Como chegar a Nazca

2

Atualizado em 2 de janeiro de 2019

Antes de chegar a Nazca, no Peru, você precisa entender que a cidade é cercada por um imenso deserto. Por isso, durante a viagem, você se depara com um cenário árido, empoeirado e bastante exótico: essa região parece ter parado no tempo e, talvez, por isso, seja tão interessante.

Famosa pelas misteriosas Linhas de Nazca – desenhos e formas geométricas que aparecem no chão do deserto –, a cidade foi construída pelo povo nazca depois que um terremoto destruiu Cahuachi, a principal cidade desta civilização que ficava a cerca de 30 quilômetros daqui.

Aliás, por falar em terremoto, foi em Nazca que eu encarei um pela primeira vez. É que eles são bem comuns nesta região do globo, mas, ainda bem, são tremores pequenos e de pouco impacto.

Uma vez dentro da cidade, se locomover é tarefa fácil: você pode chegar a qualquer lugar de táxi com um preço realmente muito barato. Ainda assim, fique esperto e combine o valor da corrida antes de entrar no carro. Aproveite também para escolher sua hospedagem em Nazca.

Como chegar a Nazca

Avião | Não há voos direto do Brasil para Nazca e a forma mais comum – e barata – de chegar aqui é fazendo uma escala em Lima, capital e principal porta de entrada do Peru. O Aeroporto Internacional Jorge Chávez (LIM) recebe voos de muitas companhias, incluindo Avianca e Latam.

Nazca tem um aeroporto, mas, na verdade, o Aeródromo Maria Reiche (NZC) só opera voos de empresas de táxi aéreo. Então, na prática, para chegar aqui de avião você vai precisar contratar um desses voos – que não são baratos. Eles partem de Lima, Ica, Chincha, Pisco ou Paracas e as empresas são as mesmas que eu mostro em: Como é sobrevoar as Linhas de Nazca.

Se não quiser gastar uma pequena fortuna com um voo desses, você pode ir até o Aeroporto Capitão FAP Renán Elías Olivera (PIO), na cidade de Pisco, que fica a 320 quilômetros, e seguir viagem de carro ou de ônibus.

Como chegar a Nazca

Os aviões que pousam no aeródromo de Nazca.

Carro | Saindo de Lima, você pode seguir pela Carretera Panamericana, que tem os primeiros 200 quilômetros duplicados e é, praticamente, todo reto e plano. Neste trecho, o visual é bastante interessante: você estará cercado pelo deserto com dunas gigantescas. Existem quatro postos de pedágio nesta rota.

Depois deste percurso, você vai começar a subir os Andes, passando por Chincha Alta, uma cidade que fica no meio do deserto e que produz uvas de excelente qualidade. No caminho está Ica, capital do departamento de mesmo nome. A região entre Ica e Nazca é muito rica em sítios arqueológicos.

Como chegar a Nazca

A Carretera Panamericana é o caminho para quem quer chegar a Nazca de carro.

Ônibus | Há várias empresas de ônibus que têm rotas partindo das principais cidades peruanas para Nazca. De Lima, por exemplo, partem veículos diários da Cruz del Sur e da Oltursa – a passagem custa entre PEN 60 e 100.

A viagem dura de seis a oito horas, podendo acontecer atrasos na temporada chuvosa. Como Nazca é uma cidade pequena, não há estação rodoviária.

Eu, sinceramente, acho que viajar de ônibus no Peru é uma ótima pedida. De forma geral, os veículos são novos, confortáveis e o atendimento é agradável. Então, pode aproveitar, pois você se sentirá melhor viajando assim, por aqui, do que em algumas companhias aéreas brasileiras.

Veja todos os posts de Nazca

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um viajante apaixonado pelas coisas desse mundo. Um jornalista que adora contar boas histórias e compartilhar informações de viagem. Meu propósito de vida é ajudar outras pessoas a conhecerem lugares novos e a viverem experiências inesquecíveis.

2 Comentários

Escreva um comentário