Diversão no Alpen Park, na Serra Gaúcha: os brinquedos mais incríveis

0

Atualizado em 26 de fevereiro de 2021

Nós já sabemos que a Serra Gaúcha é um destino turístico extremamente organiza e que tem inúmeras atividades para a gente aproveitar.

Mas, antes de avançar, eu quero explicar que a Serra Gaúcha engloba Antônio Prado, Bento Gonçalves, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Ipê, São Marcos, Nova Pádua, Monte Belo do Sul, Santa Teresa e Pinto Bandeira. Depois, foram incluídos Ipê, Pinto Bandeira e Nova Roma do Sul e todos os municípios que correspondiam à Aglomeração Urbana do Nordeste – todos no Rio Grande do Sul.

Assim, Gramado e Canela entraram na lista e Caxias do Sul, segunda cidade mais populosa do Estado, passou a ser o maior e mais importante centro urbano da Região.

Essa introdução toda á para dizer que, quando estiver planejando uma viagem para a Serra Gaúcha, é bom procurar atividades diferentes para fazer nas cidades ao redor.

Trenó e montanha russa

O Alpen Park é um complexo turístico onde você encontra diversão para toda a família, por mais clichê que isso possa parecer.

Com 15 atrações, é possível escolher entre brinquedos típicos de parques de diversão, como montanha russa, torre e o super salto, ou aventuras que lhe conectam à natureza, como o trenó e o arvorismo, as duas que eu fiz.

O Alpen Park tem muitos brinquedos típicos de parque de diversões.Uma das atividades que mais vale a pena fazer por aqui é o trenó alpino, o primeiro do Brasil.

O melhor jeito que eu consigo definir o trenó do Alpen Park é: uma montanha russa no meio da natureza.

Eu gostei mais do trenó. O percurso é todo no meio da natureza, passando até por uma pequena cachoeira.

Se você quiser ir devagar é só deixar a alavanca que tem na lateral do carrinho na posição inicial. Ou seja, o natural do trenó é ir devagar, freando, para garantir a segurança.

Para os mais aventureiros, é possível empurrar a alavanca e aumentar a velocidade. O brinquedo é tão divertido que eu fui duas vezes.

Arvorismo

Outra atividade que fiz no Alpen Park foi o arvorismo, que no final ainda emenda uma tirolesa. Essa atividade eu já adianto que não é para qualquer um.

A segurança é garantida, mas depende de você atravessar o espaço entre as árvores se equilibrando pelos obstáculos.

São 110 metros de percurso, nove tipos de obstáculos diferentes e 18 metros de altura no ponto mais alto.

Eu não tenho problema com altura e curti muito a experiência. Cada vez que chegava a uma plataforma – são as bases construídas nas árvores -, era uma conquista. E para chegar à plataforma seguinte, os caminhos sempre são diferentes.

Você precisa fazer tudo calmamente. Mas, não se preocupe, os instrutores estão sempre por perto e te observando, prontos para o auxílio. Em algumas plataformas eu simplesmente parava e olhava adiante.

A vista é privilegiada e o cheiro das árvores deixa tudo mais gostoso. Na última plataforma um dos guias troca os equipamentos de segurança e lhe prepara para a tirolesa, com 300 metros de percurso no total, fechando o arvorismo com chave de ouro.

Dicas práticas

Para entrar no Alpen Park não é cobrada entrada, mas é preciso pagar R$ 10 para estacionar. Cada brinquedo tem um valor diferente e você só paga pelos que quiser. Você encontra todas as informações sobre o passeio e as outras atividades que eles oferecem no site do Alpen Park.

O Alpen Park funciona todos os dias das 9h às 17h45.

O parque está a sete minutos do centro de Canela e a cerca de 20 minutos do centro de Gramado. O BusTour, ônibus turístico da região que para em diversos pontos de Gramado e Canela, te deixa bem perto da entrada.

Eu me hospedei no Bangalôs da Serra, um encantador hotel que fica pertinho do centro de Gramado, a cidade mais famosa da Serra Gaúcha.

Claro, existem muitas outras boas opções por aqui, mas eu realmente indico este hotel. Para saber porque, leia: Como é se hospedar no hotel Bangalôs da Serra.

Você vai comer muito bem em todas as cidades dessa região. Em Três Coroas, eu conheci do Espaço Tibet, um restaurante incrível que dissemina a cultura e a culinária tibetana. Se quiser saber outras sugestões, veja: Onde comer na Serra Gaúcha.

Veja mais dicas do Rio Grande do Sul

Ficou mais fácil planejar sua viagem? Se tiver alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários que eu respondo.

Se preferir, pode falar comigo no Instagram: @penaestrada. Agora, aproveite para ver mais dicas do Rio Grande do Sul.

SOBRE O AUTOR

Altier Moulin

Sou jornalista, capixaba e apaixonado pelo universo viajante. Sempre gostei de contar histórias e de extrair do cotidiano um valor que muitos não percebem. Quando criança, sonhava em viajar pelo mundo e, já adulto, isso virou um propósito de vida.

Escreva um comentário