tcheco – foi um dos lugares que mais gostei em Praga. É que eu acho impossível estar no lugar que foi o centro da cidade desde a Idade Média e se sentir indiferente.

O que ver e fazer em Praga

A Praça da Cidade Velha está rodeada por interessantes ruazinhas. Elas estão sempre lotadas de turistas e são perfeitas para a gente se perder e encontrar um tanto de coisas legais.

Ela é cheia de prédios históricos: entre eles a Igreja de Nossa Senhora de Týn, a Igreja de São Nicolau e a Prefeitura da Cidade Velha, onde fica o famoso Relógio Astronômico.

Cemitério judeu

Para quem gosta de História e, especialmente, para quem se interessa pela trajetória judaica, esse é um dos atrativos imperdíveis de Praga.

Cemitério Judeu de Praga

Em um primeiro momento, tudo parece um monte de lápides amontoadas, sem qualquer sentido e é isso mesmo: os túmulos estão embolados, sobrepostos uns aos outros sem qualquer aparente senso de organização, mas isso tem uma justificativa, como eu já expliquei quando falei do secular cemitério judeu de Praga.

Sinagogas

Como a cidade é marcada pela cultura judaica, não faltam, é claro, sinagogas. Eu visitei algumas delas, mas a Sinagoga Espanhola – Španělská synagoga, em tcheco –, é considerada a mais bonita da Europa.

O que ver e fazer em Praga

Ela é, também, a mais nova das seis sinagogas históricas de Praga. Foi construída na metade do século 19 no estilo mouro-espanhol e, por isso, leva o nome de Espanhola.

O que ver e fazer em Praga

Por favor, coloque esse lugar em sua lista de coisas para fazer em Praga. Eu explico como é a visita em: A belíssima Sinagoga Espanhola de Praga.

Quarteirão judeu

No antigo bairro de Josefov, você vai conhecer o Quarteirão Judeu de Praga, um lugar cheio de prédios históricos, relíquias e memórias da comunidade judaica.

Os judeus vivem na República Tcheca desde muito antes de os nazistas exterminarem grande parte de seus habitantes nos campos de concentração.

Apesar disso, o bairro conseguiu manter a maioria de seus prédios históricos: isso faz dele o mais bem preservado em toda a Europa.

Esse roteiro deve estar em sua lista de coisas para fazer em Praga, não só porque concentra museus, sinagogas e até um cemitério secular. Conhecer o Quarteirão Judeu de Praga é uma viagem por uma cultura totalmente diferente da brasileira e isso nos acrescenta muito como viajantes.

Rio Moldava

O Rio Moldava – Vltava, em tcheco – corta o Centro de Praga e é impossível não perceber o quanto está integrado à vida da cidade. Ele tem 435 quilômetros e algumas das mais lindas pontes do país. Por isso, uma parada, aqui, deve ter espaço em sua lista de coisas para ver e fazer em Praga.

O que ver e fazer em Praga

De suas margens, saem barcos de passeio que exploram as maravilhas de ambos os lados em vários roteiros. Os passeios custam a partir de CZK 400 por pessoa, e as principais empresas que oferecem o serviço são Prague Steam Boats e Vltava Cruise.

Ponte Carlos

Por falar em ponte, a Ponte Carlos – Karlův most, em tcheco – é a mais antiga da capital, com 600 anos. Ela é, também, uma das mais emblemáticas construções da cidade, cheia de estátuas no estilo barroco.

Esse lugar é realmente muito querido pelos turistas e fica lotado nos dias mais quentes. Há, inclusive, algumas crenças que se perpetuam ao longo dos séculos. Uma delas, por exemplo, diz que você deve tocar os painéis abaixo da estátua de São João Nepobuceno.

O da esquerda tem um cavaleiro com um cachorro, e quem tocar no animal, terá sorte. Já quem tocar no santo sendo lançado no rio, no painel da direita, será agraciado com um retorno a Praga, segundo a lenda.

Muro Lennon

Na parte nova da cidade, esse muro coberto por grafites, é muito mais que uma expressão artística. Ele é, também, um protesto contra o Regime Comunista que vigorou no país até 1989.

A primeira imagem, como o nome sugere, foi a figura de John Lennon, que tinha sido assassinado há pouco tempo. Símbolo de uma geração alternativa, a polícia comunista tratou logo de acabar com o desenho pintando o muro de cinza.

Só que nada adiantou, porque cada vez que o desenho era apagado, outro surgia. Nessa quebra de braços, frases de resistência ao comunismo e palavras de ordem foram aparecendo. Com isso, hoje, o muro é um símbolo da liberdade tcheca.

Monte Petřín

O Monte Petřín é uma das áreas verdes mais queridas de Praga. Seus gramados abrigam, ainda, a Torre Eiffel de Praga. Claro, que isso é apenas uma brincadeira, já que a Torre de Petřín é bem menor – com 60 metros – e mais simples que a francesa.

Mas o que a maioria das pessoas não sabe é que a Torre de Petřín foi construída dois anos depois da Torre Eiffel, em 1891, para a Exposição Nacional de Praga: nada é apenas uma mera coincidência.

Para subir os 138 metros do Monte Petří e ter uma vista sensacional da cidade, você pode caminhar pelos jardins ou pegar o funicular na rua Újezd. Eu fui de Uber.

Praça Venceslau

No lugar onde funcionou um antigo mercado de cavalos, essa praça foi o palco de importantes momentos históricos do país, como a Revolução de Veludo, que culminou com a queda do comunismo, em 1989.

Hoje, rodeada por hotéis, restaurantes e lojas, ela é um importantíssimo ponto de encontro. O prédio mais famoso é o Museu Nacional de Praga e eu tenho certeza que fazer uma caminhada pelos arredores da praça será um programa memorável.

Campo de Concentração de Terezín

Terezín fica a 60 quilômetros de Praga, e é um tipo de cidade que você não vai encontrar em qualquer lugar do mundo.

A simetria perfeita das ruas geometricamente exatas e as praças cheias de flores escondem a história de um terrível sofrimento humano. Por isso, visitar o antigo Campo de Concentração de Terezín, pertinho de Praga, na República Tcheca, é uma experiência dolorosa, daquelas que a gente jamais esquece, e, justamente por isso, é tão preciosa.

Eu já expliquei com detalhes como é visitar Campo de Concentração de Terezín.

Informações Básicas

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar no país e permanecer por até 90 dias.

Documentos

É necessário apresentar o passaporte com seis meses de validade.

Dinheiro

A moeda nacional é a coroa tcheca, identificada pela sigla CZK e pelo símbolo Kč. Veja como usar seu dinheiro na República Tcheca.

Vacinas

Nenhuma vacina específica é exigida de brasileiros embarcados no Brasil, independentemente da idade e do motivo da viagem.

Informações sobre covid-19

Desde 9 de abril de 2022, a República Tcheca suspendeu todas as exigências relativas à pandemia de covid-19 para viajantes internacionais.

Seguro Viagem

O seguro viagem é obrigatório para todos os países europeus que fazem parte do Tratado de Schengen:   a República Tcheca é um deles. 

Sem o seguro, você pode ser impedido de entrar no país. E tem mais: há uma cobertura mínima de EUR 30.000. Portanto, você precisa informar para qual – ou quais – país vai viajar antes de comprar o seguro.

Além disso, nem todos os países têm um sistema de saúde público e gratuito. Na verdade, na maioria deles, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem.

→ PLANOS MAIS INDICADOS

Eu sempre indico o Seguros Promo, um site que compara os preços de várias seguradoras e nos mostra os melhores valores para cada cobertura.

Você vai notar que existem muitas opções de seguradoras e planos, mas o que você precisa mesmo é de um seguro viagem com no mínimo EUR 30.000 de cobertura para despesas médicas e hospitalares.

O plano TRAVEL ASSIST 150 MUNDO (EXCETO EUA) +COVID-19 é um dos mais completos. Ele tem cobertura para despesas médicas no valor de EUR 150.000, seguro bagagem de USD 1.500 e é válido em toda a Europa.

ITA 30 SMART EUROPA é um dos mais baratos. Ele tem despesas médica e hospitalar no valor de EUR 30.000, seguro bagagem de EUR 250 e cobertura para covid-19 na modalidade de reembolso – é bom ler tudo direitinho antes de comprar.

Veja mais dicas da República Tcheca

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se ainda tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo pelo Instagram: @altiermoulin. Aproveite, também, para ler outros posts sobre a República Tcheca.

SOBRE O AUTOR

COMENTÁRIOS

2 respostas

  1. Oi Altier!
    É fácil se comunicar em inglês nos hotéis, pontos turísticos, bares, restaurante e lojas em Praga?
    Abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

35