Como é o passeio guiado em Colonia del Sacramento: vale mesmo a pena?

Atualizado em 4 de outubro de 2022 – 4 min de leitura

Como é o passeio guiado em Colonia del Sacramento: vale mesmo a pena?

O mundo descobriu Colonia del Sacramento, de fato, a partir de 1995 quando a Unesco declarou o seu Centro Histórico um dos Patrimônios da Humanidade. Porém, os portugueses já a conheciam há séculos e fizeram dela uma joia às margens do Rio da Prata.

O Centro Histórico de Colonia del Sacramento começa a poucos metros da estação portuária onde chegam os barcos que fazem a travessia desde Buenos Aires.

O caminho é emoldurado por árvores centenárias e há lojas espalhadas por todos os lados. Em cada esquina, as construções antigas aparecem e vão contando a história da cidade.

Como sou apaixonado por história, contratei uma guia para fazer o passeio, mas quero dizer que você pode, sim, conhecer a cidade sozinho, sem a ajuda de um guia.

Só que não há nada é melhor do que ter alguém que conheça a história e que seja familiarizado com o lugar para nos acompanhar contando os detalhes de cada casa, rua e monumento.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Passeio guiado em Colonia del Sacramento

Na cidade, as construções do tempo colonial são muitas. O Centro Histórico abriga diversas casas e monumentos bem preservados.

O passeio guiado em Colonia del Sacramento começa perto do portão de entrada para a cidade velha, a Puerta de la Ciudadela, onde funciona um centro de informação ao turista.

Como é o passeio guiado em Colonia del Sacramento

É neste lugar que você pode contratar o seu guia. Eu escolhi a Beatriz, uma uruguaia que ama o Brasil e que fala português. Ela me cobra URY 215 por grupo e o passeio demorou cerca de uma hora.

Assim que começa suas explicações, Beatriz esclarece que o portão e parte da muralha que vemos hoje não são originais.

Ela conta que em 1.859, tudo foi totalmente destruído e somente quando o bairro histórico da cidade foi reconhecido como Patrimônio Mundial da Humanidade, em 1995, é que eles reconstruíram parte da fortaleza que cercava a cidade.

Com a primeira curiosidade sanada, seguimos caminhando pelas ruas de pedra de Colonia.

Como é o passeio guiado em Colonia del Sacramento

Bem pertinho está a rua mais famosa dessa cidadezinha: a Calle de los Suspiros. Todo mundo tem uma foto nela e, provavelmente, com você não será diferente.

HISTÓRIA DA CALLE DE LOS SUSPIROS

três curiosas explicações para esse nome: a primeira diz que as moças se concentravam nessa rua para ver os soldados passarem vestindo suas fardas e segurando seu pesado armamento, móvitos pelos quais elas suspiravam profundamente.

A segunda explicação, um tanto menos romântica, diz que os suspiros são atribuídos ao vento que entrava pela rua fazendo um som frequente.

E a terceira e mais dolorosa versão diz que esta rua era por onde passavam os negros escravizados que levavam consigo a tristeza e a dor daqueles dias sofridos, por isso os suspiros constantes.

Arquitetura portuguesa e espanhola

Outra coisa que descobri com essa visita guiada é a diferença entre a arquitetura colonial espanhola e portuguesa.

Isso é bastante evidente, mas, sem uma explicação clara, pode ser ignorada.

Ao caminhar pelas ruas de Colonia del Sacramento observe o teto das casas. Se o telhado for aquele no estilo mais tradicional com duas caídas, e cheio de telhas de cerâmica à mostra, com certeza essa é uma casa portuguesa.

Mas se a construção tiver um telhado reto, sem mostrar as telhas é porque foi construída e habitada por espanhóis.

Assim também é nas ruas: aquelas que não têm calçadas nas laterais foram feitas na época dos portugueses.

O farol de Colônia

Mais à frente está Farol de Colônia do Sacramento. Com 37 metros de altura ele ainda hoje funciona para avisar aos marinheiros a localização da cidade.

Construído da ruínas de um convento franciscano que, em 1857 pegou fogo e foi completamente destruído, ele segue funcionando e pode ser visitado.

Como é o passeio guiado em Colonia del Sacramento

É preciso subir 110 degraus para chegar ao topo, que nos oferece uma maravilhosa visão do Centro Histórico e do Rio da Prata.

Em seus pés ainda se encontra o que resta do convento construído no começo da colonização da cidade.

Museus

Uma passada no Museu Municipal é essencial para entender um pouco do processo de conquista, de colonização e para saber como viviam os povos indígenas da região.

Já o Museo Portugués é relativamente pequeno quando visto de fora, mas surpreende pelo bom acervo de mapas, roupas militares e dados  da época colonial e da escravidão.

Outros tesouros

No meu caminho ainda estão a Plaza Mayor, a principal do Centro  Histórico; as fundações da casa do criador de Colonia, Manuel Lobo; e a casa onde viveu o artista Jorge Vilaro, que hoje é um restaurante.

Seguimos até à Catedral, onde Beatriz termina contando mais sobre a estrutura da igreja, apresenta os elementos espanhóis e portugueses.

Iglesia Matriz de Colonia del Sacramento tem uma história muito interessante que data dos tempos de luta entre espanhóis e portugueses pelo domínio da cidade.

Devido a esse fato, algumas paredes são construídas com pedras portuguesas enquanto outras têm um estilho espanhol.

Antes de ir embora, Beatriz e me desafiou a descobrir porque a temperatura no interior do templo é constante, independente da estação do ano. Ficou curioso? Venha para Colonia que você vai descobrir.

Como é o passeio guiado em Colonia del Sacramento

Depois do passeio, escolha um dos muitos bons restaurantes do Centro Histórico de Colonia e experimente o famoso Chivito, um sanduíche de carne, geralmente coberto com maionese e servido com batatas fritas e salada .

Informações básicas

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar e permanecer no Uruguai por até 90 dias. Esse prazo pode ser prorrogado por mais 90 dias.

Documentos

Brasileiros podem apresentar o passaporte ou a carteira de identidade, desde que ela tenha sido emitida há menos de dez anos.

Moeda

O peso uruguaio, identificado pela sigla UYU, é a moeda nacional. Para sua viagem, leve reais ou dólares.

Vacinas

Nenhuma vacina específica é obrigatória, independentemente do motivo da viagem.

Informações sobre covid-19

O Uruguai tem atualizado com frequência os requisitos para a entrada de brasileiros no país.

O último decreto do governo, publicado em 26 de agosto de 2022, define as regras para quem já está completamente vacinado, para quem teve a infecção nos últimos 90 dias e para os outros viajantes que não se enquadram nos casos anteriores.

Veja quais os documentos necessários para cada caso.

Viajantes vacinados
  1. Comprovante de vacinação com esquema completo – dose única ou duas doses, dependendo de cada caso. Todas as vacinas aprovadas no Brasil são aceitas no Uruguai. Veja como solicitar o certificado de vacinação contra covid-19.
  2. Seguro viagem obrigatório com cobertura para covid-19. O seguro deve cobrir tratamento médico, hospitalização, isolamento e transferência do paciente. Veja quanto custa o seguro viagem.
Viajantes infectados nos últimos 90 dias
  1. Resultado positivo de exame RT-PCR ou antígeno (teste rápido), realizado entre, no máximo, 90 dias e até 10 dias antes da chegada ao país.
  2. Seguro viagem obrigatório com cobertura para covid-19. O seguro deve cobrir tratamento médico, hospitalização, isolamento e transferência do paciente. Veja quanto custa o seguro viagem.
Demais viajantes
  1. Resultado negativo de exame RT-PCR ou de antígeno (teste rápido) realizado no máximo 72  horas antes da viagem. É importante saber que a companhia aérea pode exigir que o teste seja apresentado antes do embarque, ainda no Brasil. Menores de seis anos não precisam fazer o exame.
  2. Seguro viagem obrigatório com cobertura para covid-19. O seguro deve cobrir tratamento médico, hospitalização, isolamento e até transferência do paciente. Veja quanto custa o seguro viagem.

As autoridades uruguaias sugerem o uso de máscara de forma adequada (cobrindo boca, nariz e queixo) em ocasiões de contato próximo com outras pessoas.

Também é recomendado que os viajantes que não estiverem com o esquema de vacinação completo façam um teste de diagnóstico dentro de 24 horas após a entrada no país. No caso de aparecimento de sintomas compatíveis com covid-19, é indicado fazer uma consulta médica imediatamente.

Retorno ao Brasil

Viajantes com o esquema vacinal completo não precisam fazer teste de antígeno (teste rápido) ou RT-PCR para retornar ao Brasil, e também não é preciso preencher a Declaração de Saúde do Viajante, que está suspensa pela Anvisa.

Viajantes não-vacinados ou vacinados parcialmente precisam apresentar resultado negativo de teste de antígeno (teste rápido), coletado até 24 horas antes do voo, ou RT-PCR, coletado até 72 horas antes do embarque.

Seguro Viagem

Desde que reabriu as fronteiras,  o seguro viagem com cobertura para tratamento de covd-19 passou a ser obrigatório.  Sem ele, você será impedido de entrar no Uruguai.

É essencial que o seguro tenha cobertura para internação, isolamento e/ou transferência médica, caso necessário.

O custo de um seguro viagem é menor do que se costuma pensar e ele garante que você terá atendimento em casos de emergências médicas comuns, como acidentes de trânsito, intoxicações alimentares, acidentes vasculares e infartos cardíacos, por exemplo.

→ Faça uma cotação do seguro viagem

Antes de embarcar, compre o seguro viagem, imprima o comprovante e tenho o número de emergência em local de fácil acesso.

Eu sempre uso a plataforma da Seguros Promo para comparar valores antes de fazer a compra. Eles têm um suporte muito eficiente e preços sempre muito bons.

UM PEQUENO GRANDE PAÍS

O Uruguai tem um território pequeno – principalmente quando comparamos com os vizinhos Brasil e Argentina –, mas o que o país não tem em tamanho tem em atitude, peculiaridades e muitas outras características que o permitem ser comparados com as nações mais desenvolvidas do mundo.

Para você ver como esta questão é tão relevante, o Uruguai ganhou o apelido de “paisito” pelos próprios uruguaios, que tratam isso com uma leveza muito peculiar: o uruguaio é, de forma geral, muito tranquilo.

O que poderia ser um ponto negativo, acaba sendo um ponto favorável: como as distâncias são curtas, é possível percorrer diferentes partes do país em poucos dias.

Agora, falando em termos políticos e sociais, o Uruguai dá um show: o país tem o melhor índice de qualidade de vida de toda a América Latina e também os menores números de corrupção, de acordo com a Transparência Internacional.

Além disso, o Uruguai é um país considerado liberal e tem uma legislação bastante avançada: o estado é laico – separando política e religião –, o uso da maconha é liberado, mas sob o controle do governo, o aborto é legalizado nas 12 primeiras semanas de gestação e a aprovação da união civil entre pessoas do mesmo sexo é permitida desde 2013.

Veja mais dicas do Uruguai

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver mais dicas do Uruguai.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

4 Comentários

  1. Cecilia Medeiros

    Altier, duas perguntas:
    A guia te incluiu num grupo ou cobrou preço individual? pergunto porque seremos só duas pessoas
    È fácil táxi do hotel até o centro histórico de Colonia? vamos ficar no Dazzler

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Cecilia.

      O preço foi para suas pessoas, sem grupo.
      É sim. Você pode pedir na recepção.

      Um abraço.

      Responder
  2. Marina Goncalves

    Ola.td bem?
    muito bom seu site….
    pode me passar o contato da guia que te acompanhou em Colonia?
    obrigada.
    Att.

    Responder
    • Altier Moulin

      Oi, Marina.

      Você pode perguntar por Beatriz no posto de informação ao turista que fica no início do Centro Histórico, perto do portão e de parte da muralha.

      Um abraço.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

27