15 parques para andar de bicicleta em São Paulo: os melhores de cada região

Atualizado em 9 de novembro de 2022 – 9 min de leitura
Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Foto: Edu Alpendre

A cidade de São Paulo tem quase 700 quilômetros de ciclovias. Isso facilita muito a vida de quem faz do pedal o principal meio de transporte, mas, além disso, existem muitos parques para andar de bicicleta em São Paulo.

São pelo menos 15 ótimos parques em todas as regiões da cidade onde você pode soltar o pé na magrela sem medo de ser feliz.

Eu escolhi os melhores para quem vive na cidade e para quem está de passagem e gosta de descobrir lugares para fazer cicloturismo.

Neste artigo, eu vou explicar sobre:

Mapa de ciclovias em São Paulo

São mais de 1,6 milhões de bicicletas espalhadas pela capital paulistana e, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), pelo menos nove mil delas são usadas diariamente.

Para incentivar o uso da bicicleta, além das ciclovias, há mais de 7.000 vagas em 72 bicicletários públicos, e a integração com o sistema de transporte tem avançado bastante.

Foto: Laércio Souza

Veja neste mapa como estão distribuídas as ciclovias da cidade e onde estão os bicicletários.

Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Você sabia que a cidade de São Paulo tem 105 parques municipais urbanos? Na lista estão todas as áreas verdes cuidadas pela prefeitura. Elas são o respiro necessário que a capital precisa para ser mais amigável.

Antes de mostrar quais os 15 melhores parques para andar de bicicleta em São Paulo, eu acho necessário lembrar de alguns cuidados que devemos ter com o meio ambiente.

O mais importante é o uso consciente dos parques, sempre tendo em mente que ele é um espaço que deve ser cuidado por todos. Então, recolha o seu lixo e não ande por lugares inapropriados, como gramado e área de pedestres.

Agora vamos ver quais os parques perfeitos para você andar de bicicleta em Sampa.

Zona Sul

A região sul tem 32 parques e áreas verdes. Isso é um prato cheio para a gente que ama pegar a bici e se mandar. As opções vão desde o Ibirapuera, o mais famoso de todos, até os menores e mais desconhecidos.

Parque Ibirapuera

A área verde mais conhecida da capital paulistana tem 1.584 milhões de metros quadrados e foi inaugurada em 1954. Desde então, virou um espaço comunitário muito explorado por moradores e viajantes.

O Ibirapuera é um dos pontos turísticos mais queridos de São Paulo e é impossível não se apaixonar por ele. Então, se estiver de viagem pela capital, você pode alugar uma bicicleta no IbiraBike por R$ 10 a hora.

Foto: Rodrigo Soldo

Como o parque é super bem estruturado com pista de corrida, parque infantil, ciclofaixa, bicicletários, quadras de esporte, estacionamento, ambulatório e bebedouros, dá para passar o dia inteiro tranquilamente.

Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Se eu puder dar uma dica especial, seria tirar uma foto no auditório da Sala São Paulo, onde acontecem apresentações de música clássica. A arquitetura vanguardista é linda e inesquecível.

O parque abre diariamente, das 5h às 23h.

Parque das Bicicletas

O Parque das Bicicletas, como o próprio nome diz, foi planejado para para quem gosta de andar de bicicleta.

Inaugurado no ano 2000, ele fica em Moema, no cruzamento das avenidas Indianópolis e Ibirapuera, uma região bastante movimentada da capital. Então, dar uma fugida para pedalar pelo parque não é nada mal.

Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Foto: ArtExplorer

São mais de 44 mil metros quadrados com várias opções de lazer e esporte. Além de andar de bicicleta, dá para fazer muitas outras coisas na área do parque: skate, patins e até mesmo uma caminhada leve.

Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Foto: ArtExplorer

Durante a pedalada, eu sugiro que você dê uma parada para apreciar as esculturas de João Monteiro, chamadas de Ginga Canonizada: Deuses e Semi-deuses do futebol brasileiro. Vale a pena!

Dá para alugar bicicleta no parque por um preço de R$ 10 a hora.

O Parque das Bicicletas fica aberto diariamente, das 6h às 22h. O estacionamento funciona até às 17h.

Parque Nove de Julho

O Parque Linear Nove de Julho fica no Cidade Dutra, bairro popular que surgiu na década de 1940, e tem mais 537 mil metros quadrados.

Como fica na margem da Represa Guarapiranga, tudo fica ainda mais encantador: o visual faz bem para os olhos e para a alma, especialmente no outono quando o céu fica ainda mais colorido no pôr do sol.

Foto: Áreas Verdes das Cidades

Eu tenho certeza que, além de andar de bicicleta, você vai querer aproveitar as outras atividades que o parque tem: trilhas, campos de futebol, pista de caminhada, área para piquenique e muito mais.

Aberto diariamente, das 6h às 18h.

Parque do Povo

O Parque do Povo, que originalmente era chamando de Parque Mário Pimenta Camargo, fica em Pinheiros. Ele tem 133 mil metros quadrados e é super bem cuidado e equipado.

Quadras de esportes, aparelhos de ginástica, pisca de corrida e espaço à vontade para você andar de bicicleta em São Paulo.

Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Foto: Luciano Thomazell

Há banheiros e bebedouros e uma coisa que eu achei muito foi o jardim sensitivo, que tem várias espécies de plantas ornamentais e medicinais que estimulam os nossos sentidos: as crianças adoram.

Outra coisa muito bacana é que o parque faz a destinação adequada de todo resíduo gerado ou descartado: visitantes podem até conhecer as composteiras do parque para entender como funciona o processo de decomposição da matéria orgânica.

Fica aberto diariamente, 6h às 22h.

Zona Norte

Quem disse que a Zona Norte não tem parques ótimos para quem quer andar de bicicleta em São Paulo errou. Errou feio, errou rude!

Eu escolhi três parques para você sentir o gostinho do que pode encontro nos demais: ao todo, a Zona Norte tem 15 parques.

Parque da Juventude

O Parque da Juventude foi construído no lugar onde ficava o Complexo Penitenciário Carandiru, que foi o palco de um massacre violento em 1992.

Com o passado devidamente enterrado, o Parque se transformou em um complexo cultural e de lazer, com muitas opções para a prática de esportes. Há, também, trilhas e caminhadas perfeitas para quem só quer relaxar.

De bicicleta, você consegue percorrer boa parte do parque, que tem 240 mil metros quadrados. Se puder, faça uma parada na Biblioteca de São Paulo, que funciona no parque. Ela é considerada uma das melhores bibliotecas do mundo.

Abre todos os dias das, 6h às 19h.

Parque Pinheirinho D’água

O Parque Pinheirinho D’água fica no Jaraguá e tem pouco mais de 250 mil metros quadrados. Ele foi criado em 2001, como resultado de uma mobilização popular, já que os moradores da região não tinham uma área ver bem cuidada por perto.

Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Hoje, o Parque tem pista de caminhada, pontes sobre o córrego, parquinho para crianças, quadra de bocha, campos de futebol, quadras poliesportivas, pista de skate e um centro de educação ambiental. Gostou?

Abre diariamente, das 6h às 18h.

Parque Vila Guilherme

O Parque da Vila Guilherme ganhou o apelido de Parque Trote, mas eu confesso que não sei o motivo. Independentemente disso, ele é um dos ótimos parques para andar de bicicleta em São Paulo.

Inaugurado em 1986, ele tem áreas para várias práticas esportivas, com quadras poliesportivas e áreas de musculação, e também trilhas e caminhadas pela área verde do Parque.

Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Foto: pdrooliveira

O que eu acho mais valioso no parque é que todas as dependências são acessíveis para pessoas com deficiência física ou com dificuldade de locomoção. Além disso, o Parque inventiva a leitura: visitantes cadastrados podem pegar livros emprestados. Não é fantástico?

Abre todos os dias, das 5h30 às 18h.

Zona Leste

A Zona leste é a campeã de parques e áreas verdes: são ao todo 35 unidades administradas pela prefeitura de São Paulo. É muita coisa, não acha?

Eu escolhi quatro os parques mais interessantes para quem quer andar de bicicleta em São Paulo e eu acho que você vai gostar.

Parque Linear Tiquatira

O Parque Linear Tiquatira foi o primeiro parque linear de São Paulo. Aliás, você sabe o que é um parque linear?

A primeira característica desse tipo de parque é que eles, geralmente, não são cercados, mas o que os define mesmo é sua principal função: proteger e recuperar as áreas de preservação permanente e os ecossistemas ligados aos corpos d’água.

Foto: Albert Carlos S Domingos

Lição aprendida, agora você já pode se mandar com a bici para esse generoso cantinho de São Paulo. E não precisa se preocupar com horário, porque o Parque funciona 24 horas.

Parque Jacuí

Como o nome diz, o Parque fica no bairro Jacuí e tem uma boa estrutura para quem quer andar de bicicleta em São Paulo: eu só não indico ir em dias de sol muito quente, porque o parque praticamente não tem árvores.

Em compensação, tem dois campos de futebol, três quadras poliesportivas, pista de bicicross, quadra de vôlei de praia, pista de skate, áreas para recreação, quiosques com churrasqueiras, salão de festas e muito mais.

Mas você vai gostar mesmo é da pista asfaltada com 1.632 metros livres para pedalar.

Abre todos os dias, das 8h às 17h, Há restrição para a entrada de cachorros no parque.

Parque do Carmo

O Parque do Carmo é um dos meu favoritos e eu vou logo já falando por quê: na época da floração das cerejeiras ele fica realmente deslumbrante.

O parque funciona na área de uma antiga fazenda, da qual restam a sede, em arquitetura colonial, um conjunto de lagos e toda a área ajardinada: o Bosque das Cerejeiras é uma das homenagem à imigração japonesa no Brasil.

Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Foto: Neko

A tradicional Festa das Cerejeiras acontece em agosto e reúne centenas de pessoas. Durante a festa acontece o hanami, quando as pessoas sentam sob a árvore-símbolo do Japão para contemplá-las sem pressa.

O parque fica aberto diariamente, das 5h30 às 20h.

Parque Ecológico do Tietê

Parque Ecológico do Tietê (PET) tem uma história um pouco diferente. É que ele foi criado como alternativa de combate às inundações da Região Metropolitana de São Paulo.

O tempo passou, as obras foram concluídas e o PET se transformou em uma imensa área verde, com uma área de 14,1 milhões de metros quadrados o equivalente a cinco Central Parks, em Nova Iorque, ou a onze Parques Ibirapuera.

Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Foto: Alexandre Imamura

Além de fortalecer as panturrilhas no pedal, dá para se programar para fazer um churrasquinho depois do sprint: as 67 churrasqueiras do parque podem ser usadas gratuitamente.

Abre diariamente, das 8h às 17h.

Zona Oeste

A Zona Oeste tem 23 parques.

Todos eles são ótimos para fazer caminhadas ao ar livre e dar aquela aliviada no estresse, mas se você que mesmo é pedalar, eu sugiro ir a alguns dos parques que vou mostrar a partir de agora.

Parque Anhanguera

O Parque Anhanguera tem 9.500 milhões de metros quadrados, mas apenas 400 mil metros quadrados podem ser visitados. Todo o restante é destinado à preservação ambiental.

Foto: OS2Warp

Inaugurado em 1979, o Parque tem trilhas, ciclovia com 2.200 metros de extensão, pista de downhill, campos de futebol, quiosques com churrasqueira e muito mais.

Aberto diariamente, das 6h às 18h.

Parque Raposo Tavares

O Parque Raposo Tavares não é um dos maiores da capital paulistana – ele tem uma área de 195 mil metros quadrados –, mas tem uma característica muito especial: o parque foi o primeiro da América do Sul construído sobre um aterro sanitário.

Agora que você já sabe disso, dá até para pedalar com mais ânimo, porque se faz bem para o meio ambiente, faz bem para todos.

O Parque tem pista de correr, parquinho para crianças, quadras poliesportivas, campo de futebol, banheiro e uma infraestrutura muito boa.

Aberto diariamente, das 6h às 18h.

Parque Villa Lobos

O Parque Villa Lobos fica no bairro de Alto dos Pinheiros, na Zona Oeste da capital é mais uma área super degradada que virou sinônimo de qualidade de vida.

Além de acabar com toda a o poluição visual e ambiental que um antigo lixão e uma área de refugo de dragagem do rio Pinheiros causavam, o parque é super valorizado por quem gosta de fazer atividades ao ar livre.

Parques para andar de bicicleta em São Paulo

Foto: Faal

O parque tem uma área de 732 mil metros quadrados, com ciclovia, quadras, campos de futebol, parquinho para as crianças e um bosque com espécies de Mata Atlântica.

Veja como alugar uma bicicleta no Parque Villa Lobos.

Parque Jardim das Perdizes

O Parque Jardim Perdizes é um pequeno refúgio, um refrigério para quem gosta de atividades ao ar livre perto de casa. É que ele não é grande, são quase 46 mil metros quadrados com uma ótima infraestrutura para a família toda.

Para as crianças, parquinho e muito espaço para correr e brincar. Para os atletas de plantão, pisca de corrida e equipamentos de ginástica. Para a galera da bike, ciclovia em asfalto drenante e a sorte de se sentir livre no meio da selva de pedras.

Acho que você já deve ter encontrado um parque para andar de bicicleta em São Paulo, certo?

Veja mais dicas de São Paulo

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida é só deixar sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @altiermoulin. Agora, aproveite para ver outras dicas de São Paulo.

Sobre o Autor

<a href="https://www.penaestrada.blog.br/author/altier/" target="_self">Altier Moulin</a>

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

comentários

12 Comentários

  1. Henrique Lugon

    Agora ficou mais fácil se programar para um pedal em Sampa. Curtir demais saber que dá para alugar bike nos parques.
    Valeu!

    Responder
    • Altier Moulin

      Dá sim, Henrique.
      Em vários deles. 🙂
      Um abraço!

      Responder
  2. Carla Ciclista

    Altier,
    Obrigada pelo carinho com a cidade e com a galera do pedal…
    Gratidão!

    Responder
    • Altier Moulin

      Obrigado, Carla!
      Um abraço.

      Responder
  3. Marcia Petronieri

    Uau… que post perfeito
    Só indico incluir mais alguns parques, como o Praia Sol, o Martin Luther King e o Shangrilá. <3
    Parabéns!!

    Responder
    • Altier Moulin

      Obrigado, Marcia.
      Vou dar uma olhada.
      Um abraço.

      Responder
  4. Mary Gerhardt

    Altier,
    Que trabalho maravilhoso. Assim a gente até se anima a explorar mais os parque da cidade.
    Muito obrigada!

    Responder
    • Altier Moulin

      Que maravilha, Mary.
      Tem muita coisa boa pra gente explorar em Sampa.
      Um abraço.

      Responder
      • Fechoo

        Meu conheço alguns parques, outros parques nem conheço. Quando for a sampa pretendo visitar alguns deles.

        Responder
        • Altier Moulin

          Maravilha!
          Assim que é bom \o/
          Um abraço.

          Responder
  5. Percival baldin

    Parabéns… Artigos dos parques de SP

    Responder
    • Altier Moulin

      Obrigado, Percival.
      Um abraço!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *