Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

10

Atualizado em 5 de fevereiro de 2019

A Eslovênia é incrível e eu cheguei a esta conclusão depois que passei seis dias viajando por diversas regiões e, como o país é pequeno, dá para fazer muita coisa em pouco tempo: na maioria dos lugares, um bate-volta é suficiente. Por isso eu consegui colocar oito cidades no meu roteiro para a Eslovênia.

Diferentemente do que eu pensava, as coisas aqui não são absurdamente caras. É que a gente sempre encontra um restaurante mais barato, um hostel com preço legal e acaba dando um jeito de economizar nos passeios. O problema é o euro, que sempre aperta o nosso bolso.

Transporte

Eu cheguei à Eslovênia de ônibus, saindo de Veneza, e paguei EUR 12 pela passagem. A viagem é rápida – são apenas 240 quilômetros – e, para ir do ponto de parada do ônibus até o Centro de Liubliana, é só pegar a linha 6 do transporte público local.

Para se locomover de uma cidade para a outra, a melhor opção é alugar um carro, porque as estradas são ótimas e você fica muito mais livre para fazer paradas estratégicas para, simplesmente, contemplar a vista.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Se não puder fazer isso, empresas de ônibus ligam a capital, Liubliana, a praticamente todas outras. Você pode consultar os preços e os horários no site da Avtobusna Postaja Ljubljana.

A Eslovênia integra o sistema Eurail Global Pass e isso é ótimo para quem está pensando em fazer uma viagem de trem pela Europa. Dentro do país, você consegue ver horários, consultar tarifas e comprar passagens de trem no site da Slovenian Railways.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Quando ir

Eu acho que a paisagem fica mais bonita entre a primavera e o verão, principalmente de maio a agosto. Mas, claro, isso depende muito do gosto de cada um. Se sua ideia, por exemplo, é esquiar na região dos Alpes, o inverno é ideal, mas se prepare porque ele é intenso.

Com essas informações básicas, você já pode começar a desenhar seu roteiro para a Eslovênia. Eu passei por oito cidade: Liubliana, Bled, Bohinj, Postojna, Radovijica, Lipica, Piran e Otočec.

Roteiro para a Eslovênia

Vou falar, resumidamente, porque você deve conhecer cada lugar e quantos dias deve se programar para cada um deles. Como disse antes, a maioria a gente faz em poucas horas, porque são cidades bem pequenas sem muitos atrativos e que, na maioria das vezes, ficam no caminho de um lugar para outro.

Liubliana

Liubliana é bem interessante. Pequena e extremamente organizada, já levou o título de capital verde da Europa e se esforça muito para manter o meio ambiente sempre bem cuidado: ninguém joga lixo no chão, há lixeiras para separação de resíduos em toda parte e, em breve, deverá ser reconhecida como uma cidade que recicla todo o lixo que produz.

Além disso, não há circulação de carros no Centro – há transporte público elétrico e gratuito para todo mundo que precisa se locomover nesta região – e as bicicletas reinam majestosamente pelas ruas. Então, se você quer um chá de Primeiro Mundo, tem que colocar essa cidade no seu Roteiro para a Eslovênia.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Sem falar dos restaurantes de comida – comida mesmo, nada de fast food – que priorizam alimentos da região e da estação. Dois desses que eu conheci foram o Mostera Bistro e o Atelie.

Aí, claro, tem as atrações tradicionais da cidade: o Castelo de Liubliana, construído no século 16, a Praça Presernov, onde estão a Ponte Tripla, a Igreja da Anunciação e muitos bares e restaurantes, que ficam na margem do rio que da nome à cidade. Dois dias e uma noite são suficientes para ver o básico da cidade.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Eu me hospedei no Grand Hotel Union Business, que fica a poucos metros da Praça Presernov e tem quartos excelente e um serviço muito bem avaliado. Uma diária para casal aqui custa cerca de R$ 450. Se quiser ver outras opções de hospedagem, veja essa lista.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Otočec

Otočec – se fala otôtchece – está entre Liubliana e Zagrebe, na Croácia e, aqui, a principal atração é o Castelo de Otočec, construído no século 15 e danificado seriamente durante a Segunda Guerra. Depois de anos fechado e abandonado, ele virou um hotel onde a gente pode ter uma experiência fantástica nessa terra de tantos castelos.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Mas não pense que conhecer Otočec não tem emoção e aventura. É que dá para explorar a natureza pelas trilhas, pescar no lago que cerca o castelo, nadar no rio congelante e até voar de balão. Se  quiser algo mais tranquilo, visitar uma das vinícolas da região é uma boa opção.

Se puder, coloque essa cidade no seu roteiro para a Eslovênia e passe, pelo menos, uma noite neste castelo. A diária mais barata custa cerca de EUR 280, é caro sim, mas é uma experiência fantástica.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Bled

O lago mais famoso da Eslovênia – o Lago Bled – parece coisa de cinema: tem uma ilha com uma igrejinha e um castelo sobre uma encosta. Sem falar que a travessia é feita em barcos operados pela mesma família há séculos: uma decisão real deu a eles o monopólio.

Da margem até a ilha são pouco menos de 15 minutos. Eles cobram EUR 14 por pessoa e o tempo de permanência na ilha é curto, cerca de 30 minutos. Na Igreja de santa Maria, você precisa fazer duas coisas: tocar o sino dos desejos – não vou contar os detalhes para não estragar a surpresa – e comer potica.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

O potica é um bolo tradicional que os eslovenos fazem, geralmente, na Páscoa e no Natal. Mas, hoje, e fácil encontrar nos cafés do país e dizem que todas as meninas devem saber a receita antes de casar. Na ilha tem um café e o bolo custa EUR 3,60. Há vários sabores, mas o tradicional é mesmo o feito com nozes.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Outra experiência que você precisa ter é visitar o Castelo de Bled. A vista é uma coisa absurda e você pode almoçar olhando tudo isso. Se o tempo ajudar, se programe para fazer trilhas pelas encostas do lago.

A cidade é pequena, mas tem infraestrutura turística apropriada, com bons hotéis, restaurantes, lojas e mercados. Eu me hospedei no Best Western Premier Hotel Lovec.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Bohinj

Menos famoso que o Bled, o Lago Bohinj – se fala bôrrim – é o maior da Eslovênia e tem uma beleza surpreendente. Ele fica em uma vila pequena, longe do circuito turístico internacional e é o lugar que os eslovenos vêm para curtir os dias mais quentes do ano: dizem que a água fica mais aquecida e todo mundo se joga no lago.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Eu faria o mesmo, porque a cor da água é tão linda e convidativa que, até mesmo no frio, eu fiquei tentado. Sem falar que a ponte com a torre ao lado deixam o cenário parecendo aqueles papeis de parede do Windows, sabe?

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Apesar da água transparente e calma o lago é fundo: chega a 45 metros. Então, é bom ter cuidado. Eu não fiquei hospedado aqui e acho que, realmente, não é necessário: dá para fazer um bate-volta de Bled tranquilamente.

Postojna

O atrativo número um do país fica nesta cidade e é praticamente impossível deixar a Eslovênia sem dar uma passada aqui. A Caverna de Postojna tem mais de 20 quilômetros e a gente pode visitar uma pequena parte em uma caminhada de pouco mais de uma hora – sempre acompanhado de um guia.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Bem pertinho daqui, o Castelo de Predjama é o único construído em uma caverna. Ele é bem bonito e é muito curioso ver toda essa arquitetura: como eles recriaram os ambientes como no tempo em que o castelo era habitado, alguns cômodos são bem macabros – ouvir os gritos da prisão, por exemplo, é bem tenso.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Em metade de um dia você faz as duas visitas e pode seguir viagem ou pernoitar aqui mesmo. Eu me hospedei no Hotel Jama, que fica na área da caverna.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Piran

Quem disse que a Eslovênia não tem praia? Tem sim e é uma delícia. Claro que não são praias com longas faixas de areia como estamos acostumados, mas o ambiente do litoral esloveno é bem gostoso. Eu escolhi  colocar Piran no meu roteiro para a Eslovênia, porque ela é uma cidade que teve muita influência do Império de Veneza e, por isso, a gente tem a forte impressão de estar em uma cidade italiana. Eu achei isso muito curioso e vim ver de perto.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Por falar nisso, ela é tão visitada pelos italianos que é uma cidade bilíngue: placas e cardápios estão, obrigatoriamente, em esloveno e italiano. É uma mistura que deu certo – muito certo.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Outra coisa muito legal daqui é que a gente consegue ver, do alto da colina onde está a Igreja de São Francisco, a Croácia e a Itália no horizonte. O ponto de encontro da cidade é a praça Tartini, mas aproveite para andar pela beira-mar sem pressa e, se der, veja o pôr do sol.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Radovljica e Lipica

Essas duas cidades entraram no roteiro para a Eslovênia porque estavam na rota. Lipica é famosa por sua criação de cavalos brancos usados pela realeza: eles nascem pretos, mas, com o apuramento da raça, se tornam brancos quando adultos. Aqui, você pode visitar uma fazenda de criação desses caríssimos animais.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Radovljica é uma cidade pequenininha e bem característica do interior da Eslovênia. Vale uma parada só para ver esse lado do país. Não há nada de espetacular ou imperdível, mas é uma experiência a mais que você pode acrescentar no seu currículo de viajante.

Roteiro para a Eslovênia: oito cidades em seis dias

Como estavam no trajeto de um lugar para outro, eu não me hospedei nessas cidades e fiz apenas uma parada de poucas horas.

Roteiro resumido

Eu fiquei seis dias inteiros na Eslovênia, chegando por Liubliana – eu vim de ônibus de Veneza – e saindo por Otočec, que fica na fronteira com a Croácia, país que era o meu próximo destino na viagem. Todos os deslocamentos foram feitos de carro e, no final, o meu roteiro para a Eslovênia ficou assim:

DIA 1 : Liubliana
DIA 2: Liubliana
DIA 3: Radovljica, Bled e Bohinj
DIA 4: Lipica e Piran
DIA 5: Postojna
DIA 6: Otočec

Gostou do meu roteiro para a Eslovênia? Se ficou com alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo. Se quiser saber mais, você pode ler todos os posts que publiquei sobre a Eslovênia.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um viajante apaixonado pelas coisas desse mundo. Um jornalista que adora contar boas histórias e compartilhar informações de viagem. Meu propósito de vida é ajudar outras pessoas a conhecerem lugares novos e a viverem experiências inesquecíveis.

10 Comentários

  1. Avatar

    Olá Altier,

    Estou indo para a Eslovênia nos próximos dias e pretendo sair via Itália. Poderia me passar mais informações de qual ônibus você pegou em Veneza até a Eslovênia, por favor?
    Obrigada pela ajuda =)

  2. Avatar
    RAQUEL COSTA ALVES on

    Boa Tarde! Estou indo em agosto e tive que reduzir meus dias para 4 dias inteiros na Eslovênia. O que vc poderia me sugerir de mais imperdível? Geralmente em viagem costumo ter um ritmo bom… kkkk e iremos alugar carro. Obrigada

    • Altier Moulin

      Realmente, Marcio.
      A Eslovênia me surpreendeu muito pela diversidade de paisagens e pela organização que tem.
      Com toda certeza quero voltar com mais tempo.

      Um abraço.

Escreva um comentário

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Altier Moulin (@penaestrada) em