Atenas: como é visitar o Museu da Acrópole

4

Atualizado em 18 de fevereiro de 2019

O primeiro lugar que conheci em Atenas foi o Museu da Acrópole e não foi por acaso. É que, sinceramente, eu acho que ele serve muito bem para nos dar uma visão geral da cidade e da riquíssima história que vemos em cada esquina.

Mas, você sabe o que é a acrópole? Esse termo era utilizado pelos antigos gregos para descrever a área mais nobre da cidade, que ficava em uma parte mais alta, com maior visibilidade e, portanto, mais bem protegida.

Era nessa área que eles construíam os templos, os teatros e outros prédios considerados mais importantes. Era aqui, também, que a população se refugiava em casos de ataques inimigos. A mais famosa acrópole é, justamente, a de Atenas e o Museu da Acrópole, claro, é dedicado a ela.

Como é visitar o Museu da Acrópole

O Museu da Acrópole foi criado em 1863 e construído nas ruínas do templo de Pandion, a poucos metros do Partenon: é assim que eles chamam o templo da deusa Atenas, construído entre os anos de 447 e 432 antes da era cristã, que acabou se tornando o prédio mais imponente e mais visitado de toda a Grécia.

Pequeno e sem muito espaço para receber as novas tecnologias e a quantidade de achados arqueológicos que surgiram desde sua fundação, o museu acabou sendo transferido para uma nova sede: o novo Museu da Acrópole foi inaugurado em 2009, tem uma arquitetura belíssima e uma uma vista privilegiada para o Partenon.

Como é visitar o Museu da Acrópole

Réplicas ou originais?

Quando a gente entra no museu, a primeira pergunta que fazemos é: isso tudo aqui é original ou são apenas réplicas? São originais, na maioria dos casos.

É que desde 1975, o governo grego decidiu manter no museu todas as peças esculpidas que foram encontradas na Acrópole. Aí, eles levaram os originais para o museu, fizeram cópias idênticas das principais e as colocaram na acrópole, nos mesmos lugares e posições que estavam antes.

Como é visitar o Museu da Acrópole

Talvez seja por isso que o Museu da Acrópole é tão especial: a gente fica a poucos metros de peças esculpidas há milênios com uma perfeição que, ainda hoje, não foi superada. É isso que me deixou emocionado e extremamente feliz por realizar mais um sonho.

Como é visitar o Museu da Acrópole

Como é a visita

O Museu tem três andares. No térreo, ficam a bilheteria, uma lojinha e algumas maquetes. No primeiro andar, logo depois de uma rampa, estão centenas de peças, incluindo as Cariátides originais – colunas feitas com imagens femininas. Neste andar ainda há um restaurante ao ar livre com uma vista linda para o Partenon.

Como é visitar o Museu da Acrópole

Como é visitar o Museu da Acrópole

No último andar, que é todo de vidro, está uma reconstrução da parte superior do Partenon com esculturas e painéis encontrados a partir de escavações que começaram no século 19. Aqui, também há uma sala de vídeo que mostra um pouco do que é o Partenon e como ele era originalmente.

Para conhecer tudo isso, você pode separar, no mínimo, duas horas do seu dia. Realmente, é um tempo precioso e, para quem gosta de museu, muito emocionante.

Como é visitar o Museu da Acrópole

Planeje sua visita ao Museu da Acrópole

Quando ir | O Museu tem horário diferente dependendo da época do ano. No verão, de abril a outubro, ele abre na segunda, das 8h às 16h, de terça a domingo, das 8h às 20h, sendo que, na sexta, fecha às 22h.

No inverno, de novembro a março, o museu funciona de terça a quinta, das 9h às 17h, na sexta, das 9h às 22h, e no sábado e domingo, das 9h às 20h.

O Museu fecha em alguns feriados, como Primeiro de Janeiro, Páscoa, Dia do Trabalho, e 25 e 26 de dezembro. Em outras datas, como na Sexta-feira da Paixão, só abre na parte da tarde. Por isso, é bom você consultar as datas no site do Museu.

Como é visitar o Museu da Acrópole

Quanto custa | O valor do ingresso também varia de acordo com a época do ano. No verão, ele custa EUR 10 e, no inverno, sai por EUR 5. Dá para comprar o ingresso na bilheteria mesmo, sem muita fila, mas, se preferir, você também pode comprar pela internet.

Para entrar no museu, você precisa passar pelo controle de bagagem e pelo raio-x. Não é permitido entrar com mochila ou bolsas – você pode deixar tudo no guarda-volumes. Fotografias são permitidas apenas em área limitadas.

Como é visitar o Museu da Acrópole

Como chegar| Para chegar aqui, você pode descer na estação Acrópole do metrô. O tíquete de 90 minutos custa EUR 1,40, e o de 24 horas sai por EUR 4,50. O Museu da Acrópole fica numa área chamada de Makriyianni, na rua Dionysiou Areopagitou do tradicional bairro de Plaka.

Daqui até a Acrópole são apenas 300 metros, que você pode fazer caminhando por uma rua de pedestres que liga os principais pontos desta parte histórica de Atenas. A entrada principal do museu fica no começo desta rua, chamada Dionysiou Areopagitou.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou um jornalista que gosta de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Desde menino, meu desejo era viajar pelo mundo. Já adulto, descobri que isso não era apenas um sentimento, mas um propósito de vida.

4 Comentários

Escreva um comentário