Onde ficar em Lisboa: melhores hotéis e preços

0

Atualizado em 21 de janeiro de 2020

Chegou a hora de decidir onde ficar em Lisboa, e é muito importante que você saiba de algumas coisas antes de decidir, porque isso muda completamente a sua experiência.

De início, eu já vou dizer que o mais importante é  ficar na região central da cidade. 

Só que o Centro Histórico de Lisboa é gigante, formado por vários bairros que são bem diferentes uns dos outros.

O  grande ponto positivo  de ficar no Centro é a proximidade com os pontos turísticos e com o transporte público, especialmente se o seu hotel ficar perto de uma das estações do metrô.

A região da Praça Dom Pedro IV, por exemplo, é excelente.

Perto do Castelo de São Jorge, da Praça do Comércio e de muitos outros pontos interessantes, você pode escolher um lugar para ficar sem medo de errar.

→ Veja todas as opções do Centro de Lisboa

Entre todos os bairros, o Chiado é o que mais me agrada. Ele traduz bem o que Lisboa é em sua essência. O Bairro Alto, apesar de ser muito popular entre os viajantes, é muito barulhento à noite por ser uma área com grande concentração de bares.

Para ter uma ideia melhor de onde ficar em Lisboa, veja o mapa abaixo.



Booking.com

Se quiser saber mais sobre os hotéis,  é só clicar sobre os preços. 

As ladeiras de Lisboa

Uma coisa muito importante – e que você jamais pode deixar passar despercebido – é o fato de que Lisboa é cheia de ladeiras.

Sim, a cidade foi  construída sobre montes e colinas  – existe até uma lenda bastante romântica sobre isso -, mas, o fato verdadeiro é que essa geografia peculiar pode exigir de você algum esforço físico.

Onde ficar em Lisboa

Eu digo isso porque, em algumas áreas, há muitas escadas, ladeiras e ruas inteiras aonde carros não podem chegar.

A dica, então, é conferir isso  antes de reservar o seu hotel  ou apartamento. Caso contrário, você terá que exercitar bastante suas panturrilhas.

Quem conhece as cidades históricas de Minas Gerais ou o Pelourinho, em Salvador, vai entender um pouco do que estou falando.

Onde ficar em Lisboa: melhores bairros

Como falei, a região do Centro Histórico é, sem dúvida, uma ótima opção para se hospedar em Lisboa, mas, claro, existem outras áreas interessantes e até mais baratas na cidade.

A lista é grande e seria impossível falar de todos. Então, eu vou considerar apenas  os bairros mais conhecidos  e mais fáceis de chegar usando o transporte público.

Mesmo que os carros de aplicativo funcionem bem, sempre é bom evitar o trânsito das cidades grandes, não é mesmo?

Então, a lista de onde ficar em Lisboa é essa:

Os imóveis dessa área têm se modernizado bastante nos últimos anos – principalmente no quesito conforto – e as opções de hotéis, hostels e apartamentos são muitas – muitas mesmo. Eu falo sobre isso a partir de agora.

Bairro Chiado

O Chiado é um bairro histórico e consagrado de Lisboa.

Ele fica na região do Centro, numa parte mais alta, mas o acesso é fácil, porque está entre a Praça Dom Pedro IV e a Praça do Comércio, dois pontos bem conhecidos da cidade.

O bairro é atendido pela  estação de Metrô Baixa-Chiado  e está sempre movimentado.

→ Veja as melhores opções de hotéis do Chiado

Eu fiquei hospedado aqui e posso dar algumas dicas do que você deve conhecer nessa região:

  • Livraria Bertrand, a mais antiga da Europa ainda em funcionamento;
  • Museu Nacional de Arte Contemporânea, ideal para quem aprecia arte;
  • Café A Brasileira, um tradicional ponto de encontro de Lisboa;
  • Elevador Santa Justa, um dos muitos da cidade;
  • Convento do Carmo, que tem uma arquitetura linda;
  • Armazéns do Chiado, um shopping com muitas lojas legais.

Onde ficar em Lisboa: Chiado

Sem falar que esse é um dos bairros mais boêmios de Lisboa – assim como o vizinho Bairro Alto – e há muitos restaurantes e bares legais, inclusive com  apresentações de fado,  o principal estilo musical português.

Neste bairro, você encontra hostels muito bons e baratos e hotéis pequenos, mas muito aconchegantes e caros. São, praticamente, dois extremos e o mais legal é que todos convivem bem, porque o bairro é bastante democrático e sempre agrada.

Os hotéis mais bem avaliados do Chiado são:

Onde ficar em Lisboa: Chiado

Para quem precisa economizar e topa dividir um quarto compartilhado em hostel, as melhores opções são essas:

Onde ficar em Lisboa: Chiado

Quem está viajando com amigos ou com família pode alugar um apartamento. Essa opção pode sair mais barata, especialmente se vocês foram ficar mais tempo.

Os melhores apartamentos do Chiado são esses:

Onde ficar em Lisboa: Chiado

Região da Baixa Pombalina

A região da Baixa Pombalina – ou simplesmente Baixa – até se confunde um pouco com Chiado, mas a diferença é que, como o nome diz, não há tantas ladeiras.

Bastante comercial, ela vai da Praça do Rossio até à Praça do Comércio e os quarteirões são muito bem ordenados, já que foram reconstruídos depois do terremoto que devastou Lisboa em 1755.

Mas, se de dia o movimento é frenético, à noite, tudo pode ficar meio deserto e chato, com poucos comércios abertos.

O bairro é atendido pela  estação de Metrô Baixa-Chiado  e dá para ir andando até bairros como Chiado, Rossio, Príncipe Real e outros.

Os hotéis mais bem avaliados da Baixa são esses:

Onde ficar em Lisboa: Baixa

Eu encontrei quartos compartilhados em hostel muito bons nessa área. Então, dá para economizar e ficar em uma localização excelente.

A lista dos melhores hostels é essa:

Onde ficar em Lisboa: Baixa

Há, também ótimos apartamentos nessa região. Você pode dar uma olhada neles clicando aqui.

Cais do Sodré

Do lado da Praça do Comércio,  o Cais do Sodré é muito bom  porque tem acesso fácil a várias partes da cidade: da para ir caminhando até o Centro Histórico e, de trem, para Belém, Cascais e muitas outros lugares. Aqui também é feita a travessia do Rio Tejo de barco.

Como acontece em muitas cidades do mundo, essa antiga zona portuária foi revitalizada e agora tem muitas opções para o seu dia e noite. Dizem até que está concorrendo em igualdade com bairros tradicionais como Bairro Alto e Chiado.

Esse é o motivo que faz o Cais do Sodré entrar na minha lista de lugares para conhecer um pouco mais antes de escolher onde ficar em Lisboa.

Outro ponto positivo dessa área é a constante vista para o rio, que, nos dias claros e quentes do verão, faz toda a diferença.

Para quem quer conforto e tranquilidade, eu indico esses hotéis:

Onde ficar em Lisboa: Cais do Sodré

Os melhores hostels dessa área são:

Onde ficar em Lisboa: Cais do Sodré

Como você já deve ter percebido, não há muitas opções de hotéis nessa área, mas, em compensação, há ótimos apartamentos de temporada.

Bem localizados e completamente mobiliados, eles podem ser perfeitos se você estiver viajando com família ou com amigos.

Veja as melhores opções:

Onde ficar em Lisboa: Cais do Sodré

Príncipe Real

Coladinho com o Bairro Alto, a grande vantagem de ficar no Príncipe Real é que você vai ter mais silêncio e tranquilidade para dormir.

Ele é um bairro de alto padrão, com casarões antigos, bem decorados, lojas super estilizadas e restaurantes bacanas. Nem por isso as coisas são tão caras.

O bairro é atendido pela estação Rato do metrô, mas dá para fazer ótimas caminhadas pelo Centro Histórico a partir daqui. O ponto negativo são as muitas ladeiras.

Bondinho de Lisboa

Veja as principais opções de hotel neste bairro:

Os hostels mais bem avaliados dessa região são:

Alfama

Esse é o bairro mais antigo de Lisboa, cheio de achados arqueológicos do período Medieval e só isso já o faz ser especial.

Cheio de becos e ruas estreitinhas, ele é a cara de Lisboa antes do terremoto de 1755, que acabou com muita coisa que existia na cidade, menos com o Alfama.

→ Veja todas as opções de hospedagem do Alfama

Vale a pena destinar algumas horas de caminhada pelo bairro, mas confesso que não sei se ficaria aqui.

Muita gente acha o bairro ótimo, mas eu não tive toda essa simpatia por ele. E, claro, as ladeiras também desanimam um pouco.

Mas, por outro lado, para quem quer fazer uma refeição tradicional acompanhada de um fado, o bairro é perfeito.

E tem mais uma coisa: os preços por aqui são mais baixos. Então, se você precisa economizar, dê uma olhada com calma neste mapa.



Booking.com

Para ver mais informações sobre os hotéis, você  só precisa clicar sobre os preços. 

Bairros mais afastados do Centro

Se você quiser ficar mais afastado do Centro, há duas opções que podem ser interessantes.

O Parque das Nações é bem moderno, com prédios novos e várias atrações turísticas, como o Pavilhão do Conhecimento. Nele, ficam o Oceanário de Lisboa, o Teatro Camões, o shopping Vasco da Gama – que é gigante – e um teleférico na margem do Rio Tejo.

Toda essa área foi criada para uma exposição que aconteceu em 1998, comemorando os 500 anos das descobertas portuguesas. O resultado são avenidas largas e tem até prédios que imitam o estilo de Dubai, e que nada lembram a Lisboa que temos em mente.

A estação de trem Oriente – não é metrô – atende essa região.

Onde ficar em Lisboa: Parque das Nações

Do outro lado do mapa está Belém, que eu realmente achei sensacional. Aqui, ficam a famosa Torre de Belém, o Padrão dos Descobrimentos, o Mosteiro dos Jerônimos e a confeitaria que faz os tradicionais pastéis de Belém.

Como falei, são duas áreas lindas, mas que ficam bem distantes dos principais pontos turísticos do Centro.

Onde ficar em Lisboa: Belém

Conclusão: onde ficar em Lisboa

Pronto. Agora você já é capaz de escolher onde ficar em Lisboa sem passar apuros.

É muito melhor quando a gente consegue entender o perfil de cada área, aprende como se locomover na cidade e, principalmente, fica sabendo quanto vai custar isso tudo, não é mesmo?

Então, para não ficar dúvidas, reveja as principais informações:

  • A melhor escolha é ficar na região central de Lisboa;
  • O melhor bairro é Chiado, que fica perto de vários pontos turísticos;
  • O Bairro Alto pode ser barulhento demais, já que é a principal zona boêmia da cidade;
  • O Cais do Sodré é mais calmo, mas tem ótimas opões para a noite;
  • Quem procura tranquilidade pode ficar no Príncipe Real;
  • Alfama, o bairro mais antigo de Lisboa é perfeito para turistar;
  • Mas distante do Centro, você pode escolher entre Belém e Parque das Nações.

Se ficou com alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

Escreva um comentário