Como visitar o Convento da Penha: a história do maior ícone capixaba

19

Atualizado em 26 de fevereiro de 2021

Visitar o Convento da Penha

No alto de uma colina, na cidade de Viva Velha, essa igrejinha branca com dois coqueiros plantados na frente é  o maior ícone da cultura, do turismo e da fé capixaba. Mas, você sabe como visitar o Convento da Penha?

→ Onde ficar em Vitória

De algum tempo para cá, novas regras de visitação foram adotadas e é preciso ficar atento a isso para não perder a viagem. Mas, antes de explicar isso, eu quero contar um pouco da história do Convento.

FESTA DA PENHA
A Festa da Penha é a maior manifestação religiosa do Espírito Santo e uma das mais representativas do Brasil.

A primeira celebração aconteceu em 1570 e, da época de Frei Pedro Palácios até hoje,  muita coisa mudou, mas os festejos da Penha continuaram fazendo parte da tradição e identidade do povo capixaba.

A Festa da Penha começa na segunda-feira depois da Páscoa e termina na segunda seguinte, quando é feriado no Estado. Você pode conferir as datas e a programação no site do Convento da Penha.

O nome correto é Convento de Nossa Senhora da Penha, mas a gente chama de Convento da Penha ou, simplesmente, Convento.

O Convento da Penha

Construído a partir de 1558 no alto de um penhasco, o Convento fica pertinho do ponto exato onde desembarcaram os primeiros portugueses que chegaram ao Espírito Santo, e, também por isso, qualquer viagem fica incompleta sem uma visita a ele.

Além disso, a vista é maravilhosa: dá para ver a Terceira Ponte – uma das mais altas do Brasil -, a entrada da Baía de Vitória, as muitas ilhas e ilhotas da costa capixaba, as praias e as montanhas ao fundo. Além disso, você pode participar das várias missas celebradas durante todo o dia.

Para se localizar com mais facilidade, dê uma olhada no mapa abaixo.

O Começo

A história do Convento da Penha começa com a chegada ao Espírito Santo do Frei Pedro Palácios. O Ano era 1558, pouco tempo depois de os primeiros portugueses aportarem na Prainha, onde celebraram a primeira missa e tomaram posse da terra.

Frei Pedro Palácios tinha uma boa oratória – apesar de não saber ler – e logo atraiu a atenção dos moradores da pequena vila. Assim, ele erguei um pequeno altar para a imagem de Nossa Senhora da Alegria que havia trazido de Portugal.

Visitar o Convento da Penha

O altar ficava ao lado da gruta onde o frei morava, aos pés do penhasco onde seria construído o Convento da Penha.

O Penhasco

Tudo seguia traqnuilamente com as orações do frei, até que o quadro com Nossa Senhora da Alegria desapareu do oratório.

Desesperados, o frei e seus seguidores começaram uma busca pela santa imagem até que alguém a encontrou no topo do morro.

Visitar o Convento da Penha

O fato se repetiu por algumas vezes, até que o frei interpretasse aquilo como um sinal para que uma capela fosse construída no alto do penhasco.

Assim, em 1562, foi construída a Capela de São Francisco, que ainda hoje pode ser visitada.

Visitar o Convento da Penha

Mais tarde, a construção foi ampliada e, em 1652, teve início à construção do Convento da Penha.

O Caminho

O caminho principal, chamado de Ladeira da Penitência, é bastante íngreme e feito de pedras irregulares, e isso deixa o trajeto muito mais cansativo e perigoso. Justamente por isso, ele é o preferido dos devotos que vêm pagar alguma promessa à Santa.

Visitar o Convento da Penha

A Estrada Principal, por onde passam os carros, só foi construída séculos depois.

A Padroeira

A imagem original que deu origem a toda a história do Convento da Penha é a de Nossa Senhora da Alegria. Aquela que ficou em um altar simples perto da gruta onde Frei Pedro Palácios começou a conquistar a atenção de quem morava ou passava por perto.

Dá para ver a imagem original quando você for visitar o Convento da Penha: ela fica em um quadro, na parede á direita do altar, dentro da capela principal.

Visitar o Convento da Penha

Já a Padroeira tem muitos significados e eu vou tentar explicar rapidamente alguns deles.

Ela se chama Nossa Senhora da Penha porque seu altar fica no alto de um penhasco. As cores de seu manto são rosa, que representa a humanidade, e azul, que está relacionado a divindade.

As cores da bandeira do Espírito Santo foram inspiradas no manto de Nossa Senhora da Penha.

Visitar o Convento da Penha

A Santa segura o Menino Jesus no colo e ele tem nas mãos um globo, símbolo de que Ele controla e sustenta todas as coisas.

Como visitar o Convento da Penha

O acesso ao Convento é feito pela Rua Vasco Coutinho, no bairro da Prainha, em Vila Velha.

As missas estão acontecendo online e presencialmente, e para ver os horários basta acessar a página do Convento da Pena.

Visitar o Convento da Penha

Você pode visitar o Convento todos os dias do ano. O horário de funcionamento vai das 6h às 16h.A entrada é gratuita.

É importante dizer que o acesso para quem está de carro mudou.

Agora, somente no horário das 6h, apenas os primeiros 40 veículos poderão chegar ao Campinho, no alto da ladeira.

→ Orientações para visitar o Convento

Aos sábados, domingos e feriados, somente carros da equipe que trabalha no Convento são autorizados.

Como subir 

O Convento tem um serviço de vans que faz a viagem do portão até o Campinho, no alto da ladeira. A passagem de ida e volta custa R$ 5, e R$ 3,50 apenas um trecho – ida ou volta. A bilheteria fica no portão principal.

Visitar o Convento da Penha

Também é possível subir caminhando pela estrada principal ou pela Ladeira da Penitência, que tem cerca de 1.200 metros, a rota original, muito usada pelos promesseiros.

Onde ficar em Vitória

Eu sou capixaba. Nasci e moro no Espírito Santo e, por isso, sei muito bem quais as melhores áreas para se hospedar na minha cidade do coração.

Para começar, tenha em mente que Vitória é uma capital pequena, quando comparada com outras do Sudeste.

→ Onde ficar em Vitória

Vitória é pequena e muito bem cuidada. Na parte mais nobre da cidade, há muitas opções de hospedagem com um custo-benefício interessante.

Como tudo é perto, dá para usar o transporte público, pedir um Uber, alugar uma bicicleta e até fazer bastante coisas a pé mesmo.

Estas são as áreas mais interessantes para ficar em Vitória.

  • Praia do Canto, fica na área nobre e é muito bem localizado;
  • Jardim da Penha, bairro universitário e perto da principal praia;
  • Jardim Camburi, perto do aeroporto e mais barato;
  • Enseada do Suá, área comercial com pouca movimentação à noite;
  • Reta da Penha, uma das principais avenidas da cidade.

Na minha opinião, os melhores bairros são Praia do Canto e Jardim da Penha. Veja algumas opções que eu considero interessantes nessas áreas

IBIS PRAIA DE CAMBURI

O padrão básico desta rede internacional acaba sendo uma ótima opção, porque a gente não tem surpresas. O Ibis Praia de Camburi fica de frente para a Praia de Camburi, uma área realmente muito boa.

Onde ficar em Vitória

Há restaurantes há poucos metros e muitas opções para quem quer usar o transporte público. Os quartos são básicos, confortáveis e bem resolvidos. Mas, o ponto forte do hotel é a localização – e o preço, claro.

BOURBON VITÓRIA HOTEL

O Bourbon Vitória Hotel tem um estilo que eles chamam de residence, já que muitas unidades parecem mesmo apartamentos completos. O hotel fica perto de tudo e também tem um custo-benefício muito interessante.

O grande barato é que os quartos da frente têm uma varanda muito legal com uma vista incrível da Praia de Camburi.

BRISTOL ALAMEDA VITÓRIA

De frente para a Praia de Camburi, o Bristol Alameda Vitória é perfeito para quem já quer acordar e curtir a orla, caminhar até o Píer de Iemanjá ou alugar uma bicicleta para pedalar pela cidade.

Os quartos são bem confortáveis e a área da piscina é boa para relaxar no fim do dia. A localização é realmente muito boa, perto de tudo: praia, comércios, bancos e aeroporto.

IBIS PRAIA DO CANTO

Com padrão já bem conhecido, o Ibis Praia do Canto é uma ótima opção para se hospedar em Vitória. Fazendo jus ao nome da rede, este hotel tem tudo que você precisa e não cobra um fortuna por isso.

Onde ficar em Vitória

Os quartos são modernos e depois de uma caminhada de dez minutos, você coloca os pés na Praia de Camburi. O Triângulo das Bermudas fica praticamente na esquina.

Onde ficar em Vitória

BRISTOL EASY HOTEL

Nesta unidade do Bristol Easy Hotel os quartos são básicos, com televisão, internet e ar condicionado – o essencial. Ele fica a apenas alguns metros da Rua da Lama e do Parque Pedra da Cebola, um ótimo lugar para relaxar e ficar perto da natureza.

Onde ficar em Vitória

A Ponte da Passagem fica, praticamente, de frente para hotel. O café da manhã é muito elogiado.

Onde ficar em Vitória

IBIS BUDGET VITÓRIA

O Ibis Budget Vitória é mais uma opção para se hospedar na cidade com a rede Ibis. Esta unidade, que está em uma das principais avenidas da capital, garante conforto e comodidade a preços justos.

Onde ficar em Vitória

Nesta área, você estará próximo de um centro comercial e do Triângulo das Bermudas. É fácil usar o transporte público.

RECOMENDAÇÕES DE VIAGEM - COVID-19

Devido à pandemia de Covid-19, novas medidas de saúde e segurança foram adotadas. Elas são importantes para evitar o contágio, protegendo você, quem trabalha diretamente com o turismo e as comunidades locais.

Antes de viajar, verifique a situação do seu destino para não encontrar atrativos fechados e, claro, não colocar a sua vida e a de seus familiares em risco.

Veja algumas medidas adotadas:

  • Álcool gel disponível nos quartos e nas áreas comuns;
  • Uso obrigatório de máscaras nas áreas comuns;
  • Respeito às regras de distanciamento físico;
  • Uso de produtos de limpeza eficazes contra o coronavírus;
  • Café da manhã pode ser servido no quarto.

Veja mais dicas do Espírito Santo

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas do Espírito Santo.

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

19 Comentários

  1. Pingback: Convento da Penha: 18 Fotos E Curiosidades Para Você Vir Correndo Para Cá – Balança Certa

  2. Olá Altier, estou indo para Vitória dia 26 de outubro e o Convento da Penha é certo em meu roteiro. Estou com dúvidas se existem exigências sobre as roupas a serem usadas para o acesso. Será que pode ir de bermuda, chinelo, ou tem que ser calça e tênis, etc?

    • Não há nenhuma exigência, Lilian, mas vale lembrar que o Convento é um lugar de culto, então é bom vestir-se de forma adequada.

      Um abraço!

  3. Amei sua matéria. Sou mineira e ainda não conheço, mas sempre tive vontade.
    Vi sua foto da Praia de Conceição da Barra e lá sim eu conheço.
    Um paraíso brasileiro. Vale a pena fazer uma matéria também.

  4. ALBERTO MAGNOS DA SILVA on

    CONVENTO DA PENHA – Local que faz parte da história de nossa família. Momentos de alegria, paz, confraternização e muito AMOR. Lá estiveram pessoas queridas, amigos, familiares , alguns já partiram e deixaram lembranças. Imperdível ! Não deixem de conhecer. Agora em julho deverei retornar para reviver lindas emoções, com certeza! Alberto Magnos – Belo Horizonte – MG.

    • Náo é verdade, Lusiana. Somente durante a Festa da Penha, que acontece uma semana depois da Páscoa, é que o acesso decarro não é permitido.

      Um abraco.

  5. Odilon Silva, RJ on

    No próximo mês de abril, agora em 2014, irei se Deus quiser na Festa da da Penha. É a terceira maior festa religiosa do Brasil, ficando atrás apenas da festa do Círio de Nazaré e de Nossa Senhora Aparecida. Vou aproveitar essa festa de N.S. Da Penha para curtir um pouco a Barra do Jucu. Em abril estaremos aí, estamos chegando.

    • Olá Odilon,

      Bom saber que vem para a festa. Eu já participei e realmente é muito grande. Se você tiver interesse, tente participar da Romaria dos Homens. É muito linda! Ah! Esteja preparado para subir o Convento a pé, pois durante as festas o acesso de carro é interrompido.

      Um abraço!

  6. Lindo demais esse lugar, cheio de paz e belezas! Estive aí há duas semanas mas devido às chuvas não conseguimos subir… Adorei as fotos, parabéns! D

    • Que pena, Denya. A situação da ladeira ficou realmente muito ruim e o Convento ficou, mesmo, fechado alguns dias. Volte outra vez. Você não vai se arrepender.

      Um abraço!

Escreva um comentário