Cânions do Xingó: um paraíso no sertão

10

Atualizado em 15 de agosto de 2018

Em Sergipe está o maior cânion navegável do planeta. Ele é, ainda, o quinto maior do mundo na lista encabeçada pelo Grand Canyon, nos Estados Unidos.  Para chegar até essa maravilha, seguimos pela Rota do Sertão até Canindé de São Francisco, a 215 quilômetros de Aracaju. É de lá que partem os passeios de catamarã para os Cânions do Xingó.

Ladeados por paredões de rocha, navegamos por cerca de 50 minutos pelo imenso Rio São Francisco. Formado pelo represamento das águas do Velho Chico, o lago da Hidrelétrica de Xingó tem águas pintadas em tons esverdeados. Daqui, sai a energia que ilumina casas, movimenta motores e alimenta a economia de quase todo o nordeste brasileiro.

A entrada no ponto mais famoso dos cânions é anunciada nos alto-falantes do catamarã: chegamos ao Paraíso do Talhado, no Sítio Arqueológico de Justino. Nossa parada é no Porto de Brogodó, uma estação construída na entrada da principal gruta de Xingó.

Estamos no outono e aqui, no semiárido sergipano, a temperatura bate os 38 graus. Diante dessa imensidão de água, é impossível não experimentar um mergulho, mas lembre-se de que não é permitido nadar fora da área demarcada. Há rumores de que a Piramdoba, parente das temidas Piranhas, tenha sido encontrada na região e para evitar incidentes essa medida foi adotada. Além dela, outras 60 espécies de peixes nadam livremente nas águas da barragem.

Depois do mergulho para refrescar as ideias, entro em uma canoa para fazer o curto trajeto entre o porto e o ponto mais estreito da gruta. O passeio não demora mais do que 10 minutos, mas é a única oportunidade de estar bem próximo dos rochedos que formam os cânions. Em alguns casos você poderá tocá-los.

Uma hora mais tarde, já estamos prontos para voltar à margem sergipana do Rio. O tempo é curto e aqui a sensação é de que ele passa ainda mais rápido. Em uma das paisagens mais lindas do Brasil, parece mesmo que todo o tempo do mundo não seria suficiente para apreciar tanta beleza.

Cânions do Xingó, Sergipe

Entrada do Paraíso do Talhado.

Cânions do Xingó, Sergipe

O passeio de canoa e a imagem de São Francisco.

Cânions do Xingó, Sergipe

Somente de canoa é possível chegar mais perto dos paredões.

Como chegar aos Cânions do Xingó

A Rota do Sertão, como é chamada a SE-206, liga o agreste ao sertão sergipano. Os 216 quilômetros da rodovia estão em ótimo estado de conservação, porém os 76 quebra-molas que encontramos pelo caminho podem atrasar um pouco a viagem.

A Peregrinos é uma agência especializada em ecoturismo e turismo de aventura. O passeio até os Cânios do Xingó incluem, ainda, um city tour pela cidade de Piranhas, em Alagoas. A Nozes Tur também tem saídas diários para os cânions.

A empresa que explora o turismo nos cânions é a MF Tur. Há passeios diários saindo do restaurante Karrancas, em Canindé de São Francisco, às 10h30 e 11h30, mas na alta estação os catamarãs chegam a partir mais de seis vezes, de terça a domingo. O passeio de catamarã até os cânions custa R$ 70 e o almoço, R$ 30. Você também pode alugar uma lancha pagando por passageiro.

Cânions do Xingó, Sergipe

A área demarcada para banho.

Cânions do Xingó, Sergipe

Calor: outono com 38 graus no semiárido sergipano.

Inclua no seu roteiro

Museu de Arqueologia do Xingó | Se você tiver oportunidade, visite o MAX, o Museu de Arqueologia do Xingó. Ele reúne objetos, esqueletos e reproduções de pinturas rupestres que revelam os aspectos culturais da civilização que habitava a região. De quarta a domingo, das 9h às 17h.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

10 Comentários

  1. Avatar

    Altier,
    Eu fiz esse passeio nos Cânios do Xingó e realmente, tudo que você abordou em seu texto, eu presenciei. Lá é realmente muito lindo mesmo e espetacular.

    Forte abraço!

  2. Avatar

    Verdade, Altier. E muita gente nunca ouviu falar, e nem ao menos conhece.
    Seu blog é show.
    Irei para o Egito em fevereiro de 2018, ai justamente caí de paraquedas no seu blog.
    Li todas as suas dicas sobre o Egito.

    Forte abraço!

  3. Avatar

    Excelente dica, já favoritei aqui e tão logo eu faça, venho postar.

    Encontrei seu blog e já quero fazer muitas coisas mediante suas recomendações.

    Pretendo fazer sozinho e também com o crush rs.

Escreva um comentário