O que fazer em Aracaju

4

Atualizado em 16 de julho de 2018

A capital do Sergipe, o menor estado brasileiro em extensão territorial, é um convite à tranquilidade. Durante sua programação do que fazer em Aracaju, prepare-se para uma surpresa. Esqueça os engarrafamentos, as praias lotadas, as filas e venha se divertir na cidade que ostenta o título de capital da qualidade de vida.

Aqui, mais do que todas em as outras capitais brasileiras, os bons hábitos têm lugar especial na vida dos cidadãos, como mostrou uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde realizada em 2012.

Agora, some a isso o jeito alegre de levar a vida que só os nordestinos têm, as festas de São João, a culinária que é a expressão maior do bom gosto desse povo. Você não terá dúvida de que está no lugar certo.

Reserve já o seu hotel em Aracaju e garanta os melhores preços. 

Numa região onde o turismo de negócios ainda é mais forte do que o de lazer, as opções precisam ser descobertas com um olhar atento e com ouvidos atenciosos. São esses os segredos de uma cidade que, mesmo de frente para o mar, cresceu margeando o rio.

O que fazer em Aracaju

Orla de Atalaia | Comece o seu dia com uma caminhada preguiçosa pelo calçadão da praia mais famosa de Aracaju. Aproveite para dar um mergulho nas águas mornas que banham a cidade e para saborear uma refrescante água de coco avistando as plataformas de petróleo que se multiplicam no horizonte.

Passarela do Caranguejo | Essa é a mais charmosa e movimentada área na orla de Aracaju. Tem boa infraestrutura e é bem sinalizada. A passarela atrai turistas e nativos para os bares e restaurantes que se estendem por todas as suas dimensões.

Praça dos Lagos | Se você procura um lugar tranquilo, perto do mar e com bastante verde, corra para esse lugar. Aqui, o azul do céu se reflete nas águas calmas dos lagos que são habitados por imensas carpas e dezenas de patos. Aproveite para sentar-se em um dos bancos e relaxar por alguns instantes.

Margens do Rio Sergipe | Uma das partes mais nobres da cidade, ela é povoada por imenos prédios. O calçadão e as ciclovias – Aracaju tem mais de 40 quilômetros delas – estão sempre movimentados. Aproveite para chegar até a ponte que cruza o rio até Barra dos Coqueiros.

o que fazer em aracaju

Praça dos Lagos.

o que fazer em aracaju

Ponte para Barra dos Coqueiros.

o que fazer em aracaju

Orla do Pôr-do-sol.

Orla Pôr-do-Sol | Programa imperdível para fazer em Aracaju, termine o dia nessa parte da cidade. Um imenso deck de frente para o manguezal vai te dar uma visão fantástica desse momento em que a estrela maior se esconde. De lá também partem os passeios para a Croa do Goré, uma ilhota que se formou no delta do rio.

Oceanário | Uma breve visita aos aquários do Projeto Tamar, na Orla de Atalaia, também é boa ideia. Ideal para apreciar as belas tartarugas marinhas, tubarões e tantas outras espécies da costa sergipana do Rio São Francisco que ali estão abrigadas. Funcionando como uma importante estação de educação ambiental, o Oceanário faz a alegria de crianças e marmanjos. De terça a domingo, das 9h às 21h.

Centro de Arte e Cultura | Nesse imenso galpão, os artesãos cadastrados pela Prefeitura expõem e comercializam os seus trabalhos. Bem organizado, limpo e com ótimo atendimento, o local é parada obrigatório para quem quer levar uma boa lembrança de Sergipe. As peças em argila e a Renda Irlandesa são os grandes destaques. De segunda a sábado, das 9h às 21h. Domingos e feriados, das 15h às 21h.

Museu da Gente Sergipana | O museu funciona em um grandioso prédio às margens do Rio Sergipe. Ele segue o mesmo padrão do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, e orgulha-se por ser o primeiro museu multimídia das Regiões Norte e Nordeste. Aqui, a tecnologia nos ajuda a entender um pouco mais da rica cultura sergipana.

Em cada uma das salas, você é acompanhado por um educador que conta detalhes da região. Destaque para culinária, patrimônios históricos, costumes e tudo de bom o Estado oferece. De terça a sexta, das 10h às 17h. Domingos e feriados, das 10h às 16h. O museu ainda tem um café que funciona de terça a domingo, das 10h ás 20h. Entrada Franca.

o que fazer em aracaju

Tartarugas marinhas do Oceanário.

o que fazer em aracaju

Galpão do Centro de Cultura e Artes.

o que fazer em aracaju

Sala do Museu da Gente Sergipana.

Colina de Santo Antônio | Esse é o ponto mais alto da plana cidade de Aracaju. Daqui, é possível ver boa parte da cidade e o seu desenho.

Mercado Público | Embora não pareça muito atraente quando visto de fora, o mercado público é um bom passeio. Aqui estão centenas de barraquinhas onde são comercializados de tudo. Você irá encontrar cereais, frutas, verduras, queijos, doces, condimentos, artesanato, roupas e muito mais. De segunda a sábado, das 8h às 18h. Aos domingos, das 8h às 11h30.

Palácio Museu Olímpio Campos | Essa grandiosa construção se destaca por sua imponência e beleza arquitetônica. Antiga sede do governo, hoje conta a história desenvolvimentista do Estado destacando os principais fatos históricos de Sergipe e do povo sergipano. De terça a sexta, das 10h às 17h. Sábados e domingos, das 9h às 13h. Fecha nos feriados.

Catedral Metropolitana | A Igreja de Nossa Senhora da Conceição é muito bonita e cheia de detalhes. Para chegar à catedral você vai cruzar duas praças onde funciona uma feirinha com barracas que comercializam artesanato local. Aproveite para comprar, a preços mais justos, peças em renda, por exemplo.

Rua dos Turistas | Na quadra lateral à Catedral, você encontra o Centro de Artesanato e Culinária. Cruzando os seus corredores você vai chegar à Rua dos Turistas. Ela nada mais é do que um centro gastronômico e de artesanato. Você também pode entrar pela Rua Nossa Senhora das Laranjeiras. De segunda a sexta, das 8h às 20h. Aos sábados, das 8h às 14h.

o que fazer em aracaju

A Catedral e a feirinha de artesanato.

aracaju

Produtos comercializados no Mercado Público.

aracaju

Artesanato sergipano.

Comida

Conhecida por oferecer o melhor caranguejo do Brasil, Aracaju vai te seduzir à mesa. Do mar, o sururu e as moquecas. Da tradição nordestina, a carne de sol com pirão de leite, a torta de macaxeira e o cuscuz de todas as manhãs. Sem contar a tapioca, o queijo coalho e o doce de batata doce.

acaraju

Moqueca de peixe com camarão e o delicioso sururu.

aracaju

O cuscuz e a famosa carne de sol.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

4 Comentários

  1. Avatar

    Velho, demais, viu! Sou muito suspeito pra dizer alguma coisa, porque sou nordestino e amo o nordeste por inteiro e o Brasil também! Mas, sua visão de Aracaju deu um toque especial ao Estado de Sergipe!
    Abraço!

    • Altier Moulin

      Obrigado, Jota Pê!

      O nordeste é um dos lugares mais queridos e lindos do nosso país, e ainda há muito o que explorar por aqui. Um abraço!

Escreva um comentário