Cachoeiras em Chapada dos Guimarães

33

Atualizado em 10 de dezembro de 2018

O Parque Nacional de Chapada dos Guimarães é considerado um dos Patrimônios Mundiais da Humanidade pela Unesco, no Brasil. Ele fica no estado de Mato Grosso, a 115 quilômetros de Cuiabá e é para lá a nossa viagem de hoje.

São mais de 32 mil hectares de terra protegida com um relevo peculiar cheio de paisagens fascinantes, trilhas perfeitas para quem gosta de aventura e cachoeiras de água gelada para espantar o calor do Cerrado. E é no circuito das cachoeiras em Chapada dos Guimarães, que visito sete quedas d’água de diferentes tamanhos, mas todas com uma beleza singular.

Antes de prosseguir, preciso lembrar que todas as atividades desenvolvidas no perímetro do Parque precisam ser acompanharas por guia de turismo devidamente treinado para este ambiente e previamente autorizado pelo Instituto Chico Mendes. A única exceção é a cachoeira Véu de Noiva, que é aberta a visitação autônoma, mas que não faz parte deste circuito. Portanto, você deverá visita-la separadamente.

Todo o percurso das cachoeiras está em uma distância de nove quilômetros de caminhada de nível leve a moderado. Separadas, em médio, por um quilômetro elas fazem com que a gente não sinta o cansaço, porque logo aparece uma queda d’água pra gente relaxar um pouco.

Cachoeiras em Chapada dos Guimarães

Cachoeira Véu de Noiva.

O circuito das Cachoeiras de Chapada dos Guimarães

Aqui há duas opções de roteiro. A primeira opção é começar a caminhada tendo como primeiro ponto de parada a Casa de Pedra e, logo em seguida, a Cachoeira Sete de Setembro. Outra opção é fazer o caminho contrário, com uma longa caminhada logo de cara.

Nossa guia nos orienta a escolher a primeira opção, deixando a Cachoeira das Andorinhas para o final, já que em sua opinião ela é a mais interessante de todas. Seguimos, então, para nossa primeira parada.

A Casa de Pedra é uma caverna de arenito que dizem ter servido de abrigo paras inimigos do Regime Militar, na década de 1960. Mas não apenas: ela foi refúgio de povos primitivos, índios que viviam na região, bandeirantes, tropeiros e campistas. Hoje, é a morada de pequenos roedores e outros animais que por aqui se abrigam.

Quando cheguei à Casa de Pedra senti um odor muito forte característico de animais selvagens. Aliás, esse é um dos aspectos importantes quando caminhamos em um ambiente natural: tenha o seu olfato apurado para os cheiros. Eles podem significar que você está próximo de algum animal. É hora, portanto, de fazer silêncio para tentar observá-lo.

Cachoeiras em Chapada dos Guimarães

Entrada da Casa de Pedra.

Cachoeiras de Chapada dos Guimarães

Ela já foi morada de povos primitivos e índios, mas hoje é a casa de alguns animais.

Cachoeira Sete de setembro | Caminho quase dois quilômetros até chegar à primeira cachoeira. Com uma queda de aproximadamente dois metros de altura, ela é relativamente rasa. A correnteza não é forte, portanto é fácil nadar até alcançar o banco de pedras que fica logo abaixo da queda. Sentado aqui, aproveito para receber uma massagem natural.

Cachoeira Sonrisal | Seguindo o caminho do rio, encontro essa pequena cachoeira que ganha esse nome engraçado porque o movimento da água forma uma hidromassagem com uma espuma branca constante.

Cachoeira do Pulo | Bem ao lado da Cachoeira Sonrisal, ela tem cerca de três metros de altura. Recebeu esse nome porque muita gente vinha aqui para saltar do alto da cachoeira direto na piscina natural que ela forma. Depois de alguns acidentes, não é mais permitido fazer isso.

Cachoeira do Degrau |Formada pelo rio Sete de Setembro, ela é uma pequena cachoeira com vários degraus, que lembram uma escada, e uma piscina que permite algumas braçadas. Apesar de pequena, a profundidade média é de dois metros.

Cachoeiras em Chapada dos Guimarães

Cachoeira Sete de Setembro.

Cachoeiras em Chapada dos Guimarães

Cachoeira Sonrisal: uma verdadeira hidromassagem.

Cachoeiras em Chapada dos Guimarães

Cachoeira do Pulo.

Cachoeira da Prainha |Esta é a menor queda d’água de todo o circuito, mas que tem uma das maiores piscinas naturais e um tipo de prainha formado pela areia das margens do rio.  É ideal para quem está com crianças ou para quem quer aproveitar o dia relaxando tranquilamente.

Cachoeira das Andorinhas | Esta é sua última oportunidade para tomar um banho. É a mais alta de todo o circuito, com aproximadamente 30 metros de queda d’água, e, sem dúvida, mais bela de todas. Na década de 1980, muitos hippies acampavam aqui e foi nessa cachoeira que centenas de pessoas uniram suas mãos em protesto contra o desmatamento e a destruição da área que hoje é o Parque. Depois de várias ações que mobilizaram grande parte dos moradores da região, o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães foi criado pelo Governo Federal.

Cachoeira da Independência | A cerca de 50 metros da Cachoeira das Andorinhas, esta é a última cachoeira do circuito e, atualmente, só podemos vê-la do alto dos seus 50 metros. Devido a dificuldades de acesso e à falta de estrutura, ela está fechada para visitação.

Cachoeiras em Chapada dos Guimarães

Cachoeira da Prainha: ideal para quem tem crianças.

Cachoeiras em Chapada dos Guimarães

Cachoeira das Andorinhas: são mais de 30 metros de altitude.

Cachoeiras em Chapada dos Guimarães

A boca da Cachoeira da Independência.

Como fazer o circuito das cachoeiras

Como chegar | O município de Chapada dos Guimarães fica a 68 quilômetros de Cuiabá. Siga pela BR 251 que está duplicada e em ótimo estado de conservação: bem sinalizada e sem buracos. Depois, vire à esquerda na MT-020. Apesar de não estar duplicada, também é de fácil navegação com sinalização horizontal e vertical adequadas. Aqui, aproveite para apreciar a bela paisagem.

Quando ir | O período de dezembro a março tem maior incidência de chuvas. Nessa época os rios estão mais cheios e as cachoeiras mais volumosas. De julho a outubro é época de seca, com altas temperaturas e possibilidade de queimadas. Nesse período o calor será seu companheiro mais que fiel. No inverno, entre maio e agosto, não deixe de trazer um casaco já que as temperaturas mínimas beiram os dez graus. Durante todo o ano as máximas ultrapassam os 25 graus, alcançando mais de 30 graus com frequência. Na cachoeira Véu de Noiva, aproveite o horário entre 11h e 14h quando a sombra sobre a queda d’água é menos intensa.

Onde ficar | O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães não tem alojamento para visitantes e não é permitido acampar dentro dos limites do Parque. Eu me hospedei na Pousada Bom Jardim, que ficam bem no centrinho e paguei R$ 190 por um quarto triplo.

Reserve já o seu hotel na Chapada dos Guimarães e garanta os melhores preços.

Guia | Eu escolhi a guia Alinne Assunção que, apesar de não ser muito experiente, demonstrou conhecimento e habilidades necessárias para conduzir o grupo. Estávamos em três pessoas e pagamos R$ 200 para ter exclusividade, seguindo o roteiro que queríamos no tempo que desejássemos. Você pode encontrar outros condutores autorizados pelo ICMBio aqui.

Quanto custa | A entrada no Parque é gratuita. Para saber mais sobre o Parque Nacional de Chapada dos Guiamarães, acesse o site do ICMBio.

Cachoeiras de Chapada dos Guimarães

A vista da MT-020: aproveite a viagem.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

33 Comentários

  1. Avatar
    Marinelson Almeida Silva on

    Altier, bom dia!

    O mês de Março é um bom mês para banho de cachoeira na Chapada dos Guimarães? É período de chuva na região?
    Obrigado pela atenção!

    • Altier Moulin

      Oi Marinelson,

      Em março você vai pegar o finalzinho da estação chuvosa em Chapada dos Guimarães. As cachoeiras estarão mais volumosas, mas o céu pode ficar coberto por nuvens. A melhor época para aproveitar as cachoeiras é de julho a outubro, quando as temperaturas são mais altas.

      Um abraço!

    • Altier Moulin

      Oi Mya,

      Até pouco tempo a melhor opção era a Cachoeirinha, que tinha um restaurante praticamente do lado da cachoeira, mas o ICMBio fechou o estabelecimento. Hoje, as opções são a Cachoeira do Marimbondo, que tem uma lanchonete e uma trilha de 350 metros aproximadamente; e a cachoeira da geladeira. Ambas ficam cerca de 7,5 quilômetros do centro.

      Espero ter ajudado; Um abraço!

  2. Avatar

    Estive na Chapada dos Guimarães em julho de 2014. Adorei e já vou voltar em novembro. Recomendo um guia experiente, responsável, ético e com preços bem convidativos: Felipe Desidério (65) 9697.1569 Whatsapp.

  3. Avatar
    Marinelson Almeida on

    Altier, praticamente chegou o periodo de conhecer essa região maravilhosa. Ficarei em Cuiaba e acho melhor por meios proprios ate a chapada e lá buscar um serviço de guia na região. O que você acha?

    • Altier Moulin

      Oi Marinelson,

      Perfeito. Eu fiz isso: fui de carro até Chapada e curti muito o visual da estrada. A única diferença foi que já tinha feito contato com a guia anteriormente.

      Um abraço e aproveite.

  4. Avatar

    Oi Altier, parabéns pelo site e pela viagem a Chapada dos Guimarães.

    Realmente vale muito a pena a visita ao Circuito das Cachoeiras como também ao Circuito dos Paredões, Cidade de Pedras e Morro São Jerônimo. Outra dica importante que você deu no post e vale a pena sempre ressaltar é a importância de se contratar um guia de turismo para visitar todas essas atrações. Vemos tanto descaso por parte dos visitantes quando realizamos as trilhas que somente com um guia credenciado é possível aproveitar todas as atrações com conforto e segurança sem afetar a natureza local.

    Um abraço.

    • Altier Moulin

      Oi Fabio,

      Realmente a contratação de guias locais faz toda a diferença. Um abraço.

      *Esse comentário foi editado por continha link.

    • Altier Moulin

      Oi Celina,

      Depende de quantas pessoas estarão com você. Alugar um carro para duas ou mais pessoas pode ser melhor no final das contas, sem contar que você tem mais mobilidade e controle sobre seus horários. Mas não se esqueça que os passeios em algumas áreas do Parque só são permitidos com a companhia de um guia.

      Um abraço.

  5. Avatar
    Isabella Cavalcanti on

    Olá ! Há alguns meses estive pesquisando aqui no blog as opções de passeio pelo Pantanal, Nobres e Chapada dos Guimarães, segui suas dicas e indicações , a viagem foi simplesmente perfeita, a indicação da Aline como guia na chapada foi maravilhosa, que guia espetacular, mesmo grávida de 7 meses nos acompanhou e nos agregou muitas informações e conhecimento a repeito daquele lugar maravilhoso!
    Gostaria de parabenizá-lo pelo trabalho incrível que você tem desempenhado e compartilhado aqui no Blog, muito obrigada !

  6. Avatar

    Altier
    Inicialmente parabéns por tudo que já li no blog. Vou pra Cuiabá no fim deste mês.
    Você sabe me informar sobre a necessidade de tomar vacinas para prevenir doenças da região?

    • Altier Moulin

      Oi Eder,

      Não há vacinas indicadas para essas áreas, mas é bom usar protetor solar e repelente sempre que for fazer os passeios na natureza.

      Um abraço e aproveite!

  7. Avatar

    Bom dia! É possivel fazer o circuito das cachoeiras com carro comum de passeio. Ouvi falar que somente com carro traçado e estava pensando em ir com carro comum acompanhado do guia.

  8. Avatar
    Antonio Lucas Neres de Oliveira Barros on

    Altier,

    vi 3 posts sobre a chapada no blog (cachoeiras, grutas e cidade de pedra). Você fez os 3 em um dia, ou foi um para cada dia. Como ficou o processo de contratação do guia?

    Quando eu fui na chapada dos veadeiros, lembro que eles tinham uma lista que você se inscrevia e um guia levava pessoas de diferentes grupos pra fazer a trilha. Isso ocorre nos guimarães também?

    Obrigado

    • Altier Moulin

      Antônio,

      Eu fiz a Cidade de Pedras e as Cachoeiras no mesmo dia e no outro dia fiz as grutas.
      Você pode contratar o guia que preferir, eu indico a Alinne Assunção no post.

      Um abraço.

  9. Avatar

    A distância está errada amigo , são 60 km de de cuiaba (a cidade) mas os pontos turísticos começam bem antes da cidade e vão até depois da cidade.

Escreva um comentário