Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes – dá para fazer um bate-volta

54

Atualizado em 14 de março de 2022

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Segundo passeio mais procurado no Paraná, perdendo apenas para as Cataratas do Iguaçu, a viagem de trem para Morretes é realmente um daqueles programas imperdíveis.

São pouco mais de quatro horas de passeio por uma das ferrovias mais antigas do país, cortando túneis, pontes, descendo a Serra do Mar que com tranquilidade nos revela seu desenho e nos apresentando as belezas da  maior reserva de Mata Atlântica  contínua de todo o território nacional.

O trem sai de Curitiba e é operado pela Serra Verde Express. Os vagões são aconchegantes, e têm os serviços básicos como banheiro e distribuição de um lanche simples.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Durante todo o tempo um guia vai nos dando as informações históricas de cada lugar, e olha que são muitos os fatos interessantes que envolve a ferrovia.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Uma dessas histórias contadas pelo guia lembra que foi Dom Pedro II quem pediu aos irmãos Rebouças que desenvolvessem o projeto de uma estrada de ferro que ligasse Antonina, no litoral paranaense, a Assunção, no Paraguai.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Naquela época, a capital paraguaia era símbolo de desenvolvimento e um dos principais focos de exploração de minerais de todo tipo. Logo, ter uma ligação ferroviária com o país vizinho era estratégico para o Brasil. Entretanto, com a guerra que envolveu os dois países entre 1864 a 1870, as obras foram interrompidas.

Atualmente, esses 110 quilômetros de trilhos levam e trazem turistas do mundo inteiro, mas o grande barato aqui é justamente a viagem de trem. Sabe aquele momento que a gente respira fundo e se sente maravilhado por tudo o que está vendo? No passeio de trem para Morretes é assim o tempo inteiro.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

No trajeto, estão 13 túneis e o mais longo deles tem 500 metros. Há ainda algumas pontes, sendo que a mais impressionante é a que fica sobre o Rio São João. Esse viaduto tem 112 metros de comprimento e um vão principal que chega a 55 metros de altura. Importado da Bélgica, ele se destaca em meio à vegetação que cobre toda a Serra.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

A viagem vai seguindo tranquilamente, mas há alguns momentos que dá aquele friozinho na barriga – é que em parte da ferrovia o chão parece sumir e sentimos como se estivéssemos flutuando. É uma sensação gostosa, mas ao mesmo tempo amedrontadora quando olhamos da janela do trem.

É esse, para mim, um dos trechos mais bonitos da estrada de ferro Paranaguá-Curitiba. Mas tem ainda o reservatório Marumbi, formado no Rio Ipiranga, e tantos outros lugares que vão lhe fazer suspirar.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Como viajar de trem para Morretes

Quanto custa

A viagem de Curitiba para Morretes no trem turístico custa R$ 149. A passagem de volta, de Morretes para Curitiba, também custa R$ 149. Veja todos os preços aqui.

Na ferrovia também circula a Litorina, único trem de luxo do Brasil. As partidas acontecem nos finais de semana e nos feriados, ou para grupos fechados em datas especiais. Os valores variam de R$ 449.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Quando ir

O trem turístico sai da Estação Rodoferroviária de Curitiba diariamente às 8h30. O retorno de Morretes para Curitiba é às 15h.

Quem não quiser sofrer muito com o frio deve escolher viajar entre o início de março e o meio de maio ou do início de novembro ao meio de dezembro.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Como chegar

A Estação Rodoferroviária fica na Avenida Presidente Affonso Camargo, no Jardim Botânico, uma região bem central de Curitiba. Para chegar aqui você pode usar o sistema de transporte público, chamado pelos curitibanos de biarticulado, e descer no tubo (ponto de ônibus) da Rodoferroviária.

Para voltar de Morretes para Curitiba, você pode viajar de ônibus. Quem faz o trajeto até a capital paranaense é a Viação Graciosa. Há também vans que cobram R$ 30 para fazer o trajeto. Elas ficam concentradas na área da estação rodoviária.

Quem leva

Special Paraná tem pacotes que incluem o traslado, o tíquete do trem, o almoço em Morretes, e uma esticada até Antonina numa viagem que vai dos 960 metros de altitude até o nível do mar. Para fazer sua reserva basta acessar o site da agência.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Onde ficar em Curitiba

Sem muita enrolação, vou logo dizer que o melhor lugar para ficar em Curitiba é o Centro.

Basta olhar no mapa abaixo para ver que as principais atrações da cidade estão a poucos quilômetros dele – algumas, a poucos metros – e, assim, fica fácil conhecer tudo em pouco tempo e sem gastar muito.

Ficar na região central também é ideal porque, nesta área, estão os melhores hotéis da cidade: os mais procurados, os mais bem avaliados e, claro, aqueles que cobram um preço justo – tem de tudo nesta área.

Os melhores hotéis de Curitiba

SAINT EMILION HOTEL

Vamos começar pelos mais  econômicos? O Saint Emilion Hotel é um hotel bem equipado, com tudo que precisamos para dias tranquilos e de bom sono. Ele fica no Centro, a  melhor região para se hospedar em Curitiba.

Os quartos são amplos, arejados e muito confortáveis. O café da manhã é farto, sempre com muitas opções e, juntando a tudo isso, o atendimento que sempre é especial, o hotel acumula vários pontos positivos.

HOTEL SOL

O Hotel Sol é um hotel pequeno e básico, perfeito para quem quer apenas um lugar para dormir e deixar a bagagem. Ele fica no Centro, pertinho da Rua 24 horas e do Mercado Público.

Os quartos são compactos, limpos e o café da manhã é básico, podendo ou não estar incluso na tarifa – tem que conferir isso antes de fazer a reserva.

LIZON CURITIBA HOTEL

O Lizon Curitiba Hotel é um dos hotéis mais tradicionais da cidade. Atendimento ótimo, limpeza e cuidados com higiene em dia e café da manhã saboroso, com muita variedade pães, bolos e frutas. Os quartos são bem confortáveis, amplos e práticos. Tem um bom custo-benefício.

Onde ficar em Curitiba

O hotel é muito bem localizado e tem tudo perto: farmácia, shopping e dá para ir caminhando até o Mercado Público. Ele também fica pertinho da Estação Ferroviária e da Rodoviária – perfeito para quem vai fazer a viagem de trem até Morretes.

HOTEL ROCKEFELLER

O Hotel Rockefeller fica na mesma área, no Centro, bem perto da Estação Ferroviária e de várias atrações da cidade. Ele é muito procurado por hóspedes que vêm a Curitiba a trabalho e, para nossa sorte, costuma ter diárias mais baratas nos finais de semana.

Onde ficar em Curitiba

Os quartos são extremamente confortáveis, espaçosos e arejados. A decoração de todo o hotel é muito acolhedora e isso faz muita diferença. O café da manhã e o atendimento também são muito elogiados.

PESTANA CURITIBA

O Pestana Curitiba é um dos mais completos do Centro. Com toda responsabilidade que a marca tem, ele oferece conforto e comodidade na medida certa: tem piscina, restaurante com cardápio bom, atendimento organizado e profissional.

Onde ficar em Curitiba

Os quartos são bem amplos – coisa que a gente encontrava mais facilmente em hotéis mais antigos – e super aconchegantes. Outro ponto positivo é que o Pestana Curitiba aceita animais de estimação.

Onde ficar em Curitiba

IBIS STYLES CURITIBA

Para quem gosta da rede, tem um hotel Ibis Styles Curitiba no Centro Cívico que é muito interessante. Ele funciona em um casarão e nada lembra o antigo padrão de hospedagem oferecido pelo grupo. Como sempre digo, Ibis é garantia de que a gente não vai ter surpresas desagradáveis na hospedagem – pelo menos comigo sempre foi assim.

Onde ficar em Curitiba

É um básicão que, às vezes, a gente precisa e não há problema nenhum nisso. Os quartos são compactos, bem resolvidos e – claro – a melhor parte está fora das paredes do hotel: uma cidade linda para a gente explorar. Então, nesse caso, uma boa cama é o suficiente.

INTERCITY CURITIBA CENTRO CÍVICO

Outro hotel que merece sua atenção é o Intercity Curitiba Centro Cívico. Essa rede está revolucionando o modelo de hospedagem no Brasil e tem cada vez mais ganhado o coração dos viajantes que não abrem mão do conforto, da segurança e – claro – querem pagar um preço justo pelo serviço.

Onde ficar em Curitiba

A localização do hotel é muito boa, perto de várias atrações da cidade – ele fica na avenida que divide o Centro Cívico do Centro Histórico. É perto de tudo, mas tem um certo distanciamento que nos dá um respiro muito bem-vindo.

Onde ficar em Curitiba

TRANSAMERICA PRIME BATEL CURITIBA

Para não dizer que eu só dei dicas de hotel no Centro, vou colocar o Transamerica Prime Batel Curitiba que é um dos melhores da cidade – isso não é pouca coisa, né? O Batel é um bairro boêmio de Curitiba, perfeito para quem gosta de curtir a noite e comer bem – os melhores restaurantes da cidade estão nessa região.

Onde ficar em Curitiba

Apesar de ficar um pouco afastado das atrações da cidade – nem é tão longe assim -, ele ganha vários pontos porque tem uma estrutura excelente para quem quer bom atendimento, conforto, segurança e outras mordomias que o dinheiro pode pagar.

HOTEL RADISSON CURITIBA

O Radisson Hotel Curitiba é um dos mais caros de Curitiba, mas é perfeito para quem quer uma hospedagem completa, com um quarto mega aconchegante, privacidade e comodidades mil  – o hotel é um luxo.

Ele fica no Batel, um bairro boêmio de Curitiba, e tem academia, sauna e serviço de massagem – aí você aproveita e relaxa de vez. O restaurante tem pratos ótimos e terminar a noite no bar do hotel é uma boa opção. Com certeza, valerá muito a pena.

Hostel em Curitiba

Se você está precisando economizar uma grana e topa dividir um quarto com outros viajantes, o melhor hostel da cidade é o Motter Home Curitiba.

MOTTER HOME CURITIBA HOTEL

O Motter Home Curitiba Hostel é o preferido dos viajantes econômicos e também de quem prefere a energia de um hostel do que a solidão de um quarto de hotel – agora eu fui dramático, mas quem não é? O hostel tem uma avaliação super positiva em todos os aspectos e, sem dúvida, é uma grande escolha.

A localização também é perfeita: perto do Batel – onde estão os melhores bares da cidade – e das atrações dos Centros Histórico e Cívico. Há transporte público fácil e o pessoal que atende no hostel sempre dá dicas muito boas. É só colar neles que o sucesso vem.

Faixas de Preços

Agora que você viu quais são os melhores hotéis da cidade e onde ficar em Curitiba, eu vou mostrar o mapa com as faixas de preços.

No mapa abaixo estão todas as opções de hospedagem em Curitiba e você pode escolher aquela que se encaixa melhor no seu orçamento.



Booking.com

RECOMENDAÇÕES DE VIAGEM - COVID-19

Devido à pandemia de covid-19, novas medidas de saúde e segurança foram adotadas. Elas são importantes para evitar o contágio, protegendo você, quem trabalha diretamente com o turismo e as comunidades locais.

Então, antes de viajar, verifique quais as medidas protetivas  estão sendo adotadas no seu destino. Alguns lugares exigem o comprovante de vacinação contra covid-19, o uso de máscara e até seguro viagem.

Veja algumas medidas adotadas:

  • Álcool gel disponível nos quartos e nas áreas comuns dos hotéis;
  • Uso obrigatório de máscaras nas áreas comuns;
  • Respeito às regras de distanciamento social;
  • Uso de produtos de limpeza eficazes contra o coronavírus;
  • Café da manhã pode ser servido no quarto;
  • Restrição de horários e de capacidade de público em museus e eventos.

Veja mais dicas do Paraná

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas do Paraná.