Lençóis Maranhenses em dois dias

5

Atualizado em 5 de setembro de 2017

Antes de avançar neste texto, eu sugiro que você leia o post onde eu conto como é o primeiro dia dessa viagem. Depois disso, você estará pronto para embarcar na aventura de conhecer os Lençóis Maranhenses em dois dias, exatamente como eu fiz.

O meu segundo dia começa por volta das sete horas. Depois do delicioso café do Hotel Pousada do Buriti, sigo para o passeio de voadora – um tipo de lancha rápida – pelo rio Preguiça passando por uma incrível paisagem de manguezal.

Depois de 40 minutos de navegação é hora de parar no povoado de Vassouras, onde estão o que eles chamam de Pequenos Lençóis. Esse conjunto de dunas ganha esse nome pela semelhança com os famosos Lençóis Maranhenses, porém sua extensão é menor.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-07

A voadora e os Pequenos Lençóis ao fundo.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-05

Uma das lagoas das dunas.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-04

Dezenas de lagoas assim se formam depois da estação chuvosa.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-06

E foi em uma dessas que me banhei.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-03

Olha que lindeza, gente!

lencois-maranhenses-em-dois-dias-01

A paisagem do mangue.

Aqui o barato é aproveitar a água quente das lagoas para um banho sem pressa. Outra atração é um grupo de macacos que desce até os turistas para ser alimentado. Nessa parada você também pode comprar artesanato e lanches rápidos, caso precise.

De volta à lancha, sigo em direção a outro povoado. Aqui, em Mandacarú, a atração é o imponente farol que desponta com altivez no horizonte. Construído em 1909, quem quiser chegar até seu topo deve vencer seus 160 degraus e é isso que faço. A escada em formato de caracol parece não ter fim, mas degrau após degrau eu avanço sem parar.

A vista aqui de cima me acalma. O mar lá longe, o mangue e as simples casas do povoado são tudo o que meus olhos alcançam.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-11

O farol desponta no horizonte.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-15

De perto ele nem parece ter mais de um século de vida.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-13

A paisagem que me acalma.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-14

São 160 degraus que parecem não ter fim.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-12

O ponto mais alto onde podemos chegar.

Cerca de meia hora depois, já de volta ao barco, sigo viagem até à Praia de Caburé, a última parada do dia e onde vou almoçar.

Essa praia tem uma peculiaridade muito interessante: cerca de 50 metros de areia separam o mar do rio. Assim, você pode escolher entre aproveitar a praia que tem pequenas ondas, ou relaxar na calmaria do rio que desce preguiçosamente até encontrar o oceano.

Eu almocei no Restaurante do Zezão, que tem uma estrutura muito simples, mas um tempero magnífico. Eu comi um peixe-serra assado na brasa acompanhado de arroz, salada, farofa e vinagrete e paguei R$ 65, para duas pessoas.

A parada na praia demora cerca de duas horas e meia, e se descansar no redário do restaurante não for suficiente para você, há opção de alugar um quadriciclo por R$ 50, cada meia hora, para explorar a praia e chegar até à foz do rio.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-16

A Praia de Caburé.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-09

Aqui você pode escolher entre rio e mar.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-10

O meu almoço: peixe-serra.

lencois-maranhenses-em-dois-dias-08

Quadriciclo para explorar a praia.

Planeje sua viagem aos Lençóis Maranhenses em dois dias

Quando ir | Você pode visitar os Lençóis Maranhenses o ano todo, mas é entre os meses de junho e setembro que as lagoas se formam trazendo ainda mais beleza ao lugar.

Como chegar | Há várias maneiras de chegar a Barreirinhas, cidade que é considerada o principal portal para os Lençóis Maranhenses. Eu fiz um post com todos os detalhes dessa viagem e ensino como chegar aqui.

Onde ficar | Eu me hospedei no Hotel Pousada do Buriti, que é simplesmente o melhor da cidade. Esse hotel tem uma ótima estrutura com apartamentos espaçosos, piscina, lanchonete, restaurante, um belíssimo lago e estacionamento.

Uma diária para casal aqui custa a parti de R$ 210, mas é bom fazer a reserva com antecedência, pois a procura é muito grande já que a estrutura que ele oferece é realmente superior. Ah! O café da manhã é delicioso e eles preparam tapioca na hora pra gente. Veja outras opções de hospedagem.

lençois-maranhenses-19

Meu quarto no hotel Pousada do Buriti.

lençois-maranhenses-24

RESERVE AGORA

É possível acampar nos Lençóis Maranhenses, mas não há qualquer estrutura aqui. Portanto, você precisará estrar provido de tudo o que precisar e combinar isso, antes, com a empresa que te levará até lá.

Onde comer | Se não quiser pagar caro nos restaurantes dos hotéis, caminhe um pouco pelas ruas de Barreirinhas que você vai achar opções mais baratas. Eu almocei um delicioso prato feito – o bom e velho PF – no restaurante Dona Flor e paguei R$ 12.

Na tela | Se quiser sentir um gostinho da beleza dos Lençóis Maranhenses antes mesmo de sair de casa, assista ao filme Casa de Areia, estralado por Fernanda Montenegro.

lençois-maranhenses-18

A minha refeição no Dona Flor.

Minha viagem aos Lençóis Maranhenses teve o apoio da GI Conect. Veja outras matérias produzidas nessa viagem e utilize a tag #PNEMaranhão para acessar todo o conteúdo publicado nas redes sociais.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

5 Comentários

  1. Bom Dia Altier!
    Você aconselha uma agencia em especial para comprar esse tipo de circuito diretamente em São Luis?
    Pois gostaria de visitar os Lençóis no mês de julho e seremos 3 adultos e uma criança de 9 anos.
    Muito Obrigada.

Escreva um comentário