Conheça os seculares canais de Amsterdã

6

Atualizado em 2 de janeiro de 2019

A Holanda é um país que se desenvolveu aprendendo a lidar com o mar. Ameaçadas pelo movimento das marés, as terras desse país tão encantador foram, ao longo dos anos, ganhando barreiras artificiais e diques. Assim, surgiu um dos principais ícones do país: o catavento, usado para bombear a água de locais alagados. Se, por um lado, a relação do país com o mar trouxe gigantescos desafios, por outro, ela criou os seculares canais de Amsterdã. Navegar por eles é um programa imperdível.

Para fazer esse passeio, eu fui até a Amsterdam Central Station, a estação central de trem da cidade. É daqui que partem os barcos que vão me levar para descobrir um pouco dessa cidade navegando por seus canais. Os tais canais são considerados Patrimônio Mundial da Humanidade.

Para planejar melhor seus dias aqui, leia também:  Conexão em Amsterdam: O que fazer em 2 dias.

A empresa que eu escolhi foi a CanalBus. Ela tem três linhas diferentes – verde, vermelha e azul – com 18 paradas nas principais atrações turísticas da cidade. O legal desse passeio é que você pode descer do barco para andar pelas ruas ou para visitar os museus, por exemplo. Depois, pode embarcar novamente, quantas vezes quiser, em qualquer uma das linhas. Tudo com um único tíquete.

Canais de Amsterdã

O cenário da cidade construída sobre a água.

Canais de Amsterdã

Interior dos barcos que fazem o passeio pelos canais.

Os barcos são confortáveis, climatizados e, além disso, têm um sistema de áudio em diversas línguas. Assim, você aprende tudo sobre as ruas, prédios, igrejas e outros monumentos da cidade.

Navegando pelos canais, percebo um pouco da relação que a cidade tem com eles. Em alguns pontos, podemos ver dezenas de casas flutuantes que viraram febre na cidade, especialmente nos anos 1970. Em outros casos, percebo como eles estão bem incorporados à vida da cidade. Afinal de contas, são mais de 400 anos de convivência.

Aqui, no inverno, faz muito frio. Os termômetros marcam -4 graus, mas o vento faz tudo ficar ainda mais gelado. Algumas ruas ainda estão brancas, e os carros ainda parcialmente cobertos pela neve que caiu no dia anterior. Depois de andar pelos canais por algumas horas, desço na Anne Frank Haus para conhecer um pouco mais de sua história. Se você quiser saber mais sobre essa visita, leia: Casa de Anne Frank: uma dolorosa viagem em suas memórias.

Canais de Amsterdã

A neve ainda cobre parte dos carros e das ruas.

Canais de Amsterdã

A arquitetura, os canais, as bicicletas: é, estou em Amsterdã.

IMG_2300

Tentando sobreviver ao frio de -4ºC.

Os canais de Amsterdã

Os famosos canais da capital holandesa fizeram com que ela ganhasse o apelido de Veneza do Norte, isso porque há pelo menos 400 anos surgiu esse fantástico conjunto de canais que teve – e ainda tem – um importante papel na organização da cidade, que foi praticamente construída sobre a água.

São mais 100 quilômetros de canais, com mais de 1.500 pontes. Os três principais canais de Amsterdã são Herengracht, Prinsengracht e Keizersgracht, que foram cavados ainda no Século 17.

Assista a este vídeo curtinho que fiz com algumas imagens do meu passeio. Se quiser saber mais sobre roteiros e dicas de Amsterdã, eu indico o Ducs Amsterdam, um blog especializado na cidade.

Programe seu passeio pelos canais de Amsterdã

Quanto custa | Na empresa que contratei, o tíquete com validade de um dia custa EUR 19, já o que que lhe dá direito a 48 horas de passeio custa EUR 24.50. Crianças de 4 a 12 anos pagam a metade.

Quem leva | Há várias empresas que fazem o passeio pelos canais de Amsterdã – com preços até mais baixos. Você pode consultar e fazer sua reserva com uma das empresas desta lista.

Quando ir | O verão na Holanda é quente e úmido, e as chuvas são mais frequentes entre setembro e janeiro, sendo que outubro é o mês que mais chove. Historicamente, abril é um mês com poucas chuvas. É nesse período, entre abril e maio, que dá para apreciar os campos cheios de tulipas.

Onde ficar | Amsterdã é uma cidade superacolhedora, moderna e cheia de coisas para você descobrir. Ficar perto da Estação Central é garantia de facilidade de locomoção para todos os cantos. Mas isso não será um problema para você na cidade, já que ela tem um excelente sistema de transporte público. O bairro Joordan é ideal para quem quer conhecer melhor o estilo de conviver com os canais e de morar – pelo menos por uns dias – pertinho das casas tradicionais da cidade. Veja a lista completa com as melhores opções de onde ficar em Amsterdã.

Como chegar | O principal aeroporto de Amsterdã é o Aeroporto Internacional de Schiphol (AMS). A principal companhia aérea do país é a KLM, que tem voos diretos saindo de São Paulo e do Rio de Janeiro. Para chegar ao Centro, você pode pegar um trem das linhas 2662 e 9264 na estação que funciona no subsolo do aeroporto.

Os trens internacionais também são uma maneira muito fácil de viajar para cá, partindo de qualquer um dos principais países europeus. A NS é a empresa que opera esse sistema de trens. Para quem quer viajar de carro, as estradas da Holanda são excelentes e têm boa infraestrutura.

Visto e documentos | Brasileiros não precisam de visto para entrar e permanecer na Holanda por até 90 dias. Porém, é necessário apresentar o passaporte com validade de, pelo menos, seis meses. É muito importante saber que o seguro viagem é obrigatório, e que, sem ele, você pode ser impedido de entrar o país. Veja como comprar o seguro viagem.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

6 Comentários

  1. Avatar

    Boa tarde vou até Amsterdam na semana que vem e como minha viagem foi planejada recentemente não tive tempo hábil para comprar o ticket. O que vc me aconselha fazer para conseguir o ingresso após as 15:30, tenho que chegar cedo para a fila ? Obrigada

    • Altier Moulin

      Oi, Fabiane.

      Já tentou comprar o ingresso online? Pode ser que você consiga. Sempre há filas, então é bom chegar cedo.

      Um abraço.

Escreva um comentário