Quando ir a Bonito: veja qual a melhor época para viajar – dicas mês a mês

6

Atualizado em 11 de abril de 2021

Quando ir a Bonito

Antes de decidir quando ir a Bonito,  é bom dar uma olhada nestas dicas, porque escolher a época certa faz toda a diferença.

Bonito fica no Mato Grosso do Sul, a quase 300 quilômetros da capital, Campo Grande. Com uma natureza realmente privilegiada, a cidade se tornou o destino número um de ecoturismo no Brasil.

→ Onde ficar em Bonito

Para planejar sua viagem, é fundamental saber quando chove mais, quando os rios estão mais cristalinos, quando é mais caro  e muitos outros segredos que eu conto para você a partir de agora.

Claro que dá para visitar e conhecer a região o ano inteiro, mas existem épocas mais favoráveis para os passeios. Por isso, é tão importante saber quando ir a Bonito.

Quando ir a Bonito

Bonito é uma terra quente, com  temperatura média anual de 25 graus. Então, o que diferencia de fato as estações é a época de seca e a de chuva.

Nos meses de outubro a fevereiro, chove mais e isso pode atrapalhar alguns passeios.

No inverno, especialmente em julho, geralmente chove bem pouco e o nível das águas é bom, principalmente para fazer mergulho e flutuação.

Quando ir a Bonito

Chuvas: outubro a fevereiro

Apesar de ser a época das chuvas, há pontos positivos: por isso, não deve afetar tanto o seu planejamento de quando ir a Bonito, já que é neste período que a vegetação está mais verdinha e os rios mais cheios.

As cachoeiras ficam mais volumosas  e, para quem quer apreciar a natureza em seu auge, talvez seja a melhor escolha.

Nesta época, os dias são mais quentes e abafados e o calor chega aos 35 graus.

Com a chuva, a água fica menos cristalina, já que o constante movimento das chuvas deixa os rios mais turvos. Mas, tenha certeza de que isso não deixa Bonito menos bonito.

Quem só pode viajar durante as férias escolares e não tem outra opção,  vai gastar mais  e precisa fazer as resevas com antecedência, tanto do hotel quanto dos passeios.

LIMITE DE VISITANTES
Bonito é considerado o destino número um em ecoturismo no Brasil. Muito mais do que marketing, isso é o resultado de anos de muita organização e, principalmente, de compromisso com o meio ambiente.

Por isso, para fazer qualquer passeio na região, é preciso ter uma reserva, porque cada lugar tem um limite diário de visitantes. Então, se você deixar tudo para a última hora, pode ser que não consiga uma vaga e, neste caso, não há o que fazer.

As reservas são feitas exclusivamente pelas agências e todos os passeios são acompanhados de um guia.

Eu fiz todos os passeios com a agência Águas Turismo. Se quiser, você pode tirar dúvidas e fazer reservas pelo WhatsApp: (67) 98111-2812.

Mesmo que dezembro e janeiro sejam meses mais caros devido à alta temporada, a cidade fica super movimentada, mas de um jeito acolhedor e vale a pena a viagem.

Quando ir a Bonito

Seca: junho a setembro

Durante a seca, as águas estão mais cristalinas e com mais peixes, mas nessa época a chance de ocorrer queimadas é maior.

Além disso,  a temperatura cai um pouco,  fazendo calor durante o dia mas, à noite, o termômetro pode marcar 13 graus.

No final do mês de julho, acontece o Festival de Inverno e, além de explorar esse paraíso natural, você pode curtir muita música ao vivo. É uma boa época para ir a Bonito.

Mês Mínima (ºC) Máxima (ºC) Chuva (mm)
Janeiro 20 32 189
Fevereiro 20 31 148
Março 19 31 129
Abril 18 29 110
Maio 16 26 105
Junho 14 25 63
Julho 13 25 43
Agosto 15 27 38
Setembro 17 29 74
Outubro 18 31 183
Novembro 20 31 157
Dezembro 20 31 174

Fonte: www.climate-data.org

Baixa e alta temporada

A  baixa temporada vai de fevereiro a agosto,  excluindo os feriados prolongados, como Semana Santa e Carnaval, e o período das férias escolares, a partir do dia 10 de julho.

Setembro e outubro têm maior movimento por causa dos feriados prolongados – então, têm alta e baixa temporada.

Novembro também está na baixa temporada, mas, a partir do dia 20 de dezembro até meados de fevereiro, é altíssima temporada.

Quero lembrar que no final de julho acontece o Festival de Inverno e a cidade fica bem movimentada.

Bonito mês a mês

Com base nos dados históricos, podemos traçar um perfil de cada mês.

Mas, você precisa saber de duas coisas antes de decidir quando ir a Bonito:

A Lagoa Azul fica azul de verdade a partir do meio de dezembro até o começo de fevereiro, quando o sol incide dentro da gruta.

Quando ir a Bonito

Entre novembro e fevereiro acontece a piracema, quando os peixes sobem até as nascentes dos rios – ou áreas mais rasas – para se reproduzir.

Janeiro

Mês inteiro de alta temporada. É o mês mais chuvoso, mas não significa que chove todos os dias o dia inteiro.

Na maioria das vezes, são as típicas chuvas de verão,  que vêm com força e logo vão embora. Mesmo assim, alguns passeios podem ser cancelados.

Faz bastante calor, com termômetro sempre próximo a 35 graus.

As cachoeiras estão mais cheias e a água fica mais turva.

Fevereiro

Alta estação até a semana pós-carnaval. O calor segue forte, a chuva diminui um pouco, mas sempre reaparece para marcar presença.

Águas ainda em volume alto e os peixes começam a aparecer em maior número depois da piracema.

Uma dica: se quiser ir a Bonito sem muita gente, evite o Carnaval.

Se só puder viajar nessa data, se programe com antecedência, porque a cidade fica lotada.

Março

Mês todo de baixa temporada – ê beleza! – depois das férias escolares.

Chuvas começando a diminuir de fato, mas o calor persiste: e vai assim até maio.

Rios mais claros e boa parte dos peixes já voltou para casa.

Quando ir a Bonito

Abril

É um mês de transição entre a estação chuvosa e a seca, então o clima varia bastante de uma semana para outra.

Só não é baixa temporada na Semana Santa, quando Bonito costuma ter pousadas cheias e passeios aglomerados – essa palavra vai nos acompanhar para sempre, né?

Visibilidade da água “ok!”, ventinho mais fresco no fim do dia: é um bom mês para programar sua viagem.

Maio e junho

Meses com características muito semelhantes: começou a estação seca – finalmente! -, que vai até agosto sem dar trégua.

Os rios já começam a ficar mais cristalinos, cachoeiras com ótimo volume de água e lugares sem superlotação.

Além disso, os dois meses são todo de baixa temporada. Portanto, uma boa época para viajar gastando menos com hospedagem e passeios.

Quando ir a Bonito

Julho

Já é inverno e a temperatura fica mais agradável durante o dia, mas pode fazer friozinho à noite: é o mês mais frio, com mínima na casa dos 13 graus.

Então, é bom levar um casaquinho para as crianças, viu?

A baixa temporada vai até a segunda semana, antes das férias escolares voltarem a movimentar Bonito.

É o mês do Festival de Música.

Agosto

Baixa estação o mês inteiro, sem chuva e sem calor – aquele calor que incomoda, sabe?

O friozinho é bom para tomar caldo de piranha, prato típico da comida sul-mato-grossense.

Os rios já estão mais cristalinos e com mais peixes. É um bom mês para se mandar para Bonito.

Com a seca chegam as queimadas, que vão persistir até outubro, quando volta a chover.

Setembro

Alta temporada apenas na semana da Independência. Nos outros dias, é baixa temporada. Então, é uma ótima época para ir a Bonito.

Sem chuvas frequentes há alguns meses, os rios estão com visibilidade ótima.

Outubro

Outubro é baixa temporada, exceto no feriado se Nossa Senhora Aparecida.

As chuvas já estão de volta e o calor também – a temperatura máxima fica em torno dos 25 graus.

A vegetação já começa a reviver da seca e os tons marrons vão dando lugar ao verde intenso.

Quando ir a Bonito

Novembro

De volta à estação das chuvas, o calor começa a apertar.

As águas ainda estão cristalinas e os peixes já se preparam para subir os rios na piracema.

O mês todo é considerado baixa estação.

Dezembro

A primeira quinzena ainda é baixa estação, mas, especialmente, depois do dia 20, a bandeira muda e tudo fica mais caro.

Dias quentes, com grande chance de chuva no fim da tarde – é o segundo mês mais chuvoso, depois de janeiro.

Entre o Natal e o Ano Novo, Bonito fica lotada – pousadas cheias, diárias mais caras e passeios super concorridos.

Onde ficar em Bonito

É muito importante saber que as maravilhas que fazem Bonito ser tão famoso estão espalhadas por uma área muito grande. Então, você precisa considerar esses deslocamentos na hora de planejar sua viagem.

→ Onde ficar em Bonito

Na prática, Bonito é a base para fazer os passeios e eles podem durar um dia inteiro.

As melhores áreas

Bonito tem uma estrutura muito boa de hospedagem e estas são as melhores áreas para se hospedar em Bonito:

PRAÇA DA LIBERDADE

Ficar hospedado no Centro – especialmente nos arredores da Praça da Liberdade – é a melhor escolha. É nesta parte que estão bares, restaurantes, lojas, agências de turismo e outros serviços que a gente sempre precisa durante uma viagem.

Nesta parte do Centro, boas opções são os hotéis Pirá MiúnaParaíso das Águas e Hotel da Praça.

Duas pousadas excelentes também ficam nesta área: Arte da Natureza e Gira Sol.

AVENIDA CORONEL PILAD

Na principal avenida da cidade, há duas regiões interessantes. A primeira é justamente nos arredores da Praça da Liberdade. A outra fica numa área mais nova, no começo da avenida, entre os bairros Formoso e Singular.

Onde ficar em Bonito

Na avenida, a apenas algumas ruas do Centro, estão as pousadas Surucuá e Chalé do Bosque, e o Wetiga Hotel.

ÁREA RURAL

Se você quiser uma imersão completa na natureza exuberante desta parte do Brasil, é só escolher um hotel bem completo. Assim, mesmo longe do Centro, você não sentirá falta de nada.

Onde ficar em Bonito

Nesta categoria mais próxima da natureza, o Zagaia Eco Resort fica pertinho do Centro e é sensacional. Tem também a incrível Pousada Boyrá, o Hotel Santa Esmeralda e o Hotel Cabanas.

Casas de temporada

Há várias casas e apartamentos ótimos em Bonito e elas podem ser uma boa opção se você for viajar com a família, em grupo de amigos ou, simplesmente, se quiser ter mais privacidade.

→ Todas as casas de temporada

Neste caso, ficar na área do Centro é melhor,  porque os restaurantes e os mercados ficam nesta área – e você pode preparar a própria comida. Se estiver de carro, pode até escolher casas mais distantes da Avenida Coronel Pilad, a principal da cidade, mas a diferença de preço não é tão grande.

Veja mais dicas do Mato Grosso do Sul

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas.

SOBRE O AUTOR

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

6 Comentários

    • Oi, Rita.
      Você leu o texto?
      Eu escrevi isso:

      “Março

      Mês todo de baixa temporada – ê beleza! – depois das férias escolares.

      Chuvas começando a diminuir de fato, mas o calor persiste: e vai assim até maio.

      Rios mais claros e boa parte dos peixes já voltou para casa.”

      Um abraço!

  1. Obrigada por toda essa ajuda sobre Bonito. Com certeza será minha próxima viajem. Só falta eu escolher a época. Estou a dúvida se vou em agosto ou em outubro.
    Alguma sugestão?

Escreva um comentário