Quando ir a Torres del Paine: veja qual a melhor época para sua viagem

6

Atualizado em 2 de fevereiro de 2022

Quando ir a Torres del Paine: veja qual a melhor época para viajar

Se você está decidindo quando ir a Torres del Paine, estas informações serão muito importantes para você não ter uma viagem frustrante. É que, por aqui, o clima é muito instável e muda drasticamente durante o ano.

O Parque Nacional Torres del Paine é a principal atração da Patagônia chilena e nos reserva experiências que mostram o quão poderosa é a natureza. Isso inclui chuva, ventos, neve e muitas variações climáticas.

Mas, escolhendo com cuidado, dá para aproveitar dias lindos e ensolarados, quando a paisagem revela sua real beleza.

→ Dicas práticas para visitar Torres del Paine

Conhecer Torres del Paine é, de fato, uma experiência incrível, mas para quem está com a grana curta ou sem tempo, o passeio de um dia já lhe deixa conhecer a exuberância do lugar.

Entenda um pouco do Parque

O Torres del Paine foi criado em 1959 com o nome de Parque Nacional de Turismo Lago Grey, mas logo depois o nome foi alterado para como é hoje.

Reconhecido como Reserva da Biofesra pela Unesco, ganhou mais importância e relevância mundial. Desde então, ações de preservação e da relação dos visitantes com o parque têm sido cada vez melhoradas, a fim de garantir o equilíbrio perfeito. Atualmente, o Parque recebe cerca de 160.000 visitantes por ano.

Eu  visitei Torres del Paine no mês de setembro  e passei quatro dias dentro do Parque. Nos três primeiros dias, o tempo ficou fechado e fazia bastante frio. No terceiro dia, para minha sorte, o clima mudou completamente e o sol apareceu.

Quando ir a Torres del Paine

Quando ir a Torres del Paine

Torres del Paine é uma cadeia de montanhas a quase três mil metros de altura que surge em meio as nuvens, no alto dos vales da Patagônia chilena.

Com essa localização peculiar e especial, o clima por aqui também segue estas características.

Para escolher quando ir a Torres del Paine, é preciso saber que, além da previsão do tempo, é importante considerar a intensidade do vento.

Mesmo no verão, o vento – ainda gelado – pode chegar a 120 quilômetros por hora, fazendo a sensação térmica cair bastante.

VERÃO

A estação mais quente vai de dezembro a março. Se você escolher conhecer Torres del Paine no verão, irá aproveitar dias longos e temperaturas mais amenas. O termômetro varia entre 13 e 20 graus, mas é nesse período que os ventos assustam.

A maior vantagem dessa estação é ter o sol brilhando por mais tempo, dando mais chance de fazer passeios e, para quem quer se aventurar em caminhadas e trekkings mais longos, a luminosidade faz diferença.

INVERNO

O frio intenso chega entre junho e agosto, e a neve toma conta do Parque. No início da estação, ainda é possível caminhar pelas montanhas. Porém, quando a neve aumenta, fica mais difícil enfrentar o frio.

Nessa época, os turistas acabam aproveitando mais a gastronomia local e os vinhos, já que, com a temperatura beirando o zero e flocos de neve caindo lá fora, fica difícil resistir a um bom vinho em frente à lareira.

A vantagem de ir a Torres del Paine no inverno é que o número de pessoas é muito menor. Ainda assim, é preciso considerar que, devido à grande quantidade de neve, nem todos os passeios podem ser feitos.

Quando ir a Torres del Paine

OUTONO E PRIMAVERA

As chamadas meias-estações vão de abril a maio e setembro a novembro. Elas são as melhores épocas para ir a Torres del Paine, porque, nos dois períodos, as temperaturas estão mais amenas, facilitando o deslocamento e os passeios pela região.

No outono, os tons amarelados deixam a paisagem especial e o pôr do sol é considerado o mais bonito. Mesmo essa sendo a estação que mais chove. Durante a primavera, a neve acaba de sumir e as flores colorem a região. Nesses períodos, as temperaturas variam de 11 a 15 graus.

INFORMAÇÕES BÁSICAS
Visto | Não é necessário ter  visto para entrar no país e o tempo de permanência é de até 90 dias. 
Documentos | Você pode apresentar o passaporte ou a carteira de identidade emitida há menos de dez anos.
Moeda | O peso chileno, representado pela sigla CLP, é a moeda local. Você pode levar dólares e trocar ao chegar.
Vacinas | Não há exigência de vacinação para nenhuma doença não importa qual seja o motivo da viagem.

SEGURO VIAGEM

Nem todos os países têm um sistema de saúde público e gratuito. Na verdade, na maioria deles, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem –, mesmo que ele não seja obrigatório.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Você já imaginou quanto custa um tratamento médico para esses casos em outros países? Dependendo da gravidade, o atendimento pode custar milhares de dólares, podendo gerar sérias dificuldades financeiras para você e seus familiares para o resto da vida.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

Veja mais dicas do Chile

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas do Chile.