Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes – dá para fazer um bate-volta

54

Atualizado em 26 de fevereiro de 2021

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Segundo passeio mais procurado no Paraná, perdendo apenas para as Cataratas do Iguaçu, a viagem de trem para Morretes é realmente um daqueles programas imperdíveis.

São pouco mais de quatro horas de passeio por uma das ferrovias mais antigas do país, cortando túneis, pontes, descendo a Serra do Mar que com tranquilidade nos revela seu desenho e nos apresentando as belezas da  maior reserva de Mata Atlântica  contínua de todo o território nacional.

O trem sai de Curitiba e é operado pela Serra Verde Express. Os vagões são aconchegantes, e têm os serviços básicos como banheiro e distribuição de um lanche simples.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Durante todo o tempo um guia vai nos dando as informações históricas de cada lugar, e olha que são muitos os fatos interessantes que envolve a ferrovia.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Uma dessas histórias contadas pelo guia lembra que foi Dom Pedro II quem pediu aos irmãos Rebouças que desenvolvessem o projeto de uma estrada de ferro que ligasse Antonina, no litoral paranaense, a Assunção, no Paraguai.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Naquela época, a capital paraguaia era símbolo de desenvolvimento e um dos principais focos de exploração de minerais de todo tipo. Logo, ter uma ligação ferroviária com o país vizinho era estratégico para o Brasil. Entretanto, com a guerra que envolveu os dois países entre 1864 a 1870, as obras foram interrompidas.

Atualmente, esses 110 quilômetros de trilhos levam e trazem turistas do mundo inteiro, mas o grande barato aqui é justamente a viagem de trem. Sabe aquele momento que a gente respira fundo e se sente maravilhado por tudo o que está vendo? No passeio de trem para Morretes é assim o tempo inteiro.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

No trajeto, estão 13 túneis e o mais longo deles tem 500 metros. Há ainda algumas pontes, sendo que a mais impressionante é a que fica sobre o Rio São João. Esse viaduto tem 112 metros de comprimento e um vão principal que chega a 55 metros de altura. Importado da Bélgica, ele se destaca em meio à vegetação que cobre toda a Serra.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

A viagem vai seguindo tranquilamente, mas há alguns momentos que dá aquele friozinho na barriga – é que em parte da ferrovia o chão parece sumir e sentimos como se estivéssemos flutuando. É uma sensação gostosa, mas ao mesmo tempo amedrontadora quando olhamos da janela do trem.

É esse, para mim, um dos trechos mais bonitos da estrada de ferro Paranaguá-Curitiba. Mas tem ainda o reservatório Marumbi, formado no Rio Ipiranga, e tantos outros lugares que vão lhe fazer suspirar.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Como viajar de trem para Morretes

Quanto custa

A viagem de Curitiba para Morretes no trem turístico custa R$ 135. A passagem de volta, de Morretes para Curitiba, também custa R$ 135. Veja todos os preços aqui.

Na ferrovia também circula a Litorina, único trem de luxo do Brasil. As partidas acontecem nos finais de semana e nos feriados, ou para grupos fechados em datas especiais. Os valores variam de R$ 360.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Quando ir

O trem turístico sai da Estação Rodoferroviária de Curitiba diariamente às 8h30. O retorno de Morretes para Curitiba é às 15h.

Quem não quiser sofrer muito com o frio deve escolher viajar entre o início de março e o meio de maio ou do início de novembro ao meio de dezembro.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Como chegar

A Estação Rodoferroviária fica na Avenida Presidente Affonso Camargo, no Jardim Botânico, uma região bem central de Curitiba. Para chegar aqui você pode usar o sistema de transporte público, chamado pelos curitibanos de biarticulado, e descer no tubo (ponto de ônibus) da Rodoferroviária.

Para voltar de Morretes para Curitiba, você pode viajar de ônibus. Quem faz o trajeto até a capital paranaense é a Viação Graciosa. Há também vans que cobram R$ 30 para fazer o trajeto. Elas ficam concentradas na área da estação rodoviária.

Quem leva

Special Paraná tem pacotes que incluem o traslado, o tíquete do trem, o almoço em Morretes, e uma esticada até Antonina numa viagem que vai dos 960 metros de altitude até o nível do mar. Para fazer sua reserva basta acessar o site da agência.

Curitiba: a incrível viagem de trem para Morretes

Onde ficar em Curitiba

Sem muita enrolação, vou logo dizer que o melhor lugar para ficar em Curitiba é o Centro.

Basta olhar no mapa abaixo para ver que as principais atrações da cidade estão a poucos quilômetros dele – algumas, a poucos metros – e, assim, fica fácil conhecer tudo em pouco tempo e sem gastar muito.

Ficar na região central também é ideal porque, nesta área, estão os melhores hotéis da cidade: os mais procurados, os mais bem avaliados e, claro, aqueles que cobram um preço justo – tem de tudo nesta área.

Os melhores hotéis de Curitiba

SAINT EMILION HOTEL

Vamos começar pelos mais  econômicos? O Saint Emilion Hotel é um hotel bem equipado, com tudo que precisamos para dias tranquilos e de bom sono. Ele fica no Centro, a  melhor região para se hospedar em Curitiba.

Os quartos são amplos, arejados e muito confortáveis. O café da manhã é farto, sempre com muitas opções e, juntando a tudo isso, o atendimento que sempre é especial, o hotel acumula vários pontos positivos.

HOTEL SOL

O Hotel Sol é um hotel pequeno e básico, perfeito para quem quer apenas um lugar para dormir e deixar a bagagem. Ele fica no Centro, pertinho da Rua 24 horas e do Mercado Público.

Os quartos são compactos, limpos e o café da manhã é básico, podendo ou não estar incluso na tarifa – tem que conferir isso antes de fazer a reserva.

LIZON CURITIBA HOTEL

O Lizon Curitiba Hotel é um dos hotéis mais tradicionais da cidade. Atendimento ótimo, limpeza e cuidados com higiene em dia e café da manhã saboroso, com muita variedade pães, bolos e frutas. Os quartos são bem confortáveis, amplos e práticos. Tem um bom custo-benefício.

Onde ficar em Curitiba

O hotel é muito bem localizado e tem tudo perto: farmácia, shopping e dá para ir caminhando até o Mercado Público. Ele também fica pertinho da Estação Ferroviária e da Rodoviária – perfeito para quem vai fazer a viagem de trem até Morretes.

HOTEL ROCKEFELLER

O Hotel Rockefeller fica na mesma área, no Centro, bem perto da Estação Ferroviária e de várias atrações da cidade. Ele é muito procurado por hóspedes que vêm a Curitiba a trabalho e, para nossa sorte, costuma ter diárias mais baratas nos finais de semana.

Onde ficar em Curitiba

Os quartos são extremamente confortáveis, espaçosos e arejados. A decoração de todo o hotel é muito acolhedora e isso faz muita diferença. O café da manhã e o atendimento também são muito elogiados.

PESTANA CURITIBA

O Pestana Curitiba é um dos mais completos do Centro. Com toda responsabilidade que a marca tem, ele oferece conforto e comodidade na medida certa: tem piscina, restaurante com cardápio bom, atendimento organizado e profissional.

Onde ficar em Curitiba

Os quartos são bem amplos – coisa que a gente encontrava mais facilmente em hotéis mais antigos – e super aconchegantes. Outro ponto positivo é que o Pestana Curitiba aceita animais de estimação.

Onde ficar em Curitiba

IBIS STYLES CURITIBA

Para quem gosta da rede, tem um hotel Ibis Styles Curitiba no Centro Cívico que é muito interessante. Ele funciona em um casarão e nada lembra o antigo padrão de hospedagem oferecido pelo grupo. Como sempre digo, Ibis é garantia de que a gente não vai ter surpresas desagradáveis na hospedagem – pelo menos comigo sempre foi assim.

Onde ficar em Curitiba

É um básicão que, às vezes, a gente precisa e não há problema nenhum nisso. Os quartos são compactos, bem resolvidos e – claro – a melhor parte está fora das paredes do hotel: uma cidade linda para a gente explorar. Então, nesse caso, uma boa cama é o suficiente.

INTERCITY CURITIBA CENTRO CÍVICO

Outro hotel que merece sua atenção é o Intercity Curitiba Centro Cívico. Essa rede está revolucionando o modelo de hospedagem no Brasil e tem cada vez mais ganhado o coração dos viajantes que não abrem mão do conforto, da segurança e – claro – querem pagar um preço justo pelo serviço.

Onde ficar em Curitiba

A localização do hotel é muito boa, perto de várias atrações da cidade – ele fica na avenida que divide o Centro Cívico do Centro Histórico. É perto de tudo, mas tem um certo distanciamento que nos dá um respiro muito bem-vindo.

Onde ficar em Curitiba

TRANSAMERICA PRIME BATEL CURITIBA

Para não dizer que eu só dei dicas de hotel no Centro, vou colocar o Transamerica Prime Batel Curitiba que é um dos melhores da cidade – isso não é pouca coisa, né? O Batel é um bairro boêmio de Curitiba, perfeito para quem gosta de curtir a noite e comer bem – os melhores restaurantes da cidade estão nessa região.

Onde ficar em Curitiba

Apesar de ficar um pouco afastado das atrações da cidade – nem é tão longe assim -, ele ganha vários pontos porque tem uma estrutura excelente para quem quer bom atendimento, conforto, segurança e outras mordomias que o dinheiro pode pagar.

HOTEL RADISSON CURITIBA

O Radisson Hotel Curitiba é um dos mais caros de Curitiba, mas é perfeito para quem quer uma hospedagem completa, com um quarto mega aconchegante, privacidade e comodidades mil  – o hotel é um luxo.

Ele fica no Batel, um bairro boêmio de Curitiba, e tem academia, sauna e serviço de massagem – aí você aproveita e relaxa de vez. O restaurante tem pratos ótimos e terminar a noite no bar do hotel é uma boa opção. Com certeza, valerá muito a pena.

Hostel em Curitiba

Se você está precisando economizar uma grana e topa dividir um quarto com outros viajantes, o melhor hostel da cidade é o Motter Home Curitiba.

MOTTER HOME CURITIBA HOTEL

O Motter Home Curitiba Hostel é o preferido dos viajantes econômicos e também de quem prefere a energia de um hostel do que a solidão de um quarto de hotel – agora eu fui dramático, mas quem não é? O hostel tem uma avaliação super positiva em todos os aspectos e, sem dúvida, é uma grande escolha.

A localização também é perfeita: perto do Batel – onde estão os melhores bares da cidade – e das atrações dos Centros Histórico e Cívico. Há transporte público fácil e o pessoal que atende no hostel sempre dá dicas muito boas. É só colar neles que o sucesso vem.

Faixas de Preços

Agora que você viu quais são os melhores hotéis da cidade e onde ficar em Curitiba, eu vou mostrar o mapa com as faixas de preços.

No mapa abaixo estão todas as opções de hospedagem em Curitiba e você pode escolher aquela que se encaixa melhor no seu orçamento.



Booking.com

RECOMENDAÇÕES DE VIAGEM - COVID-19

Devido à pandemia de Covid-19, novas medidas de saúde e segurança foram adotadas. Elas são importantes para evitar o contágio, protegendo você, quem trabalha diretamente com o turismo e as comunidades locais.

Antes de viajar, verifique a situação do seu destino para não encontrar atrativos fechados e, claro, não colocar a sua vida e a de seus familiares em risco.

Veja algumas medidas adotadas:

  • Álcool gel disponível nos quartos e nas áreas comuns;
  • Uso obrigatório de máscaras nas áreas comuns;
  • Respeito às regras de distanciamento físico;
  • Uso de produtos de limpeza eficazes contra o coronavírus;
  • Café da manhã pode ser servido no quarto.

Veja mais dicas do Paraná

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @penaestrada. Agora, aproveite para ver mais dicas do Paraná.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

54 Comentários

    • Altier Moulin

      Oi, Jose.

      Olha, depende muito do tipo de clima você gosta.
      Para não sofrer muito com o frio, as melhores épocas são do início de março ao meio de maio e do início de novembro ao meio de dezembro.

      Um abraço.

  1. Avatar
    Izabela Jessica de aviz Lisboa alves on

    Amei o post. Tô com dúvida em relação ao preço. Vc diz que é cento e pouco. No site diz a partir se 26. L que seria este valor?

    • Altier Moulin

      Oi, Izabela.

      Você precisa ver se está comprando ida e volta, em qual tipo de trem, se inclui o transporte de van, se á para passageiros com desconto, etc. Há várias observações.
      Não deixe de fazer o passeio, porque é sensacional.

      Altier

  2. Avatar

    Parabéns pelo seu blog…bem detalhado e objetivo!
    Qual empresa vc recomenda para comprar as passagens para ir à Morretes? Os valores q encontrei são diferentes dos postados no blog… Carmen

  3. Avatar

    Caro Altier,

    Pretendo ir de Morretes para Curitiba, no mês de julho/2019. Sendo assim, chegarei na capital paranaense às 16h:00, aproximadamente. Sabe informa se após este horário, ou até mesmo à noite (caso queira ficar um tempinho a mais na capital), o serviço de vans (ou até mesmo ônibus) faz o trecho de volta para Morretes?
    Outra questão: Sabe informar qual trajeto é mais concorrido (Morretes-Curitiba ou Curitiba-Morretes)?
    Obrigado.

    • Altier Moulin

      Oi, Silva.

      As vans operam, normalmente, nos horários de chegada e partida dos trens.
      O trecho mais concorrido é a ida de Curitiba para Morretes.

      Um abraço.

  4. Avatar

    opa boa tarde, tem a possibilidade de ir com o trem e levar a moto em algum vagão de carga? curitiba a morretes… pois voltaria de moto por lá .. Obrigado

  5. Avatar

    Vou amanhã fazer o passeio e comprei a passagem pra volta as 17:15, será q é muito tarde pra voltar? Fiquei insegura com o horário, será q é muito tempo pra permanecer em morretes?

  6. Avatar
    LUSIA TAVARES DE FREITAS on

    Saudações Altier,
    Muito boa suas dicas e os esclarecimento de duvidas. Muito grata pelas informações postadas…pretendo ir no inicio de agosto, sabendo que agosto estamos na estação inverno, sabe me informar se nesse período é muito frio por ser região de mata/necessitando de roupas de frios?

    Att

  7. Avatar

    Olá Altier!

    Excelentes dicas. Supondo que o trem chegue 12h30 em Morretes, contando almoço e turismo na cidade seria prudente retornar no ônibus das 15h? Já me falaram que a cidade é pequena e que seria tempo suficiente.

    Abraços

  8. Avatar

    Olá. obrigado pelas informações. A propósito: estou pensando em ir de trem e voltar de ônibus para q possa conhecer um pouco de Curitiba ainda no mesmo dia. Alguém sabe me dizer como é a disponibilidade de ônibus Morretes/Curitiba??

  9. Avatar

    bom dia Altier Moulin.
    em primeiro lugar obrigado pelas informacoes 🙂 esou planejando de fazer esse passeio com minha Familie ainda esse ano voce teria fotos da Parte Vagao Executiva?ou a Cabine para 8 Pessoas?infelizmente näo encontr en lugar algum 🙁
    obrigado ja antecipadamente
    A.Rodehüsser

  10. Avatar

    Fiz esse passeio em 2012, é muito bom, paisagens lindas. Morretes também é bem legal, tem alguns restaurantes.
    É um pouco cansativo, não aconselho fazer com crianças muito pequenas.

  11. Avatar

    Sou comerciante em Morretes há mais de 30 anos e quero alertá-los: muito cuidado na parada de trem em Morretes, pois todos estão empolgados com a viagem, passeio, paisagem, etc. e se esquecem de seus pertences, máquina fotográfica, celular. Tem muito ladrãozinho, muito rapa que entra pelos fundos do trem e vocês nem veem eles. Eles fazem a festa roubando tudo. Depois o chefe da estação não está nem ai e tira o corpo fora.

    Portanto, cuidado!

Escreva um comentário