O que fazer em Viena

2

Atualizado em 16 de maio de 2018

Se você está procurando um texto com exatamente tudo o que fazer em Viena, esqueça. Afinal, nem quem vive na cidade é capaz de descrever tudo de bom que ela nos oferece.

Isso acontece porque Viena é uma das capitais mais lindas da Europa, com um charme que é só dela. Suas ruas largas, seus jardins bem cuidados, sua herança judaica e os prédios históricos são apenas sinais de que a realeza austríaca cuidou bem de tudo isso. Como resultado, a Áustria alcançou um posto entre os países mais ricos do mundo.

Eu passei três dias em Viena e conheci o imperdível da cidade. Claro que voltei com gostinho de prolongar a estadia, mas acho que nunca temos tempo para tudo, não é mesmo? Então, as minhas dicas são essenciais para você ter uma visão geral da cidade e para – quem sabe? -, voltar com calma na próxima vez.

A maioria das coisa que indico para fazer em Viena fica no Innere Stadt, o Centro Histórico da cidade. Então, antes de avançar, acho bom escolher bem sua hospedagem, porque isso vai influenciar no quanto você vai aproveitar da viagem. Eu sugiro que você oleia: Onde se hospedar em Viena.

O que fazer em Viena

Museus | Viena tem muitos bons museus e, infelizmente, eu não tive tempo de conhecer todos. Porém, os que acho imperdíveis, e que não podem ficar de fora de sua lista do que fazer em Viena, são o Museu Albertina, o Museu de História da Arte e o Museu de História Natural.

Todos eles ficam bem perto um do outro , ou seja dá pra ir andando. Além disso, eles têm acervos bem distintos e muito interessantes.

O Albertina tem obras modernas e contemporânea de artistas como Monet. O Museu de História da Arte tem uma coleção de peças do Antigo Egito muito interessantes. Enquanto o Museu de História Natural, – que fica na frente do de História da Arte – mostra, entre outras coisas, vários períodos das civilizações que habitaram o planeta.

O que fazer em Viena

Fachada do Museu Albertina.

O que fazer em Viena

Monumento contra a Guerra e o Facismo.

Para saber a programação dos museus, os horários de funcionamento e os preços das entradas, acesse os sites nos links acima.

Na lateral do Museu de História da Arte fica o Museumsbibliothek que tem mais de 256.000 volumes de publicações científicas. Para conhecer o acervo, você precisa fazer um agendamento com antecedência. Ele funciona de segunda a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 16h.

E tem ainda o que eles chamam de Quarteirão dos Museus, que, como o nome entrega, é uma quadra inteira com museus e galerias de arte moderna. E, pode acreditar: quem é apaixonado por arte, consegue passar um dia inteiro por aqui.

Parques e Praças | Entre o Museu de História da Arte e o Museu de História Natural, fica a Praça Maria Teresa Maria-Theresien-Platz, em alemão -, que tem uma escultura gigantesca da imperatriz que dá nome ao lugar. Segundo os historiadores, Maria Teresa da Áustria teve grande importância na organização financeira, na reforma educacional e do exército. Isso fez com que os países sob seu comando experimentassem um período de grande crescimento.

Outra praça muito interessante que fica no Innere Stadt é a Praça dos HeróisHelderplatz, em alemão. No centro dela há uma estátua enorme do Príncipe Eugênio de Savoia, que deixou a corte parisiense de Luis XV para viver em Viena, onde se tornou um dos maiores comandantes militares da História, sendo comparado a Alexandre, o Grande.

O que fazer em Viena

A estátua do príncipe Eugênio de Saboia.

O Burggarten é um jardim que fica na área do Palácio de Hofburg e uma caminhada por aqui deve estar em sua lista de coisas para fazer em Viena. Ele foi construído no século 19 para ser o Jardim do Imperador – Kaisergarten, em alemão –, mas em 1919 foi aberto ao público e assim permanece até hoje.

O que fazer em Viena

Conhecer o jardim do imperador é uma das coisas que você deve fazer em Viena.

A Praça de São MiguelMichaelerplatz, em alemão – fica atrás do Palácio de Hofburg e tem uma história incrível: você pode ver vários achados arqueológicos que mostram construções feitas durante o Império Romano.

O que fazer em Viena

Achados arqueológicos mostram cidades do Império Romano.

O Stadtpark é outra área verde muito interessante, mas ele fica um pouco mais afastado do centro. Um bom programa pode ser almoçar no Steirereck, um restaurante de comida austríaca que funciona dentro do parque. Mas prepare o bolso, porque um prato aqui custa cerca de EUR 45.

O que fazer em Viena

No verão e na primavera, aproveite para visitar os parques e Viena.

Ópera de Viena | Esse prédio é muito famoso e uma coisa bem legal que você pode fazer em Viena é a visita guiada para conhecer as principais partes dele. O passeio custa EUR 9, dura cerca de 40 minutos e você pode consultar os horários disponíveis no site da Ópera.

Se preferir, claro, você pode assistir a um espetáculo na Ópera de Viena – olha que privilégio! Os preços variam de acordo com a apresentação, e você pode escolher aquele ingresso que estiver dentro do seu orçamento. Veja a programação e os preços.

O que fazer em Viena

Os detalhes arquitetônicos de Viena são imperdíveis.

Palácio de Hofburg | O Palácio de Hofburg – também chamado de Neue Burg – é um gigantesco complexo de prédios que ocupa uma grande área no centro de Viena. Anteriormente, ele era ocupado pela realeza austríaca, hoje, suas 2.600 salas abrigam a Biblioteca Nacional, a Escola Espanhola de Equitação, alguns gabinetes do presidente da Áustria e museus, incluindo os preservados antigos aposentos imperiais.

Só para visitar todos os lugares interessantes desse prédio, eu acredito que gastaria dois dias para ver tudo com calma. Eu só dei uma passada sem perder muito tempo.

O que fazer em Viena

Fachada do Palácio Hofburg.

O que fazer em Viena

Incluia algumas horas aqui na sua lista de coisas para fazer em Viena.

Palácio de Rathaus | Neste imponente prédio, funciona a Prefeitura de Viena. Só que o mais interessante é que a praça que fica na frente do Rathaus – chamada de Rathausplatz – sempre tem programações culturais muito interessantes. Vale a pena conferir a programação e dar uma passada aqui. No jardim, fica, também, a Mozartdenkmal, uma praça que homenageia o compositor austríaco Mozart.

O que fazer em Viena

O prédio onde funciona a prefeitura.

O que fazer em Viena

Homenagem ao acompositor Mozart.

O que fazer em Viena

A Mozartdenkmal fica perto do Palácio de Rathaus.

Catedral de Santo Estevão | É fácil perceber a principal igreja de Viena. É que suas torres altíssimas se destacam no emaranhado de prédios das estreitas ruas do centro histórico. Um detalhe é que você, talvez, sempre verá alguma parte do templo em obras, já que o arenito, material com que foi construído, se degrada facilmente com o tempo. De qualquer forma, ele já resistiu a bastante, pois a Catedral foi construída em 1365.

O que fazer em Viena

As torres da Catedral de Santo Estevão.

Palácio Belvedere | Para encerrar seus dias em Viena, sugiro conhecer esses incrível palácio. Ele foi construído pelo príncipe Eugênio de Saboia e, depois, vendido a Maria Teresa, que não é boba, claro. O nome Belvedere significa bela vista e é uma dica do que lhe espera por aqui.

Dá para fazer uma visita por algumas partes do prédio que funciona como museu. O passeio é dividido em parte superior e inferior e o ingresso para visitar as duas custa EUR 20. Consulte o site do Belvedere para saber mais sobre horários, programações especiais e descontos.

Fachada do Palácio Belvedere: Foto: Hans Peter Schaefer

Bairro judeu | Poucas cidades europeias são tão conectadas com a história judaica quanto Viena. Eu fui conhecer melhor esse lado judeu e fiquei sabendo de muitas histórias de pavor e de superação, que são contadas em museus, memoriais, monumentos e nas sinagogas de Viena.

O Museu Judaico de Viena, por exemplo, é a chave para a gente compreender melhor a cultura judaica, com seus costumes e pilares. Ele tem uma das mais importantes coleções do mundo, e mostra a vida cotidiana e a religião judaica por meio de documentos, fotos, vídeos e objetos.

O emocionante lado judeu de Viena

Fotos mostram como era triste a vida dos judeus naquela época.

O lindo Memorial do Holocausto também merece uma visita. Inaugurado em 2000, ele lembra os 65.000 judeus austríacos que foram assassinados pelos nazistas.

A Sinagoga de VienaStadttempel, em alemão – é a mais importante da cidade, já que ela foi a única que resistiu à Noite dos Cristais, uma série de invasões nazistas que resultou na destruição de templos, lojas, casas e na morte de dezenas de judeus, em novembro de 1938.

O emocionante lado judeu de Viena

O Memorial do Holocausto foi construído como uma livraria ao avesso.

Tá vendo que esse lado de Viena merece uma visita? Então, monte o seu roteiro e vá explorar melhor essa história. Veja mais em: O emocionante lado judeu de Viena.

CONPARTILHE COM SEUS AMIGOS

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

2 Comentários

  1. Olá, adorei rever Viena! Saudades deste lugar incrível! Vendo as fotos, me deu vontade de voltar, como você escreveu no início deste post.
    Um abraço e obrigada por compartilhar…

Escreva um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.