Stella Australis: como é o cruzeiro de expedição na Patagônia e Terra do Fogo

Atualizado em 10 de outubro de 2022 – 3 min de leitura

Construído em 2010, o navio de cruzeiro Stella Australis é bastante diferente do que, naturalmente, estamos acostumados a ver.

Primeiro, eu preciso explicar que esse não é um navio como outro qualquer. Ele foi projetado especialmente para as características climáticas e de navegabilidade da Patagônia e, além disso, ele não é um cruzeiro de entretenimento, mas de expedição.

Isso significa que não há piscina, cassino, música ao vivo e muito menos shows.

Entretanto, antes que alguém reclame, saiba que nele há conforto, boa comida e ótimo atendimento.

Tudo bem! Eu confesso que você vai sentir falta da internet, do sinal de celular e dos filmes da televisão, já que no Stella Australis você estará desconectado do mundo virtual por alguns dias.

Entretanto, não há motivos para se preocupar, as paisagens magníficas dessa terra gelada vão atrair facilmente a sua atenção. Elas serão um convite para que você caminhe e desbrave um pouco da Patagônia chilena e argentina.

Então, para que você saiba muito bem o que vai encontrar a bordo, eu explico como é o navio Stella Australis.

Como é viajar no navio Stella Australis

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Como é o navio Stella Australis

Cabines

Todas as cabines são padronizadas e têm vista externa.

Não há varandas, por motivos óbvios – o frio congelante que faz do lado de fora –, mas a escotilha é bem maior e possibilita uma visão fantástica.

Como é viajar no navio Stella Australis

A temperatura pode ser regulada individualmente e a limpeza é feita pelo menos duas vezes por dia.

Como é viajar no navio Stella Australis

Os banheiros têm um tamanho bom, com espaço para privada e banho separados.

Escadas

O Stella Australis não tem elevadores por medida de segurança, então você terá que subir e descer muitas escadas.

Como é viajar no navio Stella Australis

Todos os corredores têm corrimão e são sinalizados com placas indicativas.

Restaurante

O Comedor Patagonia, o único restaurante do navio, fica no primeiro andar.

Nele, são servidos o café da manhã, o almoço e o jantar. A comida é excelente com grande variedade de frutos do mar e de carnes, como cordeiro, boi e frango. Opções vegetarianas devem ser solicitadas aos garçons.

Como é viajar no navio Stella Australis

O almoço é servido no estilo buffet com o objetivo de ganhar tempo.

No jantar, são servidas duas entradas, o prato principal e a sobremesa, que são enlouquecedoras de tão boas.

Como é viajar no navio Stella Australis

Todas as refeições são acompanhadas dos melhores vinhos chilenos. Vale lembrar que tudo está incluso no pacote.

Salões

O Stella Australis têm três salões.

O principal é o Salão Darwin, onde acontecem os principais eventos: a recepção dos hóspedes, as palestras e o brinde de despedida. No quinto andar, também está o bar que funciona diariamente até às 23 horas.

Como é viajar no navio Stella Australis

O Sky Louge, que fica no quarto andar, é menor. Muito aconchegante, nele é servido o café para madrugadores, sempre antes das sete da manhã.

Como é viajar no navio Stella Australis

O Salão Yamana, que fica no terceiro andar é ótimo para uma conversa mais intimista com vista para a proa do navio.

Loja

No segundo andar funciona a loja do navio, bem ao lado da recepção.

Nela, você encontra souvenires, jóias, livros, casacos, sapatos e até creme dental. O preço é razoável e você pode pagar com cartão de crédito, dólar ou pesos chilenos, no último dia da viagem.

Sala de ginástica

No quinto andar, há uma sala com aparelhos para quem quiser se exercitar um pouco. São apenas algumas esteiras e bicicletas, mas o visual compensa.

Como é viajar no navio Stella Australis

Áreas externas

Nos três andares superiores há varandas externas que são mais utilizadas na hora do desembarque, mas que são ótimas na hora de fotografar.

Como é viajar no navio Stella Australis

Geralmente elas ficam vazias, já que ninguém suporta por muito tempo o frio que faz do lado de fora.

Planeje sua viagem no Stella Australis

Quanto custa

A viagem no estilo all inclusive – isso inclui também bebidas alcoólicas – custa a partir de USD 2.900 e varia de acordo com a quantidade de dias e com o navio escolhido.

Quando ir

A temporada de cruzeiros nessa parte do mundo começa em setembro e vai até abril, mas os melhores meses são de novembro a janeiro, quando há mais baleias, pinguins e outros animais na região.

O que levar

Esteja preparado para o frio.

O ideal é usar agasalhos no estilo de camadas, de modo que você possa tirá-los à medida que caminha e que seu corpo se aquece. Uma segunda pele, um casaco intermediário e um impermeável completam as três camadas.

O mesmo vale para as pernas. Use sapatos de trekking – ou equivalentes – que sejam impermeáveis e confortáveis.

Leve um par de luvas, gorros e o que achar conveniente para se proteger. Óculos de sol e protetor solar são indispensáveis.

Informações Básicas

Visto

Não é necessário ter  visto para entrar no país e o tempo de permanência é de até 90 dias.

Documentos

Você pode apresentar o passaporte ou a carteira de identidade emitida há menos de dez anos.

Moeda

O peso chileno, representado pela sigla CLP, é a moeda local. Você pode levar dólares e trocar ao chegar.

Vacinas

Não há exigência de vacinação para nenhuma doença não importa qual seja o motivo da viagem.

Informações sobre covid-19

As autoridades chilenas deixaram de exigir comprovantes de vacinação e testes RT-PCR de todos os viajantes, vacinados ou não. Entretanto, você precisa cumprir alguns procedimentos antes de embarcar para o país:

  1. Preencher a Declaração Juramentada C19 para validar o comprovante de vacinação e obter o Pase de Movilidad Chileno, necessário para frequentar ambientes fechados e viajar em transporte coletivo, por exemplo;
  2. Estar preparado para testes aleatórios na chegada ao país: se o resultado for positivo, você poderá ser orientado a fazer quarentena;
  3. Se você for um viajante vacinado e tomou a última dose há mais de seis meses, a dose de reforço será exigida.
Retorno ao Brasil

De acordo com informações da Anvisa, viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo, ou RT-PCR, coletado até 72 horas antes do embarque.

Seguro viagem

Apesar de não ser obrigatório,  viajar sem um seguro viagem com cobertura para covid-19 não é uma boa ideia. 

É que nem todos os países têm um sistema de saúde público e gratuito. Na verdade, na maioria deles, viajantes estrangeiros não têm acesso a assistência médica gratuita. Por isso, é muito importante ter o seguro internacional de saúde – também chamado de seguro viagem –, mesmo que ele não seja obrigatório.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Você já imaginou quanto custa um tratamento médico para esses casos em outros países? Dependendo da gravidade, o atendimento pode custar milhares de dólares, podendo gerar sérias dificuldades financeiras para você e seus familiares para o resto da vida.

Então, antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

MAIS COMPRIDO DO MUNDO

O Chile é o país mais comprido do mundo, com uma distância de 4.329 quilômetros entre seu ponto mais ao norte e mais ao sul. Por ter uma geografia extremamente diversa é possível conhecer regiões com climas muito distintos entre si.

Além do fato de que o país está espremido entre a Cordilheira dos Andes, ao leste, e o Oceano Pacífico, seu atual território envolve fronteiras, ainda, conquistas políticas e militares.

No norte, está o deserto do Atacama, considerado o mais seco do mundo. Ao sul, fica a Patagônia, território de temperaturas glaciais dividido entre Chile e Argentina. Com tantos contrastes, o território chileno tem paisagens realmente inesquecíveis.

A maior parte da população vive no centro do país. Uma das maiores cidades da América Latina, a capital Santiago se destaca pela gastronomia e pela agitada vida noturna. A charmosa Valparaíso, localizada no litoral, é marcada pelas construções coloridas.

Veja mais dicas do Chile

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas do Chile.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

8 Comentários

  1. Shenia

    Acha viável viajarmos eu, meu marido e filho (9 anos), no trecho curto 4 dias (Para Punta Arenas – Ushuaia) . Em Setembro , segunda quinzena é oportuno ?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Shenia.

      Eu fiz a viagem na primeira semana de setembro. Acho que vale a pena sim, principalmente porque os preços são mais camaradas. 🙂

      Um abraço.

      Responder
  2. Alfredo Siqueira Csota

    Estivemos no Stella neste final de ano, foi a viagem dos sonhos, indico para todos

    Responder
    • Altier Moulin

      Realmente é uma viagem inesquecível, Alfredo.

      Responder
  3. Romulo

    Isso sim e Luxo !
    Incrível esse navio !

    Responder
    • Altier Moulin

      É sensacional mesmo, Romulo.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

28