Viajar pelo Jalapão de carro particular e sem guia: vale a pena correr esse risco?

Atualizado em 5 de outubro de 2022 – 4 min de leitura

Como é viajar pelo Jalapão de carro particular e sem guia

Se você está planejando viajar pelo Jalapão de carro particular e sem guia, pare um pouco para ler este texto, mesmo que você seja experiente em roteiros off road.

Antes de pegar a estrada, é importante saber que essa terra remota é ainda muito carente de infraestrutura: não há estradas pavimentadas depois das principais cidades, energia elétrica somente nos povoados maiores e sinal de celular é raridade.

Além disso, nem pense em se lançar na estrada confiando no GPS, porque essa modernidade ainda não funciona bem no Jalapão, e encontrar placas indicando os atrativos é mais difícil do que qualquer outra coisa que você possa imaginar.

Entenda o Jalapão

O Jalapão é uma região de exuberante beleza natural no interior do Tocantins, na divisa com os estados da Bahia, do Piauí e do Maranhão.

Oficialmente estabelecido como Parque Estadual, em 2001, nos últimos anos, tem ganhado fama entre os viajantes – o Jalapão é ideal para quem admira a natureza em seu estado mais bruto e sem muita interferência humana.

Nessa terra que ainda tem muito a nos mostrar, a maneira mais confortável e segura de viajar é a bordo de um veículo 4×4.

Isso porque, durante o período de seca a areia fica fofa demais e, na chuva, alguns trechos da estrada podem estar danificados.

Como é viajar pelo Jalapão de carro particular e sem guia

O Deserto Brasileiro, como também é conhecido o Jalapão, tem 34 mil quilômetros quadrados e abrange terras nos municípios de Mateiros, Novo Acordo, Ponte Alta do Tocantins e São Félix do Tocantins.

Áreas de proteção ambiental

O Parque Estadual do Jalapão faz parte de um mosaico de unidades de conservação, que, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente, soma mais de três milhões de hectares, o que forma a maior área de proteção do Cerrado no país.

Como é viajar pelo Jalapão de carro particular e sem guia

Entre as áreas ambientalmente protegidas estão, além do Parque Estadual do Jalapão, a Estação Ecológica Serras Gerais do Tocantins, a Área de Proteção Ambiental (APA) do Jalapão, o Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba, o Monumento Natural dos Cânions e Corredeiras do Rio Sono e a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) da Serra da Catedral.

O Jalapão tem esse nome por causa de uma raiz muito comum nessa região, a jalapa. Como muitas outras plantas do Cerrado, ela é usada como um remédio natural.

Voltando à história do carro

Embora você encontre relatos de pessoas que tenham feito esse roteiro em carros populares, nessa região de natureza bruta, onde tudo é imprevisível, uma viagem só é confortável e segura em veículos 4×4.

Como é viajar pelo Jalapão de carro particular e sem guia

Não são raros os casos de turistas que ficam atolados nas estradas arenosas do Jalapão.

Na estação seca, de maio a outubro, a areia fica ainda mais fofa e rodar por aqui é uma aventura até mesmo com carros tracionados.

Na época das chuvas, muitas estradas acabam danificadas e isso pode ser mais uma dificuldade para você vencer.

Os problemas são tão frequentes que muitas locadoras de Palmas se recusam a alugar veículos para turistas que têm como destino o Jalapão. A justificativa é que, em caso de pane ou de acidentes, o guincho do seguro não chega aqui.

Como é viajar pelo Jalapão de carro particular e sem guia

Viajar pelo jalapão de carro é uma boa ideia?

Conversando com um guia que tem muita experiência nessas terras, ouvi relatos de pessoas que tiveram prejuízos grandes.

Uma dessas histórias era a de um grupo de universitários que teve o para-choque e o radiador de uma Duster danificados.

Ao retornarem com o carro destruído para a locadora, os viajantes tiveram que pagar pelas peças, pela mão-de-obra e pelos dias que o carro ficou parado. Isso tudo porque as avarias foram causadas por mal uso.

Como é viajar pelo Jalapão de carro particular e sem guia

Eu também tive que ajudar um desses veículos atolados na areia.

Já era noite, todos os carros deixavam o Jalapão com destino a uma das cidades que servem como base para o passeio diário: Ponte Alta do Tocantins, Mateiros e São Félix do Tocantins, e, numa estrada escura, o motorista, que dizia conhecer os trajetos do Jalapão, havia patinado na areia e atolado.

Com nossa ajuda, ele conseguiu sair do buraco, mas como aqui toda sorte é insuficiente, ficou agarrado poucos metros adiante.

Nós o ajudamos novamente e, dessa vez, ele seguiu viagem em paz. Pelo menos é o que eu acho.

Como é viajar pelo Jalapão de carro

Outro fator que você deve observar, antes de sair pelo Jalapão de carro, é que as estradas têm pouquíssimo tráfego.

Normalmente, quem precisa de socorro tem que esperar muito, dependendo da região, dias inteiros.

Nas minhas conversas com o guia, eu também fiquei sabendo que nem sempre é fácil encontrar combustível nos postos das cidades do Jalapão.

Além disso, como o caminhão-tanque nem sempre chega por aqui, a oferta é pouca. O resultado disso são preços absurdos, bem mais altos do que o valor de mercado.

E tem mais: se for viajar pelo Jalapão de carro particular, sozinho, você vai precisar ter muita coordenação logística. Isso interfere na hora de aproveitar o melhor horário de cada atrativo.

Perder o pôr do sol nas Dunas ou na Pedra Furada, por exemplo, é um pecado mortal.

Compensa viajar com agência?

Depois de tudo isso que eu expliquei, você vai concordar que a melhor forma de viajar pelo Jalapão é contratando uma agência. Você pode também optar por um guia experiente que conheça bem a região.

Eu viajei com a Cerrado Dourado e experimentei quatro dias de muita tranquilidade.

Mergulhando em cachoeiras de águas translúcidas, subindo montanhas para assistir, lá do alto, o nascer do sol e desfrutando dos famosos fervedouros, eu conheci o Jalapão sem preocupação e sem estresse.

Por isso, eu sugiro que você contrate um passeio guiado. De preferência em um veículo com ar-condicionado, já que em algumas áreas do Jalapão os termômetros registram temperaturas acima dos 50 graus – isso não é frescura.

Quanto custa viajar pelo Jalapão de carro

Eu fiz as contas e, somando os gastos com aluguel de um veículo 4×4, combustível, a diária de um guia local, alimentação, hospedagem e a entrada nos atrativos, os valores aproximados para viajar pelo Jalapão de carro particular, considerando uma expedição de quatro dias, são estes:

ÍTEMCUSTO DIÁRIOCUSTO PARA 4 DIAS
Aluguel de veículo 4×4R$ 500R$ 2.000
CombustívelR$ 100R$ 400
Guia de turismoR$ 150R$ 600
HospedagemR$ 150R$ 450
AlimentaçãoR$ 50R$ 200
Entrada nos atrativosR$ 35R$ 140
TOTALR$ 985R$ 3.790

Para viajar com uma agência tendo todos esses serviços inclusos, você vai pagar entre R$ 2.800 e R$ 3.200. A Cerrado Dourado  tem pacotes de cinco dias a partir de R$ 3.000.

Veja mais sobre o Tocantins

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo pelo Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas do Tocantins.

 

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

68 Comentários

  1. Wanderlei Malvezi

    Olá, estamos planejando, Eu e minha esposa, uma viagem Brasil a fora para Setembro 2023 saindo São Paulo, passando por Brasília, chapada Veadeiros, Jalapão, talvez chapada das Mesas, seguir depois para Barreirinhas / Lençóis Maranhenses e retornar pelo litoral.

    Irei de carro Renegade diesel 4×4, penso em contratar guia no locais para visitação, minha maior dúvida porém está em como estão as estradas de Palmas a Barreirinhas tais como pontos de abastecimento para combustível, acomodações, etc., pois não quero expor minha esposa a rabudas e bizus, viajei 40 anos a serviço e confesso, a poeira da estrada e cheiro do mato impregna alma e deixa saudades.

    Desde já agradeço sua atenção.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Wanderlei.
      Estrada boas para o padrão Brasil.
      Trecho de Palmas a Estreito é bem movimentado.
      Na verdade o trecho todo é tranquilo, com serviços como posto de combustível e tudo mais.
      Um abraço!

      Responder
      • Wanderlei Malvezi

        Oi Altier,

        Muito agradecido pelo retorno.

        Abraço.

        Responder
        • Altier Moulin

          Por nada, Wanderlei.
          Um abraço!

          Responder
    • George

      Olá. Muito boa essa resenha. Eu estive no Jalapão em 2012. Fui de moto (XT 600) com um grande grupo de motociclistas. Estou pensando em voltar só que de carro. Tenho uma Pajero Diesel feita pra isso. Acredito que, nesses dez anos, tenha melhorado alguma coisa. Quando fui, a nossa base foi no Camping do Vicente, em Mateiros. Hoje, o que me preocupa, é vá falta de diesel lá. Mas ainda acho que vale à pena ir de carro, pois já tenho o meu 4×4.

      Responder
      • Altier Moulin

        Nesse caso, vale sim, George.
        Um abraço!

        Responder
      • PETERSON LEANDRO TAVARES

        Ola, bomm dia

        Gostaria de um guia particular, para minha mulher e eu, num passeio de apenas 1 dia inteiro ao Jalapão, queremos ver o pôr do sol, e o quer for possivel antes do pôr. Para 10 ou 11 de Dezembro/22, me indica pfvr?

        Responder
  2. Tarcísio

    O acesso ao Jalapão para quem vem do Sudeste e Nordeste, é mais simples via Barreiras/Formosa do Rio Preto/Coaceral (Bahia). A estrada está em melhores condições do que indo por Ponte Alta. É um caminho pouco divulgado porém o acesso é bem melhor, algumas pessoas de Mateiros confirmaram que esse é o melhor acesso, inclusive para veículos 4×2.
    Porém para utilizar esse caminho é importantíssimo utilizar mais de um mapa GPS Offline, o mapa do google leva para uma estrada pior, o que recomendo além de baixar o mapa offline do google é baixar o APP 7ways e utilizar o mapa do projeto Tracksource, caso tenha um GPS Garmin, além do Tracksource baixe também o mapa Cocar(esse exclusivo para GPS Garmin). Utilizando essas dicas não tem como se perder, ressalto que esses mapas também tem a localização dos principais atrativos do Jalapão.
    Fui de carro para lá, um Jeep Renegade 4×4 que embora seja traçado é baixo para os padrões dos carros que circulam pela região, e não passei por maiores perrengues. Fui em Janeiro (época das chuvas).
    De carro próprio tive o prazer de montar o meu próprio roteiro, peguei os atrativos vazios, e teve casos de ficar até 2 horas curtindo exclusivamente o fervedouro até o anoitecer.

    Para quem tem um 4×4 e um espírito aventureiro, certamente a melhor opção é ir por conta própria.

    Ps. Saí do Jalapão por Ponte Alta e realmente o caminho pela Bahia é muito mais fácil.

    Responder
    • Aline

      Oi Tarcísio. Gostaria de fazer esse passeio de Pajero, em julho. Pretendo sair de SP. Qual a melhor rota? Vc acha melhor ir direto pra Mateiro? Obrigada!

      Responder
      • Tarcísio

        Saindo de SP sugiro ir Por BH, Montes Claros, Januária (Aproveite e passe no Parque Nac. Cavernas do Peruaçu, vale muito a pena!!), de lá siga para Barreiras/Formosa do Rio Preto (Asfalto a maior parte do tempo, com alguns trechos não asfaltados).

        Sugiro dormir em Formosa (melhor custo benefício que em Barreiras), sair bem cedo Rumo a Coaceral (asfalto). De Coaceral para Mateiros o caminho é por dentro de umas fazendas (necessário o uso do GPS, mapas Cocar ou Tracksource, visto que o mapa do google leva ao caminho errado), não tem areões neste trecho sendo possível até carros 4×2 chegar a Mateiros por este caminho. Saindo pela manhã de Formosa chegará em Mateiros no início da tarde.

        De Mateiros é tranquilo chegar até as dunas, caso queira ir até Palmas na volta, sugiro o caminho via São Félix, tem atrativos melhores que o caminho até Ponte Alta, além da estrada estar em melhores condições.

        Responder
    • Vanderley

      Gostaria de usar como base Mateiros e contratar um guia local, tem algum contato?

      Responder
      • Altier Moulin

        Não tenho, Vanderley.
        Um abraço!

        Responder
  3. Antonio Carlos

    Tenho um motorhome sprinter e quero conhecer o Jalapão. Irei comessar o percurço semana que vem, saindo de Curitiba. Será que com esse carro 4×2 consigo chegar em alguma cidade dessas citadas? e qual seria a sugestão da cidade mais proxima.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Antonio.
      Certamente chega a Mateiros e São Félix do Tocantins, mas para fazer os passeios e melhor de caminhonete 4×4.
      Um abraço.

      Responder
    • Aline

      Olá Altier. Me chamo Aline e estava pensando em ir de carro para o Jalapão em Julho. Mas mediante todas as informações que vc passou, desisti completamente. Minha pergunta é: “mesmo eu contratando o serviço de uma agência, eu consigo fazer esses passeios com um bebê de 1 ano?”

      Responder
      • Altier Moulin

        Oi, Aline.
        Consegue sim.
        Eu indico a Cerrado Dourado.
        Um abraço!

        Responder
  4. Soraia Marchetti

    Olá, fomos eu e meu marido ao Jalapão com Onix Premier
    rsrsrrs mass não recomendo. A viagem foi bruta mas conseguimos chegar em segurança. Já no camping contratamos um guia que nos levou aos passeios. Na volta pegamos um atalho esquisito, por descuido. As vez a internet falhava e até o mapa se confundia kkkk
    Sugiro alugar um carro se for bom de braço ou ir com agência!
    Nós fomos a partir de Dianopolis pois estamos fazendo uma viagem e estávamos em Goiás na Chapada. Encontramos pessoas que foram a partir de Palmas e pegaram agência com percurso completo e assim fizeram também a lagoa do Japonês. Para ver o por do sol na duna é necessário guia, não pode entrar no parque sem guia.
    O Jalapão é lindo e para quem acampa é legal ficar na cachoeira da formiga!!

    Responder
    • Altier Moulin

      Muito obrigado por seu depoimento, Soraia.
      Um abraço.

      Responder
  5. Marcelo Silva

    Olá amigos estive em uma tour pelo Jalapão e Serras Gerais em Outubro de 2019, saindo de São Paulo (avião), até Palmas onde aluguei uma Nissan Frontier 4X4, por lá fiquei 9 dias acompanhado da minha esposa.
    Nesse tempo foi possível conhecer diversas atrações das regiões citadas, sem o menor susto, também vi alguns carros quebrados e atolados e pasmem todos de agencias , não quero aqui manchar a imagem das boas agências, mas quero deixar claro que com planejamento, e responsabilidade e possível sim viajar o Jalapão sem guia ou agência.
    E as vantagens são muitas: Parar onde, quando e quantas vezes quiser seja para uma foto um banho de cachoeira, rio ou se alimentar onde escolher.
    E no nosso caso uma das melhores coisas foi: em vez de 15 ou 25 min em cada fervedouro ficar 2 horas ou até enjoar “caso seja possível.”
    A sua inteiração com as pessoas locais é muito maior, sem pressa e verdadeira, escutar suas historias e vivencias não tem preço.
    Na cachoeira da formiga chegamos 7:00h e tivemos ela só para nós até as 10:00h esse é um luxo que só vai ter quem estiver por conta.
    Existem riscos é claro, tanto para viajantes solo como para viajantes de agência.
    Mas quando planejado e executado com responsabilidade eles diminuem consideravelmente .
    “Eu” prefiro por conta , mas cada qual sabe de suas necessidades e condições.
    Só aconselho ouvir mais historias, seus prós e contras colocar na balança e tomar uma decisão só não deixe de conhecer este paraiso.

    Responder
  6. Rafael Sá

    Boa noite amigo, eu estou pretendendo ir ao Jalapão em Setembro agora quando reabrir, e tenho uma dúvida, eu indo sozinho com minha esposa no meu carro que é 4×4, eu consigo fazer todo o trajeto sozinho, pedindo algumas informações pra alguém da cidade, de como chegar no local e tal, pegando dicas, sem nenhum guia ??

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Rafael.

      Se você tiver experiência em estradas arenosas e com atoleiros, tudo bem, dá pra ir.
      Monte um roteiro tente se guiar pelo mapa com a ajuda do GPS – mas nem sempre funciona.
      Lembre-se que nem sempre há placas e nessa época deve estar bem vazio. Então, se precisar de ajuda, pode ser que demora.
      Acho que vai ser uma aventura interessante.

      Um abraço.

      Responder
    • Estevão

      Rafael, consegue sim. Esse trem de guia é uma máfia aqui. muitos rios e cachoeiras dão pra fazer com o GPS e 4×4 (só murchar o pneu). Uma ou outra atração pedem o guia pra ficar responsável pelo lugar e o visitante não destruir, mas a verdade é que o Guia sequer olha pras pessoas. Murcha o pneu do bruto, baixa o GPS off no celular e segura na mão de Deus.

      Responder
      • Gustavo

        Olá Estevão, a Duster 4×4 murchando os pneus consegue ir sem muita dor de cabeça?

        Responder
      • Lis

        Amei o comentário!! Compartilho. Mesma idéia

        Responder
      • Lis

        Amei o comentário!! Compartilho. Mesma idéia
        👍👏

        Responder
    • Soraia Marchetti

      Em setembro tem a festa da colheita do capim dourado.

      Responder
  7. Anildes Niguez

    Quero ir ao Jalapão numa saveiro Cross 2017 sera que da?
    Meu nome é Anildes!

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Anildes.
      Como expliquei, tem que estar preparado para os imprevistos e riscos.

      Um abraço.

      Responder
  8. Gilso

    Altier bom dia!
    Pretendo ir de Honda Fit do RJ.
    Até que ponto é seguro ir de carro comum e depois ir com agências?
    Obrigado!

    Responder
    • Altier Moulin

      Gilso,

      O melhor a fazer é ir até Palmas e, de lá, seguir com a agência.
      Não vale a pena destruir seu carro nas estradas do Jalapão.
      Às vezes, o barato sai caro.

      Um abraço.

      Responder
  9. RODRIGO DE ALMEIDA ACCIOLY

    Prezados !! Estou querendo ir a partir da Bahia para Mateiros (via Formosa do Rio Preto) em janeiro/19. Depois vou para Palmas, via Ponte Alte ou Novo Acordo. É um ASX 4×4. Vcs conhecem o caminho nessa época. Passo de ASX. Muitos atoleiros ou buracos grandes ?? Agradeço.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Rodrigo.

      As informações que temos estão no texto. Acredito que seja tranquilo ir com um ASX, mas trace bem direitinho a rota e evite fazer deslocamentos à noite.

      Um abraço.

      Responder
  10. Diego

    Oi boa tarde amigo .. estou querendo ir juntamente com minha namorada para o jalapão em janeiro .. vamos de carro até Palmas .. vc aconselha contratar agência já em palmas ou nas cidadezinhas ? O que será que sai mas em conta? Obrigado

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Diego.

      Conselho contratar em Palmas e viajar tranquilo.
      Indico a Cerrado Dourado.

      Um abraço!

      Responder
  11. Ana Clara

    Esse valor que você colocou é para uma pessoa só?

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Ana.

      Sim, é para cada passageiro.

      Um abraço.

      Responder
  12. Cláudio Tumani

    Você acha viável ir de carro comum de Palmas a São Félix do Tocantins de carro e de lá contratar transporte para as atrações mais complicadas?

    Responder
    • Altier Moulin

      Acho muito melhor fazer tudo com um 4×4, Cláudio.
      Você vi ficar mais tranquilo para explorar lugares diferentes.

      Um abraço.

      Responder
  13. José Luis Torres Romero

    Bom dia , para todos !
    Estivemos em julho deste ano nesse paraíso do Jalapão. Foi uma aventura e tanto . Mas fomos de Captur, tração simples só na dianteira. De cara atolamos duas vezes , entrando à região vindos de Barreiras, BA.
    Se não fosse pelos funcionários da BUNGE em uma Hilux que puxou a gente, teriamos desistido da viajem. Chegamos até Mateiros , más daí contratamos passeios com guias locais que possuem Hilux 4×4 a 300 reais por casal, 600 reais o carro todo se preferir sem companhia. Para sair da região optamos pelo caminho sentido a Dianópolis e Luis Fernando Magalhães . Em muito melhor estado e mais fácil de transitar devia ter sido nossa entrada também. Recomendo. Bom passeio !

    Responder
    • Altier Moulin

      Obrigado, José.
      Seu relato será muito importante para nossa comunidade de viajantes.

      Um abraço.

      Responder
    • RODRIGO DE ALMEIDA ACCIOLY

      Boa dia !!! Como está esse caminho Dianópolis-Mateiros no tempo da chuva ?? É melhor do que o que sai do COACERAL ?? Agradeço.

      Responder
    • Sergio

      Bom dia! Pretendo ir ao Jalapão agora em novembro de 2021, gostaria de saber se com uma Outlander 4×4 vai bem? O período de novembro é legal pra ir? É o período mais chuvoso ou seco? A estrada é mais arenosa ou buracos (costelas)?

      Responder
      • Altier Moulin

        Opa, Sergio.
        Vamos lá!

        Novembro começa a temporada das chuvas, que vai até abril. A melhor época para ir ao Jalapão é de maio a setembro.

        As estradas são praticamente todas arenosas. Algumas áreas podem ficar alagadas dependendo do volume de chuvas, mas isso geralmente acontecem com estradas alternativas (atalhos) que são usados mais por quem conhece bem a região.

        Todas as estradas são de terra, sem calçamento. Então, buraco sempre vai ter. 🙂

        Espero ter ajudado.
        Um abraço!

        Responder
        • Otávio

          Sérgio, a Outlander andou bem? Vou agora em dezembro também (já fui com agência uma vez), mas confesso que dá medo.
          Sobre a melhor época, é a primeira vez que leio ser de maio a setembro. Todos os guias e locais indicam que é melhor ir na época uma pouco mais chuvosa (final de ano), pois compacta a areia. O índice de carros quebrados na seca é infinitamente maior.

          Responder
  14. dominique

    carro duster 4.4 pode passar

    Responder
    • Altier Moulin

      Com certeza, Dominique.
      De 4×4, qualquer carro vai.
      Só é preciso conhecer bem o caminho.

      Um abraço.

      Responder
  15. Vilgidasio Santana

    Olá! Estou querendo retornar após 09 anos e desta vez em um ASX 4×4, saindo de Salvador, entrando pela Formosa do Rio Preto, chegando em Mateiros. Teria alguma dica por favor ou conselho? Obrigado

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Vilgidasio.

      As dicas que tenho são estas do texto.

      Um abraço.

      Responder
    • Laercio Porto

      Ola Vilgidasio Santana….sou de Salvador e estou pensando em ir de carro até o Jalapão, fazendo uma breve parada pela Chapada Diamantina….Tenho um Compass 4×4 e acredito que indo em mais de um carro seja mais seguro.

      Responder
      • Eduardo Alves

        Laércio também sou de Salvador e também tenho um compass 4X4 e planejo uma viagem semelhante. Você pretende ir quando?

        Responder
        • Rui

          Turma, fui no carnaval passado 2018 em um Duster 4×2, o carro passou em todos os atoleiros, foi uma viagem espetacular. Estávamos em 3 carros SW4, Renegade 4×2 e Duster 4×2. Entre renegade e duster o duster se saiu muito bem.

          Responder
          • Altier Moulin

            Legal, Ruiz

            Um abraço.

    • Amanda Saskoski

      Olá!! Estamos querendo ir com a nossa ASX 4×4 mas tem muitos relatos que nem todos os carros 4×4 conseguem concluir essa aventura, chegou a ir com a sua ASX, como foi a experiência caso tenha ido. Obrigada!!

      Responder
  16. Raquel

    Oi, eu preciso ir à São Félix para fazer uma prova, será que consigo ir de carro, no caso um Vectra. Estou com medo de atolar !

    Responder
  17. Lucas

    De acordo com os custos que você apresentou se forem 2 pessoas ou mais já vale mais a pena ir de carro alugado!

    Responder
      • ARISTIDES DE DEUS PLACIDINO DA SILVA

        Temos família em Palmas , viajamos pra lá de carro 4×4 todo ano , será que encontramos guia , pra ir no nosso carro ? Ao invés de contratar pacote completo ?

        Responder
        • Altier Moulin

          Oi, Aristides.
          Sem dúvida, mas você precisa agendar com antecedência.
          Vale lembrar que alguns atrativos já não permitem entrar sem guia, como é o caso das Dunas.
          Converse com o pessoal da Cerrado Dourado e explique o que precisa.
          O WhatsApp é 63 8463-0403.

          Um abraço.

          Responder
  18. Marcílio

    Amigo irei para o Jalapão no começo do mês de dezembro, quatro carros 4×4,você pode indicar algum guia

    Responder
      • Renata Resstel

        Boa noite, sou de Vitória (ES) (vi que somos conterrâneos né rs) e estamos programando Jalapao para 11/01/2022 a 18/01, eu e mais 5 amigas. Estamos em dúvida, sobre alugar uma 4×4 (será q cabe todas nós e mais o guia?? ) e contratar um guia particular ou fazer o pacote pela agência. Qual seria sua sugestão, por gentileza.

        Responder
        • Altier Moulin

          Opa, Renata. Bem-vinda.
          Acho que vai sair mais caro alugando o carro. Melhor contratar uma agência e curtir sen preocupacao.

          Responder
        • Altier Moulin

          Oi, Renata.
          Sem dúvida alguma a melhor opção é contratar uma agência. Eles resolvem tudo e mostram i melhor do Jalapão com segurança. Se colocar tudo no papel, vai ver que fica “elas por elas”.
          Sugiro a @cerradodourado.

          Responder
        • Marcos Rodrigues

          Oi Renata, tudo bem?

          Então, vou ao Jalapão no início de setembro. Fiz inúmeras pesquisas e em algumas delas, vi que algumas empresas de turismo de lá possuem carros com capacidade para 7 pessoas, só não sei te dizer qual delas. Abraços, e que façam uma ótima viagem.

          Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *