Como chegar à Chapada Diamantina: rotas para Lençóis e outras cidades do entorno

Atualizado em 12 de outubro de 2022 – 5 min de leitura

Como chegar à Chapada Diamantina

Quem está planejando conhecer a Chapada Diamantina precisa ter em mente uma coisa: Lençóis é a principal base para os passeios na região e é, também, a cidade que tem a melhor infraestrutura de transporte. Sabendo disso, já posso explicar quais as melhores maneiras de chegar à Chapada Diamantina.

Lençóis fica a 427 quilômetros de Salvador. Atualmente, a única forma de chegar à cidade é por terra, passando pelas BR-324, da capital baiana até Feira de Santana. Depois, a viagem segue pela BA-052 e pela BR-242. A cidade até tem um aeroporto, mas ele está desativado e não há qualquer previsão de que volte a operar.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Como chegar à Chapada Diamantina

A Chapada Diamantina é uma exuberante região de montanhas que tem uma grande área protegida – o Parque Nacional da Chapada da Diamantina – com mais de 152 mil hectares. Porém, as belezas naturais e históricas da região se espalham por um território muito maior, que abrange 24 cidade, de acordo com o Governo da Bahia.

Dê uma olhada no mapa abaixo para você compreender melhor o que vou explicar.

Como estão espalhados por uma grande área, dificilmente você conseguirá ver todos os atrativos da Chapada Diamantina em uma única viagem.

Ainda que tenha bastante tempo, você precisará organizar seu roteiro considerando três cidades que servem de base para os passeios: Lençóis, Mucugê  e Palmeiras. Vale, ainda, fazer uma programação específica para os vales do Capão e do Pati.

Como Lençóis é considerada a capital da Chapada e a que tem melhor infraestrutura, vale a pena escolhê-la como base para os passeios, principalmente se esta for sua primeira vez na Chapada.

Além da localização estratégica, Lençóis é o centro do toda a história que fez esta região ganhar relevância muito antes da criação do Parque Nacional, em 1985.

Quando o Brasil ainda engatinhava como país independente,  garimpeiros encontraram diamantes nas terras da Chapada  e isso mudou completamente a perspectiva da cidade e de toda a região.

Hoje, a cidade é Patrimônio Histórico Nacional tombado e preserva muito de suas características originais.

Distâncias a partir de Lençóis

Tendo Lençóis como base, você vai conseguir fazer com calma a parte norte da Chapada, além dos atrativos que ficam nos arredores da cidade. Também dá para ir ao Vale do Capão, um distrito de Lençóis.

Veja a lista abaixo para ter uma ideia das distâncias que ira percorrer nos passeios:

  • Morro de Pai Inácio: 26 km
  • Poço do Diabo: 21 km
  • Fazenda Pratinha: 47 km
  • Poço Azul: 95 km
  • Cachoeira do Buracão: 211 km
  • Vale do Capão: 72 km
  • Mucugê: 139 km
  • Igatu: 103 km

Com essas informações básicas, você pode começar a montar o seu roteiro e a planejar como chegar à Chapada Diamantina.

De carro

 Vale a pena alugar um carro para explorar melhor a Chapada Diamantina,  principalmente se você gosta de dirigir e vai ter como base a cidade de Lençóis.

Não é necessário ter um veículo 4×4, já que a maioria das estradas é asfaltada. As estradas de terra que encontrei estavam com boa manutenção, sem buracos perigosos.

Vale ressaltar que eu viajei no inverno, em junho, quando chove bem pouco na Chapada Diamantina. No período chuvoso, de dezembro a fevereiro, é importante verificar a situação das estradas e dirigir com mais cuidado.

Como falei, o percurso de Salvador a Lençóis tem 427 quilômetros e é feito pelas BR-324, da capital baiana até Feira de Santana, BA-052 e BR-242. Todas estão em bom estado de conservação, apesar de não duplicados.

O trecho tem bastante tráfego de carretas, já que conecta cidades muito importantes para o agronegócio baiano, como Eduardo Magalhães, a grandes centros, como Salvador e Brasília.

No Centro Histórico, onde estão a maioria das pousadas, os melhores restaurantes e tudo mais, muitas ruas são bloqueadas para o trânsito de carros.

Quanto custa alugar um carro?

O aluguel de um veículo popular no Aeroporto Internacional de Salvador (SSA) fica em torno de R$ 125 a diária. Se estiver com um grupo de amigos ou com família, mesmo acrescentando os gastos com combustível será muito mais vantajoso.

→ Veja quanto custa alugar um carro

Para você ter ideia, o passeio que vai para a Fazenda Pratinha e outros lugares custa, em média, R$ 250 por pessoa. Aliás, esta é a média dos passeios contratados nas agências usando o veículo deles: para ir à Cachoeira do Buracão o valor sobe para R$ 400.

Só com estes exemplos você já consegue imaginar que é possível e vantajoso viajar de carro próprio na Chapada Diamantina. Só que, mesmo no seu carro, eu indico contratar um guia para as trilhas mais puxadas. Isso é uma questão de segurança!

De ônibus

A Rápido Federal é a empresa que faz o trajeto entre as cidades da Chapada Diamantina e Salvador – antes, ela se chamava Real Expresso.

Há várias partidas por dia e o preço da passagem varia de R$ 102 a 135. Os ônibus são bons, com conforto na medida. A opção leito é excelente para quem prefere viajar à noite.

Como chegar à Chapada Diamantina

A viagem dura, teoricamente, 6h25, mas  sempre acontecem atrasos. 

Eles são atribuídos a obras de manutenção na pista e ao tráfego intenso na entrada da cidade de Palmeiras. Por isso, é sempre bom se informar na rodoviária sobre o  horário e evitar ter voos ou outras programações em horários muito próximos.

De transfer

Algumas agências fazer o traslado entre Lençóis e outras cidades, como Salvador e Feira de Santana. Dependendo do número de passageiros, a viagem pode ser feita em veículos de passeio, em Doblôs ou em Vans.

Você pode fazer uma cotação com a Diamantina Trip e com a Associação dos Guias de Lençóis, no número (75) 99712-5129.

De avião

O Aeroporto de Lençóis (LEC) fica no distrito de Tanquinho, a apenas 24 quilômetros. Só que ele não recebe voos comerciais há um bom tempo e não há qualquer previsão para que retome as atividades.

Por isso, a melhor rota para quem vem de outras partes do Brasil é descer no Aeroporto Internacional de Salvador (SSA) e seguir viagem por terra, de ônibus ou de carro. Como falei, esta é a única forma de chegar à Chapada Diamantina.

Como se locomover na cidade

Outra coisa importante que você precisa saber é que não existe táxi nem Uber em Lençóis – o mesmo acontece em outras cidades da Chapada Diamantina. O que a gente encontra, com raridade, são motoristas particulares que fazem um ou outra corrida quando a gente dá sorte.

Caminhando pelas ruazinhas de pedra do Centro Histórico e nos arredores, você não verá táxis parados: será preciso pedir alguém da recepção da pousada ou ao guia que contratar para chamar um motorista.

O ponto positivo é que, no Centro Histórico, a gente faz tudo a pé, sem precisar de carro.

Veja mais dicas da Bahia

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas da Bahia.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

2 Comentários

  1. Daniela

    Oi Altier.
    Seu relato foi o melhor e mais aualizado que achei .
    Pergunta indo de carro de Salvador ate Lençois, qual cidade(mais interessante) vc recomenda pernoitar?
    Obrigada Daniela

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Daniela.
      Não sei se vale a pena fazer alguma parada para dormir, porque não há nada de muito relevante.
      Geralmente o percurso é feito direto.
      Um abraço!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *